• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

herakty

O Factor Armando Vara

16 mensagens neste tópico

Introdução minha ao Artigo de Miguel de Sousa Tavares sobre o senhor Armando Vara... o nada que se tornou tudo.

vou comentar este artigo que vou postar depois e que têm algo de extraordinario... vara  :thumbdown: acusa Tavares de de ofender o seu bom nome... hehehe.. mas cmo é que alguem tira um mestrado antes da licenciatura pode ter bom nome? faz lembrar cenas à socrates... e é mesmo... até falsificam as suas identificações e credenciais

Dados oficiais do BCP

Formação: 2005 - Licenciatura em Relações Internacionais (UNI)

                  2004 - Pós-Graduação em Gestão Empresarial (ISCTE)

http://www.millenniumbcp.pt/pubs/pt/grupobcp/quemsomos/orgaossociais//article.jhtml?articleID=217516

Sousa Tavares

Extraordinário... CV de fazer inveja a qualquer gestor de topo, que nunca tenha perdido tempo em tachos e no PS ! Conseguiu tirar uma Pós-graduação ANTES da licenciatura... Ou a pós-graduação não era pós-graduação ou foi tirada com o mesmo professor da licenciatura, dele e do Eng. Sócrates...  e viva o BCP e o seu "bom nome" !!!

depois deste post e neste mesmo topico, vou apresentar a versão de Miguel Tavares, que está mesmo excelente e mostra muito do que eu tenho defendido e falado e a podridão do nosso sistema politico, que infelizmente está se a alastrar a todo o lado e a conquistar os sectores mais importantes da nação, como a banca

vou criar dois posts no mesmo topico para nao gerar tanta confusão e porque isto tocame particularmente, porque trabalhei na segurança informatica do BCP e admiro muito o senhor Jardim Gonçalves, que não é um santo, mas pelo menos criou muita riqueza e ficou com uma parte, que para mim merecida... e trouxe muita riqueza pra o pais...permitiu que o país tivesse um grande banco internacional e como foi o criador fundador têm "direitos" próprios e teve grandes negócios que troxeram guito para PT

Mas claro que condeno "certas questões" como a ligação "ilhas caimão"... acreditam que para nós era tão normal fazermos "operações técnicas de informática" nas ilhas caimão que não tinhamos a verdadeira noção do crime que estavamos a praticar... quando algo é tão normal no nosso dia a dia... mas condeno tudo isso apesar de admirar bastante o senhor Jardim Goncaçalves (um dos ultimos senhores portugueses)

devem estar a levantar as mãos à cabeça a pensar "este gajo fala mal da banca e agora diz isto?"... isto foi a minha parte sentimental, porque a minha parte racional condena certos actos e operações... mas acho que a banca com um certo nivel de "maldade" até nem é mt má e traz coisas boas.. para mim o principal problema é este caos recente devido à desregularização, ao sistema de emissão e valorização de moeda (FIAT Money) segundo bancos mundiais e reservas federais que tanto nos prejudicam e fazem com que o povão perca milhões num unico dia e a produção seja desvalorizada, pois a base do valor não é algo real ou produzido mas algo especulado segundo interesses obscuros (organizações controladas por grandes entidades privadas), produtos tóxicos, fraudes, falsificação de documentos enganando os clientes... e abuso de poder em relação ao poder politico

há uma nova relação entre a banca e o poder politico que não havia nessa altura. até eram inimigos... tive a opurtunidade unica de falar com o senhor Jardim Goncalves e ele dizia bem claro... politica é podridão.. não criam e só retiram... havia na altura um equilibrio entre duas grandes forças nacionais. a Opus Dei (fação de jardim e grande familias historicas, muitas da banca) e a Maçonaria (é publica apesar de ilegal "não pode haver organização de pessoas que operem contra o bem nacional".. podem ir ao bairro alto e ver varios "locais" da maçonaria, identificados como tal... não sei é se entram lá :))

os novos casos de corrupção como o BES, que paga a partidos como CDS para "autorizar" projectos e tal... o grande caso de Troia que destrui-o um bem publico e agora é apenas acessivel a sacorzis e hiper ricos... em adolescente passei lá momentos maravilhosos

o facto de o governos repor fundos perdidos pela banca,

o facto de a banca ter beneficios fiscais... quem mais riqueza gera é quem menos paga... conhecem essa lei? a banca têm um regime excepcional de impostos onde pagam menos que todos os outros negocios... porque será? como terão conseguido essa lei?

dizia que estava lá quando o BCP foi tomado de assalto pelas facções partidárias... vivi isso de dentro e só sai do millennium, que foi uma das mais incriveis experiecias profissionais que tive e onde vesti mesmo a camisa, pois acreditava mesmo nas metodologias do senhor Jardim, por causa dessa situação, da tomada de assalto do banco pelo poder politico... e rapidamente vimos tudo ser alterado... o bancario (empregado) perdeu todos os seus direitos e começamos a ser tratados como "apenas mais um"... pessoas sem qualquer experiencia area (vejam no proximo post o curriculo do vara) a gerirem algo tao complexo como um banco...pahh.. se vos disser que as ATM (mulitbancos do BCP) tiverem meses sem proteção anti-virus e não só, por indecião e por terem contratado gestoras de projecto recem licenciadas em tudo menos informatica e não percebiam o que nós diziamos... cometeram-se tantos erros que não suportei viver aquilo e sai

mas antes disso e num belo dia de trabalho la estavamos nós nas secretárias e ouvimos assim "alto... ninguem se mexa, policia judiciaria".. ops.. de onde é que eu conheço esse "som" :D

foi a tal rusga que levou a um processo onde se considerou que o BCP operava ilegalmente e como tal foi "SACADO", "ROUBADO" pelo poder politico. escolham a palavra que melhor apresente o facto de alguem retirar ao proprio dono o seu bem... algo ao estilo de 25 de abril

foram escolhidas figuras leais do partido (vejam o Vara) e conquistaram (antigamente era com espadas, agora com jogadas politicas) para os lugares de poder

supostamente para "travarem" as ilegalidades que estavam a ser cometidas. e são eles mesmo que não só continuam essas como ainda trazem novas... o Jardim Gonçalves nunca faria acordos desses com um sucateiro...

a passagam do BCP dos donos para os politicos foi asssim... voçe é o dono, mas nós temos mais força (serem mais e a opus dei "facção de Jardim" estar a viver momentos difcieis e os politicos/maçons estarem em alta) e como tal dizemos que voçes estão mal e nós bem e nesse sentido retiramos a propriedade do BCP aos donos (isto do dono numa instituição destas é comlplexo... mas o senhor jardim era o fundador e principal accionista e os seus administradores eram os que o ajudaram a erguer esse imperio que tanto trouxe a PT)

NOTA: Os maços devem em primeiro lugar obediencia À maçonaria... há maçons em varios partidos... entendem este ponto? admito que a opus dei têm o mesmo problema e condeno ambas as organizações... a forma como estão a fazer as coisas é que me faz ter sentimentos ainda mais revoltantes contra os politicos/maçons... pesquisem na net sobre

resumo:

o BCP era dominado pela facção "Opus Dei" e de repente foi "desviada"/"Roubada" para a fação "Politico/Maçonaria"... para mim isto é extremamente grave... foi mau a antiga admin cometer crimes como fuga fiscal pelas caimão.. MAS ACHO MUITO PIOR, EXTREMAMENTE MUITO PIOR, figuras de responsabilidade publica, e que usaram argumentos como "vamos lá para limpar a casa e terminar aqueles crimes", estão sob juramento de bandeira, não só continuam os crimes como CRIAM NOVOS ESQUEMAS E CRIMES... e tão mesquinhos que são com estes crimes de corrupção de sucata...

qualquer dia traficam extrume... isto é... traficam-se a eles proprios :)

Argumento:

Que o BCP estava a cometer irregularidades e como qualquer criminoso apanhado em crime será destituido dos bens adquiridos pelo crime, e os mesmos passam para os estado, diga-se partido politico no governo

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O Factor Vara"... autoria de Miguel Sousa Tavares e apenas copiei e colei

Segunda-feira, 16 de Fev. de 2009/

Toda a 'carreira', se assim lhe podemos chamar, de Armando Vara, é uma história que, quando não possa ser explicada pelo mérito (o que,  aparentemente, é regra), tem de ser levada à conta da sorte. Uma sorte extraordinária. Teve a sorte de, ainda bem novo, ter sentido uma irresistível vocação de militante socialista, que para sempre lhe mudaria o destino traçado de humilde empregado bancário da CGD lá na terra. Teve o mérito de ter dedicado vinte anos da sua vida ao exaltante trabalho político no PS, cimentando um currículo de que, todavia, a nação não conhece, em tantos anos de deputado ou dirigente político, acto, ideia ou obra que fique na memória.

Culminou tão profícua carreira com o prestigiado cargo de ministro da Administração Interna - em cuja pasta congeminou a genial ideia de transformar as directorias e as próprias funções do Ministério em Fundações, de direito privado e dinheiros públicos. Um ovo de Colombo que, como seria fácil de prever, conduziria à multiplicação de despesa e de "tachos" a distribuir pela "gente de bem" do costume. Injustamente, a ideia causou escândalo público, motivou a irritação de Jorge Sampaio e forçou Guterres a dispensar os seus dedicados serviços. E assim acabou - "voluntariamente", como diz o próprio - a sua fase de dedicação à causa pública.

Emergiu, vinte anos depois, no seu guardado lugar de funcionário da CGD, mas agora promovido por antiguidade ao lugar de director, com a misteriosa pasta da "segurança". E assim se manteve um par de anos, até aparecer também subitamente licenciado em Relações Qualquer Coisa por uma também súbita Universidade, entretanto fechada por ostensiva fraude académica. Poucos dias após a obtenção do "canudo", o agora dr. Armado Vara viu-se promovido - por mérito, certamente, e por nomeação política, inevitavelmente - ao lugar de administrador da CGD: assim nasceu um banqueiro. Mas a sua sorte não acabou aí: ainda não tinha aquecido o lugar no banco público, e rebentava a barraca do BCP, proporcionando ao Governo socialista a extraordinária oportunidade de domesticar o maior banco privado do país, sem sequer ter de o nacionalizar, limitando-se a nomear os seus escolhidos para a administração, em lugar dos desacreditados administradores de "sucesso". A escolha caiu em Santos Ferreira, presidente da CGD, que para lá levou dois homens de confiança sua, entre os quais o sortudo dr. Vara. E, para que o PSD acalmasse a sua fúria, Sócrates deu-lhes a presidência da CGD e assim a meteórica ascensão do dr. Vara na banca nacional acabou por ser assumida com um sorriso e um tom "leve".

Podia ter acabado aí a sorte do homem, mas não. E, desta vez, sem que ele tenha sido tido ou achado, por pura sorte, descobriu-se que, mesmo depois de ter saído da CGD, conseguiu ser promovido ao escalão máximo de vencimento, no qual vencerá a sua tão merecida reforma, a seu tempo. Porque, como explicou fonte da "instituição" ao jornal "Público", é prática comum do "grupo" promover todos os seus administradores-quadros ao escalão máximo quando deixam de lá trabalhar. Fico feliz por saber que o banco público, onde os contribuintes injectaram nos últimos seis meses mil milhões de euros para, entre outros coisas, cobrir os riscos do dinheiro emprestado ao sr. comendador Berardo para ele lançar um raide sobre o BCP, onde se pratica actualmente o maior spread no crédito à habitação, tem uma política tão generosa de recompensa aos seus administradores - mesmo que por lá não tenham passado mais do que um par de anos. Ah, se todas as empresas, públicas e privadas, fossem assim, isto seria verdadeiramente o paraíso dos trabalhadores!

Eu bem tento sorrir apenas e encarar estas coisas de forma leve. Mas o 'factor Vara' deixa-me vagamente deprimido. Penso em tantos e tantos jovens com carreiras académicas de mérito e esforço, cujos pais se mataram a trabalhar para lhes pagar estudos e que hoje concorrem a lugares de carteiros nos CTT ou de vendedores porta a porta e, não sei porquê, sinto-me deprimido. Este país não é para todos.

P.S. - Para que as coisas fiquem claras, informo que o sr. (ou dr.) Armando Vara tem a correr contra mim uma acção cível em que me pede 250 000 euros de indemnização por "ofensas ao seu bom nome". Porque, algures, eu disse o seguinte: "Quando entra em cena Armando Vara, fico logo desconfiado por princípio, porque há muitas coisas no passado político dele de que sou altamente crítico". Aparentemente, o queixoso pensa que por "passado político" eu quis insinuar outras coisas, que a sua consciência ou o seu invocado "bom nome" lhe sugerem. Eu sei que o Código Civil diz que todos têm direito ao bom nome e que o bom nome se presume. Mas eu cá continuo a acreditar noutros valores: o bom nome, para mim, não se presume, não se apregoa, não se compra, nem se fabrica em série - ou se tem ou não se tem. O tribunal dirá, mas, até lá e mesmo depois disso, não estou cativo do "bom nome" do sr. Armando Vara. Era o que faltava!

