Jump to content
FDomingos

Google já removeu 8,8 milhões de linhas de código do Webkit

Recommended Posts

FDomingos
Quando a gigante dos motores de busca disse que ia "limpar" o Webkit não estava a brincar - nos primeiros dias do projeto foram logo eliminadas 4,5 milhões de linhas de código excedentes.

No espaço de um mês a equipa da Google destacada para o projeto Blink, o novo motor de renderização que a tecnológica vai usar no projeto open source Chromium, já removeu cerca de 8,8 milhões de linhas de código-fonte do Webkit.

A novidade foi revelada durante a conferência de Open Web Platform do Google I/O por um dos gestores do Chrome, Alex Komoroske.

Quando a tecnológica norte-americana apresentou o projeto Blink sempre disse que o motor de renderização Webkit - que está na origem de outros browsers como o Safari - é leve, flexível e poderoso, mas que se perdeu ao dar suporte a várias arquiteturas e navegadores de Internet.

O objetivo do Blink passa por partir do Webkit para uma plataforma mais leve e que ao mesmo tempo garanta uma performance melhor. Para já tudo corre dentro do planeado já que a remoção de milhões de linhas de código tem permitido aos engenheiros da Google aumentar a produtividade e focarem-se na evolução de aspetos específicos do novo rendering engine.

No mini-projeto Lazy Block Layout, escreve o TechCrunch, os developers estão a trabalhar na forma como o motor de renderização consegue diminuir o processamento de aplicações Web mais pesadas focando-se apenas nas partes da app que aparecem no ecrã - o que permitiu uma redução no tempo de carregamento de quatro segundos para 32 milisegundos.

O objetivo de construir uma plataforma que permita aumentar a interoperabilidade entre diferentes empresas também parece estar a ser cumprido já que durante o processo de "limpeza" a Google teve a ajuda de técnicos da Adobe, Intel e Microsoft. A Opera também já tinha revelado que ia suportar o Blink em detrimento do Webkit.

Ainda não é certo se as alterações que estão em curso serão visíveis para os utilizadores finais nas próximas versões do Chromium e Google Chrome, mas os programadores vão encontrar várias alterações.

Fonte: http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/google_ja_removeu_8_8_milhoes_de_linhas_de_co_1317137.html

Edited by FDomingos

Share this post


Link to post
Share on other sites
brunoais

Nice...

Então isso pode querer dizer que o chrome vai livrar-se do webkit e mudar para um novo (Blink)... Parece muito interessante.


"[Os jovens da actual geração]não lêem porque não envolve um telecomando que dê para mirar e atirar, não falam porque a trapalhice é rainha e o calão é rei" autor: thoga31

Life is a genetically transmitted disease, induced by sex, with death rate of 100%.

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon

Não é um novo, é um fork do WebKit. Daí até se tornar novo há um conjunto de conceitos que é preciso definir.


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon

Passaram-me há pouco a informação de que o WebKit nem sequer tem 8 milhões de linhas de código:

http://www.ohloh.net/p/WebKit

O Blink ainda está a ser analisado pela plataforma:

https://www.ohloh.net/p/chromium-blink


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.