• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

HP cria chip wireless do tamanho de um grão de arroz

5 mensagens neste tópico

No HP Labs, a multinacional americana revelou um projecto de RFID com que quer convencer o mercado

Chama-se Memory Spot e foi o produto que mais atenção captou na edição de 2006 do HP Labs. O conceito é simples e, ao que foi dado a ver aos jornalistas e analistas, pode ser aplicado não só a mercados verticais e especializados, como também ao mercado de fotografia digital e outras áreas de consumo.

 

O Memory Spot é um pequeno chip de 1.4mm x 1.4mm baseado na tecnologia Radio Frequency Identification (RFID) que garante o armazenamento de informação nos bancos de memória. O chip é composto pela antena (embutida), pelo capacitador, pelo processador, os pads de teste, o modem e a memória. Muito embora o nível de integração seja elevado (dadas as reduzidas dimensões dos componentes), os custos de produção são bastante baixos, um factor que poderá ser determinante na criação de uma vasta base de utilizadores deste aparelho.

Não existem restrições no que respeita à natureza de informação que pode ser armazenada nos chips. Ao colocar o pequeno dispositivo em fotografias, por exemplo, o utilizador poderá (recorrendo a um leitor de Memory Spots) incluir o som ambiente da situação vivida na fotografia. Assim, será possível, numa foto de crianças a brincarem, ouvir as gargalhadas e os comentários dos pais, dados gravados num ficheiro de som com a máquina digital e posteriormente colocados no Memory Spot.

O sector da saúde parece estar na mira da HP, dadas as especificações do Memory Spot e as potencialidades técnicas da sua utilização na área de healthcare. Ao embutir o Memory Spot numa pulseira de pulso dos doentes, os profissionais deste sector poderão consultar, por exemplo, a sua história médica e possíveis alergias. É possível encriptar a informação e recorrer a sistemas de autentificação e de identificação de utilizadores, para garantir a segurança de dados pessoais.

Em conversa com Huw Robson, director do Media Technologies Laboratory de Bristol, o Semana ficou a saber que a Hewlett Packard procura agora convencer vários fabricantes de periféricos a incluírem um dispositivo de leitura de Memory Spots nos seus produtos. A estratégia passa pela generalização da base de utilizadores e pela inclusão de leitores em aparelhos como PDAs, telemóveis, máquinas fotográficas digitais, impressoras fotográficas ou relógios de pulso.

Memory Spot ao detalhe 

Frequência 2.45GHz

Transferência de dados 10Mbps

Alcance Perto do contacto

Antena Embutida

Dimensões 1.4mm x 1.4mm

Bateria Não

Aplicação Papel, plástico...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

ja tinha visto, isso veio na PCGuia deste mes,

deve ser mesmo altamente...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

ja tinha visto, isso veio na PCGuia deste mes,

deve ser mesmo altamente...

Tambem foi lá que vi por isso é que decidi procurar e colocar aqui !

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem cada dia vamos ver objectos mais pequenos devido a uma ciência que está em enorme espansão chamada Nanotecnologia. . .E através disso vai ser possível melhorar a qualidade de vida em imensos aspectos. . .

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem cada dia vamos ver objectos mais pequenos devido a uma ciência que está em enorme espansão chamada Nanotecnologia. . .E através disso vai ser possível melhorar a qualidade de vida em imensos aspectos. . .

Um bom exemplo disso

Cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora