Jump to content

Visual Basic 2008- Relógio de ponto


CDJT
 Share

Recommended Posts

Eu ando num curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, e o meu professor de programação mandou fazer um trabalho para avaliação do módulo. Escolhi fazer um relógio de ponto para gestão de funcionários e prof deu-me uma sebenta sobre visual basic para nos desenrascarmos mas eu não estou a conseguir fazer o projecto. podias-me ajudar?

Link to comment
Share on other sites

    Boa tarde,

    1º - Já decidis-te como vais fazer o controlo de entrada? Codigo digitado num teclado, Codigo Digitado num Touch-screen, Fingerprint, QR-Code, Cartão de Banda Magnética? Decide o que queres ao certo.

    2º - Certifica-te que a Base de dados está bem feita

    3º - Decide que tipo de output's queres do programa, porque inputs serão sempre uma identificação do funcionário e um timestamp, provavelmente do sistema.

    4º - Define as funcionalidades que o programa vai ter

    5º - Vais ter "Front-office e Back-Office"? E que tipo de controlo de acessos vais utilizar?

    Estes são apenas alguns pontos que te faltam definir para poderes desenvolver o teu programa. Que eu saiba aqui não fazemos o trabalho pelas pessoas, ajudamos e tiramos duvidas, por isso tenta fazer o programa, e vai colocando cá as tuas duvidas que teremos todo o gosto em esclarecer e ajudar, mas que eu saiba ninguém te vai fazer o teu trabalho por tua vez.

    Eventualmente coloca a bd na net para se poder dar uma vista de olhos ao que está feito e poder dar umas dicas, sobre algumas coisas que possam ser melhoradas. Parece-me que começas-te a programar no pé errado.

    "Não costumo dar peixes, ensino a pescar" Se qualquer pessoa fizer o teu trabalho por tua vez, não te está a ajudar, muito pelo contrario.

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos

"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Link to comment
Share on other sites

Epah, ó apocsantos o rapaz ainda nem conseguiu elaborar o que quer e já lhe estás a por com fingerprints em cima e cartões de banda magnética? 👍

Antes de mais não sabemos até que ponto vão os conhecimentos do rapaz, por conseguinte se a base de dados estiver mal elaborada de nada nos serve estarmos para aqui a ajudá-lo.

Link to comment
Share on other sites

    Boa tarde,

    Tens razão Bioshock "My Bad". Normalmente em cursos profissionais os professores são uns "amores" e dão a bd feita, para os alunos se safarem. Claro que nada se faz sem esforço! 👍

            Eventualmente coloca a bd na net para se poder dar uma vista de olhos ao que está feito e poder dar umas dicas, sobre algumas coisas que possam ser melhoradas. Parece-me que começas-te a programar no pé errado.

    Se ele colocar a BD, pode-se dar uma vista de olhos para se começar a ajudar. Eu tenho esse mal... penso de "prego ao fundo".

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos

"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Link to comment
Share on other sites

      Boa noite,

      Nesse caso o ideal seria usar SQL-Server ou outro motor de BD porque o access tem limitações de tamanho da bd que podem ser sérios entraves ao funcionamento.

Cordiais cumprimentos,

Apocsantos

"A paciência é uma das coisas que se aprendeu na era do 48k" O respeito é como a escrita de código, uma vez perdido, dificilmente se retoma o habito"

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.