Jump to content

Como começar a Programar?


progmais
 Share

Recommended Posts

Olá a todos 😛

Tenho andado a Pesquisar na Internet mas não obtive respostas muito safisfatorias face a diferentes metodologias e comentarios respondidos.

Eu gostava de começar a programar, mas eu não sei por onde devo começar?

Deverei começar pela algoritmia? depois avanço para o pseudocodigo, fluxogramas e depois é que sim começo pela linguagem de programação (java, c++, c+, python)?

Ou existe mais algum conceito no meio destes conceitos todos para iniciar a programação?

Cumprimentos.

Link to comment
Share on other sites

HappyHippyHippo

na minha humilde opinião, não há nada melhor do que meter as mão na massa.

o melhor é mesmo começar a ver pequenos tutoriais na net, seguir-los recriando o que estás a ver/ler no teu computador.

falta só agora saber que tutoriais seguir, mas isso depende do que queres fazer com programação, que tipo de aplicações queres fazer, para saber qual será a melhor linguagem de entrada para ti

IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p
Link to comment
Share on other sites

Olá HappyHippyHippo, desde já agradeço a resposta á minha duvida 😛

Eu queria aprender a programar em C++, mas eu não sei se deva começar a programar em c++ ou deverei começar pelo pontos iniciais referenciais (fazer algoritmia, pseudocodigo e fluxogramas ou mais outro topico que eu desconheça)

Edited by progmais
Link to comment
Share on other sites

HappyHippyHippo

novamente, a minha opinião é que a primeira linguagem de programação não seja uma OOP (mais tarde saberás o que isso quer dizer)

se pretendes então aprender C++, seria melhor começar pelo C, e quando estiveres calejado, então fazer a transição para o C++.

no que toca por onde começar, já disse, segue uns tutorias de inicialização de C (linguagem) porque se fores aprender algoritmia sem saber do que se fala, vai ser como um "burro a olhar para o palácio"

depois de saber o básico da linguagem, o suficiente para poderes aplicar o que se aprende por algoritmia, então sim, pega algum material de algoritmia

IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p
Link to comment
Share on other sites

Ok, sendo assim, eu vou começar a aprender a linguagem c em vez da c++ (Oriented Object programming/linguagem orientada a objectos).

Obrigado pelo conselho 😄

Relativamente aos conteudos e categorias, que mais conteudos existem para alem de "algoritmos", "pseudocodigos" e "fluxogramas" (Cusiosidade)?

Link to comment
Share on other sites

Também recomendo que comeces por meter as mãos na massa, mas não acho que C seja uma linguagem simpática para iniciantes porque tem uma curva acentuada. Talvez devas ponderar outra linguagem para começares a aprender.

Link to comment
Share on other sites

HappyHippyHippo

daqui a mais digo que deverias começar com

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------+

|

V

Portugol+

Edited by HappyHippyHippo
IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p
Link to comment
Share on other sites

Tanto Java como Python são boas opções, Pascal está morto.

Python talvez seja mais simples para quem está a começar e tem muitas bibliotecas que te ajudam a interagir graficamente para ganhares motivação.

Link to comment
Share on other sites

Pascal está morto.

Isso é um mais um mito que se autoalimenta pelo desconhecimento(?).

O Pascal não parou em 1971 e temos o Delphi, filho do Pascal. O Delphi é ainda bastante usado em software para POS, por exemplo, ou em redes.

Acaba por ser o mesmo que dizer que o COBOL está morto... mas é super usado na área financeira. O Delphi ainda é mais usado que o COBOL... muito mais.

Sabendo Pascal, nomeadamente Object Pascal, Delphi é apenas um "saltinho".

O próprio Pascal já não é o "simples Pascal" que muitos pensam e acham conhecer. O Pascal "de base" da actualidade inclui features que muitos desconhecem.

Para esta linguagem recomendo a iniciação com o Free Pascal.

Eu estava a pensar em começar com uma destas três opções: Turbo Pascal/Free Turbo Pascal, Java e/ou Python

Não existe "Turbo Free Pascal", mas sim Free Pascal 🙂

Entre essas três que referiste, recomendaria ou Free Pascal ou Python... ou ambas! (qualquer que seja a ordem pela qual as aprendas) 😉

  • Vote 1

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Pascal está morto.

É com certeza a tua opinião, e tens direito a ela.

Mas que mal pergunte, baseias-te em quê? Qual Pascal é que te parece morto?

Saberás com certeza que existe Pascal para Win32, Win64, WinCE, WinMobile, Android, OSX, iOS32, iOS64, Rasbberry PI, Linux, e mais uma série delas de que nem me lembro.

Saberás que a integração com redes e bases de dados são apenas dois dos pontos fortes do Pascal actual.

Saberás porventura até que Pascal é uma das linguagens com maior comunidade na internet.

E creio até que saibas que um dos quadros do Portugal@Programar com mais movimento é exactamente o quadro de Pascal.