Acabei de confirmar no site e está lá, no site institucional do BCP.  Vejam bem os anos de licenciatura e de pós-graduação!!!!!  : 

Armando António Martins Vara 

Dados pessoais:   

Data de nascimento: 27 de Março de 1954   

Naturalidade: Vinhais - Bragança   

Nacionalidade: Portuguesa   

Cargo: Vice-Presidente do Conselho de Administração Executivo   

Início de Funções: 16 de Janeiro de 2008   

Mandato em Curso: 2008/2010   

Formação e experiência Académica   

Formação: 2005 - Licenciatura em Relações Internacionais (UNI)

                  2004 - Pós-Graduação em Gestão Empresarial (ISCTE)

http://www.millenniumbcp.pt/pubs/pt/grupobcp/quemsomos/orgaossociais//article.jhtml?articleID=217516

Extraordinário... CV de fazer inveja a qualquer gestor de topo, que nunca tenha perdido tempo em tachos e no PS ! Conseguiu tirar uma Pós-graduação ANTES da licenciatura... Ou a pós-graduação não era pós-graduação ou foi tirada com o mesmo professor da licenciatura, dele e do Eng. Sócrates...  e viva o BCP e o seu "bom nome" !!!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

site do BCP em baixo.... por causa desta "barraca" do Vara...

h3h3h3h3h... correu o email por ai onde estava o link oficial do vara no BCP e oficialmente tinha o mestrado em 2004 e licenciatura em 2005

h3h3h3h3h3h3h... geroiu tanta curiosidade nas pessoas qeu o site foi abaixo

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Caso não saibas é possível fazer um mestrado ou uma pos-graduação sem ter licenciatura, isto se o currículo profissional assim o justifique.

Por isso não sei qual é o espanto.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Caso não saibas é possível fazer um mestrado ou uma pos-graduação sem ter licenciatura, isto se o currículo profissional assim o justifique.

Por isso não sei qual é o espanto.

Não sabia que é possível, mas não faz sentido nenhum. Ora vê a origem da palavra: http://www.priberam.pt/dlpo/firefox.aspx?pal=gradua%E7%E3o

graduação » Acto de graduar

graduar » Tomar grau universitário.

pós » ...

Mesmo sem o nome, não acho que faça sentido. É saltar "passos" à partida essenciais. Se é assim tão bom, se tem um currículo tão bom, faz facilmente a licenciatura.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Da mesma forma que o José Mourinho tem um doutoramento em desporto atribuído pela universidade (se não me engano de évora).

Apesar que no caso dele não sei se tem ou não o mestrado (duvido), mas não é de todo obrigatório.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isso é diferente Warrior. O doutoramentos Honoris Causa (que acho que é o caso do Mourinho) podem ser atribuídos a quem quer que seja.

Um mestrado é diferente. Tens que ter uma licenciatura. Vem em Diário da República.

Já uma pós-graduação, não deve poder ser frequentada a par com a licenciatura a meu ver. O que ele deve ter mesmo é uma especialização, e chamaram-lhe pós-graduação porque está na moda.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Caso não saibas é possível fazer um mestrado ou uma pos-graduação sem ter licenciatura, isto se o currículo profissional assim o justifique.

Por isso não sei qual é o espanto.

esta deixou me pasmo.. é incrivel que depois de tanta vez ficar impressionado e pensar que estou sempre a ouvir a coisa mais incrivel.. ainda lemos coisas mais incriveis.. mas sou sempre eu que vou confirmar nas legislações? porque naõ fazem o mesmo todos?

se tivessem opurtunidade de ver o artigo de Miguel Sousa Tavares, que para afirmar nos media isso foi confirmar.. .digo, se ele afirma publicamente...

mas ele não é deus e pode falhar então vamos à legislação e como muitas pessoas aqui falam apeas por instinto e escrevem logo o que lhes vêm à cabeça eu vou seguir o que já fiz varias vez, que é o metodo cientifico empiros (algo que deveria ser natural num forum tecnico).. que é confirmar na legislação mas uma vez.. em diversas situações neste forum tive de o fazer e claro.. confirma-se porque tenho muito cuidado em confirmar o que digo, pois sei que há aqui mt gente sempre a tentar apanhar alguam falha, como foi o caso..

portantos pesquisando na lei o que vemos é que é obvio... senao porque passar os niveis todos? então se fosse assim porque não ir da 1º calsse pro 12 e depois pro mestrado? nos anos do meio ia-se para a praia e tal... ele há com cada cena

Decreto lei 216-92.

Artigo 6. º Habilitação de acesso

1 – A candidatura à inscrição num mestrado está condicionada à titularidade do grau de licenciado, com a

classificação mínima de 14 valores.

2 – Excepcionalmente, após apreciação curricular a realizar pelo órgão competente da instituição de ensino superior,

podem ser admitidos à candidatura à inscrição licenciados com classificação inferior a 14 valores.

http://intranet.uminho.pt/Arquivo/Legislacao/GrausAcademicos/DL216-92.PDF

da legislação que legisla os mestrados (pois o mestrado é algo oficial e não um qualquer curso tirado numa qualquer empresa de formação

Art. 3.º - 1 - Poderão inscrever-se nos cursos conducentes à obtenção do mestrado os licenciados por instituições de ensino superior portuguesas ou estrangeiras, estes desde que tenham obtido a respectiva equivalência nos termos legais.

http://pt.legislacao.org/primeira-serie/decreto-lei-n-o-263-80-mestrado-grau-cursos-dissertacao-62888

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O Armando Vara é dos casos de maior sucesso em Portugal! Começou como empregado de balcão na CGD (?) de Vinhais e acaba como vice-presidente do BCP, tendo ainda a possibilidade de passar por Ministro da Administração Interna! Um exemplo a seguir, o homem é um colosso!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
O Armando Vara é dos casos de maior sucesso em Portugal! Começou como empregado de balcão na CGD (?) de Vinhais e acaba como vice-presidente do BCP, tendo ainda a possibilidade de passar por Ministro da Administração Interna! Um exemplo a seguir, o homem é um colosso!

antes demais estamos a ofender homens que foram mesmo colossos (alexandre o grande, ramses II, hatchepsut (uma mulher que foi faraho na era de ouro do antigo egipto, Salazar (nestes falo a serio, quem me acompanha desde o inicio, sabe que respeito o antigo imperio egipcio de forma sagrada e salazar como heroi nacional e acho mesmo que foram colossos...mas claro que aqui no caso do vara é uma piada...

e já agora, segundo esta linha de colossos anedota (há varios tipos de colossos e carreiras de colossos), apresento alguns que subiram assim tão vertiginosamente

- Hilter. cabo na 1º guerra (cabo na tropa é o 2º mais baixo e só o soldado raso está abaixo)... acabou como Imperador do 2 Reich

- Stalin - Começou como ladrão de segunda (nem ai tinha prestigio) e assassino do mais fraco que há (tb ai não tinha gande jeito)... digo falta de jeito que foi logo preso e foi para a siberia como prisioneiro

Estraordinario... para o stalin ir para a siberia foi a melhor experiecia para o seu curriculo, pois na revolução precisavam de assassinos, particularmente crueis para matar mulhers, crianças, etc

A experiencia nas prisões da siberia é que lhe fizeram contactar e aderir ao grupo de soldados que combatarem contra a policia imperial

dizia... stalin começou como um dos mais reles cidadões e acabou como um dos homens mais poderosos da historia da humanidade

- Nero - Nasceu defeciente mental e chegou a imperador do maior imperio

são tantos os casos destes que...

(estou tambem a entrar no humor como é obvio)

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

esta deixou me pasmo.. é incrivel que depois de tanta vez ficar impressionado e pensar que estou sempre a ouvir a coisa mais incrivel.. ainda lemos coisas mais incriveis.. mas sou sempre eu que vou confirmar nas legislações? porque naõ fazem o mesmo todos?

se tivessem opurtunidade de ver o artigo de Miguel Sousa Tavares, que para afirmar nos media isso foi confirmar.. .digo, se ele afirma publicamente...

mas ele não é deus e pode falhar então vamos à legislação e como muitas pessoas aqui falam apeas por instinto e escrevem logo o que lhes vêm à cabeça eu vou seguir o que já fiz varias vez, que é o metodo cientifico empiros (algo que deveria ser natural num forum tecnico).. que é confirmar na legislação mas uma vez.. em diversas situações neste forum tive de o fazer e claro.. confirma-se porque tenho muito cuidado em confirmar o que digo, pois sei que há aqui mt gente sempre a tentar apanhar alguam falha, como foi o caso..

