• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

nokPT

Licenças Windows e Máquinas Virtuais

16 mensagens neste tópico

Se calhar é uma pergunta que até nem faz grande sentido, mas como não encontrei resposta EFECTIVA em lado nenhum, aqui vai:

Tenho o Windows XP Pro instalado no meu portátil, pretendo criar uma série de máquinas virtuais (com o VirtualBox) e instalar o Windows XP Pro (obrigatoriedade por parte dos softwares que uso).

A minha pergunta é: Só tenho 1 licença de Windows (alocada ao meu PC), posso criar as máquinas virtuais com a mesma licença (várias máquinas)? A dúvida é do ponto de vista legal e não técnico, claro.

Já li várias opiniões, sim porque é a mesma máquina física, não porque são máquinas diferentes (física e virtuais).

Alguém sabe a resposta?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boa pergunta!

Vamos por partes, do ponto de vista tecnico aparetentemente estamos completamente esclarecidos. Eu por acaso tenho Open-Licence por isso não me incomoda! Tenho licenças suficientes. Ainda assim depois da tua pergunta fui eu proprio em busca da resposta directamente na fonte.

1. GRANT OF LICENSE. Microsoft grants you the following rights provided that you comply with all terms and conditions of this EULA:

Installation and use. You may install, use, access, display and run one copy of the Product on a single computer, such as a workstation, terminal or other device (“Workstation Computer”). The Product may not be used by more than two (2) processors at any one time on any single Workstation Computer.

Neste caso e tratando-se do EULA do Windows XP não deixa de ter piada. Antes de mais deixa-me esclarecer que a questão colocada aos serviços competentes da Microsoft ficaram de enviar e-mail com a resposta pois "não dispunham da informação de momento".

Eu li a End User Licence Agreement de ponta a fio e o que encontrei foi uma "zona cinzenta" na lei. Ora repara: Inicialmente diz que podes instalar, utilizar, aceder e executar, uma copia do produto num unico computador, seja workstation, terminal ou outro dispositivo ("Workstation Computer"). No mesmo paragrafo a Licença diz: O Produto não pode ser utilizado em mais de 2 dois processadores um unico computador Workstation. Bem isto traduzido e interpretado de forma literal quer dizer que uma vez que tenhas uma licença para o teu PC, e uma licença para Virtual Machine, logo que não executes duas VM's em simultaneo não estarias a violar a lei, isto do ponto de vista literal. Mas fica muito cinzento porque quando foi redigido este EULA não existiam processadores de 4 nucleos.... o que em teoria seria ilegal correr o Windows XP Proficional numa maquina que tivesse um processador Quad-Core :D É uma "falha tecnica".

São muito explicitos sobre ter uma licença por maquina em uso e que não podes usar a mesma licença em duas maquinas simultaneamente. Nesse caso se não correres duas VM's em simultaneo, e a licença que uses nas VM's seja diferente da que usas no computador, não estarias a cometer nenhuma ilicitude. Ainda assim eu vou aguardar a resposta por parte dos serviços de apoio a cliente da Microsoft, a ver o que me dizem para além do que já disseram : "De momento não dispomos da informação, mas entraremos em contacto assim que tenhamos a informação. Agradecemos o seu contacto".

P.S. Se tiveres um open-licence aproveita e usa, ou o action-pack caso se aplique a ti.

Cumprimentos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A minha pergunta é: Só tenho 1 licença de Windows (alocada ao meu PC), posso criar as máquinas virtuais com a mesma licença (várias máquinas)?

Não!

E quanto a zonas cinzentas na lei. O que foi apontado, não é uma zona cinzenta na lei, mas sim na licença. E isso é totalmente diferente.

De qualquer forma essa interpretação da licença é na minha opinião muito arriscada e possivelmente não está correctamente contextualizada (em parte por culpa da linguagem utilizada na licença).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Concordo que possa ser um erro na linguagem utilizada na licença e não uma "zona cinzenta" mas que deixa duvidas deixa!

