Ir para conteúdo


Revista PROGRAMAR – Edição 46 (Setembro 2014): Download já disponível!

- - - - -

Homo sapiens sapiens demens - reflectir


  • Por favor inicie sessão para responder
4 respostas a este tópico

#1 herakty

herakty

    Unsigned User

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPip
  • 1051 mensagens

Publicado 23 de Abril de 2010 - 18:52

uma pesquisa que apresenta o nosso forum na primeira posição do google

"Homo sapiens sapiens demens edgar morin"

Citar

Edgar Morin diz que é sistemático demais possuirmos um sapiens ou dois, em nossa autodenominação; é preciso acrescentar um demens, ficando: Homo sapiens sapiens demens, o que mostra o quanto somos descomedidos, loucos. Todo homem é duplo: ao mesmo tempo que é racional apresenta certa demência.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Edgar_Morin

Citar

Só uma pequena achega. Dizer que o Nietzsche é o pai do pensamento moderno é, a meu ver, errado. Pode-se perfeitamente dizer que ele é o maior filósofo de todos os tempos (coisa com a qual não concordo), mas a pessoa que mais influenciou o modo de pensar nos últimos 2 séculos foi, sem sombra de dúvida, Kant. :thumbsup:

Imagem Colocada

Não concordo... Kant fez um grande trabalho e foi das principais influencias de Nietzsche sem duvida... mas não foi até onde Nietzsche foi e até acreditava em Deus, algo que nada tem a ver com o pensamento moderno... e não aprofundou tanto como Nietzsche... Nietzsche é considerado assim pelos filósofos modernos e até é criticado por outras correntes não tão modernas  :thumbdown:

ainda hoje muito poucos entendem realmente Nietzsche, mais de 100 anos depois da sua morte (e não estou a falar dos religiosos, pois esses não contam)

Citar

Nietzsche's influence remains substantial within and beyond philosophy, notably in existentialism and postmodernism. His style and radical questioning of the value and objectivity of truth have resulted in much commentary and interpretation, mostly in the continental tradition. His key ideas include the death of God, perspectivism, the Übermensch, the eternal recurrence, and the will to power.

http://en.wikipedia.org/wiki/Friedrich_Nietzsche

só esta frase diz tudo sobre a influencia de nietzche no pensamento moderno, pois são os principais pontos do "pensamento moderno"  ;) :thumbsup:
influencia no pós-modernismo "pensamento moderno", objectividade e racionalidade pura "para mim que o considero o meu principal "educador", até acho que é racional demais, pois o homem é mais emocional do que racional... mas isso já é o "pensamento complexo" de Edgar Morin com a sua teoria do Homo Demes (Homem demente)
e acima de tudo o primeiro a afirmar "Deus está morto"... sei que houve outros antes a mexer nesta questão, mas nunca conseguiram concluir efectivamente a morte de Deus... até na antiga Grécia houve quem questionasse Deus, mas de uma forma muito inconclusiva.

Nietzsche é o considerado o filosofo que mais influencia os "considerados génios"... frequentemente nas biografias das grandes mentes surge Nietzsche como principal influencia...

Nietzsche é considerado o "assassino de Deus", algo essencial para a ciência actual e o pensamento moderno... é o mais odiado pela religião e tem sido bastante difamado por ter ido longe demais na pesquisa da mente e sociedade humana, tendo sido o primeiro a "despir completamente" o humano... até tem um livro chamado "humano, demasiado humano" [Ecce Homo] e é erradamente associado a pessoas como Hitler e é criticado por "desumanizar o homem"... mas ele apenas investigou e constatou. realmente o homem pode ser cruel e não ter qualquer valor de moralidade e tudo não passa do efeito da sociedade e educação de cada um... para um Buda matar é o pior que pode fazer... para um antigo Índio norte americano matar é o melhor que pode fazer... isto está bem demonstrado na ideologia de Nietzsche e temos de ver que naquela época isto era completamente revolucionário

Nietzsche usou o processo cientifico na filosofia, investigando a fundo e forma racional a mente

Sobre Kant:

]Kant was of the view that while the existence of God could not be proven, we ought to come to a belief in God's existence by way of "logical understanding." Kant concluded that this world was not sufficient in itself, that an external power, which he identified with God, was a regulative necessity;

http://www.blupete.com/Literature/Biographies/Philosophy/Kant.htm

Citar

Many British Roman Catholic writers, notably G. K. Chesterton and Hilaire Belloc, seized on Kant and promoted his work, with a view to restoring the philosophical legitimacy of a belief in God. Reaction against this, and an attack on Kant's use of language, is found in Ronald Englefield's article, Kant as Defender of the Faith in Nineteenth-century England[75], reprinted in Critique of Pure Verbiage, Essays on Abuses of Language in Literary, Religious, and Philosophical Writings.[76]  These criticisms of Kant were common in the anti-idealistic arguments of the logical positivism school and its admirers.

http://en.wikipedia.org/wiki/Immanuel_Kant#Idea_of_God

Kant acreditava que tinha de existir Deus para a existência existir... Nietzsche foi o primeiro a trabalhar no ateísmo, que é a corrente actual e levou ao trabalho do pensamento moderno, que é cientifico e não baseado na obra de Deus

Nietzsche foi para mim o primeiro a provar a inexistência de Deus, ou teorizar sobre isso com genealogia (estudo do passado e evolução)... foi só depois disto que foi possível a ciência moderna

apesar de eu pessoalmente concordar com Kant... apenas não concordo com a noção de Deus dele... para mim Deus é mais como os antigos egípcios descreviam "Amon (o único Deus do antigo Egipto, é um erro dizer que tinham vários deuses porque eles acreditavam numa noção de "manifestações de Amon" ou Deus... tipo, só há um Deus e esse Deus manifesta-se pelo que eles chamavam "Nefer"... tipo Hathor que muitos pensam ser um Deus, mas não é... é a manifestação de Deus pela musica, alegria, mulher e amor... tudo o que tem a ver com felicidade (eles associavam a mulher à felicidade  :hmm:)... hoje que já se traduziram todos os textos conhecidos sabe-se isto... não foram os Israelitas os primeiros a ter o conceito de monoteísmo, até foi um faraó chamado akhenaton que introduziu esse conceito e foi tão radical que anulou, até aquilo que era considerado as manifestações de Deus e por isso foi "condenado" pelos sucessores...
condenado porque havia uma grande industria religiosa em torno desses nefers com o Isis, Osiris e o GRANDE HORUS, que por sua vez se manifestava de várias formas, sendo a mais emblemática quando se apresentava na essência de Horus-Ra-Herakty (algo que podem ver mts vezes nos meus posts e nicks  :D)

por tantos, os neferes não eram estáticos... horus foi a origem do conceito de Cristo e se repararem a história de Horus é praticamente igual à do suposto Jesus Cristo (o salvador que ressuscitou e voltou para salvar o mundo encarnado no faraó)

Citar

Kant was of the view that while the existence of God could not be proven, we ought to come to a belief in God's existence by way of "logical understanding." Kant concluded that this world was not sufficient in itself, that an external power, which he identified with God, was a regulative necessity; and that God was a requisite for morality, it gives meaning to our life here on earth. The existence of God was, for Kant, but one of three postulates of morality, the other two being freedom of the will, and immortality of the soul. These moral axioms, unprovable as they are, existed for Kant simply because they were the sine qua non of the moral life. (So much for the notion that morality is something that arises from our own character, from our own intelligence: - I would argue that the acceptance of an external, all powerful being reduces us to mere servants; and, thus, there is no need for morals, there is but only the need to obey.)

vou cria um tópico com isto, pois é um bom debate de filosofia e pensamento actual (para alguns  :thumbsup:)

Dos Pink Floyd (isto foram respostas de umas entrevistas que eles fizeram a várias pessoas)

Citar

I know I've been mad, like the most of us...very hard to explain why you're mad, even if you're not mad..."

"I've been mad for fucking years, absolutely years, been over the edge for yonks, been working me buns off for bands..."
"I've always been mad, I know I've been mad, like the
most of us...very hard to explain why you're mad, even if you're not mad..."

teckV

#2 esquiso

esquiso

    Try-Catch User

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 344 mensagens

Publicado 24 de Abril de 2010 - 00:19

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Não concordo... Kant fez um grande trabalho e foi das principais influencias de Nietzsche sem duvida... mas não foi até onde Nietzsche foi

Depende da área de onde falas. Se falarmos de epistemologia e/ou metafísica, o Kant tem um trabalho muitíssimo mais vasto do que o Nietzsche - sem sombra para dúvidas. A única área de trabalho/estudo comum de ambos era a ética, e ambos deram grandes contributos (raios, a deontologia é fundamental quando se trabalha em ética). O Nietzsche, sendo sem dúvida um grande filósofo, não tem, nem de perto nem de longe, um trabalho tão diversificado como Kant.

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

e até acreditava em Deus, algo que nada tem a ver com o pensamento moderno...

O que é que o facto de acreditar em Deus tem que ver com o assunto? Há imensos cientistas modernos que acreditam em Deus - assim de repente, lembro-me deste senhor. O facto de se acreditar ou não em Deus não tira nada ao trabalho filosófico nos campos da epistemologia/metafísica/ética de Kant.


Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche é considerado assim pelos filósofos modernos

Morro de amores por estas generalizações, a sério.


Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

e acima de tudo o primeiro a afirmar "Deus está morto"... sei que houve outros antes a mexer nesta questão, mas nunca conseguiram concluir efectivamente a morte de Deus... até na antiga Grécia houve quem questionasse Deus, mas de uma forma muito inconclusiva.

E tem todo o mérito nessa ideia - provavelmente, a sua melhor.

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche é o considerado o filosofo que mais influencia os "considerados génios"... frequentemente nas biografias das grandes mentes surge Nietzsche como principal influencia...

Considerado por quem? Além disso, também te consigo apontar, sem muito esforço, "génios" que citam Kant como influência fulcral. Isso não prova nada - por exemplo, Marx também é citado como um dos filósofos mais influentes dos últimos tempos, no entanto, isso não tira nem põe nada à qualidade ou à razão que ele tem.

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche é considerado o "assassino de Deus", algo essencial para a ciência actual e o pensamento moderno...

Se Nietzsche pode ter sido quem disferiu o golpe final - e admito isso de bom grado -, o trabalho já tinha começado uns séculos atrás, quando houve pessoas que ousaram contrariar os dogmas da Igreja. Outro exemplo poderá ser o de Descartes, que apesar de usar Deus para conseguir sair do solipsismo, parece fazê-lo apenas para não ofender os poderes instalados e não ver a sua obra proibida. E por aí fora. Ou seja, o mérito não é só do Nietzsche, há toda uma panóplia de autores para trás dele que percorram aquele caminho - ele apenas fez o "FINISH HIM".

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche usou o processo cientifico na filosofia, investigando a fundo e forma racional a mente

O "processo cientifico" moderno só aparece com Popper - que nasceu em 1902, tendo Nietzsche morrido em 1900. Curiosamente, Kant é uma das grandes influências de Popper. Se não gostares de Popper como pai do "processo científico", tens o Thomas Kuhn - também largamente influenciado por Kant.

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche foi o primeiro a trabalhar no ateísmo, que é a corrente actual e levou ao trabalho do pensamento moderno, que é cientifico e não baseado na obra de Deus

Primeiro aspecto, o Nietzsche não foi o primeiro a trabalhar com/no ateísmo. Longe disso. Facilmente encontras ateus na Grécia Antiga e a escrever sobre isso.
Segundo aspecto, o "pensamento actual" não é ateu, mas sim agnóstico.
Terceiro aspecto, já antes de Nietzsche que a maior parte da Ciência tinha tirado Deus do seu trabalho. Basta pensares, por exemplo, nos avanços da matemática durante os séculos XVI, XVII e XVIII. Ou até mesmo em Galileu. Ou na cartografia. E por aí fora.

Ver Mensagemherakty, em 23 de Abril de 2010 - 18:52, disse:

Nietzsche foi para mim o primeiro a provar a inexistência de Deus

É impossível, de um ponto de vista lógico, provar a não existência de algo.

#3 yoda

yoda

    Stack Overflow

  • Moderador
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 5520 mensagens

Publicado 24 de Abril de 2010 - 01:04

tão mas o tópico é pra reflectir sobre quem foi o maior ou sobre o trabalho dessas pessoas? :)

#4 esquiso

esquiso

    Try-Catch User

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 344 mensagens

Publicado 24 de Abril de 2010 - 14:57

Ver Mensagemyoda, em 24 de Abril de 2010 - 01:04, disse:

tão mas o tópico é pra reflectir sobre quem foi o maior ou sobre o trabalho dessas pessoas? :)

Vai ver como começou a conversa. Depois vais perceber a resposta a essa pergunta :)

#5 yoda

yoda

    Stack Overflow

  • Moderador
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 5520 mensagens

Publicado 24 de Abril de 2010 - 15:18

Ver Mensagemesquiso, em 24 de Abril de 2010 - 14:57, disse:

Vai ver como começou a conversa. Depois vais perceber a resposta a essa pergunta :)

Eu percebi foi uma pessoa a defender uma coisa e outra a contrariar e a defender outra ..