• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

deathseeker25

As minhas experiencias com Linux

24 mensagens neste tópico

Antes de acabar as aulas decidi que nas férias iria ter uma experiencia longa em Linux. Já tinha visto qualquer coisa de Ubuntu 5.04 e de MEPIS, mas não me tinha esforçado o suficiente para compreender como se faziam algumas das tarefas mais básicas. Comecei a trabalhar em Linux a partir do dia 17 de Dezembro de 2005 e termino hoje, dia 1 de Janeiro de 2006. Pelo caminho tive mesmo muitos obstáculos que me poderiam ter feito voltar a um ambiente Windows. Mas o meu objectivo era mesmo testar até que ponto um informático conseguia realmente viver sem Windows.

Comecei por instalar o Ubuntu Breezy 5.10, no qual ainda me encontro neste momento. Aliás, pode dizer-se que os posts que foram colocados neste blog entre o dia 17 e o dia 1 foram todos escritos em Linux. A meio das férias decidi ir até ao MEPIS, uma distribuição de Linux muito boa para iniciantes, segundo alguns artigos que tinha lido. Estive uns 3 ou 4 dias em MEPIS e voltei novamente ao Ubuntu, visto que foi a distro que mais me entusiasmou desde o início, quer pelo facto de ter uma documentação muito boa, muito específica e pelo facto de ter uma comunidade sempre pronta a dar uma ajuda em casos extremos. Já o MEPIS apesar de ter uma documentação boa e ter uma comunidade forte tambem, contem alguns problemas de incompatibilidade com algumas placas de rede, nomeadamente a minha. Acho que foi uma das razões pelas quais saí fora do MEPIS.

Dia 17 entrei em Ubuntu e os primeiros problemas que encontrei foi saber como modificar os repositórios da sources.list, de forma a que o tráfego que gastasse fosse nacional. Facilmente encontrei solução para isso. Depois quis perceber porque razão os utilizadores que experimentavam Ubuntu com modems USB como o SpeedTouch diziam que não podiam colocar a distribuição a funcionar com internet. Após uma breve pesquisa percebi realmente que todos esses utilizadores ou estão enganados sobre o que lêem ou o que lhes dizem, ou realmente ainda não quiseram por as mãos nesta maravilha.

Enquanto estava em Ubuntu, o meu irmão recebeu uma pendrive que servia de dispositivo bluetooth para o pc. Então eu quis realmente por a funcionar essa pendrive aqui em Linux, de modo a que pudesse fazer trocas de ficheiros entre o telemóvel e o PC .

Tambem tinha lido que o Linux podia realmente ser tão bom media center como o Windows. Eu não compreendia como, visto que nem sequer uma musica ou um video conseguia por a funcionar. Mas lá pesquisei mais uma vez e encontrei soluções para o meu problema. Eram codecs que faltavam. Mas mesmo assim não consegui colocar as minhas musicas ou os meus videos a funcionar. A razão era simples: não tinha acesso ás partições do Windows. Estava a ficar farto de pesquisar e de tentar encontrar soluções para o meu problema, quando uma alma caridosa no IRC do Portugal-a-Programar me fez referencia a uma palavra mágica no mundo do Linux: Fstab. Lá fiz mais umas pesquisas e fiquei a salvo. Era mais fácil do que eu pensara.

Posteriormente, resolvi o problema das drivers da minha placa gráfica NVIDIA GeForce FX 5200 128Mb (velhinha, mas ainda está aí para as curvas). Como sou administrador de uma comunidade, instalei tambem um programa de FTP bem conhecido, chamado gFTP.

Por fim, consegui por o aMule a funcionar com filtros nacionais. E aí decidi experimentar o MEPIS, já que pelas minhas pesquisas encontrei referencia a muitas outras distribuições e passei os olhos por muita documentação oficial de outras distros.

SimplyMEPIS, uma distribuição Debian-based na qual podem navegar pela Internet enquanto instalam. A distribuição vem com o ambiente gráfico KDE como pre-definido, logo, como é típico do KDE, trás algumas dezenas de ferramentas, poupando assim o trabalho ao utilizador de as instalar (ou dando demasiado trabalho ao utilizador para descobrir do que realmente se tratam aquelas ferramentas todas). A nível visual é muito aprazível, apesar de que os meus gostos pelo GNOME ou pelo KDE não se diferenciam. Gosto de ambos. Julgo que ambos têm as suas próprias características, cada uma com a sua utilidade e beleza. Já vi começarem guerras em muitos foruns por causa do eterno debate GNOME vs KDE.

A verdade é que se souberem trabalhar com Ubuntu sabem trabalhar com MEPIS e o mesmo acontece com todas as distribuições baseadas em Debian. Os maiores problemas com MEPIS são encontrar repositórios nacionais para o apt-get e o problema de incompatibilidade com algumas placas Ethernet. E foi pelo facto do MEPIS ter problemas com a minha placa de rede que decidi de imediato voltar ao Ubuntu, onde tenho passado os ultimos dias de férias.

Considero que foi uma aventura que me instruíu muito no mundo da informática. Alem de serem código-aberto, as distribuições que testei têm todas as funções do Windows. Qualquer utilizador que faça o mínimo de esforço se adapta a este sistema operativo. O que é preciso é mesmo dedicação e paciência, alem de tempo e disponibilidade para resolver os problemas. Outra das razões que me levou a experimentar Linux foi o facto de eu ter preferências por sistemas operativos código-aberto. E é uma pena a Microsoft não abrir uma pequena percentagem do código dos seus produtos, ou não lançar produtos no mercado que pudessem ser alterados por programadores. Por outro lado é compreensível, já que a empresa é líder no mercado de sistemas operativos, apesar de apresentar um decréscimo nos ultimos anos face a alternativas como os sistemas Linux ou MAC OSX. Alem de que a Microsoft tem enfrentado todas as empresas de todos os outros sectores dentro da área da informática (segurança, base de dados, linguagens de programação) com o objectivo de aumentar o monopólio. Mas acontece que quanto mais tentam conquistar, mais são conquistadas. E já esteve mais longe da Microsoft apresentar soluções open-source, ou de abrir o códig-fonte de programas e aplicações mais antigas. Seria uma evolução muito boa se tal acontecesse. Eu acredito mesmo que um dia mais tarde a Microsoft se vai abrir ao mercado open-source. Mas talvez não passe de mais uma convicção pessoal.

Mas já estou a fugir ao assunto. Tenho alguns planos quanto a sistemas operativos a experimentar em tempos próximos. Tenho uma certa curiosidade pelo SUSE, pelo Fedora, pelo Gentoo e, principalmente, pelo OpenSolaris da Sun Microsystems. Mas isso já implicará novas leituras, algumas horas perdidas e muita vontade de trabalhar na área, facto que será reduzido com o recomeçar das aulas.

E porque é que tu não experimentas uma distribuição de Linux como o Ubuntu? Qual é afinal o grande medo? Será preguiça? Cá fica o desafio: se não souberes o que fazer para aprenderes mais alguma coisa na área dos sistemas operativos e tiveres vontade e motivação moral para o fazer, então faz o download do Ubuntu e começa já a trabalhar. Não é difícil, não dá assim tanto trabalho e faz com que o utilizador reaja com um auto-valorização no que toca ao seu lado informático. E todos nós temos um lado informático. Mas isso já é a minha vertente de Psicologia a falar por mim…

Decidi postar este texto, visto que acho que pode ser uma forma de motivar o utilizador de Windows a experimentar Linux. Afinal, eu tambem me meti em Linux devido á motivação de outros textos...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Como sujeito visado na parte "aqueles que têm modem usb Speedtouch" devo referir que para hoary não haviam assim tantos tut's, apenas uns 3 no máximo, e nem todos davam. Com breezy reparei imediatamente que os tut's passaram a haver em abundância.

Agora uma pergunta, instalei ontem o aMule no linux para não ter de ir ao windows... e realmente filstros nacionais rulavam... tens para sapo, ou podes dar uma página com isso?

Mas depois quero poder desligar os filtros de vez em quando... pois nem sempre há sementes suficientes em nacional...dá?

i'll be waiting :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

pois bem meus senhores... eu pa começar o ano em grande estreie-me hj em linux!

faltavam 5 minutos pá meia noite e acavaba eu d enfiar o 5 cd do Suse...

embora infelizmente não tive grande tempo para o explorar.. adorei...

a magia d explorar algo completamente diferente do q estámos habituados é simplesmente magnifica!

sigam aí a dica do doutor q vale a pena... quem tiver um bocadinho d tempo livre e vontade de explorar um mundo completamente novo.. vão simplesmente adorar..

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Como sujeito visado na parte "aqueles que têm modem usb Speedtouch" devo referir que para hoary não haviam assim tantos tut's, apenas uns 3 no máximo, e nem todos davam. Com breezy reparei imediatamente que os tut's passaram a haver em abundância.

Agora uma pergunta, instalei ontem o aMule no linux para não ter de ir ao windows... e realmente filstros nacionais rulavam... tens para sapo, ou podes dar uma página com isso?

Mas depois quero poder desligar os filtros de vez em quando... pois nem sempre há sementes suficientes em nacional...dá?

i'll be waiting :P

Infelizmente não dá para desligar os filtros para ficheiros individuais. Quanto a filtros para SAPO não tenho conhecimento mas se fores ao #aMule eles dão-te toda a ajuda que necessitares.

melSpeedl.ine é mesmo essa a sensação. É algo muito motivante experimentar o Linux. Torna-se quase como um dever moral defender o Linux. Seja como for, obrigado pelos comentários.

Cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Estava realmente com algum medo de experimentar o Linux, mas assim que instalei o Ubuntu não quis mais outra coisa, o meu unico problema com o Linux é ter mais pessoal cá em casa que usa o PC e por isso não posso ter isto sempre lá, outro grande problema é ter o eMule sempre a funcionar e não ter deixado as Drives de partilha em FAT 32 de forma a que o Linux acede-ce às mesmas, no entanto isso é uma coisa que pode ser alterada no futuro, mas o meu maior problema é ter mais gente cá em casa que quer usar o PC unica e exclusivamente em windows (sim porque o descubridor aqui sou eu  :D).

De qualquer forma adorei o sistema Gnome do Ubuntu, e as funções da Shell, que são realmente embora repetitivas um bom incentivo no meio informático, pois aprendemos coisas que pensávamos só existirem em filmes, penso que o ubuntu é um Bom sistema para inciantes e para pros que não gostam de se esforçar muito, pois tem um sistema bastante vasto e sobretudo tem a tal vantagem de ser Open Source  :D

Resta-me dizer que foi relativamente fácil para mim instalar o Ubuntu, formatei as partições em cerca de 10 segundos (tinha cerca de 15 GB na EXT e 2 na Swap) e instalei o Ubuntu em cerca de 15 a 20 minutos, o que comparado com o Windows é bastante rápido.

Cometi um pequeno erro de formatar a partição em EXT 2 por não saber as diferenças da EXT 3 e ter medo de o fazer.

No entanto tenho tudo a funcionar perfeitamente e até agora com algumas pesquisas consegui sempre instalar tudo o que quis atravéz da Shell (consola)  :P

Aconcelho o Ubuntu a todo o pessoal que tenha vontade de saber, pois é um grande sistema de introdução ao mundo do Linux, penso que ainda melhor e mais fácil de utilizar que o Linux Caixa Mágica (SO Tuga usado nas escolas e universidades).

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Em termos de facilidade de instalação Ubuntu ainda não está ao nível de outras distros, como Fedora Core 4 e mesmo Caixa Mágica que ao apresentarem um instalador "mais gráfico" transmite mais segurança aos utilizadores mais novices.

Fiquem bem;):P;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

eu no suse... o unico ponto q não bateu bem á primeira foi q ele não define a partição do boot como activa... ou seja...

instalava e no primeiro reboot q fazia dizia disco inválido... depois disso ficou a rular lindamente!

( já não posso dizer o mesmo d windows q estava instalado em outro disco á parte...)

desliguei o disco na bios... mas por alguma razao o linux foi lá cheirar e meteu parte do boot dele lá no meio..... ou seja.... windows capute!

ou seja... os meus pais vão ser obrigados a passar uma semana a "observar" linux enquanto eu não lhe devolver o Xp... lol

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

ou seja... os meus pais vão ser obrigados a passar uma semana a "observar" linux enquanto eu não lhe devolver o Xp... lol

Esses windowsdependentes....

Também tenho membros dessa espécie cá em casa... :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Achei o teu texto excelente... mas fiquei com uma duvida... Disseste q experimentaste nestas férias o Ubuntu (e o MEPIS) e que ainda queres experiementar outras quando tiveres tempo... certo? Mas até teres novamente outras férias qual será o sistema q vais usar? :P Ficaste-te mesmo pelo ubuntu ou foi apenas uma aventura q tiveste nas férias?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Neste momento só não uso Linux a full percent por algumas razões importantes:

Ainda não tive tempo para meter aquilo a bombar com os jogos... (parece crime quando existe o cedega :P)

Tenho um irmão a usar o mesmo computador que eu uma serie de horas por dia e ele instantaneamente muda logo para o windows...

Voip... o programa que uso dá-me erro e está muito pouco suportado em linux...

São coisinhas pequenas mas que fazem com que não consiga transitar completamente :D

Quanto ao teu texto death acho que sim senhor :D senti o mesmo que tu segundo dizes no texto :D tá mesmo porreiro :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

[Completly OFF-TOPIC]deathseeker25 já reparaste que tens um nº de mensagens que parece um ano  :D 1997  :cheesygrin: quando chegares às 2000 é o novo milenium de mensagens  :D convinha ser já hoje que assim faziamos a festa dupla, 2006 Rulles[/Completly OFF-TOPIC]

Quanto à instalação do Ubuntu também achei ligeiramente complexa na parte das partições pois para um leigo seria ligeiramente dificil de instalar por causa das Flags e das prioridades, quanto ao Grubb penso que deveria ter um menu para alterar as opções de arranque pois levei uma data de tempo até perceber como é que aquilo se mudava até que consegui finalmente alterar  :P.

Penso que uma das opções que falta não só neste linux como em muitos outros é um painel de controlo mais completo e fácil de trabalhar, com dupla opção, ou seja, permiti-se aos amadores (como eu) alterar coisas facilmente com uns cliques e aos Advanced users de alterar atravéz da Shell ou seja la de que forma fosse, até umas opções avançadas ou assim  :D

Penso que falta ainda uma espécie de instalador com uma base de dados sempre actualizada com instruções para o programa de forma a que este possa fazer as instalações de outros automáticamente, sei que para isso seria preciso uma constante pesquisa do staff que trabalha no Ubuntu e sabendo que trabalhar de graça é dificil e quanto mais para uma coisa permanente, penso que uma versão plus ou uma com publicidades era a grande solução para os criadores desse SO poderem trabalhar e alimentar as suas famílias.

Não sei bem como funcionam os projectos Open Source universitários, mas acho que o pessoal não iria trabalhar de borla para uma vida.

Portanto acho que uma versão diferente com alguns tweaks era a solução indicada, não deixando de haver a versão Open Source para os programadores é claro  :D.

Cumps. Overrun 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Achei o teu texto excelente... mas fiquei com uma duvida... Disseste q experimentaste nestas férias o Ubuntu (e o MEPIS) e que ainda queres experiementar outras quando tiveres tempo... certo? Mas até teres novamente outras férias qual será o sistema q vais usar? :P Ficaste-te mesmo pelo ubuntu ou foi apenas uma aventura q tiveste nas férias?

Bem talvez essa seja a parte má da situação que sinceramente já não me lembro ou não se omiti. Acontece que, tal como o QuickFire, tenho um irmão mais novo que quer jogar uns joguitos e não me entendi com o Cedega (tambem não perdi assim tanto tempo quanto isso na altura em que me lembrei...). Para evitar problemas e conflitos, vou vaguear entre Ubuntu e Windows, dependendo das situações: se o meu irmão me chatear muito para jogar, ele dá uma voltinha pelo Windows, liga eMule e tal e coiso e evitam-se problemas; quando for eu que estiver por aqui, então estarei em Ubuntu.

O objectivo principal é mesmo tornar o Ubuntu o sistema operativo de eleição cá em casa. Mas para isso vai ser necessário algum esforço, visto que o meu irmão na escola aprende sobre Windows e em casa já sabe trabalhar com o Gaim, aMSN e K3B para gravar uns cds e dvds que é o que ele realmente gosta (o miudo já tem algumas bases de Pascal, com apenas 11 anos e inclusive está registado no forum com o nickname de BigMaster. Se ele vier por aí fora mandar uns bitaites sobre futebol na thread correspondente não sejam muito severos.... :biggrin:)

Neste momento só não uso Linux a full percent por algumas razões importantes:

Ainda não tive tempo para meter aquilo a bombar com os jogos... (parece crime quando existe o cedega :D)

Tenho um irmão a usar o mesmo computador que eu uma serie de horas por dia e ele instantaneamente muda logo para o windows...

Voip... o programa que uso dá-me erro e está muito pouco suportado em linux...

São coisinhas pequenas mas que fazem com que não consiga transitar completamente :D

Quanto ao teu texto death acho que sim senhor :D senti o mesmo que tu segundo dizes no texto :D tá mesmo porreiro :)

Obrigado QuickFire. Parece então que um dos objectivos do texto foi atingido. Era bom que todos os outros objectivos com que elaborei este texto fossem tambem atingidos, isto é, que os utilizadores que o lessem sentissem vontade de experimentar Linux. Se tal acontecer já ficarei feliz... :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

uma das coisas que gostava de dar rumo á minha vida é ser administrador de sistemas, e uma pessoa que só sabe mexer em windows xp mal e porcamente do tipo faço tudo o que as pessoas fazem , mas nao mexo no regedit, nas cenas de segurança etc nunca posso ser o tal administrador de sistemas e muito menos se nao mexer em Linux.. acontece que a ultima vez que tentei instalar o ubuntu acho que atrofiei com qualquer coisa do Grub e o meu pc no bot aparecia algo do genero " 9999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999" só noves e nenhum SO arrancava, ou seja perdi tudo o que tinha de util no pc, windows, linux tudo , ou seja nunca consegui explorar algo que adorava explorar :\

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

eu o primeiro linux q instalei foi o caixa magica com o winXP lá dentro...

formatei a partição e instalei o linux á vontade umas 7 vezes... e o grub nunca pegava... arrancava d XP

a sexta vez... quando ia a reiniciar carregeui em escape e ficou a funcionar.. LOLOl

pelo menos o suse não me deu nada  dessas confusoes...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Em termos de facilidade de instalação Ubuntu ainda não está ao nível de outras distros, como Fedora Core 4 e mesmo Caixa Mágica que ao apresentarem um instalador "mais gráfico" transmite mais segurança aos utilizadores mais novices.

Pois claro que não está ultrapassa. O que disseste é um disparate pegado. O instalador utilizado no Ubuntu (que é apenas uma pequena modificação do instalador do Debian), é muito mais simples de usar de facto.

Voip... o programa que uso dá-me erro e está muito pouco suportado em linux...

Existem à vários anos diversos clientes de VoIP para GNU/Linux que suportam diversos protocolos. Por isso não tens essa "desculpa".

Quanto à instalação do Ubuntu também achei ligeiramente complexa na parte das partições pois para um leigo seria ligeiramente dificil de instalar por causa das Flags e das prioridades

Então porque é que não seguiste a instalação default? Assim o instalador particionava-te o disco automáticamente.

acho que atrofiei com qualquer coisa do Grub e o meu pc no bot aparecia algo do genero " 9999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999999" só noves e nenhum SO arrancava, ou seja perdi tudo o que tinha de util no pc, windows, linux tudo , ou seja nunca consegui explorar algo que adorava explorar :\

O Grub não causa perda de dados, só perdeste porque formataste o disco, o que não era necessário para resolver esse problema.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem, já que pegaram de novo no thread, aproveito para desabafar um bocado as minhas experiências mais recentes...

Como sabem tinha um sistema GNU/Linux Ubuntu Breezy Badger a full power, que se tinha tornado o meu sistema operativo principal.... mas pronto, eu sou um utilizador muito incostante e sempre a tirar, pôr, mexer, acrescenar coisas novas, sempre a limar arestas em busca da perfeição e normalmente o que acabo por arranjar são problemas.

Infelizmente aconteceu um imprevisto ao ter modificado os repositórios de breezy pelos de dapper, para sacar umas apps mais recentes, e ao entrar outra vez no sistema, e verificar a falha do X nem estive com meias medidas... partição abaixo... pois o erro era ao nível do kernel.

E lá vou eu sacar o flight6 do ubuntu, instalação muito simples, como sempre, e acabo por empancar no 1º obstáculo: net. Estava tão à espera que a net ficasse ligada com o tut de speedtouch existente especificamente para dapper, que ao verificar que não funcionava fiquei meio abanado. Tive um dia sem net, mas no outro dia, acabei por seguir outro tut e mais porrada menos porrada lá tinha a net a funcionar.

Claro que o próximo passo foi instalar os drivers da nvidia e pôr Xgl. Tudo isso correu just fine, e apesar de uns bugs no Xgl estava de volta ao meu main operating system. Estava até ontem...

Na esperança que as novas versões do compiz e restantes packages de Xgl, corrigissem os bugs verificados, adicionei um repositório do QuinnStorm (que me pareceu ser o gajo que dá suporte de Xgl para ubuntu), e instalei a versão 0.0.9 por apt-get.

Ora o problema é que já não desligava o pc há dois dias e tinha instalado montes de tralha, ao verificar que o gdm gráfico falhava, fiquei à nora. No ubuntu entro, no gdm gráfico é que não. :x

Enfim, agora não sei o que faça...

se alguém tiver alguma dica, o log do gdm é o seguinte:

Couldn't open RGB_DB '/usr/share/X11/rgb'

X Window System Version 7.0.0

Release Date: 21 December 2005

X Protocol Version 11, Revision 0, Release 7.0

Build Operating System:Linux 2.6.12 i686

Current Operating System: Linux ubuntu 2.6.15-20-386 #1 PREEMPT Tue Apr 4 17:48:51 UTC 2006 i686

Build Date: 16 March 2006

Before reporting problems, check http://wiki.x.org

to make sure that you have the latest version.

Module Loader present

Markers: (--) probed, (**) from config file, (==) default setting,

(++) from command line, (!!) notice, (II) informational,

(WW) warning, (EE) error, (NI) not implemented, (??) unknown.

(==) Log file: "/var/log/Xorg.93.log", Time: Mon Apr 17 20:27:57 2006

(==) Using config file: "/etc/X11/xorg.conf"

error opening security policy file /etc/xserver/SecurityPolicy

The XKEYBOARD keymap compiler (xkbcomp) reports:

> Warning:          Type "ONE_LEVEL" has 1 levels, but <RALT> has 2 symbols

>                  Ignoring extra symbols

Errors from xkbcomp are not fatal to the X server

Enfim... tenho de para de ser assim senão não há distro que me resista....

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Infelizmente aconteceu um imprevisto ao ter modificado os repositórios de breezy pelos de dapper, para sacar umas apps mais recentes,

Isso nunca se faz. Misturar repositórios é só para quem percebe bem de algumas features mais "obscuras" do APT.

Utilizar repositórios não oficiais é outro erro.

O log é bem explicito logo na primeira linha.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois, mas a mim aquilo não me diz nada quando a possíveis soluções do problema.... :x

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pensei que fosse obvio.

As unicas soluções é desinstalar os pacotes desses repositórios e depois usar apenas as dos oficiais.

Os logs não devem dizer soluções, mas sim qual o problema e isso diz muito claramente e não é preciso ser muito inteligente para entender.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Dia 17 entrei em Ubuntu e os primeiros problemas que encontrei foi saber como modificar os repositórios da sources.list, de forma a que o tráfego que gastasse fosse nacional.

O trafego feito em ubuntu linux é internacional, ou depende das paginas tal como no windows?

Agora confundiram-me lol

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Dia 17 entrei em Ubuntu e os primeiros problemas que encontrei foi saber como modificar os repositórios da sources.list, de forma a que o tráfego que gastasse fosse nacional.

O trafego feito em ubuntu linux é internacional, ou depende das paginas tal como no windows?

Agora confundiram-me lol

o tráfego de que ele fala é o feito por apt-get.

Claro que depois é consoante as páginas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem, ja que a thread e sobre experiencias em linux, estou a escrever so pa dizer que neste momento tou a postar em linux, e uma versao para pcs antigos, chamada  DSL e baseada em debian/ knoppix e tem cerca de 50 megas, traz  processador de texto, folha de calculo, apresentacoes, pdf viewer traz 6 jogos, tres browsers , o firefox , o dillo, e o conqueror, acho que o ambiente de janelas em que estou a  trabalhar e o gnome. Bem e  muito fraquinho mas, nao se torna nada de lento, da pa quem se quiser iniciar e nao tiver uma grande maqiina poder experimentar linux. De todos os linux que ja experimentei logicamente a seguir ao CM este foi o que menos gostei,  so para assinalar ja experimentei o Knoppix, o Paipix, o Ubuntu, o mandriva, o kunbutu, o alinex,  o debian original, o suse, e o fedora core, e este. o que mais gostei e gosto e sem duvida o PaiPix , e optimo para todos os  estudantes da area da informatica, e das ciencias exactas pois  traz um dvd repleto com milhares de aplica;;\oes para estas area. so por curiosidade tou a correr o linux em virtual machine, nao sei se vcs usam mas e optimo, e  mais rapido mudar de so em virtual machine do que  iniciar o windows, isto e menos de 30 segundos e zas.

nao estranhem a falta de acentos pois isto nao tem teclado portugues.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

elementsky, eu nunca ouvi falar de Paipix mas parece interessante, mas infelizmente não vai dar para experimentar, tudo isto porque tou a ficar sem tempo nenhum na minha vida :D

De qualquer forma quando sair o Ubuntu 6.06 (sim sou fanboy :P) eu dou noticias de coisinhas giras :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Dia 17 entrei em Ubuntu e os primeiros problemas que encontrei foi saber como modificar os repositórios da sources.list, de forma a que o tráfego que gastasse fosse nacional.

O trafego feito em ubuntu linux é internacional, ou depende das paginas tal como no windows?

Agora confundiram-me lol

Pelo apt-get é obvio que é inter, visto que vai sacar as coisas a servidores internacionais, mas nao sabia que havia maneira de dar a volta. É bem.  Ja me aliviaram :D

o tráfego de que ele fala é o feito por apt-get.

Claro que depois é consoante as páginas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora