• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

herakty

Números revelados pelo INE revelam escalada do desemprego

1 mensagem neste tópico

Números revelados pelo INE revelam escalada do desemprego

A taxa de desemprego em Portugal disparou, durante o terceiro trimestre deste ano, para 9,8 por cento, o que representa o valor mais alto registado

desde pelo menos 1983.

De acordo com os dados divulgados hoje pelo INE, o número de desempregados em Portugal é agora de 548 mil, o que representa 9,8 por cento da população activa do país. No trimestre anterior a taxa de desemprego era de 9,1 por cento e, no mesmo período do ano passado, não passava dos 7,7 por cento.

Assim, no espaço de três meses, passou a haver mais 40 mil desempregados em Portugal, sendo o acréscimo anual de cerca de 114 mil.

Com este resultado, é ultrapassado o máximo de 9,2 por cento para a taxa de desemprego que se registou no primeiro trimestre de 1986, na sequência da crise económica que atravessou o país durante a primeira metade dos anos 80.

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1410170

O relatório mostra que o Norte é a região mais atingida pelo problema, com uma taxa de 11,6%. Lisboa, Alentejo e Algarve também apresentam taxas de desemprego superiores a 10%.

porque é que o estado dá mais regalias (isenção de imposto e segurança social, assim como isenção de horarios) aos chinocas que aos tugas?

porque é que se permite que fabricas cheias de impostos e regras sociais compitam directamente com fabricas na china sem qualquer carga de custo ou obrigação social?

e porque é que o estado não dá 3 mil milhões de euros às empresas que empregas milhares de pessoas e dá a bancos?

como se vai resolver isto? que soluções estão a ser apresentadas para resolver isto? todos sabemos que a tecnologia substituio o homem é muitas tarefas, ogo, há um excedente de pessoas... que fazer com elas?

para mim seria ocupalas em tarefas publicas, algo que se não houver "quase" estado será impossivel, logo, nesse mundo apenas capitalista estas pessoas excendentarias iram pra rua.. pedir.. o que nos incomoda a todos, não? se calhar haver um estado, e com o dinheiro que pagamos em impostos não haverá problema em ter um estado muito interessante... nada de comunismos ou ultra-nacionalismos... o meio termo, que como sempre é a melhor solução

como se pode garantir hoje se uma pessoa vive de subsidio, porque não arranja mesmo emprego ou porque não quer trabalhar? tendo em conta as regras dos subsidios só com fraude é que alguem vive de subsidio sem querer trabalhar... par desmistificare alguem que aos 45 perde o emprego onde arranjará novo emprego? os os recem licenceados que não têm lugar neste mundo mecanizado?

e atenção a quem acusa de haver quem viva de subsidios, que hoje para se receber algum subsidio é obrigatorio esta-se inscrito num centro de emprego e aceitar as propostas que lhes são mostradas, ou perde o subsidio... e os subsidios são ridiculos (eu não conseguia viver como menos de 2000 euros mes tendo

em conta as minhas despesas base... parteme a cabeça ver como alguem vive com salarios de 450 (menos que a renda da casa) e com os subsidios de desemprego que sao apenas uma percentagem do que ganhavam... e aqueles que passam o tempo de direito a subsidio passam a ganhar

e para aqueles que são contra o subsidio que solução dão pra este numero enorme de pessoas? 

o desemprego é o maior monstro da sociedade actual... aumenta a bola de neve e o ciclo vicioso de "menos pessoas a comprar, menos vendas, mais falencias, mais desemprego"... para alem de aumentar o crime, a depressão e doenças associadas (a maioria das pessoas prefere trabalhar porque se sente util e ocupada)

são estes os problemas, entre as questões financeiras de burlas e as corrupções generalizadas que provocam o estado lastimavel da economia e não o facto de o gajo que produz pouco...

e um empregado produz pouco, é porque o chefe não têm merito, pois há niveis de produção e com o facto de já não haver "emprego para a vida", isto é, hoje a qualquer momento pode-se despedir um empregado.

se o chefe fizer o seu trabalho e controlar o empregado e os seus niveis obrigatorios de produção e se o pode despedir... como se pode afirmar que a culpa de todos os males é dos trabalhadores? que no fundo somos a maioria de nós aqui

e a maioria dos empregados estão em contratos de termo certo (6 meses, 1 ano)... como se pode planear uma vida assim? como se pode planear um filho senao se

sabe se daqui a um ano temos emprego?

logo esse argumento de que o pobre coitado que passa a vida que nem uma maquina, a carregar em botões e com prensas a rebentar os seus ouvidos é o culpado da crise... é uma manobra de diversão que desvia a atenção para os problemas reais e o criar do bode expiatorio

ahh... o governo e os patrões são excelentes... mas os empregados é que não valem nada e por isso estamos na porcaria

se compararmos o tempo de trabalho efectivo de um politico e de um patrão com o operario que têm de fazer horas extras...vemos quem realmente produz e quando

vemos os salarios vemos quem realmente come

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora