• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

saramgsilva

Roubadas as senhas informáticas de 38 mil funcionários do FBI

1 mensagem neste tópico

Roubadas as senhas informáticas de 38 mil funcionários do FBI

Um consultor governamental obteve as senhas informáticas de 38 mil funcionários do FBI, incluindo a do director, Robert Mueller, e teve acesso a documentos secretos, revelou, esta quinta-feira, o jornal The Washington Post.

Joseph Thomas Colon, de 28 anos, obteve registos do Programa de Protecção de Testemunhas da polícia federal norte-americana, bem como informação sobre as suas actividades de contra-espionagem, de acordo com documentos legais apresentados no processo judicial, que está a decorrer contra ele e a que o jornal teve acesso.

Os factos ocorreram em 2004, quando Colon trabalhava para a BAE Systems, uma empresa privada de informática que fazia serviços para o FBI.

Colon afirmou que actuou com o conhecimento dos agentes daquele organismo em Springfield.

Mesmo assim, em Março, assumiu-se como culpado de ter excedido o nível de autorização, pelo que pode ser condenado a uma pena máxima de 18 meses de prisão.

A sentença será divulgada na próxima semana.

O FBI não quis comentar o caso, mas insistiu em que instalou um programa informático de segurança, com vários níveis, incluindo a avaliação dos pontos débeis na rede.

O caso Cólon revelou a vulnerabilidade dos sistemas do FBI, há dois anos, pois o antigo trabalhador do BAE Systems usou dois programas que descarregou gratuitamente da Internet, para conseguir os segredos melhor guardados da polícia federal.

Com um daqueles programas, obteve nomes de utilizadores e outras informações da base de dados do FDBI e, com o outro, descobriu senhas mediante o uso de listas de palavras comuns e substituições de letras por outros caracteres.

Segundo o advogado de Cólon, ele recorreu aqueles métodos devido à sua frustração com os complicados trâmites no momento de realizar o seu trabalho.

Por exemplo, acrescentar uma impressora à rede ou instalar um computador requeria autorização por escrito da sede central do FBI em Washington.

Segundo o advogado, uma agente da delegação de Springfield chegou a dar a Cólon a sua própria senha para se poderem ultrapassar aqueles obstáculos.

Nos últimos anos, o FBI tem tido grandes problemas com o seu sistema informático. Foi criticado, nomeadamente depois dos atentados de 11 de Setembro, porque as suas bases de dado não estavam ligadas entre si, o que dificultava o acompanhamento dos suspeitos.

Para resolver o problema, foram investidos mais de 535 milhões de dólares num novo sistema, chamado «Trilogia», que também não produziu os resultados esperados.

Em Março, o FBI anunciou que gastará outros 425 milhões de dólares noutro programa, baptizado como «Sentinela».

Diário Digital / Lusa

:eek:  como isto anda...  :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora