Ir para o conteúdo
  1. Re: Remover caracteres que não sejam letras e espaços

    Rui Carlos
    Por Rui Carlos,

    Sabes fazer um ciclo que percorre todo um array, do início para o fim, e para cada posição i, coloca lá o valor da posição i+1?  (Se a resposta for não, então podes começar por ver isto.)

    O passo seguinte é em vez de começares do início, começares numa posição que tenha um carácter que queiras remover.

    • 12 respostas
  2. Re: Inserir/alterar dados de tabela especificando o número da linha e da coluna

    Chamuanza
    Por Chamuanza,
    • 2 respostas
  3. Erro ao Abrir FORM no VS Express 2013

    Chamuanza
    Por Chamuanza,

    Um bem aja a todos

    Estou com um problema, ao tentar correr uma parte de uma aplicação pessoal que tenho verifiquei que não actuava.

    Fui a programação e no solution Explorer tentei abrir o Form correspondente e aparece o erro:

    Não há editor disponível para D:\ProjectoTotoMilhoes\TotoMilhões\frmApostasMultiplasTotoloto.vb

    Verifique se a aplicação para o tipo (.vb) está instalada.

    O certo é que consigo aceder aos outros From's do programa.

    Assim o editor está instalado

    Na arvore tenho os três ficheiros e consigo ver o código associado aos mesmos, no entanto o ficheiro frmApostasMultiplasTotoloto tem um icon associado diferente (tem como que uma seta preta) dos outros form's.

    Penso que seja indicador de algum erro.

    Há maneira de dar a volta a isto, ou tenho que refazer o Form de novo e do principio.

    • 0 respostas
  4. Re: PHC - Programação em XBASE

    camexavi
    Por camexavi,

    Boa noite :)

    Mais uma vez, venho solicitar a V/ preciosa ajuda.

    Estou a criar IDU etiquetas, precisava que quando na linha do dossier o campo "BI.LOBS2" estivesse vazio fosse ler ao campo "ST.DESC5" na tabela ST.

    Tenho este código, mas repete sempre o valor da 1ª linha do dossier para as restantes linhas com referencias de artigo diferente.

    Obrigado!

    Parameters iduvaltsql
    select bi
    Go top
    Scan
    u_sqlexec([select desc5,desc6 from st where st.ref=']+alltrim(bi.ref)+['],[curOBS])
     
    If empty(m.iduvaltsql)
    return curOBS.desc5
    else
    return m.iduvaltsql
    endif
    endscan

     

    • 137 respostas
  5. Re: Inserir/alterar dados de tabela especificando o número da linha e da coluna

    M6
    Por M6,

    Antes de mais é necessário compreenderes que a base de dados por detrás não tem nada a ver com o VB.Net nem com qualquer data grid.

    A base de dados, nesse caso o SQL Server, armazena dados, guarda-os para que possam ser usados mais tarde.

    O VB.Net permite-te criar aplicações que, de entre outras coisas, podem ler e escrever dados numa base de dados.

    Quando fazes uma ligação da tua aplicação a uma base de dados (seja ela qual for), consegues usar os componentes do VB.Net para visualizar e manipular esses dados. Na plataforma .Net normalmente tens um dataset (conjunto de dados) onde os dados estão representados como um array e acedes à informação de forma posicional (por índice e/ou por nome). Desta forma, atualizar uma coordenada de linha/coluna no SQL Server a partir da tua aplicação é totalmente possível, uma vez que isso é uma representação de um array bidimensional.

    Para te podermos ajudar mais, tens de ser mais claro e concreto no erro ou problema que estás a ter.

    • 2 respostas
  6. Re: Formação

    M6
    Por M6,

    De nada @dakid.

    Tem atenção que programar não é bater código e nas univs e similares não te ensinam a bater código, ensinam-te a pensar e dão-te ferramentas para resolveres problemas. É com esse espírito que deves encarar a formação da CTeSP (ou similar).

    • 3 respostas
  7. Re: SAFT-PT: debate de dúvidas e ideias

    jmadureira
    Por jmadureira,

    Boas pessoal,

    Existe algum cuidado especial no que toca ao formato do SAFT para empresas que aderiram ao MOSS (Mini Balcão Único)?

    Uma dúvida que tenho prende-se com o TaxCode. No caso do IVA, o TaxCode deve assumir um destes valores:

    RED — taxa reduzida;
    INT — taxa intermédia;
    NOR — taxa normal;
    ISE — isenta;
    OUT — outros.

    Que valor de TaxCode devo usar para os documentos que se enquadram no âmbito MOSS?

    Existem mais cuidados a ter em conta?

    Obrigado.

    • 6105 respostas
  8. Re: Formação

    dakid
    Por dakid,

    Obrigado @M6 :-)

    Bem, talvez seja melhor ser mais claro, é um área algo instável, e é dificil criar estabilidade, sem horários, sem dias da semana, e sem nada na verdade, é mais um estilo de vida que uma profissão, além de que sendo uma área artistica, por vezes dói ver a nossa criatividade ser detorpada pelo cliente, isto na fotografia afeta-me bastante, pois esta é-me pessoal, prefiro deixar para hobby, não tenciono abandonar, realizar trabalhos mais na área documental, e do retrato, e paisagem que me agradam mais, do que a publicidade. Posto isto, eu tenho gosto por tecnologia, informática (é algo inerente aos audiovisuais), sou bom em coisas técnicas, muita facilidade de aprendizagem nesse género de coisas. eu tive duas pequenas cadeiras de programação que me agradaram, mas foram algo básicas. Desta forma, estou na "udemy" a ter uma formação online, para rever umas bases e não ir descalço para o CTeSP, até agora estou a gostar bastante. Mas no entanto, tenho alguns amigos que são programadores, e já tenho algum feedback mas procuro mais, e especificamente sobre o CTeSP do IPS.

     

    Desde já obrigado! ;-)

    • 3 respostas
  9. Re: O p@p tá morto?

    M6
    Por M6,

    Realmente o ensino anda pela rua da amargura... Messenger nos testes?!? Enfim...

    Esta ideia do software "engineered by P@P" é apenas uma ideia, pode haver por ai outras que sejam melhores, em especial a nível de tempo, esforço e dedicação.
    Durante o processo podiam-se fazer os tutoriais, em texto e vídeo por exemplo. E ir reportando os avanços na revista.

     

    Já agora o termo não e "velho" é "consultor sénior" ou "especialista", ok? :D

    • 46 respostas
  10. Re: Formação

    M6
    Por M6,

    Boas.

    Antes de mais, bem vindo ao fórum.

    Quanto à tua questão, tens de ter em atenção que tudo o que disseste/experimentaste na tua profissão atual vais encontrar em qualquer outra, i.e. aspetos de que gostas e de que não gostas.

    Em relação ao CTeSP, apenas conheço uma pessoa com formação ai (há já mais de 10 anos) e é uma pessoa de quem gosto, recomendo o seu trabalho e profissionalismo. Mas o meu caso é isolado, é apenas uma pessoa e como tal não deve ser tomado como representativo do todo.

    • 3 respostas
  11. Re: Inserir/alterar dados de tabela especificando o número da linha e da coluna

    Leodellari
    Por Leodellari,

    Boa noite,

    Este é o meu primeiro tópico aqui. Sou iniciante em programação. Não sei se minha dúvida é muito iniciante, mas meu conhecimento é muito pouco.

    Eu queria saber se tem como inserir dados em uma tabela do SQL Server especificando o número da linha e da coluna (como no VBA com o Cells(4, 2)). 

    Encontrei um link ( https://msdn.microsoft.com/pt-br/library/tat996zc.aspx?f=255&MSPPError=-2147217396 ) que apresenta algumas maneiras de alterar dados especificando o número da linha e da coluna, mas não estou conseguindo aplicar. Alguém poderia me dar um exemplo, ou me apresentar algum link da internet que contenha algum exemplo um pouco mais detalhado que do link?

    • 2 respostas
  12. Re: Adição de dados e mudança do visual da messagebox

    M6
    Por M6,

    A message box em si não é alterável, o que tens de fazer é uma nova janela, do estilo dialog box, e aí tens o controlo total de tudo.

    • 1 resposta
  13. Re: SAFT-PT: debate de dúvidas e ideias

    carlos sousa 2015
    Por carlos sousa 2015,
    Em 12/01/2018 às 11:04, TiagoC_ disse:

    Bom dia,

    Tenho uma questão que espero que não tenha já sido abordada anteriormente, visto que não encontrei nenhum tópico do mesmo. A questão é relativamente a empresas que sejam estrangeiras, e que estejam a operar em Portugal, mas que em vez de certificarem o próprio ERP preferem  delegar essa parte a uma empresa parceira de Faturação Eletrónica. Aqui o ponto principal é que essas empresas continuarão a utilizar o ERP próprio para própria gestão interna, mas tudo o que é emissão de documentos a clientes finais é feito através de um envio de um ficheiro a uma empresa de Faturação Eletrónica (devidamente certificada), que posteriormente transforma os ficheiros e envia as faturas certificadas e também o SAFT-T.

    Até que ponto é possivel (legal) a empresa continuar a utilizar o ERP próprio sem ter de o certificar, desde que, todo o fluxo de documentos seja enviado através da empresa parceira de fatura eletrónica?

    Obrigado a todos.

