Jump to content
xploit

Empresa de informática

Recommended Posts

xploit

Boas

Eu estou seriamente a pensar abrir uma empresa no ramo da informática, mais precisamente reparação de computadores com transporte ao domicilio gratuito, desenvolvimento de sites e aplicações WEB, gostaria de saber o que acham nas condições que actualmente o país atravessa, se acham uma boa aposta e que conselhos dariam, tenho me guardado para este investimento pessoal mas sinceramente pela análise breve que fiz estou um pouco incerto quanto a este nicho de mercado, o que acham? até se tiverem sugestões de bons negócios que deva aposta podem me dar a vossa opinião também.

Obrigado pelas respostas vão ser de grande utilidade ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caça

Quanto à reparação de computadores, acho que devias escolher um sitio onde não tenhas vizinhos por perto, porque hoje em dia são aos pontapés.

Quanto ao desenvolvimento de aplicações Web, é uma coisa que tem vindo a ter muita procura(acho eu).


Pedro Martins

Não respondo a duvidas por PM

Share this post


Link to post
Share on other sites
xploit

Sim eu se compra-se um establecimento concerteza iria ter isso em conta, o mais distante possível de concorrência, em relação às aplicações WEB concordo contigo acho que tem havido muita procura, mas principalmente por empresas, não por particulares que se "assustam" com os preços, apesar que hoje em dia temos o luxo de ter disponível várias frameworks, scripts feitos e muitos tutoriais que facilita bastante a vida ao programador, logo já é possível praticar preços mais ao menos acessíveis, mas concordo acho que tem vindo a crescer a procura mas mais por empresas e não por particulares, porque o meu público alvo seria mesmo os particulares.

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

porque o meu público alvo seria mesmo os particulares.

Abrir uma empresa de informática é quase como jogar no euromilhões ... mas sem ganhar tanto dinheiro é claro!

O preço dos hardware é sempre batido pelas multinacionais que compram em grandes quantidades e têm grandes descontos, e se estás à espera de sobreviver a fazer páginas para o pequeno mercado (particulares), então esquece.

Não te esqueças ainda de todas as despesas fiscais que vais ter, além do pagamento do espaço, luz, internet, investimento, etc, etc.

Por isso, a não ser que tenhas bons conhecimentos que te possam arranjar bons clientes, acho melhor pensares muito bem onde te vais meter.

Share this post


Link to post
Share on other sites
xploit

O meu intuito seria ganhar o máximo possível nas reparações ao domicilio, muitas pessoas não vão aos técnicos porque a maioria sabe formatar um computador ou mudar-lhe hardware, mas outras é porque têm que estar a levar o computador até à loja ou porque têm que pagar os transportes do computador e outros por preguiça pura, essa vertente estava a pensar ser totalmente grátis o ir buscar e levar o computador até à residência totalmente reparado sem custos adicionais de transporte, penso que ainda se vê muito pouco este tipo de gesto por parte de empresas, para mim bastante fundamental... para além de empresas no ramo informático que mais aconselhariam, imaginemos que teriam a possiblidade de abrir um negócio, qual seria o ramo alternativo a este, porque eu realmente estou disposto a investir mas ainda estou em análise.

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

O meu intuito seria ganhar o máximo possível nas reparações ao domicilio, muitas pessoas não vão aos técnicos porque a maioria sabe formatar um computador ou mudar-lhe hardware, mas outras é porque têm que estar a levar o computador até à loja ou porque têm que pagar os transportes do computador e outros por preguiça pura, essa vertente estava a pensar ser totalmente grátis o ir buscar e levar o computador até à residência totalmente reparado sem custos adicionais de transporte, penso que ainda se vê muito pouco este tipo de gesto por parte de empresas, para mim bastante fundamental... para além de empresas no ramo informático que mais aconselhariam, imaginemos que teriam a possiblidade de abrir um negócio, qual seria o ramo alternativo a este, porque eu realmente estou disposto a investir mas ainda estou em análise.

Enganaste ... a maioria das pessoas não sabe formatar um computador nem sabe instalar hardware. Mas tu sabes qual é a margem de lucro em hardware? O que gastas em combustivel e tempo não dá muitas vezes para o lucro que tens e muitas vezes o preço que compras o mateiral informático para revenda (tipo na Databox, CPCDI, etc), é mais caro do que as grandes lojas vendem.

É muito complicado (não impossível claro), mas devias tentar arranjar um ou outro contrato de manutenção em PME's (por exemplo), para manutenção, configuração, desenvolvimento, etc, e com alguns contratos de manutenção (que têm um valor fixo) já dá para sobreviver.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caça

É muito complicado (não impossível claro), mas devias tentar arranjar um ou outro contrato de manutenção em PME's (por exemplo), para manutenção, configuração, desenvolvimento, etc, e com alguns contratos de manutenção (que têm um valor fixo) já dá para sobreviver.

Na primeira fase do teu negocio, só assim é que te safas ;)


Pedro Martins

Não respondo a duvidas por PM

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

O meu intuito seria ganhar o máximo possível nas reparações ao domicilio, muitas pessoas não vão aos técnicos porque a maioria sabe formatar um computador ou mudar-lhe hardware, mas outras é porque têm que estar a levar o computador até à loja ou porque têm que pagar os transportes do computador e outros por preguiça pura, essa vertente estava a pensar ser totalmente grátis o ir buscar e levar o computador até à residência totalmente reparado sem custos adicionais de transporte, penso que ainda se vê muito pouco este tipo de gesto por parte de empresas, para mim bastante fundamental... para além de empresas no ramo informático que mais aconselhariam, imaginemos que teriam a possiblidade de abrir um negócio, qual seria o ramo alternativo a este, porque eu realmente estou disposto a investir mas ainda estou em análise.

Não esquecendo, claro, um seguro para tudo isso... Imagina que tens um acidente e perdes os computadores que foste buscar ou ias entregar... ou então que te assaltam a loja e levam os computadores dos clientes.

Quanto à tua premissa das pessoas não levarem o computador à loja, acho que é falsa. Se o computador der o berro, as pessoas ficam com a escolha de:

-"levá-lo a uma loja para alguém que eu não sei se tem qualificações para o reparar, andar aqui a bisbilhotar as minhas coisas e provavelmente não reparar nada e acabar por formatar o disco perdendo tudo o que lá está." (procura pela história da Carla Matadinho)

ou

- "O computador já se andava a arrastar há algum tempo e agora com a nova versão do Windows que depois dá para meter o novo Office que não tem problemas de compatibilidades, se calhar o melhor é mesmo comprar um novo e dizer Adeus a este."

Eu tenho a certeza quase absoluta que a maior parte das pessoas escolhe a segunda. Excepção feita a viroses que podem ser reparadas em frente da pessoa em questão para garantir que não há o risco de bisbilhotar as coisas.

Dito isto, poderias sim, aceitar computadores que as pessoas não queiram mais e tentares vendê-los, repará-los e vendê-los, fazê-los em peças... mas mesmo aí, com a evolução do hardware, poderias não vir a ter muito êxito... A não ser que tivesses hardware realmente antigo que fosse indispensável para colocar algo caro a funcionar... exemplo da plataforma petrolífera que funcionava a meio gaz porque lhes faltava uma carta de vídeo num dos servidores de controlo...

Após uma visita ao eBay, repararam uma plataforma que ganhava cerca de 300.000USD ao dia com uma placa usada que lhes custou 20 USD... o dono da placa nunca soube onde é que ela foi usada. Mas dá que pensar, né?

Quanto ao transporte, e apesar de já ter visto esse serviço em Londres, não me parece que vá funcionar sem acresceres ao preço. A não ser que tenhas muitos clientes numa área muito pequena, isso torna-se muito difícil de pôr em prática de forma eficiente e com as flutuações de preços nos combustíveis podes ficar a arder e de que maneira. :\ Claro que, se fores o único a fornecer esse serviço, poderás cobrar mais podendo assim cobrir o custo do combustível.

Outra ideia, seria, mediante as tuas qualificações ou possibilidades, tentares vender algo... tinteiros? papel? Estou a imaginar que terias uma loja ou serviço, longe de qualquer centro onde as pessoas pudessem comprar mais barato. Algum hardware...

Ou até começar com algum serviço de reparação de hardware... mas mesmo aí é complicado. Repara que a maior parte das vezes é mais barato comprar, por exemplo, uma impressora que reparar a que avariou.

Lá está, se encontrares uma PME que adquira esses serviços, ou até escolas da região (porque sim, em escolas também precisam de malta que monte e configure uma rede) que te contratem, poderás realmente pensar nisso... senão, sem mais dados sobre localização, etc, etc... não vejo que vá ser algo fácil.


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

A questão não tem a ver com a situação económica do país mas com o teu negócio em particular.

A começar pelo facto de que nenhuma das coisas que referes é um nicho de mercado mas sim uma commodity massificada.

Web sites e assistência técnica é "mato" nos dias de hoje, o preço é baixo e a qualidade média é mais do que aceitável para a larga maioria dos clientes, o que quer dizer que vais ter de competir pelo preço (e o preço não é um factor diferenciador embora seja um factor de escolha).

O único factor diferenciador que me parece que possas ter é a entrega ao domicílio, mas parece-me que deves fazer melhor as tuas contas dado que isso te irá levar uma grande parte da margem, e quando se está a competir pelo preço isso quer dizer que muito provavelmente vais andar mais a sobreviver do que a viver...

Sei do que estou a falar porque já andei nesse mercado há uns anos valentes atrás, ainda os web sites e a assistência não estavam massificadas e já tinha entregas ao domicílio gratuitas em horário alargado (um grande erro de estratégia que só anos mais tarde me  apercebi).

Como disse o bubulino, se conseguires encontrar PMEs onde consigas avenças mensais poderás ter uma boa almofada, mas conta com bastantes dificuldades em conseguires contratos. Mas normalmente necessitas de muitos porque as avenças são baratas. Prepara-te também para teres de lidar com todo o tipo de gente, desde os que não pagam aos que acham que uma avença de manutenção quer dizer "fazer tudo, incluindo ensinar a malta a trabalhar no Excel"...

Há uma variante muitíssimo importante nesse teu negócio que ainda não referi: localização.

Dado que tens de ter uma loja com porta aberta, se escolheres mal a localização isso é a tua morte (literalmente a morte do teu negócio). Tens de ter uma localização onde haja muitas pessoas a passar a pé, literalmente, à tua porta.

Se estás mesmo a pensar em ir para a frente faz as tuas contas muito bem e não seja optimista nas mesmas. Só porque te passam 3 centenas de pessoas à porta não quer dizer que alguma entre e muito menos que compre algo.

Pensa também em formas de te diferenciares da concorrência, de forma a que se alguém te perguntar "Porque hei-de escolher o seu serviço e não o do Jumbo/Continente/PC Clinic etc.?" Essa resposta deve ser clara e simples e nunca, mas nunca deve ser "por causa do preço" nem "por causa da qualidade".


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
bubulindo

Se estás mesmo a pensar em ir para a frente faz as tuas contas muito bem e não seja optimista nas mesmas. Só porque te passam 3 centenas de pessoas à porta não quer dizer que alguma entre e muito menos que compre algo.

Pensa também em formas de te diferenciares da concorrência, de forma a que se alguém te perguntar "Porque hei-de escolher o seu serviço e não o do Jumbo/Continente/PC Clinic etc.?" Essa resposta deve ser clara e simples e nunca, mas nunca deve ser "por causa do preço" nem "por causa da qualidade".

Grande conselho! :(


include <ai se te avio>

Mãe () {

}

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

@bubulindo, isso é mesmo básico neste tipo de negócio.

Já vi lojas a fecharem por não saberem isso...

Mais uma nota: se é a primeira vez que alguém se vai lançar num empreendimento deste tipo, aconselho sempre um curso de empreendedorismo. De preferência ministrado por pessoas que sejam também empreendedoras. Eu fiz um e fiquei desiludido com um dos módulos, mas no geral foi um "abre olhinhos" muito bom, alertou-me para um conjunto de erros básicos que podemos evitar de forma muito simples (este da localização foi um desses casos que aprendi).


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
yoda

O que gastas em combustivel e tempo não dá muitas vezes para o lucro que tens e muitas vezes o preço que compras o mateiral informático para revenda (tipo na Databox, CPCDI, etc), é mais caro do que as grandes lojas vendem.

No caso da CPCDI, fica no máximo ao mesmo preço das grandes lojas, mas não fica mais caro .. Da última vez que verifiquei, era metade do preço de uma loja dita normal (sim, metade).

Share this post


Link to post
Share on other sites
yoda

Pensa também em formas de te diferenciares da concorrência, de forma a que se alguém te perguntar "Porque hei-de escolher o seu serviço e não o do Jumbo/Continente/PC Clinic etc.?" Essa resposta deve ser clara e simples e nunca, mas nunca deve ser "por causa do preço" nem "por causa da qualidade".

Se queres, queres .. se não queres, põe-te a andar pa!

A quantidade de vezes que disse isto nas entrelinhas :(

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

No caso da CPCDI, fica no máximo ao mesmo preço das grandes lojas, mas não fica mais caro .. Da última vez que verifiquei, era metade do preço de uma loja dita normal (sim, metade).

Já com IVA ? Eu compro normalmente na Databox, CPCDI, etc, mas o preço (com IVA) não é muito mais baixo ... mas uma coisa é comprar para uma empresa ou para mim, outra coisa é comprar para vender e ter um lucro aceitável. 

Não te esqueças que em loja tens de ter um pouco de tudo e isso é um investimento muito considerável. E mais, o que compras hoje para ter em loja, daqui seis meses (no máximo) já não consegues vender ou tens de vender ao preço de custo (para despachar o produto). A informática evolui mês a mês.

Share this post


Link to post
Share on other sites
jpaulino

Atenção que falei na CPCDI como distribuidor e não como vendedor ao público.

A CPCDI, que eu saiba, não vende ao público :(

É mais barato isso é, mas não é muito mais barato que dê uma margem de lucro considerável.

Share this post


Link to post
Share on other sites
apocsantos

    Bom dia,

    Realmente montar uma loja de informática para esse ramo, é como jogar no euromilhões. Tanto podes ter sorte, como podes "ir ao fundo como uma pedra". As margens no hardware são realmente muito baixas, isto a julgar por exemplo pela CPCDI, JP Sá Couto, entre outras.

    Se não se começar logo arranjando uns contratos de manutenção numas PME's duvido que se aguente muito tempo. A margem no hardware é tão reduzida que chega quase não valer a pena vender. O software ainda tem margens "interessantes", mas não para particulares.

    O mercado está a abarrotar de "pseudo-técnicos" que até sabem instalar o Windows, trocar uma fonte de alimentação, e mais algumas coisas simples, entre as toneladas de borrada que fazem. Isso resulta em que os verdadeiros técnicos sejam vistos como pessoas "menos honestas". É lamentável mas é Portugal.

    Quando vendes um computador, ou vai com o S.O. Open-Source, ou vai sem S.O. ou tens de acrescentar o custo da licença do Windows, o que por si só não te dá possibilidade de competir com as grandes superfícies, que compram grandes quantidades de computadores que já vêm com licença de S.O.

      Não quero ser desencorajador, mas pensa muito bem no que vais fazer, para depois não te arrependeres.

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos


"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Share this post


Link to post
Share on other sites
xploit

Estive a ler todas as vossas respostas e conversado com empresários do sector realmente é um nicho de mercado que vive-se à base da sobrevivência, não querendo eu optar por esse caminho pretendo ter um negócio que gere um lucro aceitável, eu pessoalmente tenho alguns projectos online que dão um rendimento bastante satisfatório, acho que vou ter mais consideração e possívelmente investir cada vez mais na internet como tenho feito, quando digo investir na internet refiro-me à compra de projectos, actualização de alguns sites que possuo mais frequentemente, penso que realmente e infelizmente cada vez mais me apercebo que o mercado "físico" para além de requerer um investimento elevado em 80% dos casos, é ainda necessário ter muitas condições e obrigações principalmente no que toca a despesas. Começo a pensar que realmente o mundo virtual está a ganhar muito mas muito mais atenção, o que acham dos investimentos online? Eu posso falar por experiência própria que com um baixissimo investimento obtem-se óptimos lucros e secalhar vou realmente continuar este "caminho" que tenho feito mas agora com uma visão mais empresarial e com um investimento muito mais elevado, porque das profissões e negócios que vejo, ao comparar com este (negócios online/ projectos online) realmente em termos de lucro é muito superior e quando se trata de despesas são quase insignificantes, dependendo do projecto obviamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
M6

Há algumas coisa de que não nos podemos esquecer, uma é que é necessário gastar dinheiro para fazer dinheiro, outra é que as coisas têm um tempo de vida e requerem alguma maturação.

Se é verdade que um negócio online pode gerar percentagens mais interessantes, não é menos verdade que a concorrência é muito superior dado que o custo/barreira à entrada é muito baixo, atraindo muito mais pessoas.

O meu conselho é que encontres um factor diferenciador no que quer que vás fazer e tentes encontrar um parceiro forte para potenciares a coisa. Por exemplo, se tiveres algo que se encaixe na estratégia da Sapo, contacta-os para ver a possibilidade de uma parceria. Mas tem em atenção que pessoal a bater-lhes à porta a julgar que tem o "supra-sumo da batata" para lhes vender é mato...

PS: falaste em aquisição de projectos. Compras projectos? Tenho uns em carteira em fazes distintas que poderiam estar à venda...


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.