• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

_deXter

Bactéria pode ser usada para armazenar dados

14 mensagens neste tópico

Bactéria pode ser usada para armazenar dados

Investigadores da Universidade de Tóquio, Japão, anunciaram a descoberta de “uma nova tecnologia” que poderá servir para armazenar informação a longo prazo – o ADN de uma bactéria.

De acordo com os cientistas, é já possível criar ADN artificial onde se poderão introduzir dados em formato digital que ficarão preservados na sequência do genoma de um organismo bacteriológico.

Se esta informação for passando de geração de bactéria em geração de bactéria, a informação poderá ser guardada durante grandes períodos de tempo o que permitirá fazer backups de bases de dados importantes.

Para já, a capacidade de armazenamento em bactérias está ainda numa fase embrionária mas, a prazo, os cientistas imaginam poder guardar textos, imagens, música e até videos nestes organismos microscópicos.

Fonte: http://exameinformatica.clix.pt/noticias/futurologia/214792.html

Bem, eu fiquei completamente espantado com esta notícia. Depois de pensar um pouco acho que é uma descoberta realmente muito engenhosa. :)

No entanto, um pouco a brincar e um pouco a sério, isto parece o início de uma nova era da escravatura.

Ou por outro lado, já me imagino a andar com bactérias no bolso e a ouvir uma musiquinha em mp3 (ou qualquer outro formato que possa vir a aparecer).  :eek:

Será por aí?  ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isso é muito giro, mas será que uma bactéria conseguiria armazenar um vídeo?

Pergunto isto porque não sei se o ADN conseguiria armazenar um vídeo completo ;)

Se uma das bactérias se reproduzir mais que a outra e levar o outro tipo à extinção, deixamos de ter aquele pedaço de filme, se assim não o for :)

Outra questão importante seria a alimentação dessas bactérias... para elas viverem tempo suficiente para se multiplicarem durante longos períodos de tempo... já imagino o windows a dar um aviso para dar de comer à sua pen :)

Eu faz-me confusão e espero para ver essa tecnologia. Acho que roça mesmo a escravatura, daqui a nada estão os senhores dos direitos dos animais a bater à porta :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não me admirava nada era que ainda quisessem fazer isso com humanos!

E quantos TeraBytes acham que conseguimos levar ?? ;) LOL

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Uma cadeia de DNA é incrivelmente longa. Dará ( caso existissem os meios técnicos ) concerteza para armazenar vídeos e muitas outras coisas que precisem de muito espaço.

Não há meios, de momento para ler e escrever em moleculas de DNA, mas podem vir a ser um formato, quem diz DNA diz outro polimero. Mas o DNA já é usado pela natureza para este meio por isso é a opção mais obvia.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas qd há replicação da cadeia de DNA não há uma pequena perda de informação? se assim for isto não vai logo por água abaixo?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas qd há replicação da cadeia de DNA não há uma pequena perda de informação? se assim for isto não vai logo por água abaixo?

Pelo que me lembro, nas replicações de DNA, existe de facto possibilidade de haver erros, mas isso são raras excepções, independentemente de serem ou não erros significantes.

Claro que isto é a ideia com que fiquei de quando dei essa matéria em Biologia. ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Há uma probabilidade de erro sim. Mas se não fosse assim as espeicies assexuadas nao tinham qq espaço p evoluirem. A probabilidade de erro é baixa, nada que não se resolva com códigos com controlo e correcção de erros, tal como é feito por exemplo nos CDs que todos usamos todos os dias ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Basta pensar na quantidade de informação que o nosso cérebro é capaz de guardar para perceber a capacidade imensa de armazenamento em cadeias de dna. Isto lembra-me muito o filme ................................ (ainda agora estava a falar da capacidade de armazenamento do cérebro e agora não me lembro do nome do raio do filme). Mas enfim, era um filme sobre realidade virtual em que a consola era um ser vivo e que se ligava directamente à cabeça. Muito à frente.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Espectacular, só espero é não ficar infectado por bactérias com musicas da floribela :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas qd há replicação da cadeia de DNA não há uma pequena perda de informação? se assim for isto não vai logo por água abaixo?

Pelo que me lembro, nas replicações de DNA, existe de facto possibilidade de haver erros, mas isso são raras excepções, independentemente de serem ou não erros significantes.

Claro que isto é a ideia com que fiquei de quando dei essa matéria em Biologia. ;)

Não, não! A minha dúvida é se não há perda de informação na replicação da cadeia de DNA. Pelo que me lembro, as cadeias de DNA qd replicadas começam a perder "as pontas" como qd pomos um rolo na máquina fotográfica ele tb perde o início e o final, é certo que esses pedaços não são essenciais, mas o seu tamanho determinam o tempo de vida que nós temos... pelo menos era qq coisa assim... A informação que colocássemos nessas bactérias estaria portanto limitada a um certo período de tempo, ou não?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas qd há replicação da cadeia de DNA não há uma pequena perda de informação? se assim for isto não vai logo por água abaixo?

Pelo que me lembro, nas replicações de DNA, existe de facto possibilidade de haver erros, mas isso são raras excepções, independentemente de serem ou não erros significantes.

Claro que isto é a ideia com que fiquei de quando dei essa matéria em Biologia. ;)

Não, não! A minha dúvida é se não há perda de informação na replicação da cadeia de DNA. Pelo que me lembro, as cadeias de DNA qd replicadas começam a perder "as pontas" como qd pomos um rolo na máquina fotográfica ele tb perde o início e o final, é certo que esses pedaços não são essenciais, mas o seu tamanho determinam o tempo de vida que nós temos... pelo menos era qq coisa assim... A informação que colocássemos nessas bactérias estaria portanto limitada a um certo período de tempo, ou não?

Sinceramente, a presença que tenho dessa matéria já não é muita, mas desconhecia o facto de o tamanho de cadeia que se perde determinar o nosso tempo de vida.

Mas independentemente disso, eu lembro-me que no início e no final de cada reprodução existiam um codão de inicialização e de finalização, que determinavam o início e o final da reprodução da proteína. Penso que aí não havia perda... Digo eu. :thumbsup:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E quem disse que o DNA tem que se replicar?

Hum? A permanência de informação genética ou digital (neste caso de aplicação às bactérias), possível apenas pela duplicação do DNA e permanéncia dessa informação ao longo de gerações, é que evitaria a perde de informações por longos períodos de tempo. ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora