Ir para o conteúdo

Rankings


Conteúdo Popular

A mostrar o conteúdo com mais reputação desde 11-01-2019 em todas as áreas

  1. 2 pontos
    Não sendo fluente nesse Assembly em particular, uma leitura do 'Manual do Simulador do Processador P3' permite constatar que estás a colocar os dados a pesquisar a partir do endereço 8000h (ORIG 8000h) mas estás a procurar a partir do endereço 1 (MOV R2, 1). Se mudares esta última linha para MOV R2, 8000h o código já encontrará o valor.
  2. 1 ponto
    Usually the problem is on their side! But i advise you to try with the new UPDATED project (new certificates). I've tried the Invoice and StockMovement (only the Invoice gave me em error that is surely caused by AT services...) https://github.com/marcolopes/dma/tree/master/org.dma.services.at
  3. 1 ponto
    Pycharm é apenas uma IDE, digamos que é para teres uma interface mais agradável para programares python, tal como C tem Code Blocks, Java tem Jetbrains e por ai fora, é apenas uma IDE, logo poderás usar Pycharm para escreveres o teu código python e executares o que facilita muita coisa mas não serve para criar interfaces gráficas como era a tua dúvida inicial.
  4. 1 ponto
    A primeira questão é, está a fazer a leitura do campo das qtt, quando está a carregar a página, através do documento ready. Isto é, a leitura das qtt é feita quando a página é carregada pelo browser e não quando clica no botão. Deve só despoletar a acção de actualização, quando depois de actualizar o campo, clicar no botão actualizar, para isso, deve dar ao referido botão o evento click. $( "#actualizar" ).click(function() { alert( "O botão actualizar foi premido." ); }); A tag actualizar seria o id do botão actualizar. Depois existe a segunda fase da questão, é a de saber qual é a linha que está a actualizar, isto se quiser fazer o update na base de dados. E para isso, convinha ter um elemento identificativo, um id, por cada uma das linhas, coisa que aparentemente a sua tabela não mostra. Neste caso, nem precisa de um botão, basta clicar na linha da tabela para obter o resultado. ${'#tabela tr td').click(function(){ var qt = $(this).attr('qtt'); alert(qt); }); Por último, se não quiser estar a redescobrir a roda, e facilitar o trabalho, pode utilizar DataTables, que lhe permite manipular as tabelas em html. Ver exemplo em : https://editor.datatables.net/examples/inline-editing/simple
  5. 1 ponto
    bem ... como a maior parte do problema está feito, não estou a ver razão para apresentar a solução para este problema específico #include <stdio.h> #include <ctype.h> #define BUFFER_SIZE 10 int main() { char buffer[BUFFER_SIZE]; size_t readed = 0, count = 0; do { count += readed = fread(buffer, 1, BUFFER_SIZE, stdin); } while (readed == BUFFER_SIZE); printf("number of bytes : %lu\n", count); return 0; }
  6. 1 ponto
    Quando usas o fgets com a stream stdin, só a primeira linha é lida pois o terminal, o qual é o intermediário entre o utilizador e o programa, considera que o Enter é o fim de inserção de dados e passa o "controlo" ao programa, o qual lê do buffer de input os caracteres inseridos, #10 incluído. Portanto, o strlen está a funcionar. Se os dados de entrada são mesmo do stdin, precisas de criar uma função que leia uma sequência de linhas e crie uma string única, o que pode não ser considerado ideal (possivelmente faria um vector de strings). Cumprimentos.
  7. 1 ponto
    Isso é parametrizável de certeza, mas tipicamente trabalha-se com o . como separador decimal, embora ao nível da visualização por vezes se mostre a ,.
  8. 1 ponto
    Boas, Queres alguma coisa deste género? (Adicionando a tool de 'FolderBrowserDialog' ao form) FolderBrowserDialog folderBrowserDialog1 = new FolderBrowserDialog(); folderBrowserDialog1.SelectedPath = AppDomain.CurrentDomain.BaseDirectory; folderBrowserDialog1.ShowDialog();
×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.