Ir para o conteúdo
  • Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #60 da revista programar. Faz já o download aqui!

passarito

Usar "projectos" em Pascal

Mensagens Recomendadas

passarito

Boas,

desta vez não venho falar de programação, mas de uma pequena preparação que se pode fazer antes de se começar a programar. Esta vai-nos facilitar o trabalho futuro para cada  programa que desenvolvermos, pois vai guardar todas as configurações, alterações, ficheiros abertos,  etc.

Este exemplo é apoiado no Borland Pascal 7 (BP7), para outros deve ser similar, mas não garantido.

No BP7, tal como em algumas versões anteriores, existe uma opção que nos permite guardar o estado do nosso BP7 quando saimos. Essa opção encontra-se nas OPTIONS orientada para um ficheiro BP.TP ou TURBO.TP

Então quando iniciarmos o nosso novo programa temos de ir a OPTIONS/SAVE AS... e dar um nome qualquer (o mesmo nome do projecto/programa será boa ideia). Assim todas as alterações que fizermos relativamente ao projecto serão guardadas neste ficheiro, inclusivamente a lista dos últimos ficheiros abertos.

Quem já não tentou correr um programa, mas afinal estava a trabalhar numa biblioteca de apoio ao seu programa? O resultado é: Cannot run an unit!

Ora, também tenho um truquezito para isto, em COMPILE\PRIMARY FILE... indicam o ficheiro onde está o programa, desta forma estejam onde estiverem, vai sempre correr a partir do programa que indicaram no PRIMARY FILE, mesmo que não tenha qualquer ficheiro carregado!

Nesta altura já se podem ver os pontos positivos disto, mas, poderão pensar: Sempre que eu entrar no programa tenho de carregar o ficheiro das configurações (.TP)

Aqui está a cereja no topo do bolo, na linha de comandos do BP7 existe uma opção /C que faz carregar o ficheiro de configuração (.TP) que desejarmos, assim, para carregar o ficheiro GQ.TP na linha de comandos escrevemos: BP /CGQ.TP ou TURBO /CGQ.TP

Quem não quizer usar a linha de comandos é fazer um ficheiro .BAT

NOTA: Entre a opção /C e o nome do ficheiro de configuração não leva qualquer espaço.

Assim, entram logo com a configuração do programa em questão, podem ver quais os ficheiros que deixaram abertos, últimos que abriram, configurações especificas do programa.

Espero que este tópico vos seja útil.

Boas programações .

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

É sempre importante este tipo de dicas...

Com certeza não será útil / exequível para todos, mas poderá ser muito bom para outros! ;)


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito

Deixa-me só fazer um pequeno ajuste á tua frase:

Com certeza não será útil / exequível para todos os programas, mas poderá ser muito bom para outros!  ;)

É claro que aqueles programas de um ficheiro só isto não é compensatório  :)

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado
;)

"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pwseo

O Delphi também tem função semelhante, tanto quanto sei (e pode guardar a disposição das janelas, ficheiros abertos, etc, etc).

Aqui no linux eu costumo criar um script com as opções de compilação. Pessoalmente não gosto de abrir um editor e ele ir para ponto onde deixei o ficheiro, mas isso também é possível com o editor de texto que utilizo.

Por isso, de certa forma, é um sistema de "projecto" feito à mão.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito

Caro Pedro,

tem piada tu falares no Delphi, porque foi mesmo quando comecei a utilizar o delphi, versão 3, que descobri algumas das opções que anteriormente descobri...

Pessoalmente não gosto de abrir um editor e ele ir para ponto onde deixei o ficheiro, ...

pois... gostos não se discutem, mas é mesmo por esse motivo que uso este sistema. Quando tenho programas grandes, complexos ou mesmo quando não abro o projecto à muito, muito, mas mesmo muito tempo, para mimi é sempre útil aquilo autosituar-me!!!! ;) É tempo que poupo!

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

O Delphi tem realmente um sistema para guardar as definições do IDE (janelas abertas, tamanho e disposição das mesmas, etc.).

Nunca reparei se guarda também quais os ficheiros abertos.

De qualquer maneira, o Delphi tem um sistema de gestão de projectos por si, que guarda todos os ficheiros pertencentes ao projecto (ou mesmo a um grupo de vários projectos), as plataformas para que cada um está destinado, configurações SVN para o projecto, etc.

Pessoalmente, em Pascal, não faço gestão de projectos, mas isto também se deve a dois motivos:

1. Actualmente não faço nada em pascal que requeira o uso de projecto. Só trabalho em Delphi (a sério), e aí uso o sistema "da casa".

2. Quando fazia programas que merecessem um projecto em (Turbo) Pascal, aqui há uns anos, eu... bem... er... não sabia fazer isto que o Passarito agora ensinou! ;)


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito

Eu agora também já não programo "a sério" em Pascal, nem em Delphi, o mais próximo da minha programação a sério é em ASP, mas puro, nada de DOT NET's....

Agora, por vezes necessito num qualquer projecto antigo, como foi á pouco tempo um de Delphi, fazer umas actualizações e aí tenho de dar uma perninha na programação.

Isto para dizer, que só ando por aqui por dois motivos: Um Pascal foi a linguagem que utilizei muito e sempre adorei, segundo ajudar quem não sabe a aprender esta linguagem. (também tenho aprendido algumas coisas)

O meu objectivo é simples... partilhar conhecimento.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito

Ah... é verdade.... estava-me a esquecer do 3º motivo: fazer a cabeça em àgua ao moderador de pascal... Mr. Thoga  :kissing:

:lmfao:

Aí o off-topic e o lápis azul a funcionarem.....

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

Ah... é verdade.... estava-me a esquecer do 3º motivo: fazer a cabeça em àgua ao moderador de pascal... Mr. Thoga  :kissing:

😎 Um motivo sempre válido...  ;)


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pwseo

Voltando ao tópico,

Quando tenho programas grandes, complexos ou mesmo quando não abro o projecto à muito, muito, mas mesmo muito tempo, para mimi é sempre útil aquilo autosituar-me!

Exacto, é uma questão de gosto. No entanto, desde que larguei o Delphi (essencialmente desde que larguei o Windows) tive que me habituar a fazer as coisas de outra forma.

Acrescento também que o editores de texto que utilizo mete o Delphi a um canto em termos de flexibilidade e orientação, etc. Não é um IDE, mas a facilidade com que se fazem as tarefas mais triviais compensa isso largamente.

Os scripts que vou fazendo são muitas das vezes mais flexíveis que as opções que encontrava no Delphi. Isto é especialmente verdade para projectos pequenos, com requisitos atípicos.

É um grave defeito do windows: tratar a linha de comandos como algo a esconder.

De qualquer modo, acrescento também que pode criar-se um ficheiro .cfg para guiar o fpc (no caso do Free Pascal, claro) e podemos utilizar isso como uma espécie de "ficheiro com as definições de compilação de um projecto".

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
thoga31

Ah... é verdade.... estava-me a esquecer do 3º motivo: fazer a cabeça em àgua ao moderador de pascal... Mr. Thoga  :kissing:

:lmfao:

Aí o off-topic e o lápis azul a funcionarem.....

Senhor passarito, vamos lá piar fininho, se faz o favor ;)

Mas este tópico não está em nada com off-topic, por isso, o lápis azul está guardado, mas está afiadinho, já, eheheh. :knuppel2:


Um tópico muito bom para eu falar de algo que o Dev-Pascal, apesar de ter um compilador velho como tudo e estar (aparentemente) descontinuado, tem de bom, apesar de ter coisas a melhorar.

O Dev-Pascal abre sempre, mas sempre, o último ficheiro *.pas onde estivemos a trabalhar. Tem um sistema de gestão de projectos simples mas, para quem o conhece bem (eu não o conheço a fundo, confesso :D ), permite fazer maravilhas, como mexer nos resources do programa. Caso façamos treta no resource file, há lá uma cena qualquer (não sei qual a cena, exacto, como adivinharam? :) ) que o permite restaurar.

Mas pronto, eu agora uso o FP. :)


Knowledge is free! | Occasional Fortnite player

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

Acrescento também que o editores de texto que utilizo mete o Delphi a um canto (...)

:) Não me pronuncio... lol Devo andar a ver os editores de texto errados!  ;)


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
thoga31

:) Não me pronuncio... lol Devo andar a ver os editores de texto errados!  ;)

O @pedro sabe trabalhar bem com certos editores de texto que, quando dominados, são excelentes e, ao fim e ao cabo, simples. Por isso não me admira que ele tenha dito que estes metem o Delphi a um canto. :)


Knowledge is free! | Occasional Fortnite player

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pwseo

Atenção que eu falo de meter o Delphi a um canto em termos de edição de texto :) Não estou a querer dizer que os editores de texto que utilizo são um IDE melhor que o Delphi (não seria verdade). Mas em termos de edição de texto (ou seja, escrever, apagar, movimentar pelo texto, mover blocos de código, etc), é uma diferença abismal. O notepad++ (provavelmente um dos mais avançados no Windows) não chega nem perto :)

Mas de facto, como diz o thoga31, existem determinados editores de texto (vim, emacs) que quando dominados são excelentes ferramentas.

E dependendo das necessidades de cada um, facilmente os transformamos num pseudo-IDE, graças à sua programabilidade. Afinal de contas, somos programadores, não somos? Fazemos pequenas ferramentas que em conjunto com um bom editor formam um IDE que é só nosso ;)

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

Pedro (e aos outros se quiserem):

Tenho uma proposta para ti...

Transfere, instala e trabalha com o Turbo Pascal 3.02 (se já não o fizeste).

Verás o que é poder editar texto, movimentar blocos, etc, etc. com classe... heheheheh

Link para download do dito:  https://downloads.embarcadero.com/free/turbopascal (Óh moderador, olha que isto não é pirata, OK?  ;))

Depois diz o que achaste... Mas vou já adiantando a tua reação:  :wallbash:


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

Mas porque é que acham que eu sou assim tão mau? :tomato: :surrender:

Não achamos nada, é só mesmo para picar os mais novos! lol


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pwseo

nunopicado,

Não sei se estavas ou não a ser irónico, mas tenho uma contra-proposta. Instala o vim e gasta algum tempo a aprender a utilizá-lo. Ou então o emacs, que tem uma curva de aprendizagem com menos de 89º.

Mas só aí poderemos falar sobre o que é um editor de texto capaz :)

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

lol Sem ironia, mas se não conheces o TP 3.02, tens de o testar! :) O sistema de seleccionar, copiar, e colar é especialmente lindo...

O Emacs só o instalei há dias e ainda não perdi grande tempo com ele.

O VIM conheço e... bem... Não gosto, não vejo sequer um pingo de utilidade num editor de texto em que quase é preciso tirar um curso para saber escrever um caracter... :) Tem uma vantagem é certo... Sempre é mais "bonito" que o VI. Mas de resto, não me convence.

Uso-o apenas quando tem mesmo de ser (a.k.a., num sistema linux/unix que não tenha mais nenhum editor instalado).


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito

@Thoga31

O Dev-Pascal abre sempre, mas sempre, o último ficheiro *.pas onde estivemos a trabalhar.

O Turbo Pascal 5 já fazia isso, foi a primeira versão do Pascal que usei. Aliás, eu disse isso mesmo:

No BP7, tal como em algumas versões anteriores, existe uma opção que nos permite guardar o estado do nosso BP7 quando saimos. Essa opção encontra-se nas OPTIONS orientada para um ficheiro BP.TP ou TURBO.TP

Isto queria dizer que quando entrassemos no BP7 ele voltaria a abrir todos os ficheiros que estivessem abertos quando o fechámos da última vez.

Quanto à "guerra" de editores de texto, tenho que dizer.... qual é a onda de um ser melhor que o outro? Para mim são todos iguais; à parte do VI e do VIM, também concordo com o Nuno «tem de se tirar um curso»; todos eles têm especificdades próprias, não podem é ser complicadissimos, é tudo uma questão de adaptação. Eu por exemplo não me vejo a utilizar o Pascal sem o IDE da Borland, ainda tentei o notepad++ mas não me adaptei. Por outro lado, já programei ASP no notepad do windows!

