Ir para o conteúdo
jpaulino

Comunicação entre autómatos e computadores

Mensagens Recomendadas

jpaulino    106
jpaulino

O Ricardo Timóteo (nokPT) criou na wiki da comunidade um excelente artigo sobre "Comunicação entre autómatos e computadores".

Este é o seu conteúdo:

- Comunicação entre autómatos e computadores

  • Botoneiras e sinalizadores
  • Consolas
  • Computador

- Introdução

- Softwares dos fabricantes

  • Vantagens
  • Desvantagens
    • Custo do software de runtime
    • Software vendido “às peças”
    • Software limitado
    • VB limitado
    • Ficamos eternamente presos ao software
    • Compatibilidade entre sistemas operativos limitada ou inexistente

- Softwares “Caseiros”

  • OPC Server
  • Comunicação directa com o autómato

- Autoria

O artigo pode ser visto aqui: Comunicação entre autómatos e computadores

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
MifPT    0
MifPT

Só uma pequena correcção relativa ao OPC:

Começo por frisar que não tenho nada - absolutamente nada - contra o facto de se publicar código "caseiro" numa tentativa de se conseguir comunicações entre PC e PLC.

No entanto para quem lê o artigo pode dar a sensação, como me deu a mim, de que o OPC é uma coisa caseira á qual se adiciona um pouco de código para se fazer funcionar.

Esta ideia está completamente errada.

A fundação OPC nasceu com o intuito de organizar um standard aberto de comunicações que permite interligar mais de uma marca de equipamento de automação.

ver http://www.opcfoundation.org/

seja ele PLC, HMI, SCADA ou outro.

Numa industria, conforme os colegas sabem, é mais importante a continuidade da produção que o custo de um pacote de software tipo OPC (ATENÇÃO que não sou vendedor).

O custo de desenvovimento de um drive, hoje em dia não justifica a compra do software.

Mesmo que o drive seja desenvolvido por um engenheiro/técnico junior, não temos a garantia da fiabilidade e estabilidade que existe nos softwares já há muito desenvolvidos e testados.

O custo de um OPC não é tão caro quanto isso. Eu uso o Kepware e uma licença de runtime ronda os 600euros.

Se analizarmos agora situações como a necessidade de redundancia ou a interligação entre diferentes marcas e processos (tipo bases de dados) então definitivamente terás que comprar um pacote de software.

No entanto, voltando ao início, num exercício de descoberta, só pelo gozo de o fazer, SIM, concordo que se possa tentar e malhar nos problemas até os resolvemos.

Have fun,

MifPT

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
nokPT    4
nokPT

Tens toda a razão, efectivamente "software caseiro" não é o termo melhor, mas na altura não encontrei outro para diferenciar dos programas que se compram aos fabricantes como por exemplo WinCC ou RSView

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!

Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.

Entrar Agora


×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade