Jump to content

Recommended Posts

Olá pessoal, estou com dúvida em criar o ficheiro saft, estou desenvolvendo um software de faturação.

porém já olhei um montão de exemplos sobre o mesmo, até agora não consegue entender, quais são os dados somente para faturação e como deve ser estruturado o arquivo XML.

OBS: Sou Angolano, e não encontro nada relacionado ao nosso país

Link to post
Share on other sites
albertosilva

Acho que um bom ponto de partida é o ficheiro XSD disponibilizado pela Autoridade Tributária, que para além de naturalmente servir para validar que o XML que produzires está correcto e de acordo com o especificado, pode servir para criares as entidades na tua linguagem de programação, que não dizes qual é.

Quanto nós tivémos que fazer isso em C#, parti de uma extensão para Visual Studio chamada Xsd2Code salvo erro, que gera em C# as classes, enumerações, decoração para serialização, etc. que te permitem criar em memória a hierarquia de objetos que quando serializada te gerará o XML devidamente formatado. Pura magia quando comparada com gerar o XML "à mão".

Quanto ao preenchimento desses objetos a partir das tuas tabelas, é algo que terás que inferir a partir da legislação e documentação técnica emanada, e dúvidas de caracter "legal" deverás tentar esclarecer com alguém habilitado e que se possa responsabilizar pela informação que te transmite, porque em última análise, serás tu ou a tua empresa o responsável pela conformidade do SAF-T gerado e submetido. 

  • Vote 1
Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.