Daí a minha dúvida... Porque está (para ti) o Pascal morto? 😉

@progmais, também concordo com o Thoga31, para começar, Pascal e/ou Python.

Pascal tem a vantagem de com sintaxe simples e forte tipagem te ajudar a evitar erros de principiante, e Python tem a enorme vantagem de não deixar que programes sem indentar o código.

Ambas são excelentes para começar, e ambas são só por si soluções finais (podes usá-las em projectos comerciais que te exijam mais poder e/ou versatilidade).

Só depende de que caminho queres seguir, e que tipo de programas queres fazer.

Edited by nunopicado
  • Vote 2

"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Link to comment
Share on other sites

(...)

Deverei começar pela algoritmia? depois avanço para o pseudocodigo, fluxogramas e depois é que sim começo pela linguagem de programação (java, c++, c+, python)?

(...)

Em relação à afirmação do @Warrior, prefiro não comentar 🙂

Concordo com o que o @Nuno e o @Thoga disseram, mas não minha opinião, e já que abriste a porta ao Pascal, penso que deverias iniciar mesmo por ele :-) ... e por uma simples razão, o Pascal está mais "próximo" do pseudocodigo, digamos que se programares em pseudocodigo e souberes Inglês, quase que ficas "pronto" para programares em Pascal, o ideal será a meu ver avançar com os 2 que é bastante simples. Podes obter mais Informação num tópico aberto pelo @Thoga que se a memória não me falha tem o titulo de "10 Razões para Programar em Pascal". Embora nesse mesmo tópico apareça um Expert que diz que isto não é verdade e que tem uma noção de pseudocodigo bem diferente da minha, mas "aproveitas" aquilo que achares melhor 🙂

VARIAVEIS
S,C,I,A,MD:Real;
INÍCIO
S ← 0;
C ← 0;
PARA I← 1 ATÉ 10 FAÇA
 INÍCIO
   Escreva ('Digite um número');
   LEIA (a);
   SE a >=0 ENTÃO
   INÍCIO
	 S ← S+a;
	 C ← C+1;
   FIM;
   FIM SE;
 FIM;
FIM PARA;
MD ← S/C;
ESCREVER ('A média é:', MD);
FIM.

Este Pseudocodigo em Pascal, é "praticamente" trocar o que está em Português para Inglês,

de resto não é por acaso, que grande parte dos Cursos, seja nível 3, 4 ou 5, de Informática, iniciam pelo Pascal 🙂

Boa sorte 🙂

As mentes humanas são realmente um local estranho!

Link to comment
Share on other sites

Não é desconhecimento, eu aprendi e usei Pascal. Fiz jogos em Pascal. Todas essas variantes estão mortas, e podes acrescentar Delphi também.

Eu se que existe uma comunidade de Pascal, fundamentalmente porque ainda é ensinado em algumas escolas como iniciação (vai espreitar o tipo de perguntas no quadro de Pascal).

thoga: COBOL também está morto. Pascal só é usado pelo mesmo motivo que COBOL é usado: porque existe software legacy que tem que ser mantido/estendido. Conseguem indicar ALGUMA empresa que tenham criado um projecto em Pascal nos últimos 10 anos? E não me venham com empresas de vão-de-escada, algo que seja minimamente conhecido.

Pascal não tem suporte para bibliotecas. Quando uma tecnologia nova sai, há suporte para C++, Java, Python, .Net e pouco mais. Tentem fazer uma aplicação distribuída usando Spark, Hadoop ou qualquer uma das 100 tecnologias essenciais que a Apache mantém em Pascal. Hoje em dia uma pessoa só aprende pascal por ter uma ser relativamente parecido com pseudo-código e por ser ensinado nas escolas, em termos práticos tem 0 relevância tanto em software open-source como no mercado de trabalho.

Edit: o CrominhO acabou por tocar exactamente no argumento que disse existir: é parecido com inglês.

Edited by Warrior
Link to comment
Share on other sites

Não é desconhecimento, eu aprendi e usei Pascal. Fiz jogos em Pascal. Todas essas variantes estão mortas, e podes acrescentar Delphi também.

(...)

Edit: o CrominhO acabou por tocar exactamente no argumento que disse existir: é parecido com inglês.

Warrior, não é por estares de acordo comigo no que toca ao procedimento de inicio ao desenvolvimento e ao pseudocodigo/pascal, que vamos estar de acordo no resto 🙂

Quando dizes que o Pascal está morto, eu preferi não comentar porque já tinham comentado e nada de novo que eu fosse acrescentar, com certeza iria mudar a tua opinião 🙂

Quando agora referes o Delphi pior ainda :-/ ... mesmo que eu quisesse comentar, não seria capaz, nunca mais sairia daqui 🙂

EDIT: Aliás posso deixar-te só uma questão porque troca de argumentos não nos iria levar longe,

Se desenvolveste em Pascal conheces com certeza a Borland/Code Gear/Embarcadero... e também sabes com certeza que eles têm IDEs para dezenas de Linguagens, como ASP, Delphi for PHP, C++, C, Delphi, JBuilder(Java), etc...

