• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Licença do Windows Vista também limita benchmarking

6 mensagens neste tópico

A transferência de licenças não é o único limitador que o Windows Vista causa. O nova versão do sistema operacional também imprime restrições em como os benchmarks de certos componentes do sistema podem ser publicados, o que representa outra questão que está chamando a atenção de por quê a Microsoft ainda não esclareceu como as mudanças vão especificamente afetar as usuários.

De acordo com o grupo EULA (Acordo de Licença dos Usuários Finais), porque o sistema operacional contém “um ou mais componentes” do .Net Framework 3.0, os usuários podem conduzir benchmarks internos destes componentes, mas não podem revelar os resultados desses benchmarks – ou mesmo mensurar ou comparar com produtos rivais – ao menos que cumpram com as condições prometidas no site oficial. Mas diversas tentativas de acesso ao web site para checar tais condições não foram bem-sucedidas.

Enquanto o benchmarking ainda é possível, a Microsoft controla como a informação é divulgada, e a companhia pode mudar as regras e as condições registradas no site a qualquer momento. Isto pode dificultar o esclarecimento de quem queira entender o funcionamento do sistema operacional e a performance de certos componentes.

“Estar no controle de o que é divulgado parece ser a conseqüência lógica da política da Microsoft”, afirma Joachim Lakobs, representante da Fundação Européia do Software Livre, por e-mail.

A Microsoft informou na terça-feira (31/10) que na quinta-feira (02/10) esclarecerá as mudanças de licença do Vista, incluindo as que envolvem os benchmarks. As dúvidas dos usuários, no entanto, surgiram há várias semanas, quando foi revelado que a Microsoft está limitando o número de máquinas que os usuários podem transferir licenças.

Para ser justo, as limitações do framework .Net benchmarking não são novas – elas rondam a Microsoft desde que a empresa introduziu o desenvolvimento do framework.

Elizabeth Montalbano – IDG News Service, EUA

in IDG NOW!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas a M$ está a tentar fazer o quê? introduzir o Fascismo na Informática, só as ideias deles é que contam e os outros nem sequer se podem mencionar.

Cheira-me que o Windows Vista vai dar uma bela duma bronca em que a M$ vai ter de fazer alguns milhões de reembolsos por Software defeituoso, já para não dizer que vai ser o ultimo SO da M$, cheira-me que quem vai ganhar este mercado de vez é mesmo o MAC OSX.

O Balmer e o Gates agora formaram a PIDE Informática. Baah.  :nono1:

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Penso que o título engana, isto refere-se a benchmarking da framework .NET, e não a componentes do PC como o título leva a pensar.

Mesmo assim a meu ver estas medidas não têm cabimento... :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O Balmer e o Gates agora formaram a PIDE Informática. Baah.  :nono1:

concordo

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas a M$ está a tentar fazer o quê? introduzir o Fascismo na Informática, só as ideias deles é que contam e os outros nem sequer se podem mencionar.

Cheira-me que o Windows Vista vai dar uma bela duma bronca em que a M$ vai ter de fazer alguns milhões de reembolsos por Software defeituoso, já para não dizer que vai ser o ultimo SO da M$, cheira-me que quem vai ganhar este mercado de vez é mesmo o MAC OSX.

O fascismo informático já está a tentar introduzir há muito, pena deles é que nós cá de fora somos mais inteligentes.

Eu estou a pensar seriamente nisso, ou seja em comprar um MAC. E como eu muitas pessoas que vêm este rumo dos acontecimentos...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas a M$ está a tentar fazer o quê? introduzir o Fascismo na Informática, só as ideias deles é que contam e os outros nem sequer se podem mencionar.

Cheira-me que o Windows Vista vai dar uma bela duma bronca em que a M$ vai ter de fazer alguns milhões de reembolsos por Software defeituoso, já para não dizer que vai ser o ultimo SO da M$, cheira-me que quem vai ganhar este mercado de vez é mesmo o MAC OSX.

O fascismo informático já está a tentar introduzir há muito, pena deles é que nós cá de fora somos mais inteligentes.

Eu estou a pensar seriamente nisso, ou seja em comprar um MAC. E como eu muitas pessoas que vêm este rumo dos acontecimentos...

Eu sei que o fascismo informático já existe há muito, mas ultimamente a M$ desde que anunciou o material Live parece que entrou em pânico e tornou aquilo o mais fechado ao público possível, desde WGA's a licenças malucas e ainda misturas entre segurança a nível de Hardware e Software, cada utilizador deve poder seleccionar o que quer e não quer por no seu PC, Daqui a nada estão a proibir todo o tipo de Software exterior à micro$oft, e depois só usamos o que vem com o Windows e o que a M$ disponibiliza, se é assim que eles querem abrir a mente dos utilizadores para os computadores acho que estão a fechá-la para a liberdade informática.

Digamos que um resumo deste pequeno testamento é, tudo bem que o fascismo informático já existia mas a M$ executa-o descaradamente.

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora