Jump to content
MoraisNeves

Arduino

Recommended Posts

MoraisNeves

Arduino o inicio

O arduino é uma placa de programação autónoma em relação ao computador que pode ser programada através de alguns equipamentos para o efeito ou através da porta USB se este já possuir Boot, caso contrario tem que ser carregado o Boot usando de preferência USB tiny ISP.

A placa arduino é constituída por um relógio que faz os ciclos  de 0\1 e por um processador que tem (EPROM, RAM,Unidade de Armazenamento e processamento).Existem diversos tipos de arduino, (se és iniciante poupa o dinheiro e informa-te primeiro antes de comprar algum) comforme os gostos e necessidades.

Está placa destacou a minha atenção porque pode trabalhar com 9V sem estar ligada do pc e também porque pode ser ligada ao pc e através dele mandar executar determinadas acções mediantes a "abertura" de uma porta com dentro do arduino.

Vantagem e desvantagem do Arduino

Vantagens

Ele pode copiar "irmãos" (se for Arduino com Arduino e modelos igual)

Ele apresenta 78 portas para ligar dispositivos desde motores, leds, equipamento como LCD 4x20 caracteres,sensores e apresenta a possibilidade de criar um servidor.

O equipamento é pratico para robôs.

Desvantagens

Se o arduino for mal montado  apresenta falhas, informação pouco disponível e em português é difícil.

Muitas pessoas colocam informação mas não importa se o outro "lado" está a entender.

É preciso um Bootloader quando a placa perde o Boot informação pouco divulgada e que leva as pessoas a arrumar com as placa para uma lado e esquecer o potencial disponível que têm em casa.

Obrigado por lerem e se souberem mais do que eu não tenham vergonha de ajudar as pessoas e publiquem informação que ajude as outras pessoas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rechousa

Viva !

Ando à procura de informação sobre Arduino. Queria experimentar um dia destes.

... (se és iniciante poupa o dinheiro e informa-te primeiro antes de comprar algum)

O que recomendas? Imagino que me digas que depende das necessidades :)

Encontrei também uma variante do Arduino, o Netduino, que tem a vantagem (ou não - depende do ponto de vista) de suportar .Net Micro Framework.

Pergunto:

Tens ideia se os equipamentos (LED's, motores, etc) são compatíveis entre o Arduino e o Netduino?

Obrigado


Pedro Martins

Sharing is Knowledge!

http://www.linkedin.com/in/rechousa

Share this post


Link to post
Share on other sites
MoraisNeves

se forem equipamentos com voltagem inferior a 5 v funcionão caso contrario um rele serve perfeitamente para o efeito( eu tenho reles para fornecer 12V a motores)

Share this post


Link to post
Share on other sites
MoraisNeves

Arduino e Netduino são iguais o que difere é o compilador, oconse-lho neste caso a ver o que te fica á medida um compilador arduino ou C#

Share this post


Link to post
Share on other sites
apocsantos

    Boa noite,

    Não é que seja da "minha guerra", mas fui ler sobre ambos os produtos, o netduino tem um microprocessador atmel ARM7TDMI a  48MHz, ao contrario do arduino que usa um AVR de 8 bits também baseado em arquitectura RISC, mas mais limitado e que no seu maximo atinge uma velocidade de clock de 20Mhz.

Aqui fica a parte "principal" das especificações do netduino:

Incorporates the ARM7TDMI

®

ARM®

Thumb

®

Processor

– High-performance 32-bit RISC Architecture

– High-density 16-bit Instruction Set

http://www.atmel.com/dyn/resources/prod_documents/6120s.pdf

Aqui fica a parte "principal" das especificações do arduino:

High Performance, Low Power AVR ®8-Bit Microcontroller

• Advanced RISC Architecture

– 131 Powerful Instructions – Most Single Clock Cycle Execution

– 32 x 8 General Purpose Working Registers

– Fully Static Operation

– Up to 20 MIPS Throughput at 20 MHz

– On-chip 2-cycle Multiplier

http://www.atmel.com/dyn/resources/prod_documents/doc8161.pdf

    Pessoalmente não sei que sensores e projectos são compatíveis entre o ardunino e o netduino, apenas consigo avaliar que cada um tem pontos fortes e fracos claramente distintos, em que um tem todas as vantagens do uso de um microprocessador ARM RISC com todas as "inerências" que isso acarreta, e o outro usa um micro-controlador com todas as "inerências" que isso acarreta.

