Jump to content

Como iniciar/terminar serviços em linux de forma simples.


Knitter

Recommended Posts

Boas!

Tenho estado a migrar para linux e apesar de alguns problemas que ainda encontro estou relativamente satisfeito, no entanto começo a sentir falta da facilidade com que trabalho em windows 😉.

Tenho instalado no meu portátil um servidor apache e mysql que uso para as aulas e para desenvolvimento no entanto não quero que os servidores estejam sempre a correr quero que se iniciem apenas quando eu quero e terminem quando eu mando e tudo isto à distância de um clique de rato. Existe alguma forma de conseguir isto?

Link to comment
Share on other sites

Todos os serviços linux podem ser 'desligados' de se iniciar no boot. Depende por vezes da distro a sua simplicidade. Sei que em mandriva tens uma ferramenta muito simples para arrancar serviços ou pará-los assim como para os por a arrancar (ou não) no boot. Diz qual é a tua distro que pode ser que além saiba o nome da ferramenta adequada.

Cumps 8)

Link to comment
Share on other sites

Gostava que uma vez na vida uma resposta a uma pergunta que faço sobre linux não envolva criar um script 😉

Bem posso sempre tentar, o que eu queria saber, e talvez não me tenha explicado é, basta remover os links das pastas de arranque? É essa a forma correcta ou essa é uma forma que funciona?

Já tinha pensado em criar os scripts, ou na pior das hipóteses criar um painel usando python, com meia dúzia de botões para ligar/desligar os serviços.

O que eu queria era uma coisa parecida com o painel do xampp que existe para windows. Tem lá as aplicações, como o apache, servidor de ftp, mysql, etc., e depois tem opção para colocar como serviço de windows, parar/ligar o serviço.

Queria uma coisa simples que não demore mais de 30seg a implementar, não tenho tempo para perder com soluções mais lentas, para isso continuo a trabalhar em windows 😄

Peace.

Link to comment
Share on other sites

$ps -Aw -H

$kill -9 <processo>

Demora-te menos de 10 segundos 😉 Sei bem que queres fazer isso à distância de um clique de rato, mas por vezes a consola facilita-te bastante a vida, e para quê complicar? 😄

abraços, HecKel

para quê o '-9'?

ou até, para quê o 'kill'?

os aplicativos devem ter comando para os terminar, não?

se é para ir à consola, então cria-se um ficheiro com os comandos para parar os programas e depois é só fazer 'source <nome_ficheiro>', ou até podemos definir um 'alias' para quando escrever-mos 'stop' (por exemplo) parar todos os programas. é claro que isto é se quisermos usar a consola, mas o Knitter queria algo que se fizesse num clique...

Link to comment
Share on other sites

eu sei para que é o '-9'. trata-se do sinal 'KILL', que não é interceptado pelo processo em causa, e como tal temos a certeza que ele é morto.

mas se fizeres apenas 'kill' o sinal enviado é o 'TERM', que pode ser interceptado pelo processo, permitindo que este termine de uma forma mais "saudável" (pode, por exemplo, fechar os ficheiros que encontrem abertos ou terminar outros processos que ele tenha iniciado...).

devemos sempre fazer 'kill <pid>' e só se este não funcionar é que usamos o 'kill -9 <pid>', isto, é claro, se o programa não fechar "sozinho"...

Link to comment
Share on other sites

Eu tenho um aplicativo no meu kde chamado ksysguard onde podes terminar processos simplesmente (podes usar o vcn para controlar o desktop remotamente). É +/- como carregas alt+ctrl+del no windows, mostra todos os processos a correr e podes parar, no entanto não podes eliminar no arranque.

Cumps 8)

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.