Ir para o conteúdo
  • Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #60 da revista programar. Faz já o download aqui!

M6

Portugueses trabalham 133 dias... só para pagar impostos.

Mensagens Recomendadas

M6

São quase cinco meses a trabalhar só para pagar impostos. Os portugueses trabalharam 133 dias para poder cumprir com as obrigações fiscais deste ano, mais um dia do que no ano passado. A conclusão é de um estudo da Associação Industrial Portuguesa.

Continua...

In Agência Financeira, 13 de Maio de 2010.


Hoje é o Dia da Libertação dos Impostos...


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco

E depois?

Há países da UE, mais desenvolvidos em que se paga mais como por exemplo na Dinamarca.

Estas notícias sensacionalistas e demagógicas não ajudam nada a que haja informação. É só tentativas de agitar as massas, para as tornar mais facilmente manipuláveis.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
M6

E depois?

Há países da UE, mais desenvolvidos em que se paga mais como por exemplo na Dinamarca.

E há países em que se paga bem menos.

Estas notícias sensacionalistas e demagógicas não ajudam nada a que haja informação. É só tentativas de agitar as massas, para as tornar mais facilmente manipuláveis.

A notícia nem é sensacionalista nem demagógica: constata um facto.


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco
E há países em que se paga bem menos.

Também é verdade!

A notícia nem é sensacionalista nem demagógica: constata um facto.

Constata apenas um facto e não os factos todos (ou grande parte) necessários para que as pessoas possam tirar conclusões informadas. É uma manipulação de informação através da omissão de outros factos.

É porque não está contextualiza. Não fala da forma como os impostos são gastos, e também não faz comparações com outros países com o mesmo e diferentes níveis de vida e desenvolvimento, etc...

Ainda para mais há a actual circunstância. Na qual o governo anunciou uma série de medidas de austeridade, nas quais se aumentam impostos. Ou seja, contextualizando a notícia com a circunstância acho que há bons motivos para achar que é sensacionalista e demagógica. E da forma desenquadrada como foi dada.

Parece-me que foi escrita de forma a provocar agitação social.

As pessoas pagam impostos pelos rendimentos que obtêm, não trabalham para pagar impostos como diz essa associação. Esta inversão da lógica feita pela associação que fez o estudo e transposta pelo jornal, serve para turvar o pensamento e cabe aos jornalistas questionar estas coisas. O facto de não o fazerem faz deles cúmplices.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
Warrior

Acho uma notícia perfeitamente normal. Todos os anos é assinalado este dia pela comunicação social, este ano não é excepção.

É óbvio para a grande maioria dos portugueses que o problema não é a quantidade de impostos que são pagos mas sim a forma como são gastos, logo não vejo qualquer necessidade de existir mais informação a esse respeito. Já uma comparação com outros países seria um dado interessante e que podia complementar a notícia, embora não essencial.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
M6

falco, o artigo constata um facto inegável.

Facto: em Portugal o em média um pessoa trabalha 133 dias para pagar impostos.

Neste caso até é matemática pura, i.e. facilmente comprovável, onde está a manipulação de informação?

Onde está a falta de contexto?

É a constatação de um facto da nossa realidade, não tem de haver comparação nehuma com outros.

Estas contas são feitas há, que me recorde, 3 anos. Não é de agora, não "propaganda" nem tem o intuito de agitação como estás a tentar insinuar, ou seja, não tem a ver com a actual circunstância económica, politica ou social, são contas que são feitas à anos.

Mais, a lógica não foi invertida como também estás a insinuar, é uma forma clara de ilustrar a carga fiscal que nos afecta.

Não tens de gostar da ilustração, mas por muito que te custe a aceitar, não podes negar uma verdade matemática: é um facto inegável que do dinheiro ganho a trabalhar, o correspondente a 133 dias de trabalho (em média) é apenas para pagar impostos.


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco
Facto: em Portugal o em média um pessoa trabalha 133 dias para pagar impostos.

Neste caso até é matemática pura, i.e. facilmente comprovável, onde está a manipulação de informação?

Onde está a falta de contexto?

Está naquilo que disse nas coisas que referi no post anterior. O trabalhar 133 dia é uma informação inútil e/ou potencialmente enganadora se não for relacionada com outras coisas.

É a constatação de um facto da nossa realidade, não tem de haver comparação nehuma com outros.

Tem, claro que tem. Dados e informação, não são a mesma coisa. Cabe aos jornalistas dar informação baseada em factos. E não apenas despejar factos.

Não gosto da ilustração, porque é enganadora. E estas coisas não são escolhidas de forma inocente, mas sim com propósitos políticos.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
M6

Está naquilo que disse nas coisas que referi no post anterior. O trabalhar 133 dia é uma informação inútil e/ou potencialmente enganadora se não for relacionada com outras coisas.

Que aches a informação inutil é um direito que te assiste, agora explica-me lá como é que um facto é enganador?

[table]

[td]Valor Diário do Ordenado x 133 = Valor de Impostos Pagos  [/td]

[td] | [/td]

[td]  Exemplo: 45€ x 133 = 5985€[/td]

[/table]

Onde está o engano? Se calhar a matemática deixou de ser uma ciência exacta e passou a ser enganadora...

Mais, a informação está lá toda, não tem de ser relacionada com nada. Aliás, a informação é precisamente a relação do tempo de trabalho que é necessário para pagar os impostos.

Tem, claro que tem. Dados e informação, não são a mesma coisa. Cabe aos jornalistas dar informação baseada em factos. E não apenas despejar factos.

Não gosto da ilustração, porque é enganadora. E estas coisas não são escolhidas de forma inocente, mas sim com propósitos políticos.

Facto: o Papa está de visita a Portugal. Temos de comparar a visita dele com as dos outros países?

Facto: Sócrates ganhou as últimas eleições sem maioria absoluta. Temos de comparar as últimas eleições com quaisquer outras?

Claramente que não. A notícia é a constatação de um facto.

Acho que está claro que a não gostas da notícia e que embirraste com ela.

Está também claro que admites que o que lá está são factos, daí o teu "despejar factos", mas como não gostas da notícia tentas agarrar por todos os lados para a descredibilizar.

Mas como contra factos não há argumentos, os teus têm vindo a cair a cada post.

Ficas assim reduzido à subjectividade da tua ilusão sobre a propaganda da notícia quando esta constata um facto.

Posto isto, nada mais há a dizer...


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco
Que aches a informação inutil é um direito que te assiste,

Não é informação, são dados. E os dados são inúteis, se não são é feita informação. E isso não foi feito.

agora explica-me lá como é que um facto é enganador?

Tem a ver com o contexto. Se não contextualizas um dado, os indivíduos fazem-nos de acordo com a sua circunstância. E a circunstância actual é de estar tudo a cair em cima do governo por causa dos aumentos de impostos e teres o maior partido da oposição a exigir contrapartidas populistas (como os 5% de redução nos salários de políticos e gestores públicos) para tentar capitalizar ainda mais no descontentamento dos eleitores. Não é o facto que engana e forma como é apresentado e o momento que fazem com que a notícias possa levar ao engano.

Afinal de contas 133 dias é muito? É pouco? Pelo está na notícia, não podemos saber.

Mais, a informação está lá toda, não tem de ser relacionada com nada

Não está. Estão dados, não a informação. E tem que estar relacionada, para ter uma escala, para ser comparada.

Facto: o Papa está de visita a Portugal. Temos de comparar a visita dele com as dos outros países?

Estás a confundir coisas factos, dados, e informação. A factualidade é uma característica dos dados e da informação. Os dados são o que é analisado para gerar informação. Para os jornalistas, os dados são os resultados do estudo e o contexto, a informação é o que se obtém da relação entre os dados. Os dados são factuais, não contesto isso, só não acho que hajam dados suficiente para fazer informação de qualidade neste caso.

No caso do papa os dados são a vinda dele e a sua actividade, isto tem sido amplamente relacionado com visitas de outros papas, e com outras visitas do papa a outros países.

Mais ainda uma coisa é relatar um evento, outra é relatar algo muito mais abstracto.

Acho que está claro que a não gostas da notícia e que embirraste com ela.

Não gosto do estilo!

Acho que não contém dados, nem informação suficiente e que é manipuladora.

Mas como contra factos não há argumentos, os teus têm vindo a cair a cada post.

Discordo!

Tu nem os estas a refutar. Porque estas a falar de factos e eu dados e informação, são coisas subtilmente diferentes. Tu estás a cingir-te à notícia e eu estou a considerar toda a circunstância em que ela foi publicada e a fazer um julgamento a esse respeito.

Mais preocupante que isso, é o que é feito com o dinheiro dos impostos.

Exactamente o tipo de coisa que falta na notícia...

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
M6

falco, como referi anteriormente, estás chateado com a notícia (quiçá és "boy", tens cartão rosa, ou algo assim, sinceramente não sei nem me interessa, só a ti diz respeito).

Toda a gente vê um facto inegável na notícia e toda a gente compreende a ilustração do peso dos impostos sobre quem trabalha só tu é que não, logo não há nada mais a ser dito.


10 REM Generation 48K!
20 INPUT "URL:", A$
30 IF A$(1 TO 4) = "HTTP" THEN PRINT "400 Bad Request": GOTO 50
40 PRINT "404 Not Found"
50 PRINT "./M6 @ Portugal a Programar."

 

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco

Não tenho qualquer cargo político, não sou apoiante do PS. Nem do governo.

Mas esta notícia parece-me manipuladora. E não gosto desse tipo de coisas sejam favoráveis a um lado, ou a outro.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
Battousai

E depois?

Há países da UE, mais desenvolvidos em que se paga mais como por exemplo na Dinamarca.

Estas notícias sensacionalistas e demagógicas não ajudam nada a que haja informação. É só tentativas de agitar as massas, para as tornar mais facilmente manipuláveis.

Mas nesses países não há (tantos) monopólios do Estado, nem o Estado é tão grande e as taxações são devolvidas. E as taxações nas empresas são menores. Cá, os impostos vão para onde os políticos os enterrarem.

Ver como funciona na Suécia:

https://www.youtube.com/embed/vG51uCrYxVM?feature=oembed

Eles tiveram que fugir do Socialismo para serem ricos.

Mas que deviam ter linkado para um pdf ou outro formato para ver o estudo original, deviam.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
rjcarneiro

trabalho todos os dias da semana, com 2 folgas rotativas por semana, mais estudar a noite na faculdade e não me queixo...

nice w0rk :thumbsup:

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco

Manipuladora no sentido de estar fomentar um determinado clima de descontentamento e a alimentar-se desse mesmo clima, para um determinado objectivo político. Eu compreendo e aceito que a AIP possa ter esse objectivo político, é legitimo! Não concordo é que os jornalistas comam tudo que lhes metem à frente e sem colocar em várias perspectivas. E não acho que essa falha jornalistica, por omissão seja inocente (todos sabemos dos conflitos entre o grupo empresarial desse jornal e o Governo da República).

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
yoda

Os jornalistas não são santos no seu meio, eles próprios cedem e manipulam a informação pra beneficiar partes com consciência disso.

Se for uma jogada política, é com eles, e afecta a quem se deixar afectar. Mas se for um facto o que a notícia diz, fora de sensacionalismos ou manipulação, continua a se-lo.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
yoda

Tens o caso de um jornal / revista francês que costumava sair em portugal, e uma das edições foi censurada e não chegou a sair por falar do Socrates.

Conheço pessoas que trabalharam em estações noticiosas e que saíram por causa dessa falta de imparcialidade e manipulação de informação, e acredito que haja quem seja despedido se contrariar esses ideais.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
pedrotuga

Eu não me importava absolutamente nada de trabalhar mais dias para pagar impostos. O que me importo é que vejo que o dinheiro dos meus impostos só serve para encher os bolsos de quem menos precisa. Tipo, pagamos a sério e depois não temos serviços nenhuns, até o Bilhete de Identidade é pago.

O que a notícia devia dizer era: "portugueses trabalham 133 dias para pagar impostos" e não recebem quase nada em troca.

Quem é que se importa de pagar mais impostos se receber mais ao fim do mês? Alguem? Eu não. Eu até acho que os impostos são uma coisa boa para nos protegermos e ajudarmos colectivamente, claramente falham esses objectivos de forma flagrante.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites
falco

Tens o caso de um jornal / revista francês que costumava sair em portugal, e uma das edições foi censurada e não chegou a sair por falar do Socrates.

Isso é treta!

Qualquer jornal pode publicar o que quiser em Portugal e a prova disso é que o fazem. E que meses e meses a fio os jornais publicaram notícias a respeito das confusões em que o Socrates estaria alegadamente envolvido.

Se não publicam é porque escolhem de livre vontade, não o fazer.

E os jornalistas se sentirem que não o podem publicar num jornal, podem meter num blog, ou em outros sítios onde não são controlados e podem chegar de forma massiva ao público.

Partilhar esta mensagem


Ligação para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!

Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.

Entrar Agora

×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.