• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

pedrotuga

[Resolvido]EE ou SE?

4 mensagens neste tópico

Epa... não percebo muito bem... as empresas pedem programadores J2EE...

Mas qual é a diferença... há alguma curva de aprendizagem par aum gajo que usa a edição standard mudar para a Enterprise?

Que ferramentas ou ficionalidades é que a edição enterprise tem que a Standard n tem?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O objectivo do Java 2EE é o desenvolvimento de aplicações empresariais distribuidas, muitas vezes usando o Sun Applications Server, embora qualquer servidor de aplicações que suporte Java possa ser usado... se bem que não conheço mais nenhum :thumbsup:

As APIs do Java 2EE são mais viradas para rede. RMI, JDBC, XML, Webservices, etc. Algumas APIs estão apenas disponíveis para Java 2EE como o servlets e portlets, JSP, etc.

Poderia dizer que para se programar em Java 2EE é necessário saber programar muito bem em Java, conhecer a API o mais possível, ter noção de como funciona a JVM, por exemplo, a forma como a JVM para Java 2Ee arranca vai influenciar a performance da aplicação. Normalmente a JVM usada com Java 2EE é a JVM servidor, com características muito diferentes da JVM que se usa normalmente.

A nível de ferramentas, usar o Eclipse para desenvolver Java 2EE, embora possível, é um pesadelo. JBuilder ou Netbeans são as únicas alternativas viáveis que conheço, embora possam existir mais.

A curva de aprendizagem vai depender do que sabes do Java, se dominares bem a tecnologia então não terás grandes dificuldades, se apenas "deres uns toques" então prepara-te para aprender melhor e aprofundar os conhecimentos. É claro que isto é o ideal, como tantos outros exemplos, existem completos analfabetos a programar em Java 2EE....

No fundo penso que a curva de aprendizagem ou as dificuldades se prendam com os teus conhecimentos actuais. POO, Java, Padrões de Desenho, Padrões Aplicacionais, Aplicações Distribuídas, RMI, JDBC, Webservices, Enterprise JavaBeans e XML penso que são coisas às quais será fácil escapar. Depois tens as mais especificas como a nova especificação para persistência.

Em Java 2EE o objectivo é que o programador passe mais tempo em volta da lógica da aplicação, deixando a segurança, concorrência e outros pontos para o servidor de aplicações.

No site do Java, java.sun.com, existiam alguns documentos, mas com a remodelação não sei onde foram parar, no entanto se deres lá uma saltada facilmente encontras informação.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mmmm... obrigado pela informação bastante directa e clara mas ainda assim fiquei com algumas duvidas.

Se eu sacar o SE este não vem com essas bibliotecas todas?

Por exemplo, na faculdade ainda cheguei a fazer uma aplicação web em java para uma cadeira. Lembro-me que usei JSP e servlets, mas fiz tudo no meu pc nuca instlei o SDK EE, sempre tive o SE.

Mas para ver se percebo melhor...

Imaginemos que estu a desenvolver um programa de contabilidade por exemplo, onde é que a EE me ia travar?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se estás a desenvolver um programa de contabilidade, que me parece uma aplicação de desktop, a quetão é mais: onde é que  o EE te ia ajudar? E neste caso, penso que a resposta é: em nada!

Aplicações desktop não são, tipicamente, desenvolvidas em EE. Como disse, é mais para aplicações distribuidas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora