• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

deathseeker25

Google announces free communication applications in Africa

8 mensagens neste tópico

Google has announced a partnership with the Rwandan Ministry of Infrastructure, and the Kenya Education Network that will result in the use of Google Apps in Rwanda's educational institutions and government ministries, as well as in Kenya's universities. Both of these African countries will now have access to free communication tools that include email, shared calendars, instant messaging and word processing under

their institutions current domain names.

There are two main packages of the Google Apps that are being provided free of charge. With 20,000 users in Rwanda, The National University of Rwanda, the Kigali Institute for Education and the Kigali Institute for Science and Technology will have Google Apps Education Edition. The countries government ministries using Google Apps Standard Edition. 50,000 students at the University of Nairobi will be the first ones offered the Google Apps for Education in Kenya, with 150,000 additional students signing on at a later date.

Google has just issued a press release stating that this initiative will be helping Google to further organize the world's information, and to make it universally accessible and useful. Google's philanthropic Freudian slip is showing, don'tcha think? Gates can run around throwing money at the worlds problems all he wants, but I bet this secures Google a permanent spot in the hearts of many a socially conscious geek.

Fonte: DownloadSquad

Eu cá acho que o autor fez bem em falar da Microsoft no artigo. Acho que neste caso, trata-se mais do que uma "acção de caridade" por parte do Google, como outros autores querem fazer parecer, mas uma forma de conquistar um mercado onde nem sequer existe mercado. Não será fácil conquistá-lo simplesmente pelo facto de não existir qualquer tipo de mercado na Etiópia e Ruanda e levar para lá as novas tecnologias trará muitos custos a curto prazo, mas pode trazer muitos lucros a longo prazo.

Mais uma vez, pela segunda vez no mesmo dia, surge uma notícia de um importante movimento estratégico do Google. Se pretendiam valorizar a marca e as acções na bolsa, provavelmente foi a jogada mais inteligente do dia.  ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mais bons samaritanos. Primeiro ganham tudo quanto podem sem se importarem com ninguem, depois disfarçam-se de santinhos. Gimmie a f... break.

já agora... a tua assinatura que tens há algum tempo está espectacular. onde é que arranjaste isso?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mais bons samaritanos. Primeiro ganham tudo quanto podem sem se importarem com ninguem, depois disfarçam-se de santinhos. Gimmie a f... break.

já agora... a tua assinatura que tens há algum tempo está espectacular. onde é que arranjaste isso?

[offtopic] Arranjei num fórum qualquer que vi aqui há uns tempos...não te sei dizer exactamente qual foi  ;)[/offtopic]

Em relação ao facto de serem bons samaritanos, eu prefiro que, pelo menos neste caso, assim seja. Mais cedo ou mais tarde a Microsoft vai entrar com toda a força em África (se pensarmos bem, é o único continente quem nem um mercado estruturado possui nesta área) e portanto é melhor o Google ir ganhando alguma posição por lá de modo a poder fazer boa concorrência.

Não nos esqueçamos da posição da comunidade open source neste papel da expansão africana, referindo logicamente o projecto do computador por 100 dólares idealizado (e já começaram a pô-lo em prática) pelo Negroponte, conceituado professor do MIT.

O mercado nos outros continentes começa a ser demasiado apertado e todos os gigantes vêm em África um potencial centro de investimento e evolução (apesar de África ter menos habitantes que a Europa... :P). Acho que inclusivé as empresas nacionais deviam começar a apostar neste potencial mercado, nas nossas ex-colónias por exemplo, de modo a tentarmos adiantar-nos a alguns gigantes que mais cedo ou mais tarde lá entrarão com todas as suas ferramentas. :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já que cá estamos, aqui vai o video do my friend Nelson Mandela

http://www.youtube.com/p.swf?video_id=Dx0qGJCm-qU&eurl=&iurl=http%3A//sjl-static6.sjl.youtube.com/vi/Dx0qGJCm-qU/2.jpg&t=OEgsToPDskK4VB4_XIfwyN5ApZX9pm1r

ironia das ironias... largura de banda generosamente concedida pelo youtube ( google ) lol

Não sei... agora que o google é enorme é que tem essa estratégia. Prefiro empresas como a canonical que tem objectivos socialmente consistentes desde inicio sem deixar de ser uma empresa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já que cá estamos, aqui vai o video do my friend Nelson Mandela

http://www.youtube.com/p.swf?video_id=Dx0qGJCm-qU&eurl=&iurl=http%3A//sjl-static6.sjl.youtube.com/vi/Dx0qGJCm-qU/2.jpg&t=OEgsToPDskK4VB4_XIfwyN5ApZX9pm1r

ironia das ironias... largura de banda generosamente concedida pelo youtube ( google ) lol

Não sei... agora que o google é enorme é que tem essa estratégia. Prefiro empresas como a canonical que tem objectivos socialmente consistentes desde inicio sem deixar de ser uma empresa.

Referiste o exemplo da Canonical, mas todos sabemos que se não fosse o Shuttleworth a investir na Canonical, hoje em dia não existiria Ubuntu certamente. Quem permite que a Canonical tenha os objectivos que tem, o sistema operativo que desenvolve e a comunidade em volta do mesmo é o bom dinheiro do Shuttlworth.

A Canonical é um exemplo à parte. Não pode ser referida como uma empresa que seja totalmente auto-subsistente.  ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mais bons samaritanos. Primeiro ganham tudo quanto podem sem se importarem com ninguem, depois disfarçam-se de santinhos. Gimmie a f... break.

já agora... a tua assinatura que tens há algum tempo está espectacular. onde é que arranjaste isso?

[offtopic] Arranjei num fórum qualquer que vi aqui há uns tempos...não te sei dizer exactamente qual foi  ;)[/offtopic]

antibasofes.pt.vu :P
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

death... não vejo mal nenhum nisso.

Penso que já se está a começar a ultrapassar a fase em que um gajo é acusado de fundamentalista  só porque é contra as politicas de grandes multinacionais monopolistas.

Se é preciso formar uma empresa para suportar um projecto como o ubuntu, então que se forme. Não estamos numa economia de mercado mesmo? Não vejo nada de ambiguo aqui. O que eu não gosto é de hipocrisia, seja ela de que forma for. E se há grandes multinacionais que são hipocritas não é pelo simples facto de serem multinacionais, é porque querem fazer passar uma imagem exactamente oposta aquilo que sao.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

death... não vejo mal nenhum nisso.

Penso que já se está a começar a ultrapassar a fase em que um gajo é acusado de fundamentalista  só porque é contra as politicas de grandes multinacionais monopolistas.

Se é preciso formar uma empresa para suportar um projecto como o ubuntu, então que se forme. Não estamos numa economia de mercado mesmo? Não vejo nada de ambiguo aqui. O que eu não gosto é de hipocrisia, seja ela de que forma for. E se há grandes multinacionais que são hipocritas não é pelo simples facto de serem multinacionais, é porque querem fazer passar uma imagem exactamente oposta aquilo que sao.

Eu não critiquei a tua posição nem sequer o facto da Canonical ser uma empresa que suporta todo o projecto Ubuntu. Eu mesmo sou contra as políticas de conquista de mercado que a Microsoft tem usado e contra as sucessivas campanhas que faz, após mais uma e outra conquistas "sangrentas", para encobrir os seus actos e dar imagem de empresa inovadora, vanguardista. Desde sempre me assumi, inclusivé, como um defensor do software livre e open source e de práticas legais na criação de riqueza. Tal como tu, sou contra a hipocrisia predominante na Microsoft.

No entanto, acho que o Google não atingiu (nem atingirá) o patamar da Microsoft nesse aspecto, simplesmente porque luta contra a empresa de Redmond de todas as formas que conhece. Começar a conquistar mercado em África, da forma como o Google está a fazer, é até louvável, dado que tanto o Ruanda como a Etiópia são países que precisam de todo o tipo de apoios. E que eu saiba, pela notícia, o Google não vai cobrar nada pelos serviços que disponibilizará nesses países. Aliás, acho que é o facto do Google ser uma empresa que produz riqueza através da divulgação de conteúdos livres a todos que tanto me atrai na companhia sediada na Califórnia.

Quando falei da Canonical anteriormente, não me quis referir de modo depreciativo. Apenas quis salientar o facto da Canonical não ser uma empresa que se alimenta da riqueza que produz, isto é, não lucra com qualquer tipo de produto (pelo menos que eu saiba). Deste modo, a Canonical é quase como uma empresa que dá prestígio ao Shuttleworth (que é um multimilionário à custa de vários negócios que lidera paralelamente) e que serve a comunidade open source com o melhor sistema operativo para desktop que eu conheço. No entanto, como já referi, a Canonical não é auto-subsistente (pelo menos para já). Mas, como também disseste anteriormente, a Canonical tem prestígio devido à influência do seu dono, na medida em que tem objectivos socialmente consistentes e continua a ser uma empresa. Apesar de continuar a ser uma empresa, não é auto-subsistente, como qualquer empresa deseja ser. ;)

Foi por essa razão que referi que a Canonical se encontra numa posição especial dentro do ramo empresarial.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora