Jump to content

Haskell no "mundo real" - quem utiliza?


lambda3
 Share

Recommended Posts

Olá a todos,

Tenho reparado que aqui no fórum muitas das questões relacionadas com Haskell parecem ser do tipo resolução de problemas matemáticos, muito provavelmente exercícios académicos uma vez que algumas universidades leccionam cadeiras onde se trabalha com Haskell. Quantos de vocês é que acabaram por desenvolver um conhecimento mais profundo da linguagem e a usam para projectos mais "reais" como por exemplo desenvolvimento de aplicações web, etc. Se sim, podem dar mais pormenores do que fazem com Haskell?

Existe alguma coisa parecida a uma comunidade Haskell em Portugal fora deste espaço?

Edited by lambda3
Link to comment
Share on other sites

Pessoalmente não uso Haskell para aplicações ditas "reais". Para ser sincero, raramente programo nesse sentido em que linguagem for, pelo que eu não sou grande exemplo 😛

Contudo, há um projecto bem real que conheço e que é feito em Haskell: o xmonad, um window manager.

Haskell, sendo uma linguagem cuja filosofia é a avaliação de expressões, não é vista como sendo uma linguagem de eleição para aplicações "reais", mas é inegável que tem o potencial para tal, sendo o xmonad um exemplo disso mesmo 😉

Cumprimentos.

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Viva!

De facto o xmonad costuma ser o exemplo típico. Entendo o que dizes, mas Haskell é uma linguagem de pleno direito para desenvolver vários tipos de aplicações, existindo por exemplo várias frameworks web, parsers de referência, etc. Além de ser uma linguagem extremamente importante que tem influenciado linguagens mais mainstream.

Link to comment
Share on other sites

O que acontece com haskell é que quando você vai usar ele para construir um aplicativo útil, é difícil conseguir acabar ele.. enquanto linguagens mais tradicionais, você começa e termina seu aplicativo e ele funciona.. Haskell tem raizes muito forte no meio acadêmico, os programadores costumam conhecer muito sobre teoria de tipos, conceitos de compiladores e tal.. eles se tornam especialistas na linguagens e em compiladores e conceitos, agora em aplicativos que resolvam problemas, com algum potencial comercial, aih complica.

Link to comment
Share on other sites

Isso deve-se ao facto do Haskell avaliar expressões ao invés de seguir o paradigma imperativo.

Fazer uma aplicação dita "útil" com uma linguagem desta natureza é, naturalmente, uma tarefa hercúlea.

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Eu desenvolvi um crawler em Haskell que se pode dizer estar em produção há mais de um ano - apesar de na realidade ter sofrido um grande 'revamp' feito por outro colega.

E a razão pela qual escolhi Haskell... porque era (é) a minha linguagem favorita. O unico senão é o tempo de compilação, que para projectos de média ou grande dimensão se tornam significativos. Ainda estou à espera que resolvam um bug do ghc que me faz disparar o consumo de memória durante a compilação 😞

Quanto a não ser usado num mundo real... discordo. Não é, nem nunca vai ser uma linguagem mainstream. Mas daí a ser usada apenas em meio académico:

https://code.facebook.com/posts/745068642270222/fighting-spam-with-haskell/

https://www.quora.com/Why-did-Standard-Chartered-choose-to-use-Haskell-over-other-languages-functional-or-otherwise

Posso dizer que encontrar programadores de Haskell em PT é quase impossível, mas quando encontras é quase sempre bom 🙂

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.