Ir para o conteúdo
  • Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #60 da revista programar. Faz já o download aqui!

herakty

2009 com mais casos de insegurança que nos ultimos 17 anos juntos

Mensagens Recomendadas

herakty

Vou apresentar a Panda que mudou muito desde o tempo da pequena empresa de anti virus e para apresentar um texto escrito pela panda que aborda o actual mundo da insegurança de um forma que acho interessante e que APROVA em tudo o que tenho vindo dizendo...

para não haver questões comercias vou também referencia a IBM e a Gratuita IP Cop... espero nao haver problemas

A Panda Security que começou como uma pequena empresa de Anti Vírus é hoje um GIGANTE a nível se soluções integradas de segurança, que conheço e já explorei... são muito interessantes, nomeadamente as appliances de perímetro UTM (Unified Threat Management)

Soluções empresariais... acho mt interessantes e mt mais baratas que os ferraris como as Proventia... apesar de neste caso se calhar estão a um nível mais perto... apesar de as soluções proventia que hoje estão nas mãos da IBM já foram da Internet Security Systems, que por acaso teve origem nos criadores da primeira firewall para windows, a Soberba BlackIce que usei tanto tempo... bons tempos...

quero com isto dizer que quem estiver interessado em soluções muito boas, com suporte, algo que as gratuitas não disponibilizam, mas devo dizer que podem ter algo parecido com soluções tipo IP Cop e que são gratuitas.

mas sem suporte, sem apoio na venda, sem apoio na instalação, etc...

logo.gif

Apresentação integrada das soluções empresariais... apanham todas as áreas hoje, desde o perímetro até ao desktop.

https://www.pcseguro.pt/shopping/solucoes_emp.asp

Panda perímetro

http://www.pandasecurity.com/portugal/enterprise/solutions/security-appliances/

IBM Security (Ex ISS e Ex produtos proventia)

http://www-01.ibm.com/software/tivoli/solutions/threat-mitigation/

ipcop-logo.png

IP Cop  gratuita

http://sourceforge.net/apps/trac/ipcop/wiki

Previsões do PandaLabs para 2009

O PandaLabs prevê um aumento contínuo no volume de malware (vírus, worms, Trojans, etc.) em circulação em 2009. Entre Janeiro e Agosto de 2008, o laboratório da Panda Security detectou tantas amostras de malware como nos 17 anos anteriores combinados, e esta tendência deverá continuar ou mesmo crescer durante 2009.

Os banker Trojans e os antivírus falsos serão os tipos de malware mais frequentes em 2009. Os banker Trojans são desenvolvidos para roubar palavras-passe de acesso a serviços bancários, números de conta, etc., ao passo que os falsos antivírus fazem passar-se por produtos antivírus legítimos para convencerem os utilizadores de que foram infectados por códigos maliciosos. As vítimas são assim levadas a adquirir a solução falsa para remover as supostas infecções. Este tipo de fraude está a demonstrar-se extremamente lucrativo para os ciber-criminosos.

Quanto a métodos de distribuição de malware, o PandaLabs prevê um aumento na utilização de redes sociais, não apenas por worms tentando propagar-se de um utilizador para outro, como também por códigos maliciosos desenvolvidos para executar acções mais perigosas como o roubo de dados confidenciais.

Da mesma forma, a distribuição de malware através de ataques de injecção de SQL continuará a aumentar. Este tipo de ataques infecta os utilizadores sem estes se aperceberem, ao visitarem determinadas páginas Web. Para tal, os ciber-criminosos exploram vulnerabilidades nos servidores que armazenam essas páginas.

Uma técnica que se tornará certamente popular em 2009 será a utilização de pacotes e métodos de ocultação. Estas ferramentas são utilizadas para comprimir o malware tornando a detecção mais difícil. Os ciber-criminosos tentarão evitar as ferramentas comuns disponíveis em fóruns, websites, etc., e focar-se nas suas próprias técnicas de ocultação como tentativa de se evadirem às detecções baseadas em assinaturas das soluções de segurança.

A mesma razão pode explicar o reaparecimento antecipado de códigos maliciosos, como vírus, em 2009. A utilização de tecnologias de detecção cada vez mais sofisticadas, como a Inteligência Colectiva da Panda Security, capaz de detectar até ataques a baixo nível e as mais recentes técnicas de malware, levarão os ciber-criminosos a voltarem-se para códigos antigos, adaptados às novas necessidades. Não se tratarão dos vírus desenvolvidos para impedir os sistemas de funcionarem ou os ficheiros de serem abertos, como faziam há dez anos atrás, mas sim vírus destinados a ocultar Trojans utilizados para o roubo de informações bancárias.

Novas plataformas

O laboratório da Panda Security prevê uma proliferação significativa do malware direccionado a novas plataformas como o Mac OS Leopard X, Linux ou o iPhone. No entanto, estes novos códigos nunca serão tão numerosos como aqueles destinados a sistemas Windows.

“O número de variantes de malware criadas para as plataformas Mac ou Linux crescerá em 2009, embora representem uma percentagem muito reduzida comparativamente ao número total de ameaças. A razão para tal é a eficiência. Se, por cada amostra enviada por e-mail para um milhão de pessoas apenas 3% se tornarem infectadas, será obviamente muito mais produtivo enviá-la para uma plataforma utilizada por milhões de utilizadores do que para qualquer outra menos popular, que oferece um número muito mais reduzido de potenciais vítimas”, explica Luis Corrons, Director Técnico do PandaLabs.

Ameaças informáticas e a crise financeira

Nos últimos meses de 2008, o PandaLabs conduziu uma pesquisa que demonstra uma clara correlação entre a crise financeira e as estratégias de malware. O laboratório descobriu que cada descida da Bolsa é acompanhada por um pico no volume de malware em circulação. Da mesma forma, o aumento da taxa de desemprego traduz-se num aumento significativo de ofertas de emprego falsas, de forma tentarem recrutar vítimas para novas fraudes.

De acordo com as previsões do PandaLabs, estas correlações manter-se-ão em 2009. As ofertas de emprego falsas continuarão a aumentar sempre que a taxa de desemprego crescer, e nas situações de maior crise financeira, os ciber-criminosos direccionar-se-ão essencialmente para indivíduos desempregados com ofertas de emprego atractivas que não passam de esquemas para a lavagem de dinheiro proveniente de fraudes cometidas.

“Resumindo, prevê-se que o malware em 2009 cresça e se torne mais sofisticado e difícil de detectar. Haverá ainda um aumento dos ataques baseados na Web e através de redes sociais, que permitirão mais infecções silenciosas”, afirma Corrons. “A crise financeira trará um aumento do malware e das falsas ofertas de emprego.”

FONTE

http://www.pcseguro.pt/blog/?tag=ofertas-emprego

teckV

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!

Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.

Entrar Agora

×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.