• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Rui Carlos

Livros são melhores que computadores

13 mensagens neste tópico

Um recente estudo apontou que crianças que lêem livros têm melhor desempenho nos estudos que crianças que utilizam computadores. O resultado foi fruto de um teste realizado pelo Ofsted (Office for Standards in Education - Escritório para Padrões em Educação) em cerca de 6 mil escolas primárias na Inglaterra.

O estudo apontou que 100 libras (US$ 188) gastas em livros inspiram uma criança a aumentar 1,5% seus resultados em testes de QI, enquanto a mesma quantia investida em equipamentos para o computador, aumentará os resultados em apenas cerca de 0,72%. De acordo com o site The Register, a verba anual destinada a livros está cada vez menor nas escolas primárias.

[...]

fonte: http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1041401-EI4801,00.html

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É bem possível.

Mas podemos por livros no computador e não computadores nos livros  :P

Por um lado gosto de ter algo material, que possa transportar facilmente para todo o lado, não necessite de ser alimentado por corrente eléctrica, etc. Mas por outro gosto de pesquisar na Internet (com preços muito menos elevados do que comprar livros) e tirar informações acerca daquilo que realmente me interessa e não comprar um livro por causa de um assunto em concreto e levar com uma data de "lixo" pelo meio.  :hmm:

Dá que pensar.

Cumps,

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas quem é que com 100£ consegue comprar algum computador :P

Se fossemos comparar 1000€ de livros e 1000€ de computadores acho que já seria mais realista...

Apesar de nos livros o universo ser "limitado" e nos computadores + Internet ilimitado, 1000€ de livros serviriam muito mais que um computador :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

não penso que nenhum tire o lugar a outro.

Ler é importante.. qq pessoa precisa de ler... se nao fizer isso ficaré ignorante toda  a vida.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Há computadores que custam 100 $US, são computadores especiais desenvolvidos para projectos humanitários, entre outras coisas, correm GNU/Linux (a Red Hat foi escolhida como fornecedor do sistema operativo), têm chips wifi, ecrãs de muito baixo consumo (mas de qualidade), forma de abastecer sem electricidade (manivelas e pedais), etc... É um projecto muito interessante.

Livros e computadores são coisas diferentes. Livros são simplesmente fontes de conhecimento, computadores são ferramentas de trabalho.

A maior parte das pessoas não sabe usar computadores para trabalhar, por isso algumas das conclusões do estudo não me espantam.

Os testes de QI são altamente discutiveis. Como sabem todos os que estudaram alguma coisa de Psicologia.

Não percebo também porquê confrontar livros com computadores, quando uma das coisas que os computadores fazem é dar acesso a livros. Facilitando a sua disponibilização, e a sua consulta rápida.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É perfeitamente natural, os livros contem informaçao, os computadires permitem praticar e evoluir com a informação que se tem...

O óbvio, e por isso é que acho esse estudo estupido, é ter os dois.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É perfeitamente natural, os livros contem informaçao, os computadires permitem praticar e evoluir com a informação que se tem...

O óbvio, e por isso é que acho esse estudo estupido, é ter os dois.

não me parece que estudo seja estúpido.

Porquê?

porque há uma tendêndicia para se investir sobretudo em material informático, e temos-nos esquecido dos livros. o que este estudo pretende dizer, não será talvez que apenas devemos investir em livros, mas sim que também é preciso investir em livros.

e basta olharmos para o caso português, passamos a vida a ouvir os governantes a dizer que vamos ter computadores em todas as escolas, que vamos ter internet em todas as escolas, etc. mas raramente ouvimos dizer que vamos ter mais livros nas escolas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É perfeitamente natural, os livros contem informaçao, os computadires permitem praticar e evoluir com a informação que se tem...

O óbvio, e por isso é que acho esse estudo estupido, é ter os dois.

não me parece que estudo seja estúpido.

Porquê?

porque há uma tendêndicia para se investir sobretudo em material informático, e temos-nos esquecido dos livros. o que este estudo pretende dizer, não será talvez que apenas devemos investir em livros, mas sim que também é preciso investir em livros.

e basta olharmos para o caso português, passamos a vida a ouvir os governantes a dizer que vamos ter computadores em todas as escolas, que vamos ter internet em todas as escolas, etc. mas raramente ouvimos dizer que vamos ter mais livros nas escolas.

O que é certo é que os computadores são sempre os mesmos nas escolas, embora as pessoas pensem que se renovem... e os livros, mesmo os escolares continuam todos a preços exurbitantes.

Hoje em dia uma pessoa pensa num computador e ainda têm noção que ha peças que têm de ser caras pela sua complexidade na construcção, quanto a livros continuam caros e já se fazem ha milhões de anos, lógico que as pessoas optam pela ferramenta que dentro dos preços permite uma aprendizagem melhor e mais facilitada.

E depois é a lei humana, se posso pesquisar uma palavra e encontrar a resposta porque hei de ir ao dicionário à procura, é simples perda de tempo.

É claro que ha defensores dos livros e sempre irão haver, e os livros não desaparecem tão depressa, e de ha 2 ou 3 anos para cá a industria dos livros subiu muito outra vez, pois já voltamos a ver montes de pessoas com livros em baixo do braço, mas temos que aceitar o futuro e se podemos juntar o útil ao agradável, metemos livros nos computadores. o que torna bastante mais prática a sua utilização. Nunca li um livro completo, não sei porquê mas excepto livros infantis nunca li um livro (material) completo. Quanto a eBooks já devo ter lido alguns milhões...

É tudo uma questão de escolha e não me venham dizer que somos mais cultos por ler-mos livros em papel porque é mentira conheço muito boa gente que farta-se de ler e não sabe metade do que eu sei, mas também conheço pessoas que lêm mais que eu e sabem mais em diversas areas..

Considero este estudo, estupido como muitos outros pois em vez de usarem o dinheiro destes estudos para fins mais interessantes utilizam-nos para constatar factos que já se sabem ha muito tempo, ou seja os livros estão a reduzir em relação aos computadores, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra por isso é estupido, é o mesmo que comparar fogões a micro-ondas, uns servem para cozer outros para aquecer é parecido mas não igual.

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

um computador dá-nos muito mais do que um livro, para além dos texto/imagens que temos nos livros, podemos ter videos, músicas e outro tipo de animações.

mas isto tem vantagens e desvantagens, a vantagem é que facilita a aprendizagem, a desvantagem é que não temos que pensar tanto. quando lemos um livro é a nossa imaginação que tem que criar os cenários, imaginar como serão as personagens, etc. o que certamente ajuda ao desenvolvimento da nossa capacidade intelectual.

é claro que quando falámos de livro técnicos, se calhar este argumento já não é válido.

o estudo alerta para o facto de estar a haver um decréscimo no investimento em livros, e se é verdade que os livros não substituem os computadores, não será menos verdade que os computadores não substituem os livros, deve haver um equilibrio entre os dois.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

e basta olharmos para o caso português, passamos a vida a ouvir os governantes a dizer que vamos ter computadores em todas as escolas, que vamos ter internet em todas as escolas, etc. mas raramente ouvimos dizer que vamos ter mais livros nas escolas.

Ter acesso à Internet é ter acesso a livros e a conhecimento e cultura em outros formatos que não o livro.

Por exemplo existem sites como a wikipedia, existem bibliotecas digitais, etc...

O Livro é um formato. E o que precisamos é de aceder a conteúdos indepentemente do formato. E ter computadores com acesso à Internet é uma forma barata e escalável de aceder a conteúdos.

O que é certo é que os computadores são sempre os mesmos nas escolas, embora as pessoas pensem que se renovem...

Não são. O que se passa é que a renovação é sempre tão pequena que na maior parte das escolas não se faz sentir.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

um computador dá-nos muito mais do que um livro, para além dos texto/imagens que temos nos livros, podemos ter videos, músicas e outro tipo de animações.

mas isto tem vantagens e desvantagens, a vantagem é que facilita a aprendizagem, a desvantagem é que não temos que pensar tanto. quando lemos um livro é a nossa imaginação que tem que criar os cenários, imaginar como serão as personagens, etc. o que certamente ajuda ao desenvolvimento da nossa capacidade intelectual.

é claro que quando falámos de livro técnicos, se calhar este argumento já não é válido.

o estudo alerta para o facto de estar a haver um decréscimo no investimento em livros, e se é verdade que os livros não substituem os computadores, não será menos verdade que os computadores não substituem os livros, deve haver um equilibrio entre os dois.

True, só acho que este tipo de estudos é um desperdício de dinheiro porque toda a gente já constatou esses factos.

Eu falo destes estudos em geral, porque tenho visto estudos que não lembram a ninguem, como aquele que diz que os portuguêses são cada vez mais assaltados, ou o outro que diz que a crise está cada vez maior. São estudos que só servem para dizer o que nós já sabemos e as coisas com que nós já andamos a refilar ha anos..

Quando falaste nos livros promoverem o factor imaginação, para isso existem os eBooks, se leres um eBook não deixas de ler um livro, apenas não é em papel e é até mais barato (no caso dos pagos)... O grande problema não é os compradores é o preço, é como o factor CD's originais e DVD's originais, na inglaterra não sei como é mas cá os manuais escolares todos juntos chegam a custar 250 €, o que implica que as familias mais desfavorecidas andem a trabalhar especificamente para comprar livros.

Agora pergunto-te o que achas mais importante, a alimentação de uma família ou a cultura a preços altos.

Como já reparaste não estou a comparar livros a computadores só acho que eles estão a desculpar a diminuição da compra de livros com a existência de material informático quando na verdade os preços são a verdadeira causa da falta de vendas de livros.

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
O Livro é um formato. E o que precisamos é de aceder a conteúdos indepentemente do formato. E ter computadores com acesso à Internet é uma forma barata e escalável de aceder a conteúdos.

não estou totalmente de acordo.

um professor (de informática) que eu tive dizia-me à algum tempo atrás que não gostava de utilizar dicionários "electrónicos", pois quando usamos um dicionário em papel, ao procurarmos uma palavra acabamos por olhar para outras que, por curiosidade, vamos também querer saber o significado. isto não acontece com os dicionários electrónicos, em que apenas introduzimos uma palavra e é-nos mostrado logo o significado...

Como já reparaste não estou a comparar livros a computadores só acho que eles estão a desculpar a diminuição da compra de livros com a existência de material informático quando na verdade os preços são a verdadeira causa da falta de vendas de livros.

a alvo deste estudo eram as escolas e não a população em geral (pelo menos, na minha opinião), e não foi uma editora que fez o estudo, mas sim uma instituição ligada à educação. não está a criticar o facto de não se vender livros, mas sim o facto de não se investir em boas bibliotecas (em escolas e como tal públicas, de acesso gratuito às pessoas).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

um professor (de informática) que eu tive dizia-me à algum tempo atrás que não gostava de utilizar dicionários "electrónicos", pois quando usamos um dicionário em papel, ao procurarmos uma palavra acabamos por olhar para outras que, por curiosidade, vamos também querer saber o significado. isto não acontece com os dicionários electrónicos, em que apenas introduzimos uma palavra e é-nos mostrado logo o significado...

Deixa-me discordar. Os dicionários electrónicos também podem dar várias resposta de acordo com a relevância e de acordo com erros de escrita comums. Para além disso, por exemplo, eu não faço isso que o teu professor diz.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora