Jump to content
desconfiado

Norma europeia de fatura eletrónica: eInvoicing - Diretiva 2014/55/EU

Recommended Posts

Guest

Não vou citar, para estancar a poluição.

"Quem diz o que quer ouve o que não quer"

Quem quiser que enfie a carapuça, e acreditem que serve a alguém.

Share this post


Link to post
Share on other sites
laboss

Boas pessoal alguém enviou o pedido das credencias para testar o serviço da esPAP? Quanto tempo demoraram a responder, já enviei o mais a 3 semanas e ainda não me responderam!

 

Enviei para: SPFIN.B2AP@espap.pt

Share this post


Link to post
Share on other sites
ossadas

Boas,

Uma pergunta muito, mas muito newbie, mas no qual espero não ter respostas infelizes.

No webservice existem dois pontos de referência: Qualidade e Produção.

Qual a diferença?

 

Obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gonçalo Silva

Qualidade - Testes (ex: usado pelo programador)

Produção - Utilização implementada (ex: usado pelo cliente)

Share this post


Link to post
Share on other sites
laboss

Boas pessoal pelos vistos o truque é todas as semanas enviar o mesmo mail, já me responderam sobre as credencias para testar passo a citar:

 

Citação

Boa tarde,

 

Brevemente será publicada um DL com a Norma Técnica CIUS-PT, no qual irá constar o modelo de dados semânticos proposto para a Norma Portuguesa.  

 

Após a divulgação a eSPap irá disponibilizar no site um questionário de adesão de fornecedores onde vamos endereçar todos os procedimentos e questões de projeto.

 

Desta forma, porque o nosso site a área da faturação eletrónica está atualizado, sugerimos a consulta recorrente para acompanhar a evolução da informação disponível.

 

Cumprimentos,

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
paulo brito

key words - brevemente / irá constar / dados semânticos ???

Share this post


Link to post
Share on other sites
desconfiado

Alguém me pode esclarecer um duvida? Ainda não peguei nesta questão e estou um bocado baralhado.

Pelo que li, já existe uma norma para o ficheiro XML, desenvolvida pela espap e a FE-AP será o portal que receberá as facturas (via webservice aparentemente).

Mas tenho um cliente que tem recebido vários emails de vários organismos publicos que subcontrataram outros prestadores para efetuarem este serviço de recepção de facturas electronicas. Nomeadamente a pi-co e a saphety.

Ora aqui está a minha duvida, mas então não é a eSPAp através do portal FE-AP que vai ser utilizado obrigatoriamente para a comunicação das ditas facturas? Ou vamos ter que andar a desenvolver diversas comunicações com diversos webservices?

E esses organismos publicos até dizem que é obrigatório até finais de junho (alguns), outros até 30 agosto, etc. o que vai totalmente contra aquilo que foi publicado em portaria.

Mas afinal como é que é isto?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Pereira
Em 08/07/2019 às 19:32, desconfiado disse:

Alguém me pode esclarecer um duvida? Ainda não peguei nesta questão e estou um bocado baralhado.

Pelo que li, já existe uma norma para o ficheiro XML, desenvolvida pela espap e a FE-AP será o portal que receberá as facturas (via webservice aparentemente).

Mas tenho um cliente que tem recebido vários emails de vários organismos publicos que subcontrataram outros prestadores para efetuarem este serviço de recepção de facturas electronicas. Nomeadamente a pi-co e a saphety.

Ora aqui está a minha duvida, mas então não é a eSPAp através do portal FE-AP que vai ser utilizado obrigatoriamente para a comunicação das ditas facturas? Ou vamos ter que andar a desenvolver diversas comunicações com diversos webservices?

E esses organismos publicos até dizem que é obrigatório até finais de junho (alguns), outros até 30 agosto, etc. o que vai totalmente contra aquilo que foi publicado em portaria.

Mas afinal como é que é isto?

 

Por acaso recebi um mail na forma de newsletter genérica, onde a Saphety fazia referencia á facilidade de ligar todos os ERP's ao novo sistema e-invoincing

Falei inicialmente como uma comercial e mais tarde com a parte técnica, já me enviaram os manuais técnicos, mas ainda não tive tem de ver em pormenor

Basicamente os ERP's que pretenderem trabalhar com a saphety só tem de enviar um XML muito idêntico ao SAFT via Webservice, SFTP ou AS2  e depois é a Saphety a converter o mesmo no ficheiro UBL final que vai ser enviado ao Organismo do Estado ( neste caso, os clientes dos nossos cliente ) 

Os nosso clientes, utilizadores do nosso ERP é que vão fazer um contrato com a Saphety e o preço está baseado no tamanho da empresa, numero de documentos a enviar, etc, etc

O cliente utilizador do software tem um Consola de acesso onde controla a situação em tempo real das suas faturas ( inseridas corretamente ou não, parou pagas, aguardam Nª de Crédito, etc, etc )

 

Como resumo, nós donos dos ERP´s nada temos a pagar a Saphety e ainda existem mais algumas especificações interessantes a nosso favor, mas aconselho a contatarem a Saphety para mais pormenores detalhados.

  • Vote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
desconfiado

Andar a desenvolver várias interfaces para provedores diferentes é um bocado complicado. E sendo um organismo publico vai poder "obrigar" os seus fornecedores a desenvolver comunicação com quem quer que contratem? Isto não faz muito sentido.

Além disso ainda querem "obrigar" os fornecedores a enviar as facturas em formato electrónico já no próximo mês quando ainda ninguém está preparado para isso e o standard acabou de sair? Então a portaria que saiu a adiar para 2020 serve para quê se cada um faz aquilo que quer?

Share this post


Link to post
Share on other sites
kezi
Em 09/07/2019 às 10:24, desconfiado disse:

Andar a desenvolver várias interfaces para provedores diferentes é um bocado complicado. E sendo um organismo publico vai poder "obrigar" os seus fornecedores a desenvolver comunicação com quem quer que contratem? Isto não faz muito sentido.

Além disso ainda querem "obrigar" os fornecedores a enviar as facturas em formato electrónico já no próximo mês quando ainda ninguém está preparado para isso e o standard acabou de sair? Então a portaria que saiu a adiar para 2020 serve para quê se cada um faz aquilo que quer?

Compreendo a tua situação, mas a portaria refere a data limite para proceder o envio de facturas electrónicas, no entanto cada organismo pode começar a utilizar quando necessário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
desconfiado

Já foram publicadas as normas CIUS-PT no portal da esPap mas ainda não entendi como se vão comunicar as facturas ou qual a entidade ou portal onde serão comunicadas. O portal FE-AP só permite registar entidades publicas. Não tem registo para fornecedores ou outros.

Entretanto já falei com a Saphety e eles já têm os webservices de comunicação a funcionar. Ainda não iniciei os testes mas já me informei sobre as condições e são como o Vitor Pereira tinha referido uns posts atrás. Mas a plataforma da Saphety tem custos para a empresa fornecedora da AP. Não tem custos para nós, empresas de software. Mas os nossos clientes vão "bufar"...

Acho estranho, ou talvez não, a AP "obrigar" os seus fornecedores, neste caso os privados, a aumentar os seus custos para poderem fornecer a AP. Em ultima análise esses custo vão ser reflectidos nos custos para a AP. Mas pronto, neste país já nada me surpreende... 

 

Já alguém está a comunicar, ou a fazer testes de comunicação com a FE-AP?

Share this post


Link to post
Share on other sites
marcolopes
11 minutes ago, brunotoira said:

Boa tarde,

Andei ocupado até agora.

Tive reuniões na eSPap e já tenho a solução praticamente pronta. Funcionará da seguinte forma:

Quem quiser, pode-se tornar "utente" do serviço, para já em testes. Irá comunicar um XML á eSPap com a possibilidade de envio de um anexo (fatura, nota de encomenda, etc). A eSPap guardará os documentos pelo periodo de 20 anos. Mesmo que se perca o PDF, será possivel retornar o pdf armazenado na saphety.

Mesmo um pequeno fornecedor de maças, que vende 1 cesto de maças a um centro de saúde, terá OBRIGATORIAMENTE que aderir ao serviço, em qualquer broker.

Como já vos tinha dito anteriormente, desenvolvi uma plataforma de envio, onde basta "despejar" o XML num FTP e o mesmo será enviado.

Funciona assim:

  1. Multi-Empresa e Multi utilizador.
  2. Possibilidade de "drag&drop" do XML e é processado automaticamente o envio.
  3. Possibilidade de ver o status de cada documento (estão já implementados vários webservices de comunicação)
  4. Podem "criar" manualmente o documento e fica pronto a ser enviado.
  5. A consulta de documentos pode ser feita a qualquer hora.
  6. Estou a desenvolver forma de usar o XML do SAFT (Comunicação de Faturas) para preencher os campos obrigatórios do UBL. Ou seja: Só será preciso exportar o XML da fatura, como fazem agora com o SAFT, e este website será "inteligente" para converter as coisas para UBL. - em desenvolvimento -
  7. Após a submissão do documento, a transmissão do mesmo é assegurada.

O tempo não chega para tudo, e peço desculpa aos que me pedem ajuda.

Funciona em qualquer browser e/ou equipamento.

Desenvolvido em AJAX + extJS e mais outras cenas maradas... 😀

Quem estiver interessado que diga alguma coisa.

Antes de mais, parabéns pelo excelente trabalho! Deve ter sido um bico d'obra!... :\

"Quem estiver interessado que diga alguma coisa." Interessado em quê especificamente? Aderir ao teu serviço? Consultar o código fonte? Partilhar ideias de programação em privado??

Sejamos realistas: para além da "propaganda" ao teu serviço (nada a reclamar, note-se!), em que é que estas informações ajudam a comunidade que quer IMPLEMENTAR este serviço? (que como sabes, são na prática todos os utilizadores que seguem este tópico!)

  • Vote 1

The simplest explanation is usually the correct one

JAVA Utilities: https://github.com/marcolopes/dma

Share this post


Link to post
Share on other sites
desconfiado
1 hora atrás, brunotoira disse:

Boa tarde,

Andei ocupado até agora.

Tive reuniões na eSPap e já tenho a solução praticamente pronta. Funcionará da seguinte forma:

Quem quiser, pode-se tornar "utente" do serviço, para já em testes. Irá comunicar um XML á eSPap com a possibilidade de envio de um anexo (fatura, nota de encomenda, etc). A eSPap guardará os documentos pelo periodo de 20 anos. Mesmo que se perca o PDF, será possivel retornar o pdf armazenado na saphety.

 

Mas afinal isso é para comunicar á eSPap ou à saphety? Fizeste teste com a eSPap ou com a saphety? Não entendi.

  • Vote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vitor Pereira
9 minutos atrás, desconfiado disse:

Mas afinal isso é para comunicar á eSPap ou à saphety? Fizeste teste com a eSPap ou com a saphety? Não entendi.

 

Pelo que entendi, o como o Bruno explicou e bem, ele criou um sistema como o da Saphety ( brocker ) onde quem fizer contrato com ele utiliza os seus serviços tendo o mínimo de trabalho e custo pois o Portal dele irá fazer tudo ( desde receber o XML, transformar em UBL, enviar o Documento por e-invoicing e ainda com acompanhamento via Site/Portal  )

Os nossos clientes sempre terão de fazer contrato com algumas destas empresas, como é o caso do Bruno, e nós não teremos qualquer custo apenas temos de preparar o nosso software para enviar o XML ( por FTP era ótimo ) com todos os dados e a partir dai podemos "lavar as mãos"

Ao fim e ao cabo o Bruno passa a ter uma empresa que será um Brocker em todo este sistema.

É isto, não é Bruno ?

  • Vote 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
desconfiado

Alguém me sabe dizer onde um produtor de software pode pedir para fazer testes com a eSPap?

Já enviamos pedido de informação para lá mas até hoje ninguém respondeu.

Eles têm lá um registo para fornecedores da AP mas nós não somos fornecedores da AP. É por ai que temos que ir?

Nós iniciamos o processo de entrega de documentos com a Saphety mas esta tem custos para os clientes (não para nós) enquanto que aparentemente a eSPap não.

Gostava de começar os trabalhos com o portal FE-AP mas não consigo encontrar informação para isso.

 

Aparentemente o brunotoira já o fez. Podes-me dizer como o fizeste? E não me refiro á parte técnica mas sim quem contactaste e como?

 

 

  • Vote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
marcolopes
31 minutes ago, desconfiado said:

Aparentemente o brunotoira já o fez. Podes-me dizer como o fizeste? E não me refiro á parte técnica mas sim quem contactaste e como?

Tens de fazer como o Bruno, e marcar reuniões na ESPAP! Parece que só assim é que se consegue informação técnica / esclarecimentos suficientes para conseguir implementar o serviço!


The simplest explanation is usually the correct one

JAVA Utilities: https://github.com/marcolopes/dma

Share this post


Link to post
Share on other sites
CrominhO

Boas pessoal,

Bem concordo um bocadinho com todos lol 🙂 

Antes demais, Parabéns pela APP que parece estar brutal @brunotoira 🙂 e também pela ideia, não foi nada que não me passasse pela ideia desde o inicio criar um Broker. Mas desisti quando comecei a ver o trabalho que ia dar lol. 🙂 

Agora estou com o @marcolopes@Vitor Pereira e os restantes em alguns pontos. 

O que me parece é que há um pouco de falta de "definição de negócio", e não é só contigo, é mesmo com todos os Brokers com quem já falei

Ora na Saphety os clientes contratam directamente com eles e as SH não têm custos, mas por outro lado, têm de assegurar o RGPD, as ISOs e a proteção dos dados dos clientes, bem como o funcionamento do sistema, updates e afins, e ainda a comunicação com a EsPap.

Ora eu falando por mim, não estou interessado em fazer e manter tudo isso com a Espap. E mesmo que eu quisesse, como aqui já foi dito,  a Espap parece que dá prioridade aos Brokers. 

No entanto os Brokers, têm portais, APPs e afins, destinados aos nossos clientes e dizem que nós(SHs) não temos de nos preocupar, mas enquanto SH tal como não me apetece ir desenvolver na Espap, também não é muito normal,  ter APPs e portais dos vários Brokers. 

O ideal, seria um dos Brokers pensar nas SHs, afinal, será garantidamente através de nós que irão "ganhar" com os certificados dos nossos clientes, 

assim se um dos brokers tivesse algo como 

Citação

EdiserverPT.exe -conv FT.xml  FE-AP.xml

  e aí já era possível as SHs aderirem, integrarem com os Softwares, mandar para FTP e tal,

Mas depois como cobram? cobram à SH? cobram ao Cliente? ou cobrariam a ambos??? -> é isto que falta, em todos os brokers, definição de negócio, talvez por ser uma área nova.

Nós falamos com um Broker que tem um Portal e depois têm uma API para trabalhar com os softwares, sendo que para as SHs é grátis... Mas para desenvolver na API deles, é mais fácil desenvolver na Espap e não ficamos "presos" a um só Broker.

Dos Brokers  todos que falei, nenhum se preocupou com a SHs, sendo que só têm clientes através das mesmas. Têm uma API que é grátis e tal, mas isso implica desenvolver em APIs diferentes para "vender" o serviço deles. Com a agravante do pessoal poder desenvolver na Espap,  Sendo que se se preocupassem em desenvolver uma coisa simples e transparente de meter em qualquer um dos nossos Softwares, mesmo que cobrando algo, teriam muito mais facilidade. 

  • Vote 1

As mentes humanas são realmente um local estranho!

Share this post


Link to post
Share on other sites
laboss

Boas pessoal alguém tem novidades da esPAP já vi que o site têm mais informações sobre a norma CIUS-PT, mas não há dados técnicos da comunicação com o WebService deles, estamos a chegar ao fim do ano e não existe informação nenhuma, apenas existe informação da estrutura!

Já vi que o @brunotoira já têm isso quase implementado mas nós queríamos que a solução ficasse Inhouse...

Queríamos começar a desenvolver mas está complicado a espap nem aos mails responde!

Edited by laboss

Share this post


Link to post
Share on other sites
marcolopes

Sessão de esclarecimento - Online e GRATUITO
18 outubro, 10h00

A PRIMAVERA vai promover uma sessão de esclarecimento online (Webinar) para que possa assistir no seu computador (sem necessidade de se deslocar) e colocar eventuais questões/dúvidas sobre o tema.
Não tem custos, mas é de inscrição obrigatória.
Para se inscrever, deverá utilizar o browser Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

LINK de registo: https://events.genndi.com/register/169105139238459822/f1f64adc8b

 


The simplest explanation is usually the correct one

JAVA Utilities: https://github.com/marcolopes/dma

Share this post


Link to post
Share on other sites
brunotoira

Bom dia, novamente.