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos


"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

Antes de mais, convém distinguir várias coisas que falhas em referir.

O Arduino é uma placa que já traz o bootloader gravado no chip. Se quiseres comprar uma, podes começar por pesquisar no site dos seus criadores em www.tinker.it. Dito isto, existem imensas placas que são baseadas no bootloader do arduino, ou seja, uma montagem diferente, mas com o mesmo bootloader que permite enviar os programas para o chip sem um gravador. Existem também clones (www.dfrobot.com) feitos na china que podem, ou não, ter a qualidade dum Arduino original.

O arduino é uma placa de programação autónoma em relação ao computador que pode ser programada através de alguns equipamentos para o efeito ou através da porta USB se este já possuir Boot, caso contrario tem que ser carregado o Boot usando de preferência USB tiny ISP.

A placa arduino é constituída por um relógio que faz os ciclos  de 0\1 e por um processador que tem (EPROM, RAM,Unidade de Armazenamento e processamento).Existem diversos tipos de arduino, (se és iniciante poupa o dinheiro e informa-te primeiro antes de comprar algum) comforme os gostos e necessidades.

Se és um iniciante, comprar um Arduino original e não um clone ou uma das placas baseadas no trabalho inicial dos criadores do ARduino é o melhor a fazer... A qualidade da placa vale a pena a diferença do custo e comparando a outras placas, se é um iniciante, o Arduino tem tudo o que precisam, além de ter imensos shields feitos de propósito para a placa original.

O arduino é um processador e não um relógio.

Está placa destacou a minha atenção porque pode trabalhar com 9V sem estar ligada do pc e também porque pode ser ligada ao pc e através dele mandar executar determinadas acções mediantes a "abertura" de uma porta com dentro do arduino.

Lembra-te que sempre que abrires uma porta série, o Arduino fará um reset ao programa... ou seja, se conseguires garantir que o sinal DTR no lado do computador fique sempre quietinho, isto é possível, senão sempre que abrires uma porta série no computador, o Arduino faz reset ao seu programa. Em Windows, mexer no DTR é, pelos vistos, possível, Mac OSX e Linux é mais complicado. É no entanto possível cortar uma pista na placa para evitar isto, mas fazê-lo, faz com que a placa não aceite o programa vindo do computador sem um reset manual.

Ele apresenta 78 portas para ligar dispositivos desde motores, leds, equipamento como LCD 4x20 caracteres,sensores e apresenta a possibilidade de criar um servidor.

Nenhum dos Arduinos à venda apresenta 78 portas digitais... Deves ter lido mal algum datasheet.

Além de que, exceptuando uns quantos leds ou um LCD (sem o backlight ligado) e alguns sensores, a placa precisa de hardware adicional para conseguir funcionar. No caso de motores, precisa dum driver que faça a ligação entre a tensão de controlo e a potência (duvido que consigas ligar um motor à porta USB), no caso de haver mais periféricos ligados, precisará duma fonte de alimentação externa.

Desvantagens

Se o arduino for mal montado  apresenta falhas, informação pouco disponível e em português é difícil.

Muitas pessoas colocam informação mas não importa se o outro "lado" está a entender.

Muitas pessoas não colocam a informação toda... Eu por acaso estou registado no fórum do Arduino e vejo imensos posts em que as pessoas não sabem o que pretendem, não sabem o que fazer, nem tão pouco como descrever o que está a acontecer... dessa forma, é praticamente impossível explicar seja o que for.

Acho que aqui estás a ser injusto... quem normalmente está em falta são quem coloca as dúvidas sem ter feito a parte delas de estudar um pouco sobre o que está a fazer antes de colocar dúvidas sem sequer explicar o que pretende.

Além de que, o que eventualmente (espero sinceramente que não) acontecerá é que esta loucura do Arduino e de que a electrónica é fácil e não é preciso máquinas industriais ou algo do género vai acabar em desastre... Já vi coisas questões muito perigosas nesse mesmo fórum feitas por pessoas que não sabiam o que estavam a fazer, mas ainda assim queriam mexer em alta voltagem e motores com alguma potência.

Eu já por várias vezes disse e continuo a achar que isto é tudo muito bonito mas que um dia pode vir a acabar mal

É preciso um Bootloader quando a placa perde o Boot informação pouco divulgada e que leva as pessoas a arrumar com as placa para uma lado e esquecer o potencial disponível que têm em casa.

Obrigado por lerem e se souberem mais do que eu não tenham vergonha de ajudar as pessoas e publiquem informação que ajude as outras pessoas.

Não me parece que o Arduino perca o bootloader facilmente... claro que, é sempre possível dar cabo do chip com alguma má ligação ou não soubermos o que estamos a fazer.

Em todo o caso, o bootloader pode ser gravado com outro arduino muito facilmente... caso não tenham outro arduino, basta terem um ATmega328 com o bootloader já gravado e com 4 fios conseguem gravar o bootloader noutro chip "virgem".

É um facto que não existem muito utilizadores no fórum Português do Arduino, a marioria é brasileira e existe uma certa barreira linguística, até porque a ideia que me dá é que eles têm conhecimentos mais aprofundados que o comum utilizador. Mas com paciência é possível obter-se ajuda.

Já o netduino, segundo li tem alguns problemas com o uso da memória... Mas não tenho certezas e estou apenas a recordar-me de algo que li, sem saber exactamente onde. 


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
MoraisNeves

;) Não leves a mal portas que o arduino tem mas eu estava a falar do Atmega1280 que tem 0-15 Analog In, digital 22-53, "communication" 14-21 e da 2-13 são as portas "PWN".

Eu ando numa escola pública no 12 ano e nesta matéria eu não tenho “livros”, simplesmente comprei um desmontado em peças e tive de as soldar o que correu mal pois a porta 12 tinha um mau contacto e o boot estava a dar problemas (informação que eu encontrei no fórum Arduíno e que era preciso comprar um bootloader e já era normal o meu problema, eu achei estranho e contactei o vendedor da placa para saber informações e ele disse para comprar um bootloader).

Depois de tentar reparar a porta 12 decidi comprar um Arduíno Atmega1280.

Os motores que eu uso são de baixo consumo e alto rendimento, quando uso um de alto consumo uso um Relé ligando o electroíman ao arduino, os outros terminais são para o motor e a pilha (9v-12V).

Achas que na internet existem falsificações pois estava a pensar comprar mais um?

Os Arduinos baratos (20 euros made in china) podem ser uma falsificação?

Obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

:P Não leves a mal portas que o arduino tem mas eu estava a falar do Atmega1280 que tem 0-15 Analog In, digital 22-53, "communication" 14-21 e da 2-13 são as portas "PWN".

Eu ando numa escola pública no 12 ano e nesta matéria eu não tenho “livros”, simplesmente comprei um desmontado em peças e tive de as soldar o que correu mal pois a porta 12 tinha um mau contacto e o boot estava a dar problemas (informação que eu encontrei no fórum Arduíno e que era preciso comprar um bootloader e já era normal o meu problema, eu achei estranho e contactei o vendedor da placa para saber informações e ele disse para comprar um bootloader).

Eu não estou a levar a mal... mas falar com a certeza que falaste dá a ideia errada do que sabes sobre microcontroladores e Arduinos.

O ATmega1280 tem 100 pinos. E das duas uma, ou tu tens uma máquina para o soldar, ou ele já veio soldado à placa.

Não será antes o ATmega168?

O que aconteceu é que compraste um microcontrolador "virgem", ou seja, não tem programa lá gravado ou configuracões. Daí que não funcionasse. Para que fiques também a saber, o bootloader é um programa que fica gravado no microcontrolador e que permite que o microcontrolador receba por porta série (ou outro método), o programa sem que seja necessário um gravador externo.

Daí que consigas utilizar o Arduino sem um gravador para o microcontrolador... isto pode ou não ser novo para ti.

No entanto, existe uma maneira de salvar o primeiro chip que compraste. Se comprares um ATmega328 com um bootloader já gravado e fizeres esta montagem ( http://arduino.cc/en/Tutorial/ArduinoISP ) podes gravar o bootloader no teu chip e depois apenas precisas de um cristal, condensadores e uma fonte de 5V para utilizar o chip fora do Arduino. Não podes no entanto usar a porta série com USB, mas podes colocá-lo na placa do Arduino para descarregar o programa. Por experiência, não te aconselho a mudares muitas vezes o chip no socket, principalmente se for maquinado como os do Arduino.

Depois de tentar reparar a porta 12 decidi comprar um Arduíno Atmega1280.

Os motores que eu uso são de baixo consumo e alto rendimento, quando uso um de alto consumo uso um Relé ligando o electroíman ao arduino, os outros terminais são para o motor e a pilha (9v-12V).

Achas que na internet existem falsificações pois estava a pensar comprar mais um?

Os Arduinos baratos (20 euros made in china) podem ser uma falsificação?

Obrigado.

Fiquei sem perceber como ligas o motor ao Arduino, mas existem chips para facilitar o controlo do motor e isolar a tensão do motor (9 a 12V) do Arduino. Um relé também dá para actuar o motor, mas... tens de colocar um díodo contrapolarizado em paralelo com a bobine para evitar de queimar a porta do Arduino.

Na internet existem várias falsificacões... mas por 25, consegues comprar a nova versão... logo se calhar não valerá a pena, né?

http://loja.lusorobotica.com/8-arduino

http://www.yerobot.com/shop/arduino/arduino-duemilanove-atmega328.html

Como podes ver, não é grande a diferenca, além de que ainda terias os portes de envio doutro país. Mas podes sempre procurar e ir fazendo contas ao que sai mais barato.

Como disse, e se procurares pelo fórum, podes ter sorte ou azar com uma placa chinesa. Também podes ter sorte ou azar com um Arduino, mas acredito que a probabilidade de problemas seja menor.


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
axer

Boas, eu tenho vindo a ver estes posts sobre o arduino, mas gostaria que alguém me pudesse explicar mesmo, o que podemos fazer com um arduino (projectos).

Share this post


Link to post
Share on other sites
MoraisNeves

Eu para ligar os motores uso um relé que tem 5 pinos

2 para a bobine-d

3 para outras ligações:

- a- pilha (+);

- b- "";

- c- motor (+).

se existe passagem de corrente pela bobine    a ->c

se não existe passagem de corrente pela bobine a->b

Relé  10 A 12 DS   

  |-----a-----|

  |  d      d  |

  |              |

  | c        b |

  |-----------|

formulas úteis (básicas)

E=U+Rint*I ->gerador

Forca electromotriz-> E (V)

resistência interna-> Rint

Quando circuito aberto E=U (V)

Intensidade-> I (A)

U=E'+Rmot*I ->Receptor

força contra electromotriz->E'

Resistência do receptor-> Rmot

R=U/I (ohm)

Eu uso relés porque são faceis de se montar num circuito e aproveitei de uma placa avariada (barato e simples mas o relé teem que consumir pouco)

Share this post


Link to post
Share on other sites
MoraisNeves

Teoria:

Circuitos RL (R-resistências, L-bobines)

As bobine são enrolamentos de fio.

Quando ocorre a passagem de corrente pela bobine está tende a oferecer uma certa resistência, passado algum tempo, ela atinge o estado permanente e funciona como um curto circuito, assim pode-se fazer a analogia com uma roda de água, quando a água está parada a roda não se mexe, quando a corrente começa a sentir-se a roda vai opor-se, se a corrente continuar a fazer uma força constante a roda vai mover-se com a mesma velocidade que a corrente. Assim na bobine quando se aplica uma corrente, esta bloqueia inicialmente a sua passagem, aumentando com o tempo o fluxo de corrente até estabilizar, assim deve-se usar uma resistência apropriada ou um led, para proteger o circuito.

Seja L a indutância da bobine, G a condutância vista dos terminais da bobine.

i(t)= Corrente_final+(Corrente_Inicial-Corrente_final)*e^(t-t0)/GL

Nesta formula só interessa os valores finais e iniciais da corrente na bobine, visto que ele abre ou fecha basta analisar 2 situações.

A tensão na bobine é mais complicado mas a tensão é igual a L*derivada(corrente na bobine(t) ou i(t)) em relação ao tempo t.

Edited by MoraisNeves

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.