Jump to content
Luis Andrade

Delphi 15 anos depois

Recommended Posts

Luis Andrade

Boa noite comunidade,
Preciso do vosso aconselhamento e sugestões.

Sou um programador "da velha guarda" iniciei como muitos da minha geração em Cobol, RPGII e claro VB, posteriormente por motivos profissionais migrei para o Delphi quando este ia na versão 5 e desenvolvi sobre o mesmo ate á versão 2005. O Delphi contava com uma comunidade muito limitada em Portugal mas estava amplamente instalado em alguns paises europeus e sobretudo no Brasil. Posteriormente desenvolvi alguns "pequenos projetos" em VB, VB.NET e PHP. Atualmente por necessidades especificas tenho um grande projeto em mãos com base na migração de uma aplicação industrial que corre em DOS e feita em CLIPPER, provavelmente poucos de vos ou nenhuns se recordarão desta linguagem. Concluindo, pensei em retomar o desenvolvimento Delphi mas fiquei surpreendido ao constatar que a comunidade existente praticamente desapareceu ou parou no tempo. Continuo a encontrar alguns desenvolvimentos e forums mas basicamente está tudo parado no Delphi 7 e sem atividade. Vejo que o que está na "moda" atualmente é o C#, mas não sei se justifica entrar numa nova linguagem, que me aconselham?

Abraço comuniadade

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

@Luis Andrade é sempre bom ver aqui malta da velha guarda, sinto-me menos sozinho! :D

Quanto à velha questão da escolha da linguagem, como costumo dizer sempre, não há escolhas certas, há decisões que se tomam...

O C# não é "moda", veio para ficar há anos. A questão que se coloca ainda antes da linguagem é se isso vai ser monoposto-desktop-windows ou se faz sentido ser distribuido-web.
Tenho bastante experiência em migrações (em especial ao nível dos dados, com e sem migração de base de dados) e migrar de Clipper com DBase (presumo que seja esta combinação por andarem de mão dada como o PHP com o MySQL hoje em dia) pode já não fazer sentido manter uma solução desktop (mesmo que multiposto).

A escolha da linguagem deverá ser equacionada tendo em conta vários fatores, como por exemplo, qual a infraestrutura e suporte que o cliente já possui por forma a garantir que a manutenção e gestão da aplicação se encaixe na realidade do cliente. Obviamente há situações onde a disrupção acaba por ser necessária.

Não sei se consigo dar mais ajuda (se é que dei alguma :D) sem saber mais detalhes...

 


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luis Andrade

Ola bom dia M6.

Pelo que percebo a tua atual area é PHP e MySQL?

A situação é basica, e como dizes hoje em dia pouco importa a distribuição e manutenção de uma aplicação desktop (na minha humilde opinião) via web fica muito mais "disponivel" e abrangente. O problema para mim é o grafismo, tenho testado algumas soluções de desenvolvimento web mas quando chega á parte do interface fica sempre algo demasiado "web" se é que me faço entender, por outro lado com as ferramentas que existem hoje em dia, nada impede desenvolver uma aplicação desktop que depois se coloque num servidor e cuja acessibilidade seja via browser, durante algum tempo fiz isso com algumas da minhas soluções Delphi e os clientes até preferiam face a algo web, mas cada casa é um caso.

 

Aqui basicamente, a situação é simples, uma aplicação feita em VB que parou no tempo e agora tenho a missão de a atualizar e voltar em colocar em produção nos clientes que consomem a versão atual e procurar deixar a mesma user frendly para novos clientes....

Um abraço

Edited by Luis Andrade

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

Viva.

A minha área é aquilo que for necessário :D
PHP, C#, Java/J2EE, Python, Android, C++, Delphi, MySQL, SQL Server, Oracle, DB2, DOS, Windows, Linux, Mac OS X, enfim, uma panóplia de coisas, algumas mais esotéricas como R, TCL, AS/400 e outras de que hoje em dia não confirmo como VB e ASP... :D

A questão do grafismo resolve-se com um designer. O gosto é mesmo assim, de cada um, mas hoje em dia ninguém se "safa" do "design web", goste-se ou não.
A nível de manutenção, como referes e bem, a questão fica bastante simplificada, um deploy no servidor e todos os clientes estão automaticamente atualizados. Não há questões de permissões de utilizador do Windows, acessos a diretórios/drives partilhadas, falta de bibliotecas, comportamentos estranhos entres PCs, etc.. Há, no entanto, questões de cache, visualização e comportamento diferente nos browsers quando não temos atenção, etc.. Tipicamente, na minha opinião, vale o esforço de migrar para uma aplicação web, até por questões de escalabilidade.
Se o cliente tiver uma infraestrutura Windows, leia-se um servidor com IIS e SQL Server, o C# permite a construção de uma solução robusta.
Se o cliente não tiver uma infraestrutura Windows (ou não quiser) um servidor Linux com Apache, PHP e MySQL.
Obviamente, como bem referiste, cada casa é um caso. É necessário saber se o cliente tem capacidade para fazer a manutenção de qualquer uma destas soluções.

A questão de novos clientes é, para mim, importante.
Com uma aplicação web baixa-se consideravelmente a barreira à entrada, dar acesso a um novo cliente e já está. Versus fazeres download, instalares, dares suporte quando algo corre mal, etc..


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.