Pedro, nem tudo o que é linux é bom e nem tudo o que corre em windows é da micro$oft... LOL  :) (A frase é mesmo assim, não me enganei!!!!)

Alguém conheceu o E2? Foi o unico editor de texto que copiava colunas.... sim COLUNAS de texto. Era da IBM.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

Depois de testar o IDE do Delphi XE, quase dá vontade de editar texto directamente nele...  :)

E não devo ser o único a achar, pois ele tem modelos de criação para ficheiros de texto, html, css, xml, javascript entre muitos outros! :)

Tudo o resto fica a "saber a papeis de música"...


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pwseo

Nuno, esse editor a que te referes é o vi, ou então os primórdios do vim (quando era essencialmente o vi com meia dúzia de coisas adicionais). Actualmente não tem nada a ver; o vim é um editor moderno e fantástico.

E não é preciso um curso, basta carregar na tecla "i" para te colocar em insert mode :P

Após teres ultrapassado essa barreira da edição modal, muitas operações ficam muito mais rápidas que o normal. Mas reconheço que é uma barreira muito alta.

O problema é que quando não se salta essa barreira não se fica a saber de tudo o resto que o vim traz consigo.

Quanto ao TP... terei que testar isso, mas duvido que vá achar muita piada então.

Passarito, longe de mim dizer que tudo o que é linux é bom (por exemplo, não há IDEs decentes para pascal) e que tudo o que é windows é microsoft (eu não sou daquelas pessoas que liga a essas coisas). Não sei onde foste buscar essa ideia (que é errada).

Estou apenas a dizer que, do ponto de vista de alguém que já utilizou durante alguns anos o Delphi e o vim (o meu caso), existe uma diferença abismal entre as suas capacidades de edição de texto. Os templates e essas coisas novas do Delphi (code folding, etc) são standard no vim há imenso tempo. As pesquisas nem se comparam.

E a programabilidade é radicalmente diferente.

E já agora: o vim copia, corta, cola insere, transforma e faz muitas outras coisas com colunas de texto. Faço uso disso regularmente :)

PS.: usar o notepad para qualquer tipo de programação devia ser considerado crime, a sério! (salvo casos onde não exista mais nenhum editor disponível, claro)

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
nunopicado

O meu irmão chegou a fazer sites (para venda) no notepad... Não queria outra coisa!

Sim, o Vim que usei foi há muito ano e admito que esteja diferente... Continuo é a não gostar da base dele! :)


"A humanidade está a perder os seus génios... Aristóteles morreu, Newton já lá está, Einstein finou-se, e eu hoje não me estou a sentir bem!"

> Não esclareço dúvidas por PM: Indica a tua dúvida no quadro correcto do forum.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
passarito
Pedro, nem tudo o que é linux é bom e nem tudo o que corre em windows é da micro$oft

@Pedro

Esta frase era uma provocaçãozinha aos dois lados da barricada, porque há os que defendem o Linux e parece que o Linux é o suprasumo e são intocaveis. Quanto aos defensores da M$, alguns por interesses económicos, que são os piores, outros poque o que vêm na facilidade de uso dos S.O.'s a equivalencia em robustez, fiabilidade, etc.

Não estou com isto a dizer que estes sejam os vossos casos Nuno e Pedro. Mas todos nós já acompanhamos outras discussões e foruns, não é....

Resumindo, nem todos os programas da M$ são bons bem como os programas que correm em Windows que não são da M$ podem ser bons ou maus. Por isso, não há que extremar posições.

Quanto há provocaçãozinha do notepad..... Eu aprendi nos anos 90 a "programar" HTML com o Netscape e usava também o seu editor. Depois comecei a usar o notepad que era mais prático que o editor do Netscape e aí pelo meio comecei a aprender e usar o ASP usando o notepad. Sem profs., sem amigos ou conheidos que fizessem o mesmo e muito pouca net que antes não era tão cessivel como hoje.... all in stand alone e um livro que comprei de ASP. Foi Aí que decobri um forum de ASP (agora desactivado ou com outros propósitos mais ecnomicistas) e que me fez evoluir até aquilo que sei hoje. E é claro que já não uso o Notepad, mas fez muito jeito para ganhar traquejo!

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!

Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.

Entrar Agora

×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.