portantos pesquisando na lei o que vemos é que é obvio... senao porque passar os niveis todos? então se fosse assim porque não ir da 1º calsse pro 12 e depois pro mestrado? nos anos do meio ia-se para a praia e tal... ele há com cada cena

Decreto lei 216-92.

http://intranet.uminho.pt/Arquivo/Legislacao/GrausAcademicos/DL216-92.PDF

da legislação que legisla os mestrados (pois o mestrado é algo oficial e não um qualquer curso tirado numa qualquer empresa de formação

http://pt.legislacao.org/primeira-serie/decreto-lei-n-o-263-80-mestrado-grau-cursos-dissertacao-62888

teckV

Caro amigo, podia aqui responder-te na mesma moeda mas não o vou fazer por respeito aos outros utilizadores e vou ser mais directo.

Tu que es o mestre da pesquisas com fundamento, por acaso reparaste na data do decreto de lei que deste de exemplo?

Por acaso sabias que há cerca de uns 5/6 anos houve uma profunda remodelação no ensino superior? Ou o teu relógio parou antes disso?

Neste momento estou a tirar um mestrado e lembro-me de ler mais do que 10 vezes o regulamento, que dizia, e passo a citar:

2 - Nos termos do art.º 17º do Decreto-Lei 74/2006 podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos

conducentes ao grau de Mestre:

a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;

:D Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de

estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha por um Estado aderente a este

Processo;

c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os

objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico da Escola;

d) Detentores de um currículo escolar, científico e profissional, que seja reconhecido como atestando

capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico da Escola;

Sei que pelo menos uma pessoa usou esse tópico para entrar no meu mestrado o ano passado no meu estabelecimento, este ano não sei.

Por isso caro amigo, guarda o teu instinto para outros, porque para mim não serve.

Já agora, antes de escrever alguma coisa confirma as legislações mais actuais (e não as de há 20 anos atrás) em fontes credíveis o que vais escrever, senão pode-te acontecer como neste post em que tanto quiseste dar lições de moral e no fim... :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

antes demais falas de um decreto de 2006 e pelo curriculo do Armando vara ele tirou mestrado em 2004...mas mesmo assim agradeço-te bastante

Condições de Acesso a Mestrados:

De acordo com o artigo 7º do Regulamento do Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre pela Universidade de Évora, podem candidatar-se ao ciclo de estudos:

1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal

é a loucura total e mais razão dá há forma como este país funca... e mais razão dá... PARA QUE É QUE ALGUEM VAI TIRAR UM CURSO SUPERIOR... se pode chegar ao pé do pai que é admin de um empresa e assina um certificado de competencias a dizer "O meu filho, apesar de não ter estudado e não haver forma LEGAL de comprovar os seus conhecimentos, eu digo que ELE TÊM equivalencia a uma licenciatura"

quem é licenseado devia-se revoltar contra isto.. eu nunca pretendi equivalencia e apenas pretendi ser tratado da mesma forma

agora... alguem que apenas por ter cunhas (que bases legais sao usadas para dizer que têm competencias de lincenseado? como isso funciona?) ou paga a um corrupto e fica logo com o curso superior

então porque razao se vai para uma universidade

agora a sério... sabes o que tenho de fazer para ficar já licenseado? tenho cerca de 15 anos como tecnico superior de informatica em diversas areas, comprovando-se pelo meu IRS...o que tenho de fazer para ficar licenseado, sem ter PERDIDO 5 ANOS numa universidade?

isto é lindo... a sério.. eu sou completamente contra as burocracias e sou pela meritocracia e não tenho duvidas dos meus conhecimentos...

agora é que vou BRINCAR com os "não sei como chamar a quem vai a uma univ nos dias de hoje, já que nãoi é preciso" com os universitarios

é a loucura total... mas por acaso eu concordo que se deve avaliar alguem pelo seu merito e não por papeis

o problema é que isto tb é apenas papel

tou pasmo... não sabia que se tinha ido tão longe e reconheço desde já o meu erro por pensar que ainda havia um pouco de senso neste pais...peço perdão por isso