    Boa tarde Tiago,

    Eu tenho e conheço muitas empresas, que funcionam assim pelo que não há nenhuma ilegalidade, dado como tu dizes e bem "todo o fluxo de documentos" são enviado para a AT. As multinacionais tem o seu próprio ERP para gestão, todos documentos obrigatórios pelo estado Português são emitidos, certificados e enviados por outro programa certificado. O mesmo acontece quando tens o ERP com multi empresas umas empresas com sede fiscal em PT e outros no estrangeiro o documentos emitidos por empresas PT são certificados e tem todas as regras legalmente exigidas por AT.

     

    Cumprimentos,

    • 6105 respostas
  14. Re: Adição de dados e mudança do visual da messagebox

    BigMachine3
    Por BigMachine3,

    Boas companheiros.

    Tenho 2 dúvidas:

    • É possível mudar o visual da messagebox?
    • Na minha base de dados, eu tenho uma tabela em que alguns dos dados são datas. Tenho um form onde quero fazer adição de dados para essa tabela mas não sei que controlos tenho de acrescentar para que possa adicionar datas na base de dados.

    Não sei se me fiz entender.

    Por favor ajudem, obrigado.

    • 1 resposta
  15. Re: Formação

    dakid
    Por dakid,

    Boas pessoal,

    é o meu primeiro tópico aqui no forum, vinha pedir ajuda, eu sou formado em Fotografia e Audiovisuais, tenho 21 anos, trabalho desde os 18 na área, e até agora correu bem, mas isto é um profissão que embora goste de alguns aspectos não gosto de outros, e pensei em deixar isto para hobby, e fazer o que me apetece na verdade... Tenciono seguir programação, vi o CTeSP no Instituto Politécnico de Setúbal em Tecnologias e Programação de Sistemas de informação, vinha pedir as vossa opinião não só do curso como também da possivel progressão para a Licenciatura de Engenharia de Informática.

    CTeSP:

    http://www.estsetubal.ips.pt/cursos/ctesp/tpsi

     

    Desde já obrigado pela ajuda,

     

    Cumprimentos,

    Dakid

    • 3 respostas
  16. Re: O p@p tá morto?

    brunuu
    Por brunuu,

    Se vocês querem mais malta nova para aqui, então façam um chat entre telemoveis via bluetooth sem uso de dados moveis ou wifi, o quanto adorava ter isso há uns 5 anos para passar duvidas e respostas durante um teste, já que muita gente está com o telemovel em testes mas as vezes o facebook ou outros sites tava bloqueado e então muitos ficavam ás escuras sem poder tirar as suas dúvidas durante o teste pelo messenger.

     

    Uma das razões por ter começado a programar melhor foi porque aprendi o BASIC da TI83 para fazer programas que faziam os meus exercicios e para otimizar cabulas ect ect

     

    Outra coisa é ter software criado pela staff do P@P e distribuir com esse nome, já que fazem uma revista, porque não software?

    Nem que seja programas de office totalmente nacional e opensource, ou editores de imagem ect ect

    Chamavam os putos e os velhos, porque nunca é cedo ou tarde para aprender a programar.

    • 46 respostas
  17. Procuro quem me ensine Python e basicos sobre computação etc

    cerejobastos
    Por cerejobastos,

    Boas tardes!

    Quero iniciar-me na área da programação e gostava de aprender python como primeira linguagem tal como alguns basicos sobre programação e computação no geral.

    Se houver alguem na zona de Lisboa ou Leiria que esteja interessado, por favor contacte-me para falar sobre o assunto.

    email: cerejobastos@hotmail.com

    • 0 respostas
  18. Re: Programar máquina de vendas em Visual Basic

    M6
    Por M6,

    Sim, alguém te pode ajudar.

    Não, ninguém te vai fazer o código nem perto disso.

    Se queres ajuda, coloca as tuas dúvidas concretas e de forma clara.

    • 1 resposta
  19. Re: O p@p tá morto?

    M6
    Por M6,

    @Rui Carlos, a ideia que tinha era algo para se ir fazendo, que servisse inclusive tipo tutorial, com o código disponível em open source.

    Por exemplo, a versão web seria feita em PHP com uma framework (gosto da Yii2) onde se explicam conceitos MVC, ORM, etc. e dá para acompanhar a criação de uma web app.
    Base de dados MySQL, onde se explica o modelo relacional, normalizações, índices, triggers, etc..
    Podia haver uma versão em Pyhton que corresse em Linux num Rasp Pi, e outra em C# para correr em Windows onde se explicam as desktop apps.
    E porque hoje em dia ninguém vive sem isso, podia haver apps em iOS, Android e Windows Mobile que podem ser "apenas" wrappers de um browser que acede a um url.

    Ou seja, haveria um projeto único com equipas diferentes e multidisciplinares, explicam-se um conjunto de conceitos, mostra-se um conjunto de tecnologia diferente, como a mesma se pode interligar, etc. e no final temos um projeto que qualquer um pode explorar, alterar, instalar.

    • 46 respostas
  20. Re: O p@p tá morto?

    Rui Carlos
    Por Rui Carlos,
    20 horas atrás, thoga31 disse:

    Eu já tive mais falta de tempo, @Rui Carlos. Agora tenho mais falta de paciência para o género de conteúdos que aqui se desenrolam.

    Os tópicos de finanças a mim não me dizem nada. Os tópicos constantes de trabalhos de casa são... well... uma constante! Com mais ou menos regularidade do que no passado, ainda existe. O resto é um mar cinzento essencialmente inexistente e que outrora foi o forte do P@P.

    Se os estudantes viessem aqui debater programação a sério, como nós debatíamos no nosso tempo de juventude, o P@P estaria bem de saúde. Mas não: quer queiramos quer não, assistimos gradualmente ao crescendo de uma geração de desinteressados que nem percebo bem como vieram parar à programação! Farmacêutico sou eu e consigo ter mais interesse genuíno na área do que 10 garotos pingados que aparecem aqui a perguntar o pão-nosso-de-cada-dia.

    Mais do que um fórum de Q&A, eu tenho saudades de quando este era um fórum de partilha (ponto final). Havia Q&A, sempre houve e sempre vai haver, mas não era de todo a cereja do bolo. Agora nem cereja nem bolo temos.

    Sinceramente, o P@P tornou-se oficiosamente o site dos novatos com uma boa revista à pendura - atrevo-me a dizer que a Revista é já quase boa de mais para ter o seu nome ligado ao P@P!

    Tens memórias do fórum diferentes das minhas :)  O fórum sempre teve muito pessoal que estava a aprender.  É provável que no passado houvesse pessoal mais interessado em discussões, e não só em Q&A, mas estávamos sempre a falar essencialmente de não-profissionais e de discussões não profissionais.  Apesar dos temas das finanças em si não me dizerem muito, e de nem sequer lidar profissionalmente com muitos dos assuntos lá tratados, a verdade é que o tópicos tem uma componente de aplicação real, que leva a que apareçam por lá discussões de interesse para profissionais (relacionadas com web-services, XML, criptografia, etc.).

    Este é precisamente o tipo de conteúdos que gostava de ver mais no fórum.  Temas transversais às linguagens e com potencial para ensinar algo a qualquer utilizador.  Temas ligados a problemas reais (não académicos).

    Infelizmente o fórum não é propício a este tipo de conteúdos, logo para começar porque são difíceis de catalogar (e encaixar em secções/tags), e consequentemente dos utilizadores os seguirem automaticamente.  E depois também porque, lá está, até podemos só ter 5% dos utilizadores com falta de tempo, mas se aí se incluirem 80% dos profissionais...

    À parte disto, acho que tirando as discussões que havia sobre algoritmos, que apesar de académicas tendiam a ser de nível mais elevado, o tópicos sempre tiveram uma tendência para abordar problemas pouco estimulantes para profissionais, embora por vezes acabassem por gerar discussões bastante educativas, com partilha de soluções sofisticadas ou pequenos truques que dão jeito.  (Claro que quando nós próprios estávamos a aprender o básico, tínhamos mais tolerância para tópicos sobre o básico.)

    9 horas atrás, M6 disse:

    Não sei se podemos passar a ter algo que, por exemplo, cative o pessoal a seguir-nos.
    Por exemplo (lembrei-me disto agora, por isso quero o devido "desconto") um projeto comunitário que seja giro para miúdos e graúdos e que se vá desenvolvendo ao longo do tempo.
    Imaginem desenvolver um chat que corra no pc, num rasp pi e em android para que a miudagem possa conversar (sim, sei que é só mais um, mas será o chat "deles", além disso têm de me dar o desconto que pedi atrás :D). A ideia aqui é ter algo que faça com que o pessoal acompanhe o fórum de forma mais regular, e para tal se calhar a dinamização passa por coisas que se usam no dia-a-dia, e toda a gente usa chats, partilha de fotos, etc., é "só escolher".

    A ideia de um projecto interessante.  Só pode ser complicado estruturar a aplicação de forma a que o projecto seja exequível (ou seja, em que se consiga rapidamente ter algo funcional, com possibilidade de incrementalmente se ir melhorando o projecto).

    • 46 respostas
  1. Ver Mais Actividade
×

Aviso Sobre Cookies

Ao usar este site você aceita os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Este site usa cookies para disponibilizar funcionalidades personalizadas. Para mais informações visite esta página.