Jump to content
FDomingos

Microsoft volta a provocar Apple em campanha publicitária

Recommended Posts

FDomingos
Citação

A "concorrência publicitária" não é de agora, mas tem novos desenvolvimentos. A Microsoft colocou online uma página onde compara computadores Windows com as máquinas da Apple, argumentando que a única diferença está nos preços (mais altos) praticados pela eterna rival.

A página está alojada no site canadiano da gigante de Redmond e tem o sugestivo nome de "Do The Math" (algo como "faz as contas").

Com a campanha, a Microsoft pretende demonstrar a competitividade dos seus sistemas a nível de preços, graças aos quais os utilizadores poderão "ficar com algum dinheiro extra para gastar noutras coisas", alega a fabricante, numa clara alusão aos elevados valores praticados pela concorrente.

[...]

Fonte: http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/microsoft_volta_a_provocar_apple_em_campanha_1151186.html

A campanha encontra-se em: http://windows.microsoft.com/en-CA/windows7/products/compare/pc-vs-mac/do-the-math?macCode=004

Para mim, a ms pode ser razão em muitos pontos, no entanto na security protection onde diz "Purchase Separately", será que eles ainda não viram isto? http://www.macupdate.com/app/mac/36365/virusbarrier-express .

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

Hummm...

É um facto de que o hardware da Apple é mais caro em comparação com os PCs, isso nunca foi uma novidade...

Mas o que poupo no hardware gasto no software da MS, é essa a mensagem?

O Mac OS X é bastante mais barato que o Windows e a suite de office da Apple é significativamente mais barata que a da MS...

Ainda esta semana comprei o KeyNote (a melhor aplicação para apresentações que conheço), deixa o PowerPoint a milhas e custou-me a módica quantia de... 15.99€...

Mas o marketing tem destas coisas...

Basta ver como nos automóveis meter plástico barato à volta de um carro, ter uma suspensão levantada e dar um nome de cross-qualquer-coisa e dá cá mais umas centenas de euros por um carro que  cheio de plástico (indicador de barato) e com uma suspensão desajustada à utilização dos seus compradores faz sucesso! :thumbsup:


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

O alumínio ainda é diferente de plástico... como tal, existem mais diferenças que não os preços.

Além de que, o Windows vem, a bem dizer, nú. O Mac OSX permite-nos fazer imenso sem fazer download de software. Software esse que se for comprado à Microsoft, ou a outras empresas, além de tornar o computador mais lento, são mais caras que a diferença de preço dos computadores.

Mas lá está, a definição de qualidade é adequação ao uso... e para o uso que a maior parte das pessoas dá ao computador, um Mac é um negócio melhor.


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

bubulino, a questão de teres o software instalado ou obtê-lo via download é, hoje em dia, irrelevante.

Desde que o mesmo esteja disponível de forma fácil, é a mesma coisa. Por exemplo, o XCode não vem instalado, tens de o instalar explicitamente a partir do disco de instalação.

Quanto ao aluminio, é muito giro e tal, mas o plástico do Vaio é mais confortável de usar, em especial no inverno (e o teclado também porque é completo e no Mac não).


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

Expliquei-me mal... referia-me ao custo do software (e à comodidade de não ter de fazer download das aplicações que vêm de base no MacOSX).

O melhor exemplo que encontro para explicar e justificar de certa forma estas diferenças no software que vem de raíz é com os ficheiros .pdf. No Windows temos de instalar (pelo menos no XP), o Adobe reader... se quisermos fazer um .pdf, ou pagámos por uma licença dum pdf creator ou então apostámos no pdf995 com anúncios e pop-ups.

No Mac, isso vem de raíz. Podemos abrir .pdfs, podemos alterá-los (se não tiverem protecção de password) (alterar no sentido de rodar páginas, adicionar páginas...) e não precisámos de instalar ou pagar nada.

Quanto à diferença para o Vaio... a qualidade paga-se... e se fores comprar um Vaio com a especificação dum Mac, o preço, apesar de mais barato, não vai ser tão diferente como por exemplo um Acer.

E isto sem falarmos da outra diferença... a Microsoft faz um software para todo o hardware. A Apple faz um software para um hardware. Logo, têm à partida menos problemas de integração (teóricos, pelo menos).

Por isso no fim, a Microsoft não é má no que faz... mas a sua maior força torna-se a sua maior fraqueza uma vez que não controla onde o seu software é usado. É um pouco como o Android da Google. A experiência de usar um Android pode ir do espectacular ao pesadelo e quem é penalizado (a google) não é o responsável por fraca performance (normalmente os fabricantes dos dispositivos e operadoras).

Logo a comparação dos diferentes computadores com o Mac tem sempre esse outro ponto importante. O facto do software num dos computadores ser feito para correr só naqueles computadores e o outro para ser corrido em tudo onde seja possível.

Podíamos também falar em viroses e outras coisas, mas acho que o futuro vai balançar as coisas entre Macs e Windows nesse campo, por isso é escusado.

No entanto, quanto ao teclado, não me incomoda muito o tipo de teclado do Mac (espero nunca ter de o trocar), mas algo que os outros fabricantes podiam aprender com a Apple seria deixarem de pintar o símbolo nas teclas e usar o método da Apple para garantir que a tecla não fica "unidentified".


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
mjamado

Expliquei-me mal... referia-me ao custo do software (e à comodidade de não ter de fazer download das aplicações que vêm de base no MacOSX).

O melhor exemplo que encontro para explicar e justificar de certa forma estas diferenças no software que vem de raíz é com os ficheiros .pdf. No Windows temos de instalar (pelo menos no XP), o Adobe reader... se quisermos fazer um .pdf, ou pagámos por uma licença dum pdf creator ou então apostámos no pdf995 com anúncios e pop-ups.

No Mac, isso vem de raíz. Podemos abrir .pdfs, podemos alterá-los (se não tiverem protecção de password) (alterar no sentido de rodar páginas, adicionar páginas...) e não precisámos de instalar ou pagar nada.

Isso só é derivado ao autismo das entidades reguladoras: a Microsoft é multada (e bem!) por tudo e mais alguma coisa que cheire a abuso de posição dominante. O problema dos PDF é precisamente um desses casos. Outras marcas, parece que até andam com elas ao colinho.


"Para desenhar um website, não tenho que saber distinguir server-side de client-side" - um membro do fórum que se auto-intitula webdesigner. Temo pelo futuro da web.

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

@bubulino, compreendo o que dizes, mas efectivamente nos dias de hoje o custo de instalação do software que não vem é bastante baixo...

Em relação à estabilidade, bem... Eu já não tenho de fazer um hard-reset num PC com Windows há muito tempo, e só no último mês tive de fazer dois num Mac... Admito que possa ter tido azar, mas lá que aconteceu, aconteceu...


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

@bubulino, compreendo o que dizes, mas efectivamente nos dias de hoje o custo de instalação do software que não vem é bastante baixo...

Em relação à estabilidade, bem... Eu já não tenho de fazer um hard-reset num PC com Windows há muito tempo, e só no último mês tive de fazer dois num Mac... Admito que possa ter tido azar, mas lá que aconteceu, aconteceu...

Ainda não experimentei os novos Windows (7 e Vista), mas ontem o XP bloqueou-me a tecla ctrl quando estava num emocionante trabalho de copy/paste... No mac ainda não tive problemas desses.

Mas, que é um facto inegável é que com maior quota de mercado, a atenção ao detalhe e problemas começam a aparecer. Isso é patente em vários produtos da Apple ultimamente.


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

O que é mais interessante é a necessidade da MS em mostrar a sua superioridade em relação à Apple.

Obviamente isto só acontece quando alguém se sente ameaçado...


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rui Carlos

M6, três observações:

- pessoalmente prefiro o alumínio (e foi um dos motivos que me fez pagar o extra que um MBP custa em relação ao MB);

- apesar disso, não fosse o facto dos Sony Vaio não correrem MacOSX ou Linux de forma aceitável, e seriam certamente a minha escolha (acima de tudo por me permitirem certas combinações de características que não tenho nos macs);

- os preços dos Vaio também têm muito que se lhe diga (mas tal como os macs, para mim valem o que custam).

Isso só é derivado ao autismo das entidades reguladoras: a Microsoft é multada (e bem!) por tudo e mais alguma coisa que cheire a abuso de posição dominante. O problema dos PDF é precisamente um desses casos. Outras marcas, parece que até andam com elas ao colinho.

O problema da MS era sua famosa estratégia do Embrace, Extend and Extinguish. Isso é que preocupava empresas como a Adobe ou a Sun.

E há ainda o pormenor de poucas empresas terem atingido uma posição dominante como a da MS.

De qualquer forma, a postura das entidades reguladoras (e legisladores) em relação a outras empresas, como a Google ou a Apple está a mudar. Acho que o padrão é mais atacar quem anda no topo, do que atacar a MS (ou outra empresa em particular).


Quanto à campanha em si, nada de especial.

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

O melhor exemplo que encontro para explicar e justificar de certa forma estas diferenças no software que vem de raíz é com os ficheiros .pdf. No Windows temos de instalar (pelo menos no XP), o Adobe reader... se quisermos fazer um .pdf, ou pagámos por uma licença dum pdf creator ou então apostámos no pdf995 com anúncios e pop-ups.

No Mac, isso vem de raíz. Podemos abrir .pdfs, podemos alterá-los (se não tiverem protecção de password) (alterar no sentido de rodar páginas, adicionar páginas...) e não precisámos de instalar ou pagar nada.

Não me digas que é esse o melhor exemplo que encontras ... até porque é péssimo!

Já à bastante tempo que tens programas gratuitos para fazer isso sem publicidade e estás a fazer de uma versão que já tem anos. Tanto o Vista como o Windows 7 (e ambas estas versões têm alguns anos) fazem isso. Mais um pouco ias comparar com o Windows 3.11 ;)

Além disso a diferença de preços é realmente grande e se quero comprar qualquer coisa extra, o preço é também muito mais caro e limitado a produtos MAC. Um portátil para trabalhar em condições dura 2/3 anos e por isso não preciso de comprar nada com o melhor hardware do mundo.

O HP Pavilion dv7 já tem o Windows 7 instalado e uma versão do Office custa desde $100, o que também não é nada de especial (o KeyNote custa 20€ mas é apenas uma aplicação e o Office trás várias, o que comparativamente não é muito mais caro).

Além disso existem milhares de aplicações gratuitas para ambas as plataformas, mas para windows são garantidamente mais. Dos utilizadores que conheço de MAC todos têm de usar emuladores para correr esta ou aquela aplicação de Windows. Eventualmente isto não acontesse com todos, mas os que conheço têm esta necessidade.

Nota: Não estou a dizer que A é melhor que B, apenas a dar a minha opinião face aos preços vs necessidade/utilidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon
Além disso a diferença de preços é realmente grande e se quero comprar qualquer coisa extra, o preço é também muito mais caro e limitado a produtos MAC. Um portátil para trabalhar em condições dura 2/3 anos e por isso não preciso de comprar nada com o melhor hardware do mundo.

Vou discordar aqui, porque posso já dizer que nunca tive nenhum portátil Mac que não durasse menos de 5 anos. O meu último, um dos primeiros MacBook Pro (Intel, Fev 2006) só não durou mais porque sofreu uma queda que lhe partiu o ecrã. Continua a funcionar na perfeição ligado a um monitor externo, só perdeu a função de portátil. Corre o Snow Leopard sem qualquer problema.

O meu portátil anterior, um iBook G3 de 2001, ainda hoje funciona, embora não nas minhas mãos, e com o Tiger, que não é o último SO, mas deu para perfazer 6 anos de compatibilidade com todos os SOs (2001-2007), sem problemas de performance.

Ainda sou capaz de referir um iBook G4 de 2003, dos meus pais, que hoje corre o Leopard, igualmente sem problemas de performance.

Certamente que a mim, em termos de qualidade de hardware, a Apple já mais que me convenceu.


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

Vou discordar aqui, porque posso já dizer que nunca tive nenhum portátil Mac que não durasse menos de 5 anos.

Não é uma questão de durar ou não, até podem durar muito mais, mas com a evolução do software (aplicações, jogos, etc), a exigência das máquinas é cada vez maior. Agora é normal que o pessoal não mude de máquina de dois em dois anos ... pelo menos quem não anda a nadar em dinheiro ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon

A não ser que seja para jogar jogos, a exigência do software não aumenta assim tanto, visto ser sempre, praticamente o mesmo. Os jogos de computador são provavelmente o único mercado que é suficientemente dinâmico para alterar essa exigência tão radicalmente. E, diga-se de passagem, que os portáteis não são feitos exactamente a pensar em jogos.

O meu antigo MacBook Pro corria todo o software que sempre necessitei durante os 5 anos que o utilizei, mesmo com os updates em dia. E acredito que praticamente qualquer outra pessoa que não esteja a pensar num portátil para jogar os sempre os últimos jogos durante 5 anos iria achar exactamente o mesmo.


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites
Warrior

Só uma questão: porque é que passou a ser o teu antigo MacBook Pro, nesse caso?

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon

Porque o deixei cair e parti-lhe o ecrã no mês passado (como referi há dois posts atrás). Como necessito de um portátil, comprei um MacBook Pro novo.

Facto é que esse antigo MacBook Pro me durou desde Fevereiro de 2006 até Abril de 2011 e, como disse, só não durou mais devido a esse acidente de percurso.


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites
Warrior

Ah, realmente já tinha lido isso. Só que como não foi de uma vez (acompanhei o tópico) esqueci-me.

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

Não me digas que é esse o melhor exemplo que encontras ... até porque é péssimo!

Já à bastante tempo que tens programas gratuitos para fazer isso sem publicidade e estás a fazer de uma versão que já tem anos. Tanto o Vista como o Windows 7 (e ambas estas versões têm alguns anos) fazem isso. Mais um pouco ias comparar com o Windows 3.11 ;)

Além disso a diferença de preços é realmente grande e se quero comprar qualquer coisa extra, o preço é também muito mais caro e limitado a produtos MAC. Um portátil para trabalhar em condições dura 2/3 anos e por isso não preciso de comprar nada com o melhor hardware do mundo.

O HP Pavilion dv7 já tem o Windows 7 instalado e uma versão do Office custa desde $100, o que também não é nada de especial (o KeyNote custa 20€ mas é apenas uma aplicação e o Office trás várias, o que comparativamente não é muito mais caro).

Além disso existem milhares de aplicações gratuitas para ambas as plataformas, mas para windows são garantidamente mais. Dos utilizadores que conheço de MAC todos têm de usar emuladores para correr esta ou aquela aplicação de Windows. Eventualmente isto não acontesse com todos, mas os que conheço têm esta necessidade.

Nota: Não estou a dizer que A é melhor que B, apenas a dar a minha opinião face aos preços vs necessidade/utilidade.

Mais uma vez, na altura que escrevi isto referi que ainda não usei o Vista (e o que usei, deu para ver o quão "bom" é) e o W7. Ainda dei uma vista ao portátil da minha namorada e não vi a opção de fazer .pdf lá de raíz... Podes dizer-me onde a encontrar? Uma coisa é haver soluções para esse problema, outra é a solução já vir integrada de raíz no sistema operativo. Nem todos são génios informáticos e ter essa possibilidade de raíz é interessante. Eu não disse ser o melhor exemplo, mas foi o que me lembrei na altura. Podia ter falado no iLife... mas pareceu-me óbvio demais.

Quanto à durabilidade dos portáteis, depende sempre do uso que se lhe vai dar... se vais jogar, o portátil fica desactualizado muito rapidamente. Se vais andar na net, o portátil pode durar imenso... os meus pais usam um ACER com quase 10 anos. Funciona bem e para o que fazem chega perfeitamente. É lento, mas ainda dá para os gastos.

Claro que se fosse instalar o novo office sempre que sai, provavelmente o portátil teria durado 3 anos.


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
kaub0st3r

Sai mais barato e muito mais compatível (uni-formalizado) e sinceramente tudo o que conheço de ferramentas há para Windows já o contrário é mais difícil de arranjar, pá também uso muito o Linux para desenvolvimento quando utilizo livrarias "mais esquisitas" mas ainda não há nada que me seduza mais que programar em visual, estes gajos têm o sistemas de testes do melhor  ;). Nas ferramentas de design a Mac são do melhor, mas há soluções iguais para windows.

No meu ver a solução pc/windows dá para poupar uns trocos, temos sempre soluções open-source para windows, quero dizer com isto é que para uma pc/windows basta pagar o SO o resto podemos usar soluções grátis que há milhares.


blogue: migalhasfrog.blogspot.comtwitter: ricardo_pt

Share this post


Link to post
Share on other sites
KTachyon

Sai mais barato e muito mais compatível (uni-formalizado) e sinceramente tudo o que conheço de ferramentas há para Windows já o contrário é mais difícil de arranjar, pá também uso muito o Linux para desenvolvimento quando utilizo livrarias "mais esquisitas" mas ainda não há nada que me seduza mais que programar em visual, estes gajos têm o sistemas de testes do melhor  ;)

O Windows é uniformizado? Disfarça bem :confused:

Vê lá tu que eu utilizo Mac OS X para desenvolvimento e nunca tive problemas em arranjar software que preciso. Para mim, esse argumento é um mito.

No meu ver a solução pc/windows dá para poupar uns trocos, temos sempre soluções open-source para windows, quero dizer com isto é que para uma pc/windows basta pagar o SO o resto podemos usar soluções grátis que há milhares.

Não é como se não houvessem soluções open source para outros sistemas operativos... ou é? :D


“There are two ways of constructing a software design: One way is to make it so simple that there are obviously no deficiencies, and the other way is to make it so complicated that there are no obvious deficiencies. The first method is far more difficult.”

-- Tony Hoare

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.