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

bêm, estou numa empresa com consultores em diversas especialidades... imediatamente fiz uma festa a gozar com eles todos... "hh33h foram para a univ e não server de nada" e tal

imediatamente se levarantaram uma serie de especialistas e me "corrigiram" e obviamente não é assim como o Hipnoted diz, pois o que se passa é que é preciso ser-se reconhecido por uma entidade competente, univ, atraves de exames que no fundo são uma licenciatura como já existe há muito tempo e que se chama ad hoc (ou algo assim do genero, que é alguem apenas fazer exames para tirar a licenciatura, muito usado por trabalhadores)... nada de novo e é preciso certificar-se como licenseado (equivalencia como por exemplo equivalencia por univs estrangeiras)

De acordo com o artigo 17º do Decreto-lei nº. 74/2006, de 24 de Março, podem candidatar-se ao acesso aos ciclos de estudos conducente ao grau de mestre:

a. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;

b. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um estado aderente a este processo;

c. Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;

d. Detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando a capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

mas como nao sou especialista nessa area não opino

o importante é que quando o armando vara diz ter tirado o mestrado foi antes desse decreto de lei, portantos... burlou

e se lerem o que é importante neste topico, que é a carreira louca de armando vara verão que o importante neste topico é aquilo que todos ouvimos em voz alta como "JOBS FOR THE BOIS".... até me enganei e ficou giro. corrigi agora.. queria dizer BOYS e parece que o destino quiz que eu disses "BOIS"... mistico no minimo

este é um do piores problemas do pais e t~em varia consequencias negativas... impede os competentes de ir para cargos importantes e fazerem um bom trabalho, faz com que haja ligações de favores "dei-te o cargo agora faz o que eu quero ou tiro te o cargo"... é por isso que defendo o sistema de meritocracia, baseado no mérito e trabalho comprovado...

isto é... dase cargos não a quem é competente mas a quem que se compromete a "ajudar" na facilitação de negócios

basta ver o processo "Face Oculta" para se perceber do que estamos a falar

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

bêm, estou numa empresa com consultores em diversas especialidades... imediatamente fiz uma festa a gozar com eles todos... "hh33h foram para a univ e não server de nada" e tal

O que é que uma coisa tem a ver com a outra? Lá por se poder tirar um Mestrado quer dizer que não serve de nada tirar uma licenciatura? Tu numa licenciatura aprendes muito mais que conhecimentos técnicos, aliás, numa licenciatura aprendes a estudar, ou seja, tiras uma espécie de certificação em várias matérias para estudar numa certa área. Ou como diz o director do estabelecimento onde tirei o meu curso, "licenciar-se é tirar uma licença para estudar".

Já tive oportunidade de ler alguns posts teus sobre o assunto e sei muito bem que não pensas nada disto, mas discordo plenamente contigo.

imediatamente se levarantaram uma serie de especialistas e me "corrigiram" e obviamente não é assim como o Hipnoted diz, pois o que se passa é que é preciso ser-se reconhecido por uma entidade competente, univ, atraves de exames que no fundo são uma licenciatura como já existe há muito tempo e que se chama ad hoc (ou algo assim do genero, que é alguem apenas fazer exames para tirar a licenciatura, muito usado por trabalhadores)... nada de novo e é preciso certificar-se como licenseado (equivalencia como por exemplo equivalencia por univs estrangeiras)

Não é assim tão difícil quanto dizes. A pessoa que conheço não teve esses entraves todos que colocas.

Mas até faz sentido esse ponto. Pensa bem, no ensino superior faz-se investigação, normalmente os alunos de mestrado/doutorados investigam para centros de investigação da faculdade. É lógico que é de todo o interesse deles que alguém com 10 ou 15 anos de experiência profissional vá frequentar o Mestrado e realizar uma tese na instituição deles, têm muito a ganhar com isso.

Isto pode parecer um contra-senso com o que disse anteriormente mas não o é, eu por exemplo se fosse hoje voltava a tirar um curso superior, porque sei que se fosse logo trabalhar não iria ter a mesma experiência de vida que me permitiu chegar ao mercado de trabalho sem medo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Só um pormenor, no CV dele tem lá pós-graduação, e não mestrado.

E neste momento até em doutoramentos a Comissão Científica pode aceitar um candidato sem licenciatura.

Pessoalmente acho que a licenciatura da Independente diz muito mais deste senhor, do que o facto de ter tirado uma pós-graduação antes da licenciatura (pois na maior parte dos casos, e em universidades decentes, isto até seria positivo).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora