• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

deathseeker25

Estados Unidos preparam-se para enfrentar a ciber-dependência

3 mensagens neste tópico

Seis a 10% dos internautas dos EUA estão viciados na Web. Trata-se de uma estimativa adiantada por vários psicólogos norte-americanos que têm vindo a alertar para o aparecimento de uma nova dependência, identificada como “Internet-Dependência”.

Na pior das hipóteses esta nova patologia pode afectar 18,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos (onde existem cerca de 189 milhões de conexões à Web). Nos EUA, já começaram a ser criados laboratórios especializados no tratamento da ciberdependência.

Segundo os especialistas desses laboratórios, são vários os sintomas apresentados pelos viciados: constante preocupação em manter-se conectado à Web, mentir em relação ao tempo que se passa conectado, isolamento social, aumento de peso e dor de costas são os mais comuns.

À agência noticiosa EFE, Kimberly Young, investigadora pioneira no estudo da dependência da Internet, apresenta a questão que permite apurar o estádio do vício de cada Internauta: «Se o padrão de uso da Internet interfere com a tua vida ou tem impacto nas tuas relações no trabalho, família ou amizade, então deves ter um problema».

Segundo esta investigadora, a dependência abre caminho a um ciclo vicioso, em que a auto-estima do paciente decresce à medida que este abusa da Internet. Paradoxalmente, o paciente vai sentindo a necessidade de manter a conexão à Web, pois esta permite-lhe escapar da realidade.

Outro dado curioso é que mais de 50% dos ciberdependentes são infiéis – o que já originou a constituição de grupos de trabalho em que se reúnem cônjuges “enganados” que pretendem recuperar os casamentos.

Jogos, chat e mensagens instantâneas, apostas e compras são as actividades mais procuradas pelos ciberdependentes.

Grande parte dos “adictos” sofre de depressão e ansiedade. Apesar de isoladamente não produzir efeitos tão nefastos como outras dependências, os investigadores estimam que, em mais de metade dos casos, a ciberdependência é acompanhada do consumo de drogas, álcool e tabaco.

fSeis a 10% dos internautas dos EUA estão viciados na Web. Trata-se de uma estimativa adiantada por vários psicólogos norte-americanos que têm vindo a alertar para o aparecimento de uma nova dependência, identificada como “Internet-Dependência”.

Na pior das hipóteses esta nova patologia pode afectar 18,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos (onde existem cerca de 189 milhões de conexões à Web). Nos EUA, já começaram a ser criados laboratórios especializados no tratamento da ciberdependência.

Clique em Leia Mais, para ver a notícia completa.

Deseja comentar esta notícia? Clique aqui.

Segundo os especialistas desses laboratórios, são vários os sintomas apresentados pelos viciados: constante preocupação em manter-se conectado à Web, mentir em relação ao tempo que se passa conectado, isolamento social, aumento de peso e dor de costas são os mais comuns.

À agência noticiosa EFE, Kimberly Young, investigadora pioneira no estudo da dependência da Internet, apresenta a questão que permite apurar o estádio do vício de cada Internauta: «Se o padrão de uso da Internet interfere com a tua vida ou tem impacto nas tuas relações no trabalho, família ou amizade, então deves ter um problema».

Segundo esta investigadora, a dependência abre caminho a um ciclo vicioso, em que a auto-estima do paciente decresce à medida que este abusa da Internet. Paradoxalmente, o paciente vai sentindo a necessidade de manter a conexão à Web, pois esta permite-lhe escapar da realidade.

Outro dado curioso é que mais de 50% dos ciberdependentes são infiéis – o que já originou a constituição de grupos de trabalho em que se reúnem cônjuges “enganados” que pretendem recuperar os casamentos.

Jogos, chat e mensagens instantâneas, apostas e compras são as actividades mais procuradas pelos ciberdependentes.

Grande parte dos “adictos” sofre de depressão e ansiedade. Apesar de isoladamente não produzir efeitos tão nefastos como outras dependências, os investigadores estimam que, em mais de metade dos casos, a ciberdependência é acompanhada do consumo de drogas, álcool e tabaco.

Fonte: Infortech United

Seremos nós uns ciber-dependentes? Não sei não...eu pelo menos não apresento os factores de traição, nem consumo de drogas ou alcool ou tabaco....

Cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

hmmmm quanto À questão da ansiedade, da constante preocupação em manter-me online e mentir em relação ao tempo que estou aqui.. sim, acho que apresento estes sintomas. quanto ao resto não... sou muito sociável mas fora da net. até hoje ainda só conheci uma pessoa com quem tenho uma relação de amizade desde à 3 anos e que nem é daqui do porto. de resto desde há muito que não tenho paciência em falar com pessoas a partir da net :D

achei muito interessante o artigo ^^ gz

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ora bolas pah.... reparei que hoje engordei 4 gramas por estar ao pc.

Bah, deve ser da cannabis que comecei a fumar, porque afinal....sou viciado!

:wallbash:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora