Jump to content

Leaderboard

Popular Content

Showing content with the highest reputation since 09/23/2021 in all areas

  1. Novidades de prazos ATCUD (1 de Janeiro de 2023) e SAFT Contabilidade (exercício de 2023 a entregar em 2024), retirado da Proposta do OE 2022: Vamos a ver se é aprovado assim tal como está.
    8 points
  2. Algumas pessoas me têm perguntado sobre como invocar os serviços da AT nomeadamente a comunicação de GT. Sendo endpoints SOAP quem usar C#, com o VS, pode obter o serviço automáticamente através da WSDL. O problema depois é incluir a parte do OASIS Username Tokens headers na chamada ao serviço. Assim fica aqui um link para um artigo que me resolveu o problema. Attaching OASIS Username Tokens headers in WCF Requests Basicamente é necessário interceptar o request para incluir a parte do OASIS <S:Header> <wss:Security xmlns:wss="http://schemas.xmlsoap.org/ws/2002/12/secext"> <wss:UsernameToken> <wss:Username>599999993/37</wss:Username> <wss:Password>ikCyRV+SWfvZ5c6Q0bhrBQ==</wss:Password> <wss:Nonce> fkAHne7cqurxpImCfBC8EEc2vskyUyNofWi0ptIijYg4gYCxir++unzfPVPpusloEtmLkcZjf+E6 T9/76tsCqdupUkxOhWtkRH5IrNwmfEW1ZGFQgYTF21iyKBRzMdsJMhhHrofYYV/YhSPdT4dlgG0t k9Z736jFuw061mP2TNqHcR/mQR0yW/AEOC6RPumqO8OAfc9/b4KFBSfbpY9HRzbD8bKiTo20n0Pt amZevCSVHht4yt/Xwgd+KV70WFzyesGVMOgFRTWZyXyXBVaBrkJS8b6PojxADLcpWRnw5+YeOs3c PU2o1H/YgAam1QuEHioCT2YTdRt+9p6ARNElFg== </wss:Nonce> <wss:Created>>YEWoIoqIY5DOD11SeXz+0i4b/AJg1/RgNcOHOYpSxGk</wss:Created> </wss:UsernameToken> </wss:Security> </S:Header> Para isso, e como explica no artigo, é necessário criar três extensões (classes) InspectorBehavior, ClientInspector e SecurityHeader sendo este ultimo o responsável por acrescentar o XML em falta. Depois é só utilizar estas extensões no envio do request. Eu utilizo a função abaixo, public ATTransporteService.StockMovementResponse sendRequest(ATTransporteService.StockMovement docGuia) { ATTransporteService.StockMovementResponse ATresp = new ATTransporteService.StockMovementResponse(); BasicHttpBinding ATBinding = new BasicHttpBinding(); EndpointAddress ea; int index; ATBinding.Name = "documentosTransporteSOAP"; ATBinding.Security.Mode = SecurityMode.Transport; ATBinding.Security.Transport.ClientCredentialType = HttpClientCredentialType.Certificate; if (testMode) ea = new EndpointAddress("https://servicos.portaldasfinancas.gov.pt:701/sgdtws/documentosTransporte"); else ea = new EndpointAddress("https://servicos.portaldasfinancas.gov.pt:401/sgdtws/documentosTransporte"); index = lstActivity.Items.Add("A carregar certificado... "); Application.DoEvents(); try { ATTransporteService.documentosTransporteClient ATService = new ATTransporteService.documentosTransporteClient(ATBinding, ea); try { if (testMode) ATService.ClientCredentials.ClientCertificate.SetCertificate(StoreLocation.CurrentUser, StoreName.My, X509FindType.FindBySubjectName, "TesteWebServices"); else ATService.ClientCredentials.ClientCertificate.SetCertificate(StoreLocation.CurrentUser, StoreName.My, X509FindType.FindBySubjectName, "MyCertificate"); } catch (Exception ex) { try { lstActivity.Items.Item(index) = "A Carregar Certificado de " + My.Application.Info.DirectoryPath.ToString() + " ... "; Application.DoEvents(); // Tenta registar o certificado a partir do ficheiro if (testMode) { InstallCertificate(My.Application.Info.DirectoryPath.ToString() + @"\TesteWebServices.pfx", Encoding.UTF8.GetString(Convert.FromBase64String(passCertTeste))); ATService.ClientCredentials.ClientCertificate.SetCertificate(StoreLocation.CurrentUser, StoreName.My, X509FindType.FindBySubjectName, "TesteWebServices"); } else { InstallCertificate(My.Application.Info.DirectoryPath.ToString() + @"\MyCertificate.pfx", Encoding.UTF8.GetString(Convert.FromBase64String(passCertEnigma))); ATService.ClientCredentials.ClientCertificate.SetCertificate(StoreLocation.CurrentUser, StoreName.My, X509FindType.FindBySubjectName, "MyCertificate"); } lstActivity.Items.Item(index) = lstActivity.Items.Item(index) + " ok."; } catch (Exception ex2) { throw new Exception("Erro no carregamento do certificado." + ex.Message + ex2.Message); } } lstActivity.Items.Item(index) = lstActivity.Items.Item(index) + " ok."; Application.DoEvents(); ATService.Endpoint.Behaviors.Add(new ATInspectorBehavior(new ATClientInspector(new ATSecurityHeader(myCompany.ATUser, myCompany.ATPass)))); // Envia documento para o web service da AT index = lstActivity.Items.Add("A enviar documento... "); Application.DoEvents(); ATresp = ATService.envioDocumentoTransporte(docGuia); lstActivity.Items.Item(index) = lstActivity.Items.Item(index) + " ok."; Application.DoEvents(); } catch (Exception ex) { throw ex; } return ATresp; } Espero que ajude quem, como eu, esbarrou neste problema.
    4 points
  3. O Certificado de Testes necessário à realização de testes de comunicação com os web services da AT encontra-se disponível na página de Apoio ao Contribuinte do Portal das Finanças, secção Faturação - Regras e mecanismos de comunicação, Certificado para teste de comunicações com Web Services da AT https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/apoio_contribuinte/Pages/default.aspx
    2 points
  4. Talvez este documento possa ajudar. https://www.dropbox.com/s/8kun390ed5n2ubd/Fatura CIUS-PT_UBL2.1_V1.0.0.zip?dl=0
    2 points
  5. O Despacho 8632/2014 diz que o código interno do documento tem de sair na impressão do documento.
    2 points
  6. @americob não tenhas! Esqueci-me de fazer o UPDATE do feedback dado à ASSOFT pela AT, depois da exposição detalhada que foi feita... e a resposta é basicamente esta: O último ponto mostra bem o PARADOXO da AT relativamente a algumas questões... É certo que a introdução "manual" pode ser VALIDADA através do serviço de CONSULTA. Isto é válido para o software que, não tendo a opção de comunicação de séries disponível (por questões de VERSÃO, PREÇOS, ETC), poderia eventualmente confirmar o código através de uma chamada ao serviço de consulta... mas isto não resolve em nada o cenário em que os utilizadores fazem uma introdução manual porque NÃO estão ligados à NET.
    2 points
  7. Eu não posso (não quero) avançar mais enquanto não ficar claro se vai ou não ser possível comunicar mais que um Código Interno de Documento para a mesma série. Não estou para pôr o meu sistema de pernas para o ar e depois ter de reverter tudo ou deitar tudo fora. Tal como disse, fiz as classes de comunicação com o endereço de teste e estão a funcionar aparentemente bem. Os campos necessários e os modelos de impressão já têm isso previsto desde que implementei o QrCode. Agora, a bola está do lado da AT. Se colocarem a funcionalidade de comunicação manual ou o endereço de produção a funcionar da forma como está previsto, considero que já não vão mudar nada e avanço com o desenvolvimento. Acho que a data limite para colocarem em funcionamento será 1 de Dezembro, já que a lei diz claramente sobre a comunicação das séries: "durante o mês de dezembro".
    2 points
  8. Relativamente a este assunto, no dia 21, em Portalegre, na inauguração das instalações locais da Ordem dos Contabilistas Certificados, ouvi da boca do atual SEAAF António Mendonça a dizer que estão a pensar tornar permanentes certas medidas tomadas durante a pandemia e que até agora tem vindo a ser prolongadas por Despacho. Uma delas é o caso dos PDF's continuarem a não precisar de ser assinados. Eu acho bem, pelo menos até um determinado valor, por exemplo, os 1000 euros da Fatura Simplificada. Não faz sentido nenhum assinar uma fatura de um café de 0,60 Eur! O video esteve disponível no Youtube, mas agora não o consigo encontrar.
    2 points
  9. Eles têm de disponibilizar tudo antes do dia 1 de Dezembro, sob pena de não cumprirem com o que está na Lei. As empresas que têm computadores desligados da internet têm de ter tempo para marcarem uma deslocação com o Contabilista ou um Técnico que lhes vá lá fazer a comunicação das séries e colocar tudo a funcionar devidamente antes do dia 1 de Janeiro.
    1 point
  10. Depende de vários fatores, nomeadamente da localização do estabelecimento que emite a fatura. Para ter a certeza será melhor consultar o Oficio_circulado_30240_2021.pdf paginas 12 e 13.
    1 point
  11. Havia situações de pessoas a registar documentos a consumidor final (sem nif) numa série específica que desaparecia misteriosamente ao fim do mês. Mesmo assim continua a ser possível esta situação, podem sempre alegar que registaram a série e ainda não a utilizaram. Ainda não evitam a outra situação de existirem várias séries activas (por exemplo, uma série por mesa num restaurante) em que facilita que possam desaparecer alguns documentos todos os dias já que a probabilidade de haver vários documentos a consumidor "desprotegidos" (isto é, sem que exista um documento posterior com NIF indicado) aumentava significativamente. Mas com o registo das séries esta situação já pode começar a dar na vista. Infelizmente há sempre maneira de fugir e acabam sempre a pagar os que cumprem pelos que não cumprem. Enquanto não for possível obrigar a comunicação dos documentos em tempo real para impedir os desaparecimentos misteriosos e reposições de seguranças isto não vai lá.
    1 point
  12. Desconhecia por completo isso da App E-Factura. 🤔 Quando disse que não tinha propósito era na óptica da impressão, pois toda a informação que vai no QRCode está no documento impresso e para mim só faz sentido se o ATCUD estiver averbado correctamente e não com "0".
    1 point
  13. 😐 Eu tenho quase certeza absoluta que efectuei o registo de facturas com QRCODE de outros contribuintes para testar a APP, e o registo de documentos emitidos com NIF diferente do meu foi recusado! No que toca aos documentos que tenho em casa, posso-vos dizer o seguinte: FUI ENGANDO! 😄 Durante a pandemia fui diversas vezes a um certo restaurante, que estava a emitir documentos com QRCODE (aderiram rapidamente), no entanto, ao invés de emitirem FACTURAS (sempre emitiram facturas, COM ou sem NIF, mesmo sem o cliente pedir) passaram a emitir TALÃO DE CONTROLO!!! Mesmo LAYOUT de documento, TUDO igual... apenas difere no nome! Apanharam "muita gente" na descida!!! Jogada de mestre! Eu não me dei ao trabalho de pedir facturas com NIF, porque depois as ia registar na APP... quando juntei umas tantas, bateu tudo a trave... pensei eu, que o fisco afinal não ia permitir o registo de documentos emitidos sem NIF. Vou testar novamente já na próxima aquisição num estabelecimento que emita documentos com QRCODE (pedindo factura sem indicar o NIF) Em resumo: o QRCODE não deve ser adiado de forma alguma. Já toda a gente teve mais que tempo suficiente para implementar tudo, e actualizar software. As questões de "investimento" em impressoras penso que já não são desculpa, tanto mais que as farmácias não mudaram de equipamento e há muitos meses imprimem QRCODE em impressoras matriciais (não tem tanta qualidade de documentos impressos em impressoras térmicas, mas o algoritmo do QRCODE é robusto e consegue ler tudo - e tenho aqui documentos impressos em impressoras térmicas que são uma autêntica desgraça - se calhar de propósito!!!)
    1 point
  14. e vão dois... O que ontem é verdade hoje pode nao ser....😂 Já volta a fazer sentido o QRCode. @marcolopes Eu entendi a tua ideia, não fica "lesado" mas eu estava a dar a ideia que durante muitos anos foi feito com a Saude e que agora podia ser feita com o IVAUCHER Será por causa disso que só agora passou a funcionar? 😁
    1 point
  15. Concordo. Pelo que tenho lido o QR Code avança mesmo em 1 de janeiro de 2022 com o ATCUD a zero. O ATCUD é só um dedalhe do QR Code.
    1 point
  16. Já experimentou o exemplo sugerido na documentação do próprio PHP: https://www.php.net/manual/en/image.examples.merged-watermark.php Quando se utiliza PNG convém ter em atenção ao formato do mesmo, pois parece que o imagecopymerge não funciona com o PNG-24, sendo nesse caso utilizado o imagecopy, já se for PNG-8 parece que o imagecopymerge já funciona. Existe uma livraria de uso simples que permite adicionar marcas de água a imagens e PDF chamada PHPWatermark: https://github.com/ajaxray/php-watermark Contudo esta livraria exige a presença do ImageMagick.
    1 point
  17. O adiamento do ATCUD só está previsto no OE2022 (e se não for aprovado, aposto que o será por despacho do SEAAF) porque a AT ainda não tem a parte deles de comunicação das séries pronta. Nem tem os serviços de produção a funcionar, nem as opções de comunicação e/ou consulta manuais através do portal. Já estamos no final de Outubro, para uma coisa que iria entrar em vigor a 1 de Janeiro, com possibilidade de ser usada em Dezembro para quem quiser continuar a usar as mesmas séries, e ainda pouco se vê do lado da AT (apenas um servidor de testes para as software-houses irem brincando). Se fossem as software-houses que não estivessem prontas a entregar, eles nem queriam saber. Quem não estivesse pronto levava com coima, é daí que eles recebem o FET. Sempre tem sido assim, e sempre assim será.
    1 point
  18. Caro @Sergio. longe de estarem todos de acordo! A começar por "nós" aqui (e já apresentei a minha indignação à eSPAP e à ASSOFT, que vai passar ao governo) e também alguns BROKERS, eles próprios não estão de acordo com esta confusão (no que toca à interligação) e exigem que a interligação seja OBRIGATÓRIA e sem encargos (neste momento, para além do custo por documento, existem taxas para abrir os canais de comunicação) Pessoalmente, acho que o governo tem de intervir ainda mais, pelo menos para obrigar a que todos os brokers passem pela eSPAP! Mercado livre, sim... podem fazer contratos e convencer quem quiserem, mas NÃO devem poder entregar os documentos directamente à entidade pública sem passar pelo portal do estado! Desta forma, caso o fornecedor do estado queira mudar de broker, software, etc, basta que este faça comunicação com a eSPAP, e não haverá grandes entraves práticos. Neste momento, mesmo a pagar, há brokers que não sabem para onde se virar com tanto trabalho! Incompetência técnica não falta... soluções "marteladas" são comuns... até mete medo!
