• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

roose

comando service

14 mensagens neste tópico

Boas noites,

Será que alguem me sabe dizer como colocar o comando service no fedora 6 disponivel?

è que quando faço:

[root@localhost srosa]# service

bash: service: command not found

Preciso de ter isto disponivel rapidamente, e não percebo muito de linux...;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

o comando service, como todos os comandos de administração está em /sbin

para maior compatibilidade com outros unixes é preferivel usar o /etc/init.d/<serviço>

#whereis service

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sven se estivesse em /etc/sbin penso que não dava not found...

EDIT: /usr/sbin

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sven se estive em /etc/sbin penso que não dava not found...

depende

se fizeres sudo service dá not found porque um user normal não tem o sbin na path

mas como disse no post, não há nada melhor que o comando whereis para saber a path de um comando , ou então corre o script directo do /etc/init.d

de qualquer forma o comado service é fornecido pelo rpm initscripts

#rpm -q initscripts

se não tiver instalado, o que duvido

#yum install initscripts

ps: não é /etc/sbin tens o /sbin e o /usr/local/sbin o /etc/sbin não existe numa instalação normal

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

ps: não é /etc/sbin tens o /sbin e o /usr/local/sbin o /etc/sbin não existe numa instalação normal

Enganei-me era /usr/sbin que queria dizer.

se fizeres sudo service dá not found porque um user normal não tem o sbin na path

Não é o caso porque está ligado como root: [root@localhost srosa]

A solução deve passar pelo que tu disses-te...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas,

Eu já fiz

#yum install initscripts

e deu-me noting to do..Logo esta instalado

fico na mesma, não consigo utilizar o comando service...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

manda lá o output disto

rpm -q initscripts

rpm -ql initscripts | grep service

whereis service

echo $PATH

já agora como mudas para o user root ?

su ?

su - ?

ou logas-te directamente

Não é o caso porque está ligado como root: [root@localhost srosa]

assim de repente aposto que a passagem de srosa para root, é feita com o su em em vez de usar o su -

isso faz com que o ambiente do root não seja importado logo a path não é alterada

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não é o caso porque está ligado como root: [root@localhost srosa]

assim de repente aposto que a passagem de srosa para root, é feita com o su em em vez de usar o su -

isso faz com que o ambiente do root não seja importado logo a path não é alterada

em Linux nunca reparei se o ambiente era alterado, mas em MacOSX basta fazer 'su' que a PATH seja actualizada (assim como as outras configurações).

é possível que a variável PATH esteja "mal" definida.

mas, tal como já foi dito, é só fazer 'whereis service' para ver se/onde está instalado. e vê se os directórios '/sbin', '/usr/sbin' e '/usr/local/sbin' estão na PATH do root.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Confirmo o que o RuiCarlos disse para linux.

Podem testar com por exemplo o comando fdisk. Se o fizerem como user diz not found, se o fizerem como root já dá.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

no fedora

# info su

...

`-'

`-l'

`--login'

    Make the shell a login shell.  This means the following.  Unset all

    environment variables except `TERM', `HOME', and `SHELL' (which

    are set as described above), and `USER' and `LOGNAME' (which are

    set, even for the super-user, as described above), and set `PATH'

    to a compiled-in default value.  Change to USER's home directory.

    Prepend `-' to the shell's name, intended to make it read its

    login startup file(s).

...

CR_

Garanto-te que no fedora ( distribuição em causa) o que confirmas não acontece

[sven@localhost ~]$ fdisk

-bash: fdisk: command not found

[sven@slocalhost ~]$ su

Password:

[root@slocalhostr sven]# fdisk

bash: fdisk: command not found

mas se fizeres su -

[sven@slocalhost ~]$ su -

Password:

[root@localhostr ~]# fdisk

Usage: fdisk [-l] [-b SSZ] [-u] device

E.g.: fdisk /dev/hda  (for the first IDE disk)

  or: fdisk /dev/sdc  (for the third SCSI disk)

  or: fdisk /dev/eda  (for the first PS/2 ESDI drive)

  or: fdisk /dev/rd/c0d0  or: fdisk /dev/ida/c0d0  (for RAID devices)

  ...

mas voltando ao tópico, pois esta discussão não é para aqui

assumindo que o pacote que fornece o serviço está instalado temos varias formas para descobrir onde ele está

# locate -r service$

# find / -name service -print

# whereis service

depois é alterar a variavel PATH ou correr o comando com a path completa

# /sbin/service

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas

Tens razão Sven, eu estava a mudar de utilizador fazendo su em vez de su -...

Fazendo com su -, já funciona...lol

Qual a diferença de fazer su e su -

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas

Tens razão Sven, eu estava a mudar de utilizador fazendo su em vez de su -...

Fazendo com su -, já funciona...lol

Qual a diferença de fazer su e su -

é só leres os post's acima, mas rapidamente usando - tem o mesmo efeito que se te tivesses logado como o root ou seja ficas com o ambiente do root, não usando apenas muda o utilizador, mas continuas com as definições do teu utilizador (como por exemplo a path)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sven no Debian acontece logo está o "problema" esclarecido ;)

comandohj6.png

info su:

infosujd2.png

PS: Não fiz cp/paste do código porque o xterm não dá e não quero instalar outro Terminal...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

são estas pequenas nuances entre as várias formas de unixes que me desesperam e revoltam

promenores como este do su ou o do ps que se nao me engano no osx não aceita o -ef (ou não dá o mesmo output que no linux)

ou como a trampa do syslog que no fedora tá no /var/log/messages,  no hp-ux no /var/adm/syslog/syslog.log no solaris no /var/adm/messages

é o bom dos standards há tantos por onde escolher

um abraço, fica bem

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora