• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Rui Carlos

Criado o primeiro chip de memória magnética

18 mensagens neste tópico

Citação
A Freescale, dos EUA, acaba de alcançar um feito que muitas companhias não conseguiram na última década – a produção de um microchip que, em vez da carga eléctrica, recorre a propriedades magnéticas para arquivar dados. O conceito dá pelo nome de Magnetoresistive Random-Access Memory (Mram).

Há já quem veja no novo Mram o principal invento tecnológico dos últimos 10 anos.

[...]

Fonte: http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/hardware/2006-07-10-criado-o-primeiro-chip-de-memoria-magnetica

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já estava a ser criado e testado há muitos anos esse tipo de memória.

As principais vantagens estão no facto da MRAM ter um custo de produção baixo e consumir muito pouca energia (cerca de 99% menos que as DRAM, por exemplo). Depois, como já foi referido na notícia, as MRAM não perdem os dados assim que se desliga a corrente. Algo que será muito útil, sem qualquer das dúvidas... :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando é k isso sai oficialmente po mercado?

Mas tipo isso de continuar com os dados depois do pc ser desligado axo k nao tem só vantagens. Tipo... por vezes é necesssário reiniciar o pc para k "restos" de programas desaparecem da memória (deixarem de estar activos no sistema) e o mesmo acontece com agum malware depois de ser removido... :hmm:.

Ou então, ainda nao percebi bem o funcionamento dessa nova memória...

Mas isso de ser mais barato e poupar muita energia é excelente :biggrin:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Para saberes quando as MRAMs saem para o mercado, vai acompanhando o Current Status da wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/MRAM#Current_status

Quando falas nas desvantagens, eu tenho de concordar. Como disseste, por vezes reiniciar o Pc é uma solução para eliminar os "restos" da memória, que muitas vezes são originários de programas malware. No entanto, imagina que estás a escrever um documento no OpenOffice e de repente falha a luz. Como as memórias actuais estão dependentes da corrente eléctrica, perderias todos os dados não-gravados até ao momento. O que estas MRAMs poderão fazer é preencher essa "falha" na arquitectura actual de computadores. Se falhar a luz não perderás os teus dados, já que as MRAMs não dependem da corrente eléctrica. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Tenho de concordar com essa perspectiva... quando há um corte de energia isso é bue irritante pois perde-se muitas coisas...

Magnetoresistive Random Access Memory (MRAM) is a non-volatile computer memory (NVRAM) technology, which has been in development since the 1990s.

Começou a ser desenvolvida mais ou menos quando eu nasci :D... fg já lá vai 16 anos.

Parabéns à Freescale por ter conseguido este feito.

Edit:

[off-topic]

imagina que estás a escrever um documento no OpenOffice e de repente falha a luz. Como as memórias actuais estão dependentes da corrente eléctrica, perderias todos os dados não-gravados até ao momento.

é uma das vantagens k o Word ainda tem em relação ao OpenOffice, é poder ir gravando o documento à medida k está sendo criado... :)

[/off-topic]

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim, há muitos anos que já se fala na tecnologia. No entanto, quando se descobre um novo método de realizar algo, de inovar, de re-criar, significa que só passado algumas décadas é que estará acessível a todos, no caso de não ser uma descoberta totalmente revolucionária. As descobertas revolucionárias demoram sempre uma década a serem totalmente implementadas e aceites por toda a gente.

Como o caso das MRAMs temos os telemóveis de 3G: quem daqui tem telemóveis 3G? Eu uso o meu Nokia 3650 que tenho desde o meu 8º ano (já lá vão 4 anos) e que foi o meu primeiro e unico telemóvel até hoje.

Se pensarem bem as MRAMs trazem mais problemas a ser ultrapassados antes de serem implementadas: estas criam campos magnéticos circundantes que poderiam interagir com o resto dos componentes, o que poderia causar danos. O problema é isolar esses campos magnéticos de forma a que não causem estragos. Lembrem-se tambem, que onde há corrente eléctrica há um campo magnético circundante, mas este será muito menos intenso que o criado pelas MRAMs, certamente.

Pelo facto, desta tecnologia já ser conhecida há muitos anos é que muita gente acha que isto é mais vapourware... :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... o campo magnético não deve ser assim tão grande deathseeker25...

Claro que um campo electrico/magnético ao lado de um disco rigido, esse não vai durar muito mas penso que se esses chips forem aplicados em memórias apenas é bastante fácil isolar isso de forma eficiente :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... o campo magnético não deve ser assim tão grande deathseeker25...

Claro que um campo electrico/magnético ao lado de um disco rigido, esse não vai durar muito mas penso que se esses chips forem aplicados em memórias apenas é bastante fácil isolar isso de forma eficiente :D

De que forma podem isolar o campo magnético?  :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... o campo magnético não deve ser assim tão grande deathseeker25...

Claro que um campo electrico/magnético ao lado de um disco rigido, esse não vai durar muito mas penso que se esses chips forem aplicados em memórias apenas é bastante fácil isolar isso de forma eficiente :D

De que forma podem isolar o campo magnético?  :D

O problema não está no campo magnético mas sim nas emissões de radiações electromagnéticas parasitas que podem interferir com os outros componentes.

Mas isso é uma coisa que já está incluido na certificação do produto antes deste sair para o mercado.

Cumpr. bk@ero  :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hum... o campo magnético não deve ser assim tão grande deathseeker25...

Claro que um campo electrico/magnético ao lado de um disco rigido, esse não vai durar muito mas penso que se esses chips forem aplicados em memórias apenas é bastante fácil isolar isso de forma eficiente :D

De que forma podem isolar o campo magnético?  :)

Salvo erro o Chumbo consegue isolar bastante bem nessa tarefa :D Claro que ninguém ia fazer uma gaiola de chumbo para as memórias mas não deve ser complicado :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O chumbo é o melhor material para salvaguardar radiações mas mesmo assim n há milagres...

Já o campo electrico pode ser isolado usando uma simples gaiola de faraday.

Esta tecnologia soa bem. Há muita especulação nesta área.. todos vamos ter que esperar até ao proximo degrau da curva de moore.

Eu aposto nos nanotubos em sei lá... 10 anos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim... também não deve ser dificil fazer dissipadores ou algo do género para os chips em latão criando o efeito da gaiola de faraday ;)

Mas quero primeiro ver isso cá fora...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ouvi dizer que eram baratas mas vamos lá ver:

July - On July 10, Austin Texas - Freescale Semiconductor begins marketing a 4-Mbit MRAM chip, which sells for approximately $25.00 per chip.

1 megabit = 106 = 1,000,000 bits o que equivale a 125,000 bytes ou 122 kilobytes.

Ou seja, cada chip desta MRAM custa $25.00 e tem cerca de 488kB de capacidade. Para fazer um simples chip de 1 megabyte desta MRAM custava cerca de $50.00 ou seja, +- 50€. E todos sabemos que um megabyte nesta era digital não serve para nada, nem à capacidade de uma disquete chega.

Mas vamos ver como as coisas evoluem e se daqui a uns anos vamos poder ter boas capacidades desta MRAM.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Triton, apresento-te uma coisa chamada produção em massa :D Até as pens eram caras como tudo nos seus inicios e os preços vão sempre descendo :D Não sei é se esta técnologia tem assim tanto futuro...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

li hoje no publico esta noticia.

uma empresa qq do textas já anda a fabricar disso e a vender prontos a usar por um preco ligeiramente mais barato que as memorias actuais.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

li hoje no publico esta noticia.

uma empresa qq do textas já anda a fabricar disso e a vender prontos a usar por um preco ligeiramente mais barato que as memorias actuais.

Se não tem capacidade qual é o interesse por agora neste tipo de tecnologia? Para isto render tem que se melhorar a capacidade das memórias.

Triton, apresento-te uma coisa chamada produção em massa :D Até as pens eram caras como tudo nos seus inicios e os preços vão sempre descendo :D Não sei é se esta técnologia tem assim tanto futuro...

Mesmo com a produção em massa não tens melhorias nenhumas, porque para produzir uma memória de tamanho razoável precisarias de milhares de chips deste (para uma memória de 1GB precisava-se de cerca de 2150 chips de MRAM de 4Mbit). Mesmo que cada um fosse barato, sabes o espaço que isso precisava?

E além disso não estou a ver isto a ser produzido em massa... a meu ver esta tecnologia só tem futuro se aumentaram as capacidades e descerem o preço por unidade.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
E além disso não estou a ver isto a ser produzido em massa... a meu ver esta tecnologia só tem futuro se aumentaram as capacidades e descerem o preço por unidade.

As MRAMs que tiha lido há algum tempo não passavam de simples protótipos, isto é, as capacidades provavelmente serão aumentadas. Só irão descer o preço por unidade quando houver uma vulgarização da tecnologia, ou no caso de haver vulgarização do componente usado para fazer as memórias... :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu acredito que dentro de pouco tempo esse tipode memórias tenham maior capacidade, se olharmos para as pendrives.... a um ou 2 anos atraz não existiam pendrives com a capacidade que existe hoje.

Penso que é uma questao de tempo

cumps

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora