Jump to content

Revista PROGRAMAR

  • entries
    201
  • comments
    0
  • views
    134,708

Contributors to this blog

  • staff 153
  • jpaulino 17
  • anolsi 16
  • apocsantos 6
  • Rui Carlos 4
  • Hipnoted 2
  • HecKel 1
  • pedrotuga 1
  • _JR_ 1

Como criar um programa auto-replicativo em assembly, para GNU/Linux

Sign in to follow this  
staff

548 views

A arte da criação de programas auto-replicativos parece estar perdida no tempo. Não podemos confundir um programa auto-replicativo com malware, cavalos de tróia, worms, etc. Um programa auto-replicativo não executa nenhum tipo de código para danificar hardware ou software, pelo contrário apenas tenta replicar-se de diversas formas ou métodos e é por norma escrito numa linguagem de baixo nível, como por exemplo assembly. A parte mais interessante e importante do programa ao contrário de um malware não é um pedaço de código para causar danos, mas antes pelo contrário apenas o código que per- mite que o programa se replique.

Apesar de muitas vezes se confundirem as duas tarefas, um programa auto-replicativo é uma forma de criatividade, engenho e inovação, com o objectivo de criar um programa que se consiga manter num sistema informático evitando ser apagado e replicando-se de forma inteligente, evitando a sua detecção e consequente remoção. É quase como fazer um avião de papel, ajustar as “asas”, o “nariz”, colocar ou não um “leme de cauda”, etc e atirar para ver que distância é percorrida antes de inevitavelmente aterrar, ou melhor, cair! Em momento algum se pretende que o programa, tal como o avião, dure “ad aeternum”, sendo o interesse apenas no lapso de tempo que ele durará até ser totalmente removido.

Ler mais…


Sign in to follow this  


0 Comments


Recommended Comments

There are no comments to display.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site you accept our Terms of Use and Privacy Policy. We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.