Jump to content

Aprender Programação


Recommended Posts

Olá pessoal! Estou a escrever porque registei-me hoje no Portugal a Programar, tenho 13 anos já dou uns toque a programar em HTML e CSS, daqui a uns dias vou passar a aprender Javascript e depois passo para o PHP. Eu sei que isto parece mentira um puto de 13 anos já anda aqui no Portugal a Programar. Então a questão é a seguinte eu gostava de começar a aprender a programar para Android e iOS mas dizem que para isso é preciso saber programar em Java, alguém sabe onde se pode-se aprender a programar em Java aqui, ou algum site que dê para aprender a programar em Java?

Cumprimentos,

Afonso Alves

Link to comment
Share on other sites

Não sei se há muita gente que ache que a tua idade seja uma surpresa.

Para Android programas em Java, mas para iOS não. Para conseguires desenvolver convenientemente para iOS precisas de um Mac e vais programar em Objective-C e/ou Swift.

Na minha opinião devias saltar o PHP e aprender logo Java.

“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Link to comment
Share on other sites

E já agora saltar javascript também, vai-te criar hábitos horríveis já que é uma linguagem feita de remendos..

Eu comecei com javascript, e até achei que foi uma boa escolha para iniciar. É simples, vês os resultados do que fazes na hora e facilmente pões umas bolinhas a saltar e não sei quê. Enquanto que numa linguagem como Java ou C ou algo assim há uma enorme quantidade de código que terias de escrever só para pôr as coisas a aparecer devidamente numa janela. Javascript é muito mais motivante para quem está a começar.

Quanto aos maus hábitos de que falas, sim é verdade que a linguagem tem uns hacks e afins para imitar orientação a objetos, mas com o tempo vais aprendendo mais e consegues distinguir os "workarounds" da linguagem com o que se faz numa outra linguagem qualquer. E maus hábitos qualquer um pode ter em qualquer linguagem, honestamente. É uma questão de ser-se auto-crítico e pesquisar bastante para saber se o que estamos a fazer é a melhor maneira de fazermos o que se quer que seja feito 🙂

Isto porque, saber a composicão do granito, os estágios da evolucão psicológica humana ou as deambulacões do Sartre não indicam puto sobre as competências de alguém num determinado campo específico e muito menos sobre o que as pessoas gostam de fazer ou a sua capacidade de aprendizagem. - bubulindo, 15 de Fevereiro de 2013 - 02:01

Link to comment
Share on other sites

Continua a ser uma má linguagem para começar, e sinceramente não vejo em que aspecto javascript simplifica mostrar coisas numa janela; continuas a precisar de uma segunda linguagem (e.g. HTML) para isso, tal como em Java ou C precisarias de aprender a usar uma framework. E até é mais simples aprender a usar algo tipo Swing em Java do que aprender HTML.

Link to comment
Share on other sites

Eu comecei com javascript, e até achei que foi uma boa escolha para iniciar. É simples, vês os resultados do que fazes na hora e facilmente pões umas bolinhas a saltar e não sei quê. Enquanto que numa linguagem como Java ou C ou algo assim há uma enorme quantidade de código que terias de escrever só para pôr as coisas a aparecer devidamente numa janela. Javascript é muito mais motivante para quem está a começar.

Quanto aos maus hábitos de que falas, sim é verdade que a linguagem tem uns hacks e afins para imitar orientação a objetos, mas com o tempo vais aprendendo mais e consegues distinguir os "workarounds" da linguagem com o que se faz numa outra linguagem qualquer. E maus hábitos qualquer um pode ter em qualquer linguagem, honestamente. É uma questão de ser-se auto-crítico e pesquisar bastante para saber se o que estamos a fazer é a melhor maneira de fazermos o que se quer que seja feito 🙂

Gostei da tua assinatura... 😛

include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Link to comment
Share on other sites

Continua a ser uma má linguagem para começar, e sinceramente não vejo em que aspecto javascript simplifica mostrar coisas numa janela; continuas a precisar de uma segunda linguagem (e.g. HTML) para isso, tal como em Java ou C precisarias de aprender a usar uma framework. E até é mais simples aprender a usar algo tipo Swing em Java do que aprender HTML.

Não depende tudo do ambiente para que vais trabalhar? Se quiseres fazer sites ou qualquer outra aplicação para ser mostrada num browser, aprende Javascript, não há volta a dar. Os bons livros sobre JS chamam a atenção para as tais partes que podem induzir em maus hábitos, só é preciso ter consciência que elas existem. Aqui está um exemplo já velhinho http://www.amazon.com/Javascript-Good-Parts-Douglas-Crockford/dp/0596517742

Link to comment
Share on other sites

Eu comecei com javascript, e até achei que foi uma boa escolha para iniciar. É simples, vês os resultados do que fazes na hora e facilmente pões umas bolinhas a saltar e não sei quê. Enquanto que numa linguagem como Java ou C ou algo assim há uma enorme quantidade de código que terias de escrever só para pôr as coisas a aparecer devidamente numa janela. Javascript é muito mais motivante para quem está a começar.

Isto não é bem assim. Eu consigo trabalhar em frameworks em C e Java em que consigo fazer coisas aparecer numa janela sem sequer escrever código.

“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Link to comment
Share on other sites

Não depende tudo do ambiente para que vais trabalhar? Se quiseres fazer sites ou qualquer outra aplicação para ser mostrada num browser, aprende Javascript, não há volta a dar. Os bons livros sobre JS chamam a atenção para as tais partes que podem induzir em maus hábitos, só é preciso ter consciência que elas existem. Aqui está um exemplo já velhinho http://www.amazon.com/Javascript-Good-Parts-Douglas-Crockford/dp/0596517742

Claro, mas o título deste tópico é "Aprender Programação". Quem está a aprender deve-se focar em criar bons hábitos que permitam uma transição suave entre tecnologias, bons processos de desenvolvimento por exemplo em termos de ferramentas a que recorre, deve aprender bons princípios de arquitectura de sistema e de padrões de software, etc.

Tudo conhecimentos transversais, que são essenciais a qualquer pessoa que pretenda desenvolver software, mas que enquanto algumas linguagens somente permitem (por exemplo, o javascript permite que se faça bom código), outras linguagens "obrigam" (por exemplo, é impossível não saber identar código depois de se aprender python, tal como é impossível não saber programar orientado a objectos depois de aprender Java onde tudo é um objecto).

Link to comment
Share on other sites

Claro, mas o título deste tópico é "Aprender Programação". Quem está a aprender deve-se focar em criar bons hábitos que permitam uma transição suave entre tecnologias, bons processos de desenvolvimento por exemplo em termos de ferramentas a que recorre, deve aprender bons princípios de arquitectura de sistema e de padrões de software, etc.

Tudo conhecimentos transversais, que são essenciais a qualquer pessoa que pretenda desenvolver software, mas que enquanto algumas linguagens somente permitem (por exemplo, o javascript permite que se faça bom código), outras linguagens "obrigam" (por exemplo, é impossível não saber identar código depois de se aprender python, tal como é impossível não saber programar orientado a objectos depois de aprender Java onde tudo é um objecto).

Faz sentido!

Link to comment
Share on other sites

Só uma nota acerca do Javascript ser bom para principiantes pois é mais motivante uma vez que se consegue meter facilmente janelas com bolas a saltar.

A motivação de facto é importante, mas eu considero que a entrada no mundo da programação é a fase mais importante de um programador. Portanto, deve-se escolher uma linguagem que ensine boas técnicas de programação.

Os mais jovens hoje em dia têm uma ilusão de que programar é um acto de quasi-magia em que tudo se centra em janelas com botões, caixas de texto, etc etc, e desta forma só pensam em fazer também programas com essas janelas e com tudo animado.

Primeiro ponto: se querem animação, há óptimos cursos de Design Multimédia à vossa disposição.

Segundo ponto: programar é arte lógica, não é arte plástica.

Terceiro ponto: um principiante que goste mesmo de programação terá a devida paciência para percorrer um caminho decente até chegar à parte em que pode fazer "janelas com botões e bolas a saltar".

Nota: não estou a ser "duro", apenas estou a ser assertivo na minha opinião.

  • Vote 1

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Só uma nota acerca do Javascript ser bom para principiantes pois é mais motivante uma vez que se consegue meter facilmente janelas com bolas a saltar.

A motivação de facto é importante, mas eu considero que a entrada no mundo da programação é a fase mais importante de um programador. Portanto, deve-se escolher uma linguagem que ensine boas técnicas de programação.

Os mais jovens hoje em dia têm uma ilusão de que programar é um acto de quasi-magia em que tudo se centra em janelas com botões, caixas de texto, etc etc, e desta forma só pensam em fazer também programas com essas janelas e com tudo animado.

Primeiro ponto: se querem animação, há óptimos cursos de Design Multimédia à vossa disposição.

Segundo ponto: programar é arte lógica, não é arte plástica.

Terceiro ponto: um principiante que goste mesmo de programação terá a devida paciência para percorrer um caminho decente até chegar à parte em que pode fazer "janelas com botões e bolas a saltar".

Nota: não estou a ser "duro", apenas estou a ser assertivo na minha opinião.

Concordo contigo, mas lembra-te que o futebol aprende-se na rua e sem árbitro. Não há mal nenhum em andar a dar uns chutes em programação e ter uma ideia do que é e do que se faz, sem se andar com preocupações quanto à organização do código e etceteras. Isto porque, até lendo o meu próprio código de há uns meses atrás consigo reparar em certos pontápes que para lá dei.

Há sempre tempo de corrigir certos hábitos e aprender a maneira certa de se fazer as coisas. Não é preciso passar o dia entediado a olhar para a consola para se dizer que sim, estou a aprender programação como deve de ser. Todos os caminhos vão dar a roma, desde que se lhe meta gasolina 😄

E claro que um programador não pode estar à espera de ver cores e janelas e não sei quê. Mas para quem está a começar, é muito mais motivador poder-se ver as coisas a acontecer numa janela e não só na forma de linhas de texto.

Isto porque, saber a composicão do granito, os estágios da evolucão psicológica humana ou as deambulacões do Sartre não indicam puto sobre as competências de alguém num determinado campo específico e muito menos sobre o que as pessoas gostam de fazer ou a sua capacidade de aprendizagem. - bubulindo, 15 de Fevereiro de 2013 - 02:01

Link to comment
Share on other sites

Aprender a programar sem andar com grandes preocupações da organização do código? Sim, é possível - isso aconteceu comigo. Mas não são muitos aqueles que aprendem um dia mais tarde a organizar o código. E por isso é que eu digo para fazerem aquilo que eu digo e não aquilo que eu fiz. É que os maus hábitos são tipicamente os mais apetecíveis. Depois há aqueles alunos que acham uma aplicação em linha de comandos estapafúrdia porque o input de dados não é feita com uma InputBox... humm

Quanto às linhas de texto... será que é só mesmo linhas de texto? Não será possível iluminar a linha de comandos com algumas luzes? E quem sabe, algum fogo de artifício? E será que com estas linguagens "menos motivantes" não é possível fazer alguns desenhos com poucas linhas de código?

Podem-me dizer que esses exemplos são menos motivantes, mas garanto que são mais desafiantes e, por conseguinte, dão uma sensação fantástica quando conseguimos terminar e fazer funcionar.

Knowledge is free!

Link to comment
Share on other sites

Muito obrigado a todos a todos pelas respostas. Peço imensa desculpa de estar a responder quando já passou mais de um ano, mas só agora, infelizmente, vou conseguir/espero arrancar definitivamente no mundo da programação. As minhas ideias mudaram pensei em Web Development como uma ideia de ganhar dinheiro, sendo freelancer (devem estar-me a chamar maluco, pois acho que o meu pensamento há um ano atrás era um pouco distante da realidade). Vou começar a programar em C/C++, pois é uma linguagem que me motiva mais, pois quis deixar o Web Development e aprender C++/Python/Ruby.

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.