Ora bem, respondendo a algumas questões:

  • Isto não é um broker. é uma plataforma onde podem registar os documentos, sejam fornecedores do estado, ou entidades do estado. Um broker terá sempre interesse financeiro. Tive incluvise propostas para adesão de um broker, onde só a adesao custa 3000€ e cada documento submetido custa uns 30centimos.
  • Não há comunicações nenhuma com saphety. A saphety é que foi contratada pela eSPap, apenas e só para armazenamento da informação - sem custos para o nós-.
  • O código fonte obviamente não posso passar, mas posso ajudar, seja na implementação standalone como na solução acima apresentada por mim.
  • Não vou cobrar nada pelo serviço, Marco. NADA! Como já fiz anteriormente. No entanto, tenho casa pra pagar e é obvio que não vou perder 1 dia a programar a solução em alguem, sem nada em troca! Se alguém o faz, ótimo!!
  • Todas as entidades que queiram vender um parafuso ou um pão ao estado (hospitais, gnr, policia, escolas, etc) terão que submeter o documento via XML, FTP ou por E-MAIL (já estou quase com esta funcionalidade pronta). SERÁ OBRIGATORIO. Obviamente, a adesao de pequenos fornecedores, é complicada... mas é assim que irá funcionar.

Como já referi, já tive reuniões com várias entidades que me ilucidaram da realidade da coisa.

Abraço.


Source code para enviar Guias de Transporte

https://www.portugal-a-programar.pt/forums/topic/57734-utilizar-webservices-da-at/?do=findComment&comment=503212

Source code para enviar UBL - Faturação Eletrónica (XML de faturas e validador) - bmartins.p45@gmail.com

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
marcolopes
38 minutes ago, brunotoira said:

Bom dia, novamente.

Ora bem, respondendo a algumas questões:

  • Isto não é um broker. é uma plataforma onde podem registar os documentos, sejam fornecedores do estado, ou entidades do estado. Um broker terá sempre interesse financeiro. Tive incluvise propostas para adesão de um broker, onde só a adesao custa 3000€ e cada documento submetido custa uns 30centimos.
  • Não há comunicações nenhuma com saphety. A saphety é que foi contratada pela eSPap, apenas e só para armazenamento da informação - sem custos para o nós-.
  • O código fonte obviamente não posso passar, mas posso ajudar, seja na implementação standalone como na solução acima apresentada por mim.
  • Não vou cobrar nada pelo serviço, Marco. NADA! Como já fiz anteriormente. No entanto, tenho casa pra pagar e é obvio que não vou perder 1 dia a programar a solução em alguem, sem nada em troca! Se alguém o faz, ótimo!!
  • Todas as entidades que queiram vender um parafuso ou um pão ao estado (hospitais, gnr, policia, escolas, etc) terão que submeter o documento via XML, FTP ou por E-MAIL (já estou quase com esta funcionalidade pronta). SERÁ OBRIGATORIO. Obviamente, a adesao de pequenos fornecedores, é complicada... mas é assim que irá funcionar.

Como já referi, já tive reuniões com várias entidades que me ilucidaram da realidade da coisa.

Abraço.

Bom... o conhecimento é $$$... e cabe a cada um de nós decidir se fazemos a sua partilha ou não.

Com isto quero dizer que não te censuro por não divulgares aqui todo o conhecimento que adquiriste com as reuniões... nem mesmo o detalhe de como este sistema todo vai estar integrado (na tua abordagem).

Depois do que acabaste de dizer, fico sem perceber para que serve o teu sistema então... foi apenas uma partilha, ou estás a aceitar clientes? Fiquei na mesma!

Fico também sem saber se a tua abordagem vai ter em conta o uso da norma portuguesa (CIUS-PT) de acordo com o que é dito no site da ESPAP: https://www.espap.gov.pt/spfin/Paginas/spfin.aspx#maintab5

Quote

O guia CIUS-PT encontra-se em fase de implementação cabendo à eSPap a recolha, centralização, avaliação de impacto e tratamento de propostas de melhoria contínua. Neste sentido, encontra-se disponível abaixo um formulário de adesão de fornecedores à solução FE-AP e um questionário para a recolha e análise de todas as questões relacionadas com a implementação da fatura eletrónica na contratação pública.

O template utilizado no piloto, Norma Técnica UBL2.1 eSPap, será descontinuado à medida que o modelo da união europeia CIUS-PT vai sendo adotado na faturação eletrónica.

 

Edited by marcolopes

The simplest explanation is usually the correct one

JAVA Utilities: https://github.com/marcolopes/dma

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.