Ir para o conteúdo

Rankings


Conteúdo Popular

A mostrar o conteúdo com mais reputação desde 19-12-2017 em todas as áreas

  1. 2 votos
    Pelo que percebi o jogo é à vez e basicamente tens dois modos: #1 Em Jogo: em que tens o browser à espera da resposta do jogado (aqui basta teres a coisa em formato post de um form) #2 Espera: em que tens o browser, por exemplo de segundo a segundo via Ajax com json, a ver se já pode jogar, basta teres uma resposta de 1 ou 0: Se tens uma resposta de, por exemplo, 1: continuas em espera. Se tens uma resposta de, por exemplo 0: invocas um url onde vais buscar as perguntas (basicamente onde o modo "em jogo" respode) Basicamente é isso. A parte da sintetização de fala podes fazer no servidor, tipo criar um MP3 temporário que depois tocas no browser.
  2. 1 voto
    Boa tarde Tiago, Eu tenho e conheço muitas empresas, que funcionam assim pelo que não há nenhuma ilegalidade, dado como tu dizes e bem "todo o fluxo de documentos" são enviado para a AT. As multinacionais tem o seu próprio ERP para gestão, todos documentos obrigatórios pelo estado Português são emitidos, certificados e enviados por outro programa certificado. O mesmo acontece quando tens o ERP com multi empresas umas empresas com sede fiscal em PT e outros no estrangeiro o documentos emitidos por empresas PT são certificados e tem todas as regras legalmente exigidas por AT. Cumprimentos,
  3. 1 voto
    Um pouco relacionado com isto, tivemos também recentemente a notícia da Apple ir mudar os dados iCloud dos utilizadores chineses para a China. Um artigo interessante sobre a possíveis implicações desta decisão para a segurança dos dados: https://blog.cryptographyengineering.com/2018/01/16/icloud-in-china/
  4. 1 voto
    Thoga31, eu vi esse tópico enquanto quebrava cabeça pensando em algo para simular o multithread, tenho até aqui anotado num bloco de notas a forma que tu utilizas, eu usei sua dica sobre o delay, pode ver que está até no programa, obrigado por vir aqui me ajudar! Estou a rondar o passado do fórum sempre, e você, nunopicado e Pwseo são os mais ativos, até onde eu vi. Isso é realmente muito bom, obrigado por ajudar nós principiantes sempre! Abraços. Gabriel Gomes.
  5. 1 voto
    Olha o @HecKel e o @M6! Meus caros, como estão? O P@P infelizmente perdeu parte do interesse. Estou em alguns grupos de programação no Facebook quase em modo de espião (vejo mas não participo) e cada vez mais tudo se faz por lá. Quando, numa das raras vezes que participei, falei do P@P, houve um misto de reacções, mas a maioria foi de que "não valia a pena" pois havia o Facebook ou "temos outros sites que não desses para miúdos" - escusado será dizer que fiquei um tanto-quanto verde quando vi pessoal chamar ao P@P um site de miúdos. Mas a verdade, se olharmos bem, não anda assim tão longe Eu tenho perdido algum interesse porque o espírito de partilha que havia em 2010, quando me inscrevi, em muito se perdeu: já não se debate programação, debatem-se trabalhos de escola e faculdade. É interessante por uns tempos, mas para pessoas como eu a coisa vai perdendo o interesse. Eu estou sem sugestões. Vou vindo cá pontualmente para ver como anda o ambiente, mas já não sou um miúdo do secundário cheio de hormonas: já sou um homem formado e com uma vida com que lidar. O que o P@P mais perdeu foi esse espírito de antigamente, de debate de programação pelo puro gosto pela área e pelo gosto de partilhar. Pessoalmente, é o que mais sinto falta. Cumprimentos, thoga31
  6. 1 voto
    Já presenciei um problema parecido... Consegui resolver da seguinte maneira: [...] uses Crt; var alvo : integer; procedure movimento; begin repeat if (keypressed = #75) or (keypressed = #77) then begin //seta esquerda e direita [movimentos da nave] //faz o movimento da nave e rapidamente volta movimentoDoTiro; end else begin if (keypressed = #74) or (keypressed = #106) then begin movimentoDoTiro; end else begin //caso não seja continua com o jogo normal //papel de fundo passando end; end; until (keypressed = #27) end; procedure movimentoDoTiro; var X1, Y1 : integer; begin for I := 1 to alvo do begin //A variável alvo é favorável caso o tiro atinja o fim do mapa ou outra nave. gotoxy(x, y+1); //variáveis teste X1 := WhereX; //Adiciona a posição de X À variável X1 Y1 := WhereY; //Adiciona a posição de Y À variável Y1 if alvoTest = true then begin gotoxy(X1,Y1); clreol; //apaga a linha end; if (keypressed) then begin movimento; end; end; end; begin movimento; end. Aviso que coloquei este código sem pensar muito nas outras variáveis como o papel de fundo passando, vida da nave, e essas coisas assim. Sendo assim, pode conter alguns bugs no código acima, mas a questão principal parece ter sido resolvida. Estou meio sem tempo agora pra pensar direito, mas mesmo assim espero ter ajudado. boa sorte aí no projeto, talvez eu volte com um código melhor mais tarde. 20:23 | 13/01/2018 (Horário de Brasília)
  7. 1 voto
    A partir do momento em que tu enfraqueces uma feature de segurança para uma entidade, enfraqueces para todos. Não só é um facto, como já está bastante demonstrado em vários casos que já aconteceram no passado. Acabas por não estar a expor a informação de uma má pessoa a uma entidade com autoridade, mas potencialmente colocar a informação de todos nas mãos de pessoas que a vão utilizar com más intenções.
  8. 1 voto
    Existe uma hipótese de «simular» esse multithreading, mas não sei se a standard library em Pascal possui tudo o que é necessário... Basicamente, é necessário ter uma forma de ler o estado do teclado sem interromper o programa (ou seja, em vez de utilizar ReadKey que bloqueia até que algo seja pressionado, precisamos de uma função que «olhe para o teclado» num dado momento e nos diga se determinada tecla está pressionada e devolva logo o controlo ao programa). Tendo isto, o programa principal poderá consistir num ciclo que executa X vezes por segundo (p ex 30) e que em cada iteração verifica que teclas estão a ser pressionadas e actualiza o ecrã de acordo com o estado geral das coisas. Continua a não ser, de todo, algo para um iniciante... mas evita a complexidade das threads, e pode ser até mais intuitivo nalguns aspectos.
  9. 1 voto
    Estive a estudar o SELinux pela documentação da Redhat e era mesmo disso, resolvi usando a mesma resolução na página que eu tinha encontrado (https://access.redhat.com/solutions/39006). https://access.redhat.com/documentation/en-us/red_hat_enterprise_linux/6/html/security-enhanced_linux/sect-security-enhanced_linux-maintaining_selinux_labels_-checking_the_default_selinux_context https://access.redhat.com/documentation/en-us/red_hat_enterprise_linux/6/html/security-enhanced_linux/sect-security-enhanced_linux-selinux_contexts_labeling_files-persistent_changes_semanage_fcontext Também encontrei uma thread no SO com o mesmo problema que eu, o que também ajudou: https://stackoverflow.com/questions/15652654/logrotate-cron-job-not-rotating-certain-logs Confirmei também o erro que encontrava no /var/log/messages: # aureport -a 245. 01/08/2018 03:45:01 logrotate system_u:system_r:logrotate_t:s0-s0:c0.c1023 2 file write unconfined_u:object_r:usr_t:s0 denied 55073 246. 01/08/2018 03:45:01 logrotate system_u:system_r:logrotate_t:s0-s0:c0.c1023 2 file write system_u:object_r:usr_t:s0 denied 55074 247. 01/08/2018 03:45:01 logrotate system_u:system_r:logrotate_t:s0-s0:c0.c1023 2 file write system_u:object_r:usr_t:s0 denied 55075 248. 01/08/2018 03:45:01 logrotate system_u:system_r:logrotate_t:s0-s0:c0.c1023 2 file write system_u:object_r:usr_t:s0 denied 55076
  10. 1 voto
    https://faturas.portaldasfinancas.gov.pt/factemipf_static/java/FACTEMICLI-2.5.6-cmdClient.jar
  11. 1 voto
    Podes usar o GeoIP2: - https://www.maxmind.com/pt/geoip2-city?pkit_lang=pt - https://dev.maxmind.com/geoip/geoip2/downloadable/
  12. 1 voto
    Não há nenhum problema com o teu código, está tudo a funcionar como deve ser. Creio que o problema está na tua interpretação de cabeçalho, no que é a impressão e na espetativa que tens quanto a isso. O HTML não tem a noção do que é um cabeçalho, nem sequer tem a noção de impressão (embora o CSS3 venha endereçar um pouco essa questão). Quando fazes CTRL+P para imprimir, grosso modo, o browser vai enviar para a impressora a informação que está a mostrar na página, e repara que na página o que chamas de header não se repete. Além disso, o browser não tem noção de que há um elemento que queres repetir após cada quebra de página. Se necessitas de ter algo que sai bem a nível da impressão, basicamente tens duas hipóteses: Ter uma view especifica para impressão onde o HTML sai todo bonitinho para sair em cada página A4 (tens de ser tu a fazer as contas e os acertos para saber onde vão cair as quebras de página). Gerares um PDF (ou outro tipo de documento) já formatado como queres.
  13. 1 voto
    O melhor que tens a fazer é falares com um especialista em GDPR (posso indicar-te se quiseres) para fazer um levantamento e depois verificar o que tem de ser feito/corrigido. Se tiveres a ajuda de um especialista a coisa torna-se significativamente menos dolorosa, nem que seja pelo colocar do esforço nos locais certos e não nos andarmos a dispersar...
  14. 1 voto
    O |DataDirectory| deverá ser suficiente. Quando à distribuição, não te posso ajudar uma vez que nunca usei o Express, vais mesmo ter de fazer testes.
  15. 1 voto
    O uso do mod e div servem apenas para apresentar o tempo no ecrã, e não para determinar quando o tempo reduz. Exemplo: program Project1; uses Crt; var TempoMin: Integer = 2; TempoSeg: Integer; RestamMin: Integer; RestamSeg: Integer; begin Write('Quantos minutos? '); ReadLn(TempoMin); // Converte minutos em segundos, pois a contagem tem de ser sempre em segundos TempoSeg := TempoMin * 60; // Ciclo while TempoSeg >= 0 do begin // Com o div, consegues apurar quantos minutos completos faltam para o fim do tempo RestamMin := TempoSeg div 60; // Com o mod, consegues apurar quantos segundos faltam além dos minutos completos RestamSeg := TempoSeg mod 60; WriteLn('Faltam ', RestamMin, ' minutos e ', RestamSeg, ' segundos'); // Reduz o tempo Dec(TempoSeg); Delay(100); end; WriteLn('Fim'); ReadLn; end.
  16. 1 voto
    Assim como o nunopicado disse, tens que fazer a contagem só para segundos. O que tens de fazer é verificar se o tempo é maior que 60, se for, você coloca como 1 minutos, se for maior que 60 duas vezes, 2 minutos, nesse sentido, mais ou menos assim: [...] if tempo > 60 then begin tempoM := '1 minuto'; //tempoMinuto : string; tempoS := 60; //tempoS := integer; repeat write('Seu tempo é ', tempoM, 'minuto e ', tempoS, ' segundos.'); tempoS := tempoS - 1; delay(1000); clrscr; until (tempoS = 0); [...] Ainda poderias, para ajudar na formação do programa para torna-lo mais "complicado", adicionar o comando Window neste código na parte em que ele conta o tempo, deste jeito: [...] window(10,3, 60,15); repeat write('Seu tempo é ', tempoM, 'minuto e ', tempoS, ' segundos.'); tempoS := tempoS - 1; delay(1000); clrscr; until (tempoS = 0); window(1,1, 80,25); [...] Diga-nos se tiveres algum progresso :)) 15:45 05/01/2018 (Horário de Brasília)
  17. 1 voto
    Introdução Já muito foi escrito sobre a biblioteca jQuery para JavaScript, incluindo alguns artigos na Revista Programar (por exemplo, Mitos do jQuery e jQuery: Usar ou Não Usar?). No entanto, existem outros projectos “irmãos” do projecto jQuery que são igualmente interessantes para programado- res e designers Web, como as frameworks jQuery Mobile e jQuery UI. Neste artigo, foco-me na jQuery Mobile explicando a sua filosofia de programação, e mostrando alguns dos componentes principais para a criação de uma aplicação móvel. Ler mais…
  18. 1 voto
    http://downloads.elsif.pt/Codigos Postais/ esta em formato de texto, mas podes importar para as tabelas Access, pois tem delimitador a separar cada um dos campos
  19. 1 voto
    Partindo do principio de que levas atrás o motor do SQLServer (caso contrário poderás ter de instalar o Express ou ter um SQL Server "a sério"), a tua questão é simples de resolver. Tens duas hipóteses: #1 ou colocas o caminho da base de dados relativo ao caminho da tua aplicação, por exemplo num subdiretório "db" da tua aplicação, ou #2 tens um ficheiro de configuração que é criado durante a instalação e que indica o local da base de dados, (por exemplo um ficheiro .ini) e quando a tua aplicação arranca vai ver onde está a base de dados.
  20. 1 voto
    int main(){ char valor[32]; FILE *fp; fp = fopen("cinemas.txt", "r"); fscanf("nome: %s\n", valor); printf("%s\n", valor); fscanf("local: %s\n", valor); printf("%s\n", valor); fclose(fp); return 0; } v
  21. 1 voto
    O "FACTEMICLI-2.4.2-0020-cmdClient.jar" já vai na versão "FACTEMICLI-2.5.6-cmdClient.jar". Só este mês já mudou 3 vezes, dia 18, dia 19 e dia 20. Mesmo junto ao fim do prazo, dá a ideia que o objetivo era criar situações de "não entrega" para caçar a multa!
  22. 1 voto
    O que fiz foi o seguinte, na primeira linha do saft-pt substitui <?xml version="1.0" encoding="Windows-1252"?> por <?xml version="1.0" encoding="WINDOWS-1252"?> e já validou. experimentem !!
  23. 1 voto
    Verifica se nova máquina consegues aceder ao endereço e porto do WebServices que estás a tentar aceder e valida se tens o certificado correto instalado.
  24. 1 voto
    E claro que hoje aconteceu o mesmo. Mais um cliente que não conseguia enviar e porquê? Porque saiu a versão 2.5.5!!
  25. 1 voto
    @BHAMF, ainda bem que já resolveste, ia agora a responder-te. Mas permite-me uma recomendação: begin FtpGetFile('**.***.***.***', '**', '/public_html/index.html', 'D:\Programas\Programas pascal\testes synapse\ftp\d\index.html', '*********', '*********'); readln; end. Nunca, mas mesmo nunca, NUNCA... Uses caminhos absolutos dentro do programa, especialmente, caminhos locais. Aquele D:\XPTO\PardaisAoNinho que ali tens é o suficiente para te quebrar o programa caso haja necessidade de reinstalar (ou até de instalar num PC diferente, por exemplo, com o Windows em Inglês). Aliás, basta a pasta não existir e já tens problemas. Mesmo que neste caso concreto até possa não ser grave (não sei qual a utilidade desse software), faz com que seja uma regra nunca o fazeres. Ou vais buscar o caminho por parametro do executável, ou num ficheiro de configurações... qualquer coisa. Mas nunca um caminho absoluto.
  26. 1 voto
    Kalin, a primeira linha só pode ter <?xml version="1.0" encoding="Windows-1252"?>. Ou seja, se deres um enter neste ponto, o resto pode ficar igual que já vai funcionar. Claro que isto nunca foi problema desde a primeira versão do saf-t, mas pelos vistos os Srs da AT decidiram actualizar as coisas... e logo na véspera de terminar o prazo de envio do saf-t mensal.
  27. 1 voto
    Sim é geral, os ficheiros estão bem, mas não enviam por webservice pelo processo manual está a funcionar.
  28. 1 voto
    Atenção. A versão do JAR 2.5.2 foi substituída pela 2.5.4 e a AT não está a autorizar o uso da versão 2.5.2. Actualizem já para evitar problemas, dado que o prazo de entrega dos SAF-T termina amanhã.
  29. 1 voto
    Boas, Não sei se já foi postado, mas fica aqui o aviso da AT. (email da semana passada) "De acordo com os dados que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) dispõe, verificamos, que o ficheiro, mediante o qual comunicou os elementos dos documentos emitidos, não respeita a nova estrutura de dados legalmente exigida. Alertamos para o facto de que para as faturas emitidas, a partir de 1 de julho de 2017, o ficheiro normalizado estruturado com base no ficheiro SAF-T (PT) deve observar o formato constante do anexo à Portaria n.º302/2016, de 02-12, correspondente à versão 1.04_01. Informamos que a partir de 1 de janeiro de 2018, só os ficheiros que respeitam a nova estrutura de dados, ou seja, a versão 1_04 serão aceites, aquando da sua submissão, no Portal das Finanças."
  30. 1 voto
    Se queres um Ultra Book nos 1000 euros com 15 polegadas, não penses muito nisso, o Dell XPS 15 que é aquilo que deves estár á procura num portatil windows custa 2000 euros, e um macbook pro 15 vai para o mesmo preço. A Lenovo tem portateis nos 800-900 euros de 13 polegadas, são mais portateis que estes asus que são de 15 https://www.pcdiga.com/portatil-lenovo-ideapad-320s-13-3-320s-13ikb-750 É Quad Core também, com uma MX150 que é o mesmo gpu que esse asus e tem 13 polegadas Em termos de bateria espera algo entre 4 a 6 horas, o que é normal dos portateis de 13 polegadas nestes preços de 800 a 900 euros Mas já que agora falas em maquinas virtuais, num computador de 8gb de Ram esqueçe lá isso, 16gb no minimo, e precisas mesmo de um SSD para coisas assim, alias um SSD hoje em dia é muito muito importante, e isto tudo pode sair caro. Se queres mesmo um Ultrabook. fino, muita bateria, potente, tens que saltar muito o preço, Dell XPS 15 com ecrã 4k com uma GTX 1050 e um i7 com 32gb de ram que te custar uns 2500 euros ou algo assim , tens também no lado da Lenovo os Yogas, na Asus um ZenBook Pro que vai até aos 2500 euros, e depois tens o macbook pro, eles tem quase todos o mesmo tamanho sendo o mac mais fino mas a diferença não é muito grande Mas a questão é, precisas mesmo mas memso de um portatil, não podes ficar com uma torre?
  31. 1 voto
    binca com isto : https://developer.mozilla.org/en-US/docs/Web/CSS/z-index
×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.