Se tens a ideia que o Delphi está morto, como justificas que o produto mais vendido da Embarcadero hoje em dia seja o Delphi, ao contrario de outras LPs que simplesmente deixaram cair ao longo dos Anos? 🙂

Edited by CrominhO
  • Vote 1

As mentes humanas são realmente um local estranho!

Link to comment
Share on other sites

O argumento do suporte a bibliotecas é giro. Quais bibliotecas?

Quem decide quais são importantes suportar para se considerar viva a linguagem?

É que eu programo em Pascal/Delphi há 23 anos, e alguns deles profissionalmente, e nunca me fez falta nenhuma dessas que referiste. Do meu ponto de vista, nenhuma delas é importante para o meu trabalho.

FireMonkey já me dá um jeitaço. Consegues usar na tua linguagem de eleição?

A parte das 'empresas de vão de escada' também é gira. O que para ti não é uma empresa de vão de escada? Aquelas que têm mais orçamento para marketing? A Microsoft começou numa garagem. Todas começam em algum lado, e não é por isso que os seus produtos são melhores ou piores. Se te sei dizer um software começado por uma empresa que não seja de vão de escadas? Vai ver por exemplo o software da Filosoft, CentralGest, entre outras. Algumas das maiores Software Houses portuguesas usam Delphi. E estamos a falar neste pequeno universo do software de gestão em Portugal - pelo menos 4, que eu conheça, usam Delphi.

Das outras, não sei, não conheço. Podem não usar Delphi, ou até podem usar. Quem sabe? Nunca vi um relatório de quem usa qual linguagem para fazer o quê... Se conheceres um relatório desses avisa, que gostava de o ver.

Sabes porquê que o COBOL é usado para manter/estender software legacy?

Porque não há linguagem nenhuma que convença os responsáveis desses projectos de que a troca lhes traria mais-valias.

Desde 1980 que se diz que o Pascal morreu. Conheces algum morto que continue a crescer?

Ou achas que a Embarcadero investiu milhões de dólares a criar compiladores para a maior parte das plataformas conhecidas, depois da aquisição de toda a estrutura do Delphi e C++ Builder, e a viabilizar todo o projecto, se não tivessem como recuperar o investimento?

É óbvio que não tem a popularidade de outras como o Java, por exemplo. Pudera, nas universidades impingem aquilo como última maravilha do universo. E é gratuito.

Não acreditas com certeza que a popularidade dela é por falta de defeitos.

Quem diz Java, diz outra qualquer.

Uma linguagem de programação é uma ferramenta.

Por muito popular que seja um martelo, tenta lá apertar um parafuso com ele.

Cada uma tem a sua razão de existir.

A qualidade de uma linguagem mede-se pela sua capacidade, e pela sua evolução, e não pela sua efémera posição no top da popularidade...

E enquanto uma determinada linguagem for melhor do que outras para um qualquer tipo de projecto, e enquanto essa linguagem for mantida e evoluída, essa linguagem não pode ser considerada morta.

Bem, por mim está o assunto arrumado, senão daqui a nada é mais um tópico para encher pneus.

Edited by nunopicado
  • Vote 2

"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Link to comment
Share on other sites

Muito sinceramente, acho que esta história do Pascal e variantes estarem mortos é pura ideologia dogmática - a maioria aceita isso como verdade absoluta e assim é. Se a comunidade de programadores insiste que o céu é verde, que assim seja.

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Esmagado, tu?

Se num post tão pequeno meteste dois tremendos e irrefutáveis argumentos?

ter como primeira linguagem algo que não se gosta de escrever é muito desmotivante.

O que conta é o programador não a linguagem muitas das vezes.

😉

  • Vote 2

"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Link to comment
Share on other sites

Nem mais, concordo com o Nuno.

Apontaste, e muito bem, que mais importante que seguir o rebanho, é saber escolher se é seguir o rebanho aquilo que se quer e que dá motivação para continuar.

É que, só assim por acaso, o ser humano não anda em rebanhos, apesar de, de facto, muitos aspirarem a isso.

  • Vote 2

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Eu não vou entrar na discução ai de cima porque eu era simplesmente esmagado porque nem de perto ou de longe tenho a vossa experiencia...

(...)

O que conta é o programador não a linguagem muitas das vezes.

Bem aqui ninguém é esmagado :-) ... muito menos com experiência que não foi referida, pelo menos não por mim :-) ... Gosto de acreditar que a experiencia deve ser partilhada e não mote de esmagamentos 😁

Essa tua frase "O que conta é o programador não a linguagem muitas das vezes" é simplesmente fantástica, deixa-me que te diga :-)

Podes dar um Ferrari uma pessoa, se o condutor não souber conduzir aquilo não sai do mesmo sitio...

Muito bom mesmo :-)

As mentes humanas são realmente um local estranho!

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.