    1 point
  19. Então e agora o ATCUD? Fica tudo adiado para 2023? E quem já tinha iniciado o desenvolvimento desta aberração? Isto dá trabalho. E perdem-se muitas horas. Ainda por cima, e para variar, o adiamento é assim "meio ambíguo". Custa muito escrever em Português "Fica adiado"?
    1 point
  20. A legislação só diz que tem de ser por EDI para não ser obrigatório assinar. O conceito de EDI é muito lato (Wikipédia): Sendo assim, parece-me que, mesmo que seja por email, webservice, etc., o envio por acordo entre as partes do CIUS-PT, garantindo a autenticidade da origem e a integridade do conteúdo, é uma utilização de EDI e por isso dispensa a assinatura nos termos da alínea c) do nº 2 do artigo 12º do DL 28/2019.
    1 point
  21. É uma exigência ridícula. Quem faz a impressão deveria ser totalmente irrelevante, desde que exista um acordo entre o emissor e o receptor. Eu entendo que a intenção é garantir que o documento em formato digital (não factura electrónica) não ande a circular, e porventura seja "adulterado", e depois impresso sem que o receptor saiba que o documento foi adulterado... mas tal poderia ser resolvido se o documento fosse assinado com o certificado do software emitente, e o recetor fosse informado desse facto.
    1 point
  22. De acordo com resposta que obtive da Saphety em resposta a essas mesmas perguntas que anteriormente fiz: - Assinaturas qualificadas em documentos fiscais (pdf) a enviar por email. Saphety assina, mas nesse caso acho que tens de contratar o serviço (Factura em Pdf) não sendo necessário contratar outra entidade tipo Multicert ou Digitalsign. - Factura Electronica Cius-PT. Saphety assina não sendo necessário contratar outra entidade. Em ambos casos informaram que não é preciso uma segunda entidade para assinar.
    1 point
  23. A lei diz que só se pode deduzir o IVA se o adquirente tiver o original na sua posse. Têm saído Informações Vinculativas da AT que dizem claramente que, a não ser que seja uma fatura eletrónica (que deve ser aquivada digitalmente, etc.) o original é o papel que é impresso pelo emitente. Daí que muitos inspetores têm recusado a dedução do IVA em faturas recebidas por email em PDF se conseguirem provar que foi isso que aconteceu, nem que seja porque o adquirente confessou. Assim, excepto nas datas que os diversos Despachos do SEAAF veio equiparar os PDFs a faturas eletrónicas, todas as vezes que um inspetor da AT consiga provar que o "original" arquivado na contabilidade provem de um PDF impresso pelo adquirente, recusam a dedução daquele IVA. A maior parte dos contabilistas imprimem as faturas, sejam PDFs simples, sejam faturas eletrónicas assinadas, porque não têm software de Gestão Documental.
    1 point
  24. Boas, Tenho uma dúvida quanto a este "conceito" de documento PDF Se eu imprimir uma Fatura e enviar por carta por CTT versus enviar PDF que o meu cliente imprime, qual a diferença ? Ou seja, posso enviar PDFs desde que do lado de lá os imprimam ? TKS
    1 point
  25. Nem sabia que a comunicação de DT's por SAF-T já estava ativa outra vez. Da última vez que tinha visto, só aceitava SAF-T versão 1.02_01 e quando questionamos a AT ela respondeu que, dado a muito reduzida utilização desta funcionalidade tinham optado por não a atualizar para a versão 1.03_01. Quanto à questão em causa, um DT tem de ser comunicado sempre antes da data e hora de carga que corresponde ao início de transporte. Tenho ideia que o sistema não aceita data/hora de início de transporte superior a 30 dias do momento da comunicação. Isto é, se fizeres um documento de transporte com data/hora de hoje, e data/hora de carga 2022-01-31T1200, só o poderás comunicar a partir das 12h do dia 1 de Janeiro de 2022, mas tens obrigatoriamente de o comunicar até às 12h do dia 31 de Janeiro de 2022.
    1 point
  26. Olá @John Hebert Trindade! Segue outra sugestão: $string = '0001_joão'; // troca underline por espaço $stringTratada = str_replace('_', ' ', $string); // exibe string tratada echo ucwords($stringTratada);
    1 point
  27. Podes consultar isso e muito mais no site oficial da ESPAP. Está tudo lá: https://www.espap.gov.pt/spfin/normas/Paginas/normas.aspx https://www.espap.gov.pt/Documents/servicos/sp_fin/Ficheiros_Casos_de_Uso_Formato_CIUS-PT.zip A documentação do iLink também cobre alguns dos casos de uso mais comuns: https://ilink.acin.pt/wiki/public:integrations-api#criacao_de_documentos_por_cius-pt
    1 point
  28. Que condições ? eu forneco isso sem stress. No topico dos espap eu tenho lá o codigo ... falamos por pm
    1 point
  29. Não tenho grande ajuda para te dar, mas se te serve de algum consolo, também não consigo comunicar com o servidor de testes dos documentos de transporte, de há uns tempos para cá. O que fiz foi criar uma série TESTE e comunico com o servidor de produção (apenas GT, para não obrigar a fatura posterior).
    1 point
  30. Não esquecer o PREFIXO "ATCUD:"
    1 point
  31. Viva, Se for mesmo sempre esse modelo, assim sem pensar muito <?php $codeName = "0001_joão"; // Cria array com os valores antes e depois do underscore $split = explode("_", $codeName); // Imprime a posição 0, aplica ucfirst à segunda posição echo $split[0]." ".ucfirst($split[1]);
    1 point
  32. Thanks to @iznougudpt for providing the code. @Flash99 This error may be appearing because you didn't put " [System.Web.Services.Protocols.SoapHeader("SecurityToken")] " in function registarSerie (happened to me).
    1 point
  33. A AT deveria implementar um sistema de validação "manual", tanto mais que será necessário para o caso de não existir ligação à NET. E cada desenvolvedor irá ter ou não as funcionalidades de comunicação via webservice implementadas (ou disponíveis) dependendo da versão... Porque haveria de ser implementada tal funcionalidade numa versão totalmente gratuita, por exemplo?
    1 point
  34. The soap logger helps checking if the final structure is ok, but it's not necessary. If you can enable the logger you can compare your resulting XML with the one generated by the test program. It should give you a hint on what's wrong.
    1 point
  35. Penso que está a haver alguma confusão entre "Tipos de Documentos" ( FT, FT, NC, ND, etc ) e "Origem do Documento" ( Faturação, Doc. de Transporte, Orçamentação, Encomendas, Recibos, etc ) A regras das Séries permite Série repetidas em Documentos com a mesma "Origem", não permite é a repetição dentro do mesmo Tipo: Assim sendo, como tens está correto: Fatura: 1 2022/10 Nota de Crédito: 3 2022/10 Recibo: 4 2022/10 etc. Não pode é existir: Fatura: 1 2022/10 e Fatura 2 2022/10 ( pois são ambos documentos do Tipo FT ) Nota de Crédito: 3 2022/10 e Nota de Crédito 33 2022/10 ( pois são ambos documentos do Tipo NC ) Recibo ( Geral ) 4 2022/10 e Recibo ( Geral ) 44 2022/10 ( pois são ambos documentos do Tipo RG ) etc. Para alem disso: Para o SAFT e para assinar temos de enviar 1 2022/10 ( CID + Espaço + Série + / + Sequencial Na impressão dos Documentos: FT 2022/10 ( Tipo Doc. + Espaço + Série + / + Sequencial ) - Não temos de imprimir o Código interno do documento NC 2022/10 RG 2022/10 OR 2022/10 etc Já se criarmos um novo Documento com um Tipo de Documento que já exista tem de se fazer uma variação na Série, mas isso fica ao critério do Cliente que utiliza o Software pois o Webservice não deixa registar Séries repetidas no mesmo Tipo de Documento, logo menos trabalho de controlo para nós. Exemplo: Se existe: Fatura Produtos: FT 2002/10 Se criarmos uma Fatura Serviços: a série tem de ser diferente, exemplo: FT 2022-S/10 Se criarmos uma Fatura Exportação: a série tem de ser diferente, exemplo: FT 2022-E/10 Pessoalmente não acredito que a AT vá mudar uma virgula, principalmente agora co o Webservice ( em modo de testes ) a funcionar perfeitamente. O adiamento da entrada em vigor em 1 de Janeiro também me parece que não irá acontecer e teremos mesmo de ter tudo a funcionar durante o mês de Dezembro. Como disse o Marco Lopes, quem esperar por novidades de ultima hora pode é ter "novidades" menos boas, por isso mesmo se no dia 1 de Outubro o Webservice em produção entrasse em funcionamento teríamos já o nosso sistema a funcionar. Vamos a ver o que os próximos meses nos trazem de novidades.
    1 point
  36. Acho que esta situação não levanta dúvidas (pelo menos das respostas da AT que tenho visto por aqui colocadas). Só pode ser registada uma série para cada Tipo (FT, FS, FR, ...). Se existe a necessidade de usar vários tipos de documentos internos terão de ser refletidos na string da série (21-AA, 21-AB, etc)
    1 point
  37. Por opção nossa, resolvemos não Assinamos Documentos passiveis de tratamento como é o caso das Encomendas e Folhas de Obra/Serviço e Documentos de Stock por serem internos. Orçamentos e Proformas assinamos, pois não tem tratamento, e precisando de alguma alteração são passados para novos Documentos da mesma Série e alterados antes de serem impressos ( momento em que são assinados ) De qualquer das formas, fora os Documentos Internos sem qualquer relevância fiscal, vamos obrigar a Registar as Séries de todos os Documentos Em relação a não permitir a emissão de Documentos a partir do dia 1 de Janeiro que não estejam Registados na AT, e assim como a maioria das empresas de software também pensamos em bloquear, mas logo resolvemos deixar para mais tarde Isto do QrCode e ATCUD já anda na forja há muito tempo, e quem sabe à ultima da hora a AT volta adiar o lançamento, e nesse casos todos os clientes ficariam com a Faturação parada no inicio do ano ( com toda a certeza não vai ser adiado desta vez ) Para não corrermos riscos, vamos aguardar a confirmação final e oficial, e ai sim, por razões de segurança e legalidade também vamos bloquear a emissão de documentos não registados o que faz todo o sentido
    1 point
  38. Parece estar tudo bem, mas também não vi carater a carater. Reparei que usas o NIF de testes, aconselho a usares um acesso pessoal com o teu NIF para teres a certeza que os testes apenas estão a ser registados por ti
    1 point
  39. Não sei há alguma coisa mais actual, mas o Despacho 8632/2014 diz o seguinte:
    1 point
  40. I made a test project in c# to test the comunication with AT webservice. You should be able to convert to VB.Net the parts you need. https://easyupload.io/hsz5fu
    1 point
  41. Colegas, estamos "completamente" off-topic! 1) Assinatura de DOCUMENTOS através da CHAVE MÓVEL DIGITAL: https://www.portugal-a-programar.pt/forums/topic/79003-cmd-chave-móvel-digital-assinar-pdf 2) Assinatura de FACTURAS através do sistema SAFE: https://www.portugal-a-programar.pt/forums/topic/79044-serviço-de-assinatura-de-faturas-eletrónicas-safe 3) Factura Electrónica (da Administração Pública): https://www.portugal-a-programar.pt/forums/topic/76837-norma-europeia-de-fatura-eletrónica-einvoicing-diretiva-201455eu
    1 point
  42. Serviço de Assinatura de Faturas Eletrónicas (SAFE) https://www.autenticacao.gov.pt/serviço-de-assinatura-de-faturas-eletrónicas-safe-
    1 point
  43. A tabela que documentamos é esta: https://docs.peppol.eu/poacc/billing/3.0/codelist/UNECERec20/ que vai dar ao mesmo dentifier UNECERec20 Agency UN/ECE Version Revision 11e
    1 point
  44. Sim. https://is.gd/FG9cwP
    1 point
  45. Olá boa tarde, Disponibilizei uma aplicação funcional no GitHub. Nota: esta aplicação deverá ser "vista" como ponto de partida.
    1 point
  46. Viva, Presumo que estejas a guardar com um "fwrite" ou algo do género, Para ler, é só alocar uma lista e ler com "fread" ateu o ficheiro acabar, Podes também guardar no início do ficheiro o tamanho do array (ou dos dados em geral), Novamente, presumo que seja um (ou mais) array de alguma estrutura, Boa sorte
    1 point
  47. continuo a não perceber aonde leram isso de não se poder ter varias FT/FR etc mas com séries diferentes !
    1 point
  48. Qual é o problema de teres várias lojas / pontos de venda e só teres um tipo de documento denominado "FT"? O que diferencia é a série. Podes ter: FT A/291 FT B/121 FT C/92
    1 point
  49. Já resolvi todos os meus problemas com esta primeira integração com a AT (deixo os meus comentários para que futuros programadores não tenham de passar pelo mesmo): - Fiz testes em ambiente real (anulando posteriormente os documentos), pelo que li em muitos comentários deste post já longo, este é o modo operandis, pois o ambiente de testes é tudo menos um ambiente, que embora até consiga funcionar de vez em quando para alguns dos serviços, não funciona para muitos outros; - Borrifei-me para a v2 que altera da data encriptada para a data em aberto com a adição de uma nova chave encriptada Password Digest que é uma compilação de todas as outras: Tentei durante imensas horas mas falhou sempre. Visivelmente a Password Digest era pequena. Pelo que li por aqui, também ninguém conseguiu mas ao contrário de mim, também ninguém deu feedback final (se eu pensa-se assim, continuava-mos na mesma corrente). Portanto retire a v2, Password Digest e passei a enviar a data encriptada, conforme os exemplos da v1; - Por fim, com o projeto de consola de testes a integrar corretamente, em produção e uma vez que estou a usar Visual Studio, liguei-me ao wsdl e gerei tudo com o assistente de ligação aos webservices soap, portanto acabou-se o esparguete do xml e tenho o intelissense com classes como faço para outros webservices. O problema seria na autenticação. Para tal usei uma instância da classe OperationContextScope antes do pedido, para me meter pelo meio e injetar o xml de segurança; - Para certificados, adicionei os 2 ao projeto como embeded resources não dependendo do file system, pois o X509Certificate2 do .NET, tem um overload que permite ler de byte array. Quando os certificados renovarem, é mudar 2 ficheiros no projeto e virá logo com a atualização seguinte, pois são regulares, sem ter de alterar nada na máquina de destino.
    1 point
  50. Olá, Freinando Tudo bem? Você poderia me ajudar a criar um VBA? Criei uma planilha onde diversas pessoas terão acesso em uma rede. Preciso que a planilha fique protegida da seguinte forma: È uma planilha de controle de requisição e controle de compras e as pessoas vão preenchendo manualmente conforme as necessidades de cada unidade ou centro de distribuição. Por exemplo: Eu preenchi a planilha da linha 2 . Preenchida da celula A02 até O2. Assim que eu efetuei o preenchimento da linha ela precisa ser bloqueada automaticamente, para que ninguém possa apagar os dados. Porém a linha de abaixo, precisa estar desbloqueada para que as pessoas efetuem o preenchimento da linha, e assim sucessivamente. Consegue me ajudar com esse caso? Obrigada!
    1 point
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.