• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Neocore

Cientistas europeus criam disco rígido super-potente

7 mensagens neste tópico

Cientistas europeus criam disco rígido super-potente

O projecto HIDEMAR, finalista do prestigiado Prémio Descartes de Investigação 2005 da Comissão Europeia, promete vir a revolucionar a próxima geração de discos duros, já que é capaz de multiplicar por dez a capacidade de armazenamento da informação a partir de técnicas avançadas de nanotecnologia.

Um grupo de cientistas europeus, liderado por Fernando Briones do Instituto de Microelectrónica de Madrid, desenvolveu um disco duro que multiplica por dez a capacidade de armazenamento de dados, comparativamente aos computadores mais potentes existentes no mercado.

O projecto, denominado HIDEMAR (Self-assembled nanoparticles and nanopatterned arrays for high-density magnetorecordin ), foi um dos trabalhos finalistas do Prémio Descartes de Investigação 2005 da Comissão Europeia.

Citado pelo diário espanhol "El Mundo", Fernando Briones afirmou que a tecnologia utilizada no desenvolvimento «dos discos duros para a próxima geração de computadores deverá combinar «tanto a engenharia, como a ciência básica» .

Briones explicou que a ideia base para o projecto assenta essencialmente «numa nova estruturação dos bytes» a partir de tecnologias super-avançadas . No futuro, os novos sistemas de armazenamento de dados deverão passar pela aplicação de técnicas de nanotecnologia nos chamados «sistemas de magnetorresistência» .

O projecto HIDEMAR foi incluído na categoria "Finalista" instituída pela primeira vez pela organização dos Prémios de Investigação Descartes 2005. Os cinco grandes projectos europeus vencedores do Prémio Descartes 2005 foram o PULSE, trabalho sobre o impacto da ciência europeia dos pulsares na física moderna; o EXEL que versa sobre a extensão do electromagnetismo com novos materiais artificiais; o CECA (alterações do meio-ambiente e as mudanças climáticas no Árctico); o projecto sobre as mudanças sociais na Europa (ESS); e o EURO-PID, investigação sobre doenças e imunodeficiências.

Fonte: Cibéria

Cumps.NeoCore

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

São os 'Nuestros Hermanos' a trabalhar. É uma invenção muito boa, que demonstra o trabalho realizado pelos laboratórios espanhóis...

Cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É um facto.... Espanha apostou forte na Investgação e desenvolvimento...

Veja-se o exemplo do avião maior do mundo que contruíram em parceria com a Alemanha e Inglaterra (se não estou em erro...)..

Porque é que Portugal não perticipou? Nem que fosse para produzir as sanitas dos WC's, mas ao menos participava....

bah.... o nosso "plano tecnológico" tem ainda de comer muita papa cerelac.... :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É um facto.... Espanha apostou forte na Investgação e desenvolvimento...

Veja-se o exemplo do avião maior do mundo que contruíram em parceria com a Alemanha e Inglaterra (se não estou em erro...)..

Porque é que Portugal não perticipou? Nem que fosse para produzir as sanitas dos WC's, mas ao menos participava....

bah.... o nosso "plano tecnológico" tem ainda de comer muita papa cerelac.... :D

A diferença é que o nosso plano tecnológico arrancou este ano, enquanto o espanhol já arrancou há mais alguns anitos. E eu acho que em termos de investigação e desenvovlimento estamos muito a par da Europa, ao contrário de outras áreas (leia-se economia...). Seja como for, os nossos maiores crânios não trabalham cá em Portugal, mas sim nos laboratórios estrangeiros. Talvez não só devido ao factor monetário, mas principalmente á falta de reconhecimento.

É mais importante um português que marca um golo pelo Benfica, do que um português que descobre um fenómeno matemático, ou que faz uma descoberta interessante na área da genética.

Sad but true.... :bored:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

gostei dessa frase deathseeker , e é bastante verdade... quem não conhece o Nuno Gomes ? e porque ? isto passa tudo não só pelos portugueses(população) mas pelas pessoas que lhe dão relevância como jornais, televisão, rádio etc..

e quando alguem descobre algo e seja portugues»? quanto tempo se fala nele ? 1 min 2 ? god save us :\

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

e quando alguem descobre algo e seja portugues»? quanto tempo se fala nele ? 1 min 2 ? god save us :\

Normalmente essas personagens aparecem num tempo dedicado no telejornal, mesmo no seu fim, partilhando esse mesmo tempo com notícias de ratinhos que davam arrotos e viajaram por todo o mundo até regressar ao dono.

Pois é, os nossos grandes cientistas paritlham o tempo de antena reservado para as notícias mais caricatas e estúpidas de todo o telejornal.:wallbash:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Repare-se no que as universidades desenvolvem. Por exemplo quantos projectos de robotica e que as nossas universidades desenvolveram? Quem q que ganha ou fica nos primeiros lugares nos campeonatos de robotica europeus? Estou a falar da robbotica, mas podia estar a falar de varias outras coisas que os portugueses desenvolvem e que nao são falados! E o mais estupido e que depois vem ca uns estrangeiros quaisquer e compram por uns trocos as nossas ideias, para depois as aperfeiçoarem e as venderem de novo aos tugas, que axam um fenomeno....uma autentica descoberta!

Tenho pena que seja assim!

Cumps.NeoCore

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora