Ir para o conteúdo
  • Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #60 da revista programar. Faz já o download aqui!

rexmage

Futuro das SGBD'S Alguém sabe/adivinha

Mensagens Recomendadas

rexmage

Boa tarde pessoal, venho lançar um questão pertinente que foi colocada hoje na minha aula da uni sobre os Sistemas de gestão das Bases de dados.

O docente lançou a pergunta sobre este tema e disse que o uso da tecnologia nos tempos correm tem sido a braço direito e solução de muitos gerentes e analistas de negócios. Com o intuito de que todos os processos de estudo dos dados, causou uma dependência enorme de ferramentas e base de conhecimentos para analise de casos.

Se não tivéssemos os dados, como seria possível identificar a necessidade de aprimoramento da tecnologia?

Conseuguem ver bancos, e entidades gestoras de grandes dimensões sem Data Warehouse? 

Qual a sua verdadeira importância com os dados, informação e conhecimento?

Alguém dá resposta a estas questões? Todos sabemos que torna-se impossível hoje em dia viver sem as TI (sim porque SI já vem desde os tempos dos descobrimentos :D ), e sem os SGBD seria possível?

Na minha opinião estes são cruciais e cada vez mais são necessários a qualquer pessoa. Os SGBD's a grande maioria usa-o apenas como "complementação" das linguagens que usam um exemplo disso é este forum (sem ofensas :P ) pois estão virados apenas para para os vários tipos de linguagens que existem (e muito bem :) ) mas SGBD tem um tópico geral, e porquê?

Porque 90% dos utilizadores não se apercebe ou não dá importância ás bases de dados mesmo sabendo que existem vários tipos, formas, feitios e linguagens associadas ás bases de dados como PL/SQL.

Mas com isto tudo questiono-me então com tão pouco interesse actual comparado com outros assuntos, será que as bases de dados são cada vez menos importantes ou é agora que as pessoas estão a aprender aquilo que já está criado ha muito e simplesmente não deram importancia porque se torna complementar ao grande projecto ?

A verdade é que se uma base de dados desaparece de um site por exemplo o gestor dessa bd senao tiver backups tem a vida desgraçada ( o que so aconteceria por estupides).

Qual é a voss opinião posso saber ? :confused:

cumps pessoal.


<?PHP echo "Bo0m"; ?>

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
flexiblecoder

Para pequenos negócios, a perda de uma base de dados e em que não existem backups (se nos dias de hoje isto acontecer é porque merecem que aconteça algum dia) pode simplesmente significar pouco mais do que a perda de cobranças e com um esforço acrescido dos colaboradores, poderá ao fim de algum tempo recuperar parte dos dados das tabelas auxiliares e recomeçar tudo do zero.

A título de exemplo do impacto que possa ter temos o caso das torres gémeas, em que muitas empresas foram assim à falência mas uma única empresa que tinha backups efectuados remotamente, pode assim e logo após uma semana do desastre continuar o negócio noutra zona (de certeza que irá continuar a ter backups em várias zonas do pais :D )

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
Tuntankamon

- Sem dados, talvez o processo não fosse tão rápido mas existia de certeza, tal como existiu antes de termos esses dados...

- Nos dias de hoje era impossível, pois não havia históricos nem nada onde os mesmos se pudessem apoiar para retirar conclusões...

- A importância é enorme pois todas entidades que detêm/utilizam warehouses tem como principial objectivo dar informações importantes para o processo de negócio, daí dar informação (periodos de maior/menor negócio, etc) e conhecimentos (informação de por exemplo de gostos e tendências)...

Em relação à perda dos mesmos, teria de ser algo muito terrível para que esses dados desaparecessem...

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
M6

Para uma Amazon, por exemplo, a perca de informação seria uma catástrofe. A última contagem de que tive conhecimento indicava 98 Teras para o Data Warehouse, e conta já com quase 3 anos.

Para uma PME também o pode ser, mas dificilmente o é dado que na maioria das vezes nem se apercebem do quão valiosa é a informação.

Mas há uma nuance, a informação só é valiosa quando é explorada, em bruto de nada vale.

Daí a necessidade de sistemas de Business Intelligence (BI), Data Mining e Data Warehouse.

As bases de dados a sério suportam configurações especificas para este tipo de bases de dados. Algumas têm operadores específicos, como o rollup em SQL Server, outras podem escrever a informação no disco orientada às colunas em vez de orientada ao registo/linha para permitir uma leitura mais rápida como em Oracle.

Há muito que os fabricantes dos SGBD se aperceberam dessas necessidades e responderam de acordo com as mesmas.

No caso das PMEs, estas vivem essencialmente à custa das folhas de cálculo.

Usam umas tabelas sumariadoras, com médias, estatísticas mensais, pivot tables e lá vão tendo uma visão limitada pelos seus conhecimentos de Excel.

Esta informação vive dispersa nos vários computadores das pessoas, no máximo num drive partilhada num qualquer servidor, não se complementa, não está partilhada e muito menos está na sua totalidade disponível para todos.

É assim explorada de forma rústica e limitada por alguém que se mexe mais ou menos bem no Excel.

Por vezes lá aparece um carola que faz umas coisas em VBA um pouco mais avançadas mas quando este se vai embora, ao primeiro problema com o as macros o sistema morre.

A questão operacional, com bases de dados online, está madura, o BI ainda vai evoluir durante algum tempo mas o futuro passa pela resposta à integração de sistemas. Integrar as várias bases de dados existentes numa organização ainda hoje é um processo bastante ad-hoc onde se recorre a aplicações/scripts feitos à medida e muitas vezes fora das próprias bases de dados.

Este é o próximo passo que os SGBDs vão dar: a integração de várias fontes de informação heterogéneas.


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
rexmage

Para uma Amazon, por exemplo, a perca de informação seria uma catástrofe. A última contagem de que tive conhecimento indicava 98 Teras para o Data Warehouse, e conta já com quase 3 anos.

Para uma PME também o pode ser, mas dificilmente o é dado que na maioria das vezes nem se apercebem do quão valiosa é a informação.

Mas há uma nuance, a informação só é valiosa quando é explorada, em bruto de nada vale.

Daí a necessidade de sistemas de Business Intelligence (BI), Data Mining e Data Warehouse.

As bases de dados a sério suportam configurações especificas para este tipo de bases de dados. Algumas têm operadores específicos, como o rollup em SQL Server, outras podem escrever a informação no disco orientada às colunas em vez de orientada ao registo/linha para permitir uma leitura mais rápida como em Oracle.

Há muito que os fabricantes dos SGBD se aperceberam dessas necessidades e responderam de acordo com as mesmas.

No caso das PMEs, estas vivem essencialmente à custa das folhas de cálculo.

Usam umas tabelas sumariadoras, com médias, estatísticas mensais, pivot tables e lá vão tendo uma visão limitada pelos seus conhecimentos de Excel.

Esta informação vive dispersa nos vários computadores das pessoas, no máximo num drive partilhada num qualquer servidor, não se complementa, não está partilhada e muito menos está na sua totalidade disponível para todos.

É assim explorada de forma rústica e limitada por alguém que se mexe mais ou menos bem no Excel.

Por vezes lá aparece um carola que faz umas coisas em VBA um pouco mais avançadas mas quando este se vai embora, ao primeiro problema com o as macros o sistema morre.

A questão operacional, com bases de dados online, está madura, o BI ainda vai evoluir durante algum tempo mas o futuro passa pela resposta à integração de sistemas. Integrar as várias bases de dados existentes numa organização ainda hoje é um processo bastante ad-hoc onde se recorre a aplicações/scripts feitos à medida e muitas vezes fora das próprias bases de dados.

Este é o próximo passo que os SGBDs vão dar: a integração de várias fontes de informação heterogéneas.

EXCELENTE RESPOSTA :) Penso que todos somos de acordo com o que o M6 disse!! :P


<?PHP echo "Bo0m"; ?>

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!

Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.

Entrar Agora

×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.