Jump to content
thoga31

[Resolvido] Dúvidas acerca de switches

Recommended Posts

thoga31

Olá, pessoal.

A rede da minha casa deve ser semelhante a outras tantas redes: sendo cliente Meo (sem querer fazer publicidade), tenho o router Thomson e a ele está tudo ligado.

Acontece que, sendo este router qualquer coisa de fraquinho, quando eu exijo algo ligeiramente acima do indispensável, a rede "sofre" no geral.

Por exemplo, se tiver a TV ligada, tiver dois dispositivos ligados à Internet e um deles estiver a transferir GBs de dados para o meu NAS, a Internet e a transferência sofrem na velocidade.

O meu NAS suporta transferências a 1Gbps, e ambos os meus PCs também dão essa velocidade via Ethernet. O router Thomson não dá mais que 10% disso, i.e., 100 Mbps.

Pensei se podia haver forma de "aliviar" o router das tarefas que não envolvem a TV ou a Internet e de, ao mesmo tempo, conseguir dar uso ao Gbps do meu NAS.

As minhas pesquisas levaram-me a ponderar um switch, ficando a minha rede com a configuração apresentada na imagem anexa, mas fiquei com algumas dúvidas:

  1. Ao usar o switch, não terei qualquer problema em aceder à Internet através dos dispositivos ligados a ele?
  2. Se quiser transferir dados entre o PC e o NAS, não se vai impor o limite de 100 Mbps do router?
  3. Esta configuração pode-me trazer desvantagens? (fora o facto de ser mais um dispositivo, mas tenho espaço e cabos para ele)

homenetwork1.png

Eestas dúvidas podem porventura parecer idióticas, mas redes não é, de todo, algo do meu domínio.

Agradeço a vossa opinião acerca deste assunto, assim como a vossa atenção à minha ignorância neste tema :D

Cumprimentos,

thoga31


Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites
HappyHippyHippo

tens de pensar em capacidade de redes como canos de água (da mesma forma que se faz em electrónica com cabos e capacidades eléctricas)

os routers fazem aquilo a que se chama de bridging das redes. isto é, a rede wireless e a rede wired são na realidade duas redes diferentes ligadas pelo router.

no entanto, quando existe transferência de dados entre as duas redes, o que limita será sempre o elo mais fraco, isto é, a rede com menos capacidade (da mesma forma quando tens canos de água de diferentes diâmetros ligados, o que interessa é o mais fino).

se tiveres o portátil a bombar dados para outro dispositivo que não o telemóvel, estarás sempre a ocupar ~50% da capacidade do teu router (isto porque a ligação será de 54Mbps, mas como em todas as tecnologias, o throughput real raramente ultrapassa os 95% ...).

conclusão, ter a ligação que descreves acima isola as transferências entre NAS/MediaCenter/PC, mas o portátil e telemóvel continuam a ter uma actividade que compromete a ligação de dados para o exterior.

a sim de "relance", o que faria seria:

- mudava o switch por um router wireless que tenha as portas ethernet com a velocidade que pretendes (1Gbps)

- ligavas a porta WAN do router interno a uma porta qualquer do Thompson

- desligava o wireless do Thompson da Meo

desta forma, as ligações/transferências internas não "atrapalham" o router Thompson, além de ser muito mais fácil encontrares um router do que um switch :D


IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p

Share this post


Link to post
Share on other sites
thoga31

Obrigado pela análise :)

Por acaso essa foi a primeira solução que encontrei, mas dei de caras com um problema: o Meo Go não funciona com outro router se não o da Thomson, e eu uso esta funcionalidade quase diariamente no smartphone ou no tablet (que por acaso não apareceu no meu esquema).

Tendo isto em mente, considerei que o Wireless ficaria da responsabilidade do Thomson.

Edited by thoga31

Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites
HappyHippyHippo

deixa então o wireless do thompson ligado onde ligas o telemóvel e tablet, ligas o portátil ao router interno, ficando somente a necessidade de configurar no router thompson um ip forward para a rede interna criada pelo router interno.


IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p

Share this post


Link to post
Share on other sites
thoga31

ficando somente a necessidade de configurar no router thompson um ip forward para a rede interna criada pelo router interno.

Podias-me esclarecer melhor esta frase? :D

Eu entendi o que é a "rede interna", mas perdi-me no IP forward e qual o seu propósito :)


Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites
HappyHippyHippo

quando olhas para o teu IP, ele tem uma mascara (normalmente 255.255.255.0 ou /24, etc ...), com isso, perfaz o que se chama de endereço de rede.

em termos muito simples, o teu computador não faz ideia onde se encontra todos os computadores do mundo, na realidade nem faz ideia onde fica o computador que se encontra a 2 centímetros de distância.

o processo de envio de informação é muito simples:

- se o destino se encontra na mesma rede onde o computador está registado (IP+máscara), então ele literalmente grita e espera que alguém ouça e responda.

- se o destino não se encontra na mesma rede e se existir configurado um destino especial (chamado de gateway) ele grita para a gateway e espera que esta o ouça

- se não existir gateway configurado, chucha o dedo ...

quando digo que ele grita, o que faz é envia um pedido à rede sem destino, broadcast, à espera que algém responda que é o "dono" do endereço questionado.

como vez, para o teu computador, todo o processo é muito estúpido (na realidade, muitos dos processos de rede são mesmo muito simples).

em conclusão, a/s única/s rede/s que um dispositivo conhece, é/são aquela/s a que está ligado directamente

se for fazer um desenho, seria algo assim:

/INTERNET\     +--------------+       /\/WIRED/\     +------------------+
| rede 1 |<--WAN   Thompson  SWITCH<--| rede 2 |---WAN  Router Interno  |
\/\/\/\/\/     +--------------+       \/\/\/\/\/     +-----SWITCH-------+
                      A                                  A    A    A
                      |                                  |    |    |
                 /WIRELESS\                              /\/WIRED/\
                 | rede 3 |                              | rede 4 |
                 \/\/\/\/\/                              \/\/\/\/\/
                  A      A                               A    A    A
                  |      |                               |    |    |
            +-------+  +--------+                     +---+ +---+ +---+
            | phone |  | tablet |                     |   | |   | |   |
            +-------+  +--------+                     +---+ +---+ +---+

vamos agora juntar duas informação:

- o telefone e o tablet só conheçe uma rede (rede 3) e quando não sabe, manda para a gateway (Thompson)

- os dipositivos só conhecem aquilo a que estão ligados, que no caso do Thompson são as redes 1, 2 e 3

logo, quando queres estabelecer uma ligação do telefone/tablet para qualquer dispositivo que se encontra na rede 4, não existe maneira de o fazer porque o Thompson não conheçe essa rede, e como tal, envia os pedidos para o ISP (perdendo-se no ether ...)

solução:

dizer ao router Thompson que para chegar à rede 4, não manda para a gateway (o ISP), mas sim para o router interno (IP forwarding).

isto é obtido ao configurar no Thompson que o IP de envio para essa rede é o IP da rede 2 associado ao Router interno

PS : mais um bocado e terás de pagar propinas :P

Edited by HappyHippyHippo

IRC : sim, é algo que ainda existe >> #p@p

Share this post


Link to post
Share on other sites
thoga31

Muito obrigado pelo esclarecimento. Simplesmente perfeito :)

De facto já me tinha cruzado com o conceito, mas nunca o tinha aprofundado.

Se bem compreendi, isto seria útil na medida em que, por exemplo, podia aceder ao NAS a partir do smartphone ou do tablet mesmo não estando na Rede 4.

"Nos entretantos" andei a procurar por routers com portas Ethernet Gigabit nas lojas onde costumo comprar produtos deste género - escusado será dizer que só chegando à casa dos 80€ é que comecei a encontrar routers com a Ethernet pretendida. Por 30€ tenho um switch com essa função :confused:

Quando vi pela primeira vez a ideia do conectar dois routers, eu adorei a ideia - separava o trigo do centeio de forma elegante e eficaz. Mas estas limitações do Meo Go e as portas Ethernet Gigabit estão a elevar os custos e a complexidade da rede.

Achas que tal gasto económico e complexidade compensava para esta rede doméstica? É que o dinheiro não abunda, infelizmente :D

P.S.: mais barato seria ter um router interno com portas Ethernet 100Mbps de forma a isolar o tráfego Wireless (excepto Meo Go) e um switch ligado a este para comunicações a 1Gbps... mas isto já é qualquer coisa de grandioso :P

Edited by thoga31
Adicionado P.S.

Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites
thoga31

Mais uma vez agradeço a tua disponibilidade. Com estes dados já consigo analisar melhor qual a solução mais indicada para mim. Tens razão, só eu posso fazer tal avaliação, e é isso que farei. ;)

Cumprimentos.


Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites
apocsantos

Boa tarde,

@Thoga, tenho um setup com algumas semelhanças ao teu, só que com outro operador de serviços 3G. Não te posso dizer com 100% de certeza se os routers fornecidos pela MEO têm a possibilidade de activar o modo "bridge" numa das portas, os da NOS têm e eu estou a usá-la.

Uso uma configuração parecida com a sugerida pelo @HHH, onde o router da operadora serve de "bridge" para o exterior, e tem uma rede wifi para alguns serviços da operadora e o meu router "interno" serve para os meus devices, como NAS, média-center, computadores, servidor de svn, etc... No meu caso preferi ter as coisas assim mais "isoladas". Gastei mais algum dinheiro, mas separei tudo. Quando quero usar o tablet ou o smartphone na minha "rede", simplesmente troco de wifi.

Quanto ao Meo Go recomendo-te o blog de um ex-professor e grande amigo, onde tem um post sobre esse serviço, muito bem explicado e creio que te possa ser útil. http://dicasdozefacadas.blogspot.pt/2014/09/meo-go-fora-de-casa.html

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos


"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Share this post


Link to post
Share on other sites
thoga31

Olá, @apocsantos.

Agradeço igualmente a tua opinião e experiência acerca do assunto. :)

Eu estou a ponderar serialmente adicionar um segundo router à rede de forma a tornar as coisas independentes. IP forwarding e VPN são soluções para dar a volta a algumas "nuances" da minha rede actual, como o Meo Go.

Contudo, irei fazer isto de forma faseada. Não me vou meter a comprar já todo o equipamento por motivos diversos - vou antes começar pelo upgrade da rede Ethernet com o switch (que, para mim, é neste momento prioritário) e mais tarde colocarei o segundo router para separar bem as coisas.

Cumprimentos,

thoga31.


Knowledge is free!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.