• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #56 da revista programar. Faz já o download aqui!

pv2013

SAFT-PT: debate de dúvidas e ideias

5591 mensagens neste tópico

3 minutes ago, PeterBaga said:

Meus amigos.

Boa tarde a todos.

Se tiverem oportunidade façam o seguinte exercício:

Passo 1.

Enviem um SAFT Mensal (ou analisem o de um cliente) com tudo e mais alguma coisa ( Artigos, Faturas, Doc.de Transporte, Recibos RG, etc... )

Passo 2.

Analisem o conteúdo do SAFT resumido que o Efatura devolve..

O que estiver contemplado neste "resumido" é o que o Efatura pretende!! Certo ?

Qual é a vossa opinião!?

Manifestem os resultados se fazem favor..

Obrigado a Todos..

Pedro

Eu entendo a sua maneira de pensar, no entanto, não vejo base legal nenhuma que sustente essa ideia. 

Só porque está no "resumido" não quer obrigatoriamente dizer que seja "aquilo que a AT exige", nós não sabemos que informação a AT depois efectivamente importa para o sistema deles.  

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A meu ver, o SAFT é só um, Auditoria como o próprio nome diz, agora penso que seja Natural, como o próprio nome também indica, que sendo um Standard seja utilizado para Comunicar Faturas à AT (Artº 3 do 198/2012) como para comunicar Guias de Transporte (197(?) para quem não utiliza outro meio. A questão principal é saber que dados em cada uma das Fases/Comunicações de todo o SAFT é necessário enviar. Parece-me que por exemplo no caso das guias de transporte não exista qualquer duvida, podemos comunicar só 1 guia que não tenha seguido por outro meio... Assim sendo, a questão do SAFT resumido como falam em cima, quando muito conteria o que é necessário APENAS para essa Comunicação, não mexendo com o SAFT Auditoria. 

Penso que  o mesmo se aplica a SAFT Contabilidade e/ou Facturação. É só um SAFT, que poderá ser utilizado para uma Auditoria de contabilidade como para uma comunicação de uma guia como falei em cima... A actualizaçao do SAFT e o que é necessário penso que estamos todos de acordo (tudo o que está na legislação), onde existem diferenças é nos diferentes usos/comunicações. 

Editado por CrominhO
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Podem confirmar se o meu raciocínio está correcto aqui:

Considerem uma factura com uma linha onde se venderam 3 unidades de um produto que custa 100 €. Teve um desconto (de linha) de 6 €:

Quantidade = 3
Valor unitário = 100

Desconto = 6

IVA= 23%

No ficheiro SAF-T:

<UnitPrice>98.00</UnitPrice>                100 - 6/3   = 98    (valor unitário menos um terço do desconto)
<SettlementAmount>6.00</SettlementAmount>   (valor do desconto na linha)
<TaxPointDate>2017-07-15</TaxPointDate>
<Description>O meu produto</Description>
<CreditAmount>294.00</CreditAmount>         3 x (100) - 6 =  294       (UnitPrice x quantidade)
 ...
<DocumentTotals>
<TaxPayable>294.00</TaxPayable>
<NetTotal>67.62</NetTotal>
<GrossTotal>361.62</GrossTotal>




Confirmam que está correcto?

Miguel

Editado por nunopicado
Syntax Highlight
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
16 horas atrás, Miguel Frias disse:

Boa noite,

Podem confirmar se o meu raciocínio está correcto aqui:

Considerem uma factura com uma linha onde se venderam 3 unidades de um produto que custa 100 €. Teve um desconto (de linha) de 6 €:

Quantidade = 3
Valor unitário = 100

Desconto = 6

IVA= 23%

No ficheiro SAF-T:
          <UnitPrice>98.00</UnitPrice>      100 - 6/3   = 98    (valor unitário menos um terço do desconto)
          <SettlementAmount>6.00</SettlementAmount>     (valor do desconto na linha)
          <TaxPointDate>2017-07-15</TaxPointDate>
          <Description>O meu produto</Description>
          <CreditAmount>294.00</CreditAmount>      3 x (100) - 6 =  294       (UnitPrice x quantidade)
 ...
        <DocumentTotals>
          <TaxPayable>294.00</TaxPayable>
          <NetTotal>67.62</NetTotal>
          <GrossTotal>361.62</GrossTotal>


Confirmam que está correcto?

Miguel

Sim, mas... :)

TaxPayable == 67.62

NetTotal==294.00

Editado por baguera
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
3 hours ago, Miguel Frias said:

Boa noite,

Podem confirmar se o meu raciocínio está correcto aqui:

Considerem uma factura com uma linha onde se venderam 3 unidades de um produto que custa 100 €. Teve um desconto (de linha) de 6 €:

Quantidade = 3
Valor unitário = 100

Desconto = 6

IVA= 23%

No ficheiro SAF-T:
          <UnitPrice>98.00</UnitPrice>      100 - 6/3   = 98    (valor unitário menos um terço do desconto)
          <SettlementAmount>6.00</SettlementAmount>     (valor do desconto na linha)
          <TaxPointDate>2017-07-15</TaxPointDate>
          <Description>O meu produto</Description>
          <CreditAmount>294.00</CreditAmount>      3 x (100) - 6 =  294       (UnitPrice x quantidade)
 ...
        <DocumentTotals>
          <TaxPayable>294.00</TaxPayable>
          <NetTotal>67.62</NetTotal>
          <GrossTotal>361.62</GrossTotal>


Confirmam que está correcto?

Miguel

Nao

Esta ao contrario :)

TaxPayable == 67.62

NetTotal==294.00

EDIT: o resto parece-me bem... se bem que eu faria (300-6)/3 para minimizar erros de arredondamento

Editado por trs80
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Claro, troquei esses dois, mas o que me interessava era a secção da linha (UnitPrice e CreditAmount). Obrigado pelas respostas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É preciso ir no SAF-T os documentos de transporte já comunicados por webservice?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
3 hours ago, PHonorato said:

É preciso ir no SAF-T os documentos de transporte já comunicados por webservice?

Se se refere ao SAFT de auditoria ou e-fatura, sim, são coisas independentes..

se se refere ao ficheiro SAFT para comunicar só as guias é uma boa pergunta... mas também não deverá causar problemas - inclua o ATCode entretanto recebido

Editado por trs80
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Em ‎10‎/‎07‎/‎2017 às 08:46, karlynhuz disse:

Isto sim, é uma resposta como "deve de ser". Bem explicada e devidamente justificada com menção ao respectivo decreto ou portaria. Mas porque raio a AT não trata logo desde o inicio de pôr as coisas nestes termos? Ou então, já estava na altura de criarem uma plataforma onde colocassem todas essas respostas e a malta ia la consultar. E, em vez de responderem a cada um com um texto, enviavam o link para a página e pronto. Bom, um dia ainda acabamos por fazer isso nós. Quem alinha? Pedimos um 2020 e está tudo financiado. 

Uma boa semana a todos!

 

Parece que a AT tem interesse que as duvidas continuem !!!

Acabei de saber, e confirmado por um Agente Autorizado SAGE que acabou de testar o Ficheiro SAF-T Simplificado ( Mensal ) na versão 1.04_01, que a SAGE não envia Documentos de Transporte nem Documentos de Conferencia

Só no envio do SAF-T em formato Auditoria ( Completo ) todos os documentos sem exceção são enviados

A trama adensa-se .....

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
3 horas atrás, Vitor Pereira disse:

 

Parece que a AT tem interesse que as duvidas continuem !!!

Acabei de saber, e confirmado por um Agente Autorizado SAGE que acabou de testar o Ficheiro SAF-T Simplificado ( Mensal ) na versão 1.04_01, que a SAGE não envia Documentos de Transporte nem Documentos de Conferencia

Só no envio do SAF-T em formato Auditoria ( Completo ) todos os documentos sem exceção são enviados

A trama adensa-se .....

Boas,

Não sei qual é a surpresa. Eu já tinha dito aqui, que eles fariam assim.

Ainda assim a informação não está correta, senão vejamos: documentos de conferencia, já iam e continuam a ir as consultas de mesa; os documentos de transporte, até estranho que possam ter pensado que iam no mensal. Ou vão no momento de obter o código para transporte, ou não servem de transporte e não vão.

No de auditoria, é mesmo assim.

Editado por derrerter
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Em 14/07/2017 às 11:49, PHonorato disse:

No caso deste ponto: 4.1.4.20.6. Pagamentos (Payment)

Estão a usar? no meu case esta informação está no recibo.

A tag de "Payment" no SalesInvoice é para documentos de facturação que são simultaneamente também o de recebimento. Exemplo mais comum "Fatura-Recibo". Será o mesmo para quem têm "Faturas Simplificadas".

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E só faz sentido se tivermos isso descriminado no programa, se não houver indicação de como foi pago não é obrigatório.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Estive a fazer uns teste com a nova versão do saf-t e ao tentar validar o ficheiro junto da AT obtive um erro do assert:

<xs:assert test="if ( not(ns:Tax/ns:TaxPercentage) or ( (ns:Tax/ns:TaxPercentage != 0 and not(ns:TaxExemptionReason) ) or (ns:Tax/ns:TaxPercentage eq 0 and ns:TaxExemptionReason ) ) ) then true() else false()" />

Pensei que era a tal situação da taxa ser 0 ou 0.00, mas não... ao apagar a secção de Payments verifiquei que o problema era dos recibos.

A  questão é que estou a comunicar todos os recibos, e como não tenho clientes em regime de iva caixa não detalho as taxas do iva. Não existia qualquer problema na versão anterior do saf-t (1.03), mas agora se não existir o Tax... lá vem o erro.

A minha questão é, devem ser comunicados todos os recibos (se este assunto já aqui foi discutido as minhas desculpas)?

No caso de ter que comunicar todos os recibos com o iva detalhado vou optar por detalhar ao nível das linhas do documento (factura,NC,..). Pois, caso tenha uma factura com todas as linhas isentas os motivos de isenção poderão ser diferentes de uma linha para outra. Desta forma resolvo o problema (apesar do ficheiro poder ficar gigantesco), será que estou a pensar bem?

 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
5 minutos atrás, xico21 disse:

Estive a fazer uns teste com a nova versão do saf-t e ao tentar validar o ficheiro junto da AT obtive um erro do assert:

<xs:assert test="if ( not(ns:Tax/ns:TaxPercentage) or ( (ns:Tax/ns:TaxPercentage != 0 and not(ns:TaxExemptionReason) ) or (ns:Tax/ns:TaxPercentage eq 0 and ns:TaxExemptionReason ) ) ) then true() else false()" />

Pensei que era a tal situação da taxa ser 0 ou 0.00, mas não... ao apagar a secção de Payments verifiquei que o problema era dos recibos.

A  questão é que estou a comunicar todos os recibos, e como não tenho clientes em regime de iva caixa não detalho as taxas do iva. Não existia qualquer problema na versão anterior do saf-t (1.03), mas agora se não existir o Tax... lá vem o erro.

A minha questão é, devem ser comunicados todos os recibos (se este assunto já aqui foi discutido as minhas desculpas)?

No caso de ter que comunicar todos os recibos com o iva detalhado vou optar por detalhar ao nível das linhas do documento (factura,NC,..). Pois, caso tenha uma factura com todas as linhas isentas os motivos de isenção poderão ser diferentes de uma linha para outra. Desta forma resolvo o problema (apesar do ficheiro poder ficar gigantesco), será que estou a pensar bem?

 

Isto já aqui foi discutido, podes ver mais detalhes em nas faqs da AT: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/infofaqs/listafaqs.aspx?subarea=276

A pergunta: 54-2790  Quais são os recibos que devem constar na tabela “Documentos de recibos emitidos” (Payments), somente os que forem emitidos no âmbito do Regime de IVA de Caixa?

"Na tabela “Documentos de recibos emitidos” (Payments) devem constar todos os recibos emitidos independentemente do âmbito pelo qual foram emitidos (vide PaymentType)..."

O que aqui foi discutido, é se estas faq's dizem respeito somente ao ficheiro de auditoria, e não ao mensal a comunicar no site da AT. Mas de qualquer forma vais ter o mesmo problema se te pedirem o ficheiro para auditoria, e deves revolver este problema.

Como eu faço os recibos é agrupando os totais, por taxa de iva (incluindo diferentes isenções), por exemplo:

Uma fatura com 6 linhas, onde existem 2 tipos diferente de taxas de iva, o recibo só vai ter 2 linhas, cada uma para a correspondente taxa de iva, e o valor unitario é o somatorio das linhas correspondentes dessa taxa de iva da fatura.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Em ‎17‎/‎07‎/‎2017 às 21:59, derrerter disse:

Boas,

Não sei qual é a surpresa. Eu já tinha dito aqui, que eles fariam assim.

Ainda assim a informação não está correta, senão vejamos: documentos de conferencia, já iam e continuam a ir as consultas de mesa; os documentos de transporte, até estranho que possam ter pensado que iam no mensal. Ou vão no momento de obter o código para transporte, ou não servem de transporte e não vão.

No de auditoria, é mesmo assim.

E a resposta da AT abaixo mencionada quer dizer o quê ?

"Da tabela 4.3 WorkingDocuments devem constar todos os documentos (WorkType) ali identificados ou seus equivalentes bem como os restantes documentos, independentemente da sua designação e uso que se lhes dê, que pelas suas características sejam ou possam ser apresentados ao cliente para conferência de mercadorias ou de prestação de serviços deles constantes. Não é exigível que os bens ou serviços tenham sido ou venham a ser entregues ou prestados. Em termos gerais, qualquer documento que possa ou seja entregue ao cliente ou que, pelas suas características com excepção do nome, se possa confundir com um documentos que deva constar nas restantes tabelas da estrutura SourceDocuments deve constar nesta tabela.
A estes documentos quando finalizados, é aplicável o art.º 7.º da Portaria n.º 363/2010 e ponto 1.1 do Despacho n.º 8632/2014 pelo que devem ser assinados.
Após assinatura e/ou impressão o conteúdo destes documentos não pode ser modificado - vide art.º 5.º do Decreto-Lei n.º 198/90, de 19/06 e pontos 1.10 e 1.11 do Despacho n.º 8632/2016, de 03/07.
Enquanto não forem assinados encontram-se em estado editável contudo não podem ser impressos - vide ponto 1.10 do Despacho n.º 8632/2016, de 03/07.
Que tipo de documento deve ser exportado para o SAF-T (PT) não pode ser determinado pelo utilizador do programa mas pelo seu produtor. Este deve assegurar as mesmas definições de utilização independentemente do utilizador do programa."

Já coloquei a questão á AT se isto apenas se refere ao SAF-T Auditoria ou também ao Mensal ( pois essa é a única duvida ), mas a resposta demora a chegar ... 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
8 horas atrás, Vitor Pereira disse:

E a resposta da AT abaixo mencionada quer dizer o quê ?

"Da tabela 4.3 WorkingDocuments devem constar todos os documentos (WorkType) ali identificados ou seus equivalentes bem como os restantes documentos, independentemente da sua designação e uso que se lhes dê, que pelas suas características sejam ou possam ser apresentados ao cliente para conferência de mercadorias ou de prestação de serviços deles constantes. Não é exigível que os bens ou serviços tenham sido ou venham a ser entregues ou prestados. Em termos gerais, qualquer documento que possa ou seja entregue ao cliente ou que, pelas suas características com excepção do nome, se possa confundir com um documentos que deva constar nas restantes tabelas da estrutura SourceDocuments deve constar nesta tabela.
A estes documentos quando finalizados, é aplicável o art.º 7.º da Portaria n.º 363/2010 e ponto 1.1 do Despacho n.º 8632/2014 pelo que devem ser assinados.
Após assinatura e/ou impressão o conteúdo destes documentos não pode ser modificado - vide art.º 5.º do Decreto-Lei n.º 198/90, de 19/06 e pontos 1.10 e 1.11 do Despacho n.º 8632/2016, de 03/07.
Enquanto não forem assinados encontram-se em estado editável contudo não podem ser impressos - vide ponto 1.10 do Despacho n.º 8632/2016, de 03/07.
Que tipo de documento deve ser exportado para o SAF-T (PT) não pode ser determinado pelo utilizador do programa mas pelo seu produtor. Este deve assegurar as mesmas definições de utilização independentemente do utilizador do programa."

Já coloquei a questão á AT se isto apenas se refere ao SAF-T Auditoria ou também ao Mensal ( pois essa é a única duvida ), mas a resposta demora a chegar ... 

Boas,

Tudo que está em negrito, é conhecido e é a opinião generalizada.

A sua dúvida, só existe para alguns, para mim, por exemplo, não existe. (nem para a Sage, Primavera ...)

Nota: Ainda que venha um email da AT a dizer coisas ... A Lei, é a letra e o espírito, logo só uma interpretação vinculativa, uma aclaração ou algo do género é que me faz alterar a minha opinião.

Cumprimentos,

Editado por derrerter
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bom dia, alguém me pode facilitar um ficheiro de testes no formato PT_1.04_01 que tenha passado na validação? Obrigado, 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
1 hora atrás, Rui Domingos disse:

Bom dia, alguém me pode facilitar um ficheiro de testes no formato PT_1.04_01 que tenha passado na validação? Obrigado, 

Aqui vai um link retirado do sage com o último update,  Saft 1.04

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bom dia,

Alguém me sabe dizer se num software de faturação é permitido ter na mesma tabela da DB rascunho e documento final?

Obrigada 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
14 minutos atrás, carlos sousa 2015 disse:

Aqui vai um link retirado do sage com o último update,  Saft 1.04

Se esse é o último update do sage, deve estar para sair uma actualização brevemente, digo eu... é que os workingdocuments não estão assinados.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas,

Tenho um ficheiro saft que dá sempre erro e não percebo o porquê uma vez que a estrutura está correcta.

https://www.dropbox.com/s/bxt0o2w5dzbgy7j/JUN02_FAC_V80.xml?dl=0

O mais estranho é o seguinte:

Caso 1: Se retiro o bloco dos documentos de conferência dá erro na mesma, logo não pode ser o bloco das conferências.

Caso 2: Se retiro o bloco dos documentos de recibo não dá erro. Supostamente o erro é nesse bloco, mas aparente mente não porque no caso 3...

Caso 3: Se retiro o bloco dos documentos de transporte não dá erro!!!

E é sempre o mesmo erro; "cvc-assertion: Assertion evaluation ( if (not (ns:Tax/ns:TaxPercentage) or ( (ns:Tax/ns:TaxPercentage != 0 and not (ns:TaxExemptionReason)) or (ns:Tax/ns:TaxPercentage eq 0 and ns:TaxExemptionReason))) then true () else false () )"

Alguém sabe qual o problema?

 

Obrigado

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
8 minutos atrás, ossadas disse:

Boas,

Tenho um ficheiro saft que dá sempre erro e não percebo o porquê uma vez que a estrutura está correcta.

https://www.dropbox.com/s/bxt0o2w5dzbgy7j/JUN02_FAC_V80.xml?dl=0

O mais estranho é o seguinte:

Caso 1: Se retiro o bloco dos documentos de conferência dá erro na mesma, logo não pode ser o bloco das conferências.

Caso 2: Se retiro o bloco dos documentos de recibo não dá erro. Supostamente o erro é nesse bloco, mas aparente mente não porque no caso 3...

Caso 3: Se retiro o bloco dos documentos de transporte não dá erro!!!

E é sempre o mesmo erro; "cvc-assertion: Assertion evaluation ( if (not (ns:Tax/ns:TaxPercentage) or ( (ns:Tax/ns:TaxPercentage != 0 and not (ns:TaxExemptionReason)) or (ns:Tax/ns:TaxPercentage eq 0 and ns:TaxExemptionReason))) then true () else false () )"

Alguém sabe qual o problema?

 

Obrigado

Eu tive esse problema nos documentos de transporte. O que fiz foi não incluir o elemento TAX, TaxExemptionReason, e TaxExemptionCode quando os documentos não têm valor. Isto acontece muito nas guias e na portaria diz em relação ao elemento TAX - "Esta estrutura só deve ser criada nos documentos valorizados na base de dados.".

Nos recibos dava esse erro no validador mas ao submeter no site não dava erro. Era erro do validador (não sei se já corrigiram).

 

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
4 horas atrás, chesser disse:

Se esse é o último update do sage, deve estar para sair uma actualização brevemente, digo eu... é que os workingdocuments não estão assinados.

Confirmo é o ultimo update da sage, conforme já foi discutido aqui a sage nao vai assinar, ve o topico discutido  em comentário sage

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
3 horas atrás, desconfiado disse:

Eu tive esse problema nos documentos de transporte. O que fiz foi não incluir o elemento TAX, TaxExemptionReason, e TaxExemptionCode quando os documentos não têm valor. Isto acontece muito nas guias e na portaria diz em relação ao elemento TAX - "Esta estrutura só deve ser criada nos documentos valorizados na base de dados.".

Nos recibos dava esse erro no validador mas ao submeter no site não dava erro. Era erro do validador (não sei se já corrigiram).

 

Validar e o ficheiro esta correcto, não da erros...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora