Jump to content

Leaderboard

  1. uplink42

    uplink42

    New Member


    • Points

      5

    • Content Count

      5


  2. M6

    M6

    Moderator


    • Points

      3

    • Content Count

      6,518


  3. JorgeRocha

    JorgeRocha

    Member


    • Points

      2

    • Content Count

      73


  4. chesser

    chesser

    Member


    • Points

      2

    • Content Count

      316


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 04/10/2021 in Posts

  1. Boas @snsz Aqui está um CIUS-PT válido para uma fatura com desconto global: E aqui uma fatura com desconto na linha de um artigo: Se mais alguém tiver dúvidas com este formato, apitem
    2 points
  2. Os brokers que conheço (listas oficiais nunca ouvi falar) - YET - Saphety - Generix - SERES - ilink - FE-AP - EDICOM (fora de Portugal) - PAGERO (fora de Portugal) - Indra - Esker (fora de Portugal) - Montova (fora de Portugal)
    1 point
  3. Pelos vistos alteraram a página e esqueceram-se de colocar novamente o link para o certificado de testes. Partilho aqui o ficheiro que descarreguei de lá no dia 8/04.
    1 point
  4. Os ficheiros XML enviado á FE-AP não necessitam de assinatura. Eu já desenvolvi a comunicação de ficheiros XML com FE-AP e a Saphety. E também assinatura de PDFs (e envio via webservices) com a Saphety e a Multicert. A questão é, como gerir esta "marmelada" toda. Mesmo entre a Saphety e a FE-AP, as mensagens, os status, os requestID e IntegrationID, a consulta dos Status, etc, é tudo feito de forma diferente. E isto são apenas 2 brokers. O mesmo acontece com os PDFs, Saphety e Multicert, assinatura e armazenamento. Por exemplo, a Multicert devolve o PDF assinado ao inv
    1 point
  5. Normalmente os sistemas EDI vão enviar via AS2, pois na realidade é o protocolo mais universal de interligação entre eles. É preciso ver que muitos clientes portugueses têm fornecedores fora de Portugal que usam outros EDIs europeus, pois isso qualquer broker de jeito vai preferir sempre usar as2/as4 de maneira a aumentar a sua rede de interoperabilidade a baixo custo. Muitos deles recusam-se a fazer ligações 'custom' via APIs específicos porque dá muito trabalho a manter e desenvolver, quando ligações via AS2 é só mesmo acrescentar certificados e comunicar segundo o standard e formatos existe
    1 point
  6. Ora aqui esta .... o mundo confuso !!!! o que diz o @uplink42 foi o que eu ouvi. Ou seja se não enviares os cius-pt por AS2 tens de enviar o XML assinado, pela mesma razão já apontada, os ditos certificados. A questão é: e se eu mandar via broker (ilink por exemplo) o CIUS-PT para depois ser entregue no ESPAP é preciso assinar ? No meu caso, a ilink não me pediu nunca os XML assinados. Será isto uma forma de contornar o problema ? Se já vai de um broker eu acho que não. Mas assinar um XML também são "pinners" mas é preciso pagar. Mais uma vez faço isso com a multicert sem stress
    1 point
  7. Em reuniões que tive com a eSPap, disseram-me que qualquer envio de ficheiro via canais EDI (AS2) para o FE-AP não obrigam a assinatura do XML em si, pois o envio do mesmo já é considerado "seguro" devido à troca de certificados, mas por qualquer outro meio (webservices REST, etc) este deverá ser sempre assinado. Outra coisa a ter em conta é que certos clientes vão exigir XMLs assinados independentemente da plataforma que usam, por isso acho que mais vale jogar pelo seguro neste aspecto. Agora se alguém valida isto ou não já não sei dizer. E a assinatura do PDF é apenas obrigatória no env
    1 point
  8. O Decreto-Lei 28/2019 esclarece estas dúvidas. Ver definições, no Artigo 2.º: Aqui não há qualquer distinção do tipo de recibos, apenas diz recibos, logo englobando todos. Seja como for, como diz o @nunopicado, por que motivo haveríamos de complicar (e, quem sabe, arranjar confusões com a AT) por causa dos recibos?
    1 point
  9. Para carregares os dados de um ficheiro de texto para uma base de dados basicamente quase todos os SGBD têm uma ferramenta de bulk load que fazem isso. Mas se queres fazer o teu loader basta leres linha a linha e teres uma correlação entre a posição no ficheiro e as colunas da tabela. O CSV é um formato muito usado para isso.
    1 point
  10. Podes fazer isso de várias formas, diria que uma das mais inteligente será a que descrevo de seguida. Fazes um select * à tabela das disciplinas ordenado pelo ID e um loop pelo resultado para obteres o cabeçalho da tabela com os nomes das disciplinas. Depois fazes um select * à tabela de disciplinas com um left join à tabela de notas e outro left join à tabela de alunos ordenado pelo id da tabela de disciplinas. Isso vai dar-te todas as disciplinas com os respetivas notas por aluno. Tens de ter em atenção que o left join vai ter "buracos" quando um aluno não possui nota numa discipli
    1 point
  11. O mais fácil é colocar logo o evento click: <img class="fotoArticle" onClick="mostrarFoto(this.src)" src="img/work/tat1.png" > <img class="fotoArticle" onClick="mostrarFoto(this.alt)" src="img/work/tat2.png" alt="ta2.png">
    1 point
  12. Há quem faça game engines faça por cá. Deixo-te aqui um exemplo: http://www.goncalo.pt/por/ embora não saiba se o Gonçalo tem alguma ideia em disponibilizar isso como open source ou similar. O desenvolvimento de jogos em Portugal não é nenhuma novidade. Desde os anos 80 com o ZX Spectrum temos quem tenha feito jogos de topo mundial. O que normalmente acontece é que quem pretende continuar a fazer carreira nessa áreaacaba por sair do país. É uma tendência que gostava de ver invertida, mas infelizmente não acredito que aconteça num futuro próximo.
    1 point
  13. Boas Finalmente consegui assinar documentos xml via XAdES (https://www.w3.org/TR/XAdES/). O Validador Online diz que esta correto, mas alguém sabe onde as tags tem de estar ? Eu não consigo encontrar info sobre isto. Tou a falar da ds:Signature xmlns:ds="http://www.w3.org/2000/09/xmldsig#" Obrigado
    1 point
  14. Para demonstrar o método do cálculo da raiz quadrada "à pata" vou calcular a raiz quadrada de 8091114. Começa-se por dividir o número em grupos de 2 algarismos, a contar da direita 8 09 11 14 Sabe-se de cor todos os quadrados até 100, e por isso sabe-se que a raiz quadrada de 8 (o primeiro número dos grupos de dois dígitos) é 2 vírgula qualquer coisa. Usa-se esse 2 para iniciar o resultado 8 09 11 14 | 2 2 ao quadrado dá 4. Mete-se o 4 em baixo do 8 e subtrai-se 8 09 11 14 | 2 -4 4 "baixa-se" o grupo seguinte à esquerda e o dobro do resultado existente à dire
    1 point
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.