Ainda assim o meu conselho é "não arriscar". Quando fiz a certificação Microsoft reparei que utilizamos varias instalações em VM's, e questionei o formador sobre o tema, ao que ele sumariamente respondeu "aqui podem usar, não podem é copiar as VM's e levar com vocês". Nesse aspecto foi claro como agua.

Eu pessoalmente tenho 4 licenças XP para 1 só maquina XP, por isso estou descansado da minha vida! licenças "é aos pacotes". Ainda assim estou a aguardar resposta do apoio a clientes sobre a questão, uma vez que a resposta que me foi remetida esta manha simplesmente diz o que o operador sabia de momento que era "Não disponho dessa informação de momento". Vou aguardar porque também a curiosidade em saber é grande!

No tempo do MS-DOS as licenças e acrescento ainda tenho a minha licença de MS-DOS 6.22, que li ainda à momentos, era tudo mais "transparente", dizia claramente que só poderia ter instalado em 1 e apenas 1 computador, e utilizar apenas 1 instalação do programa de cada vez. Agora o End User License Agreement do Windows XP é BASTANTE diferente. Por isso vou aguardar a resposta. Nos entretantos aconselho a quem tiver a mesma duvida a questionar a Microsoft, e a não arriscar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

...

1. GRANT OF LICENSE. Microsoft grants you the following rights provided that you comply with all terms and conditions of this EULA:

Installation and use. You may install, use, access, display and run one copy of the Product on a single computer, ...

... Inicialmente diz que podes instalar, utilizar, aceder e executar, uma copia do produto num unico computador...

...São muito explicitos sobre ter uma licença por maquina em uso e que não podes usar a mesma licença em duas maquinas simultaneamente...

Não encontrei essa parte de poder usar a mesma licença em várias máquinas desde que não estejam a funcionar em simultâneo.

Acho que como está, o UELA é mais uma questão filosófica do que legal, porque ao ler o texto eu não entendo da mesma maneira:

Diz que só podes ter 1 licença por computador, mas na realidade só tens 1 computador físico, então poderias usar a mesma licença N vezes nesse computador, porque fisicamente só tens 1 computador.

Por outro lado, uma máquina virtual é um computador? Se sim, então serão necessárias N licenças para os N computadores (trabalhem em simultâneo ou não). Na minha opinião (e admito que esteja errada) uma máquina virtual não é um computador, não é uma peça física, não se compra ou vende, não há um documento contabilístico, é virtual. Da mesma maneira (acho que é comparável), para jogar NFS não necessitamos de carta de condução (é virtual), quando matamos alguém num FPS não vamos presos, etc...

... Quando fiz a certificação Microsoft reparei que utilizamos varias instalações em VM's, e questionei o formador sobre o tema, ao que ele sumariamente respondeu "aqui podem usar, não podem é copiar as VM's e levar com vocês". Nesse aspecto foi claro como agua...

Mas aqui é claro, estás a levar 1 licença que não é tua, aqui claramente seria pirataria (ou roubo).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não encontrei essa parte de poder usar a mesma licença em várias máquinas desde que não estejam a funcionar em simultâneo.

Isto constava na antiga licença do MS-DOS 6.22 e foi citado a titulo exemplificativo, nada mais. A licença do Windows XP diz o que lá está explicito, e nada mais. Legalmente temos de nos guiar pela licença do produto adquirido, e suas limitações, inclusive limitações de responsabilidade por parte da produtora do Software.

Mas aqui é claro, estás a levar 1 licença que não é tua, aqui claramente seria pirataria (ou roubo).

Mais uma vez o que quiz dizer com este exemplo é que para fins formativos consideram as VM's como VM's ou pelo menos o formador assim o fez transparecer, não permitindo copias das ditas, ainda que fosse nelas que estivesse-mos a trabalhar, e fossem licenças "trial" de 60 dias. Não obstante estou de acordo com ele, na não permissão de copias das mesmas. Uma coisa é citar um exemplo, outra é afirmar que a atitude citada esteja correcta. Eu não a afirmei errada. Volto a referir que contactei via telefónica a fim de obter resposta meramente a titulo de curiosidade e a resposta ao fim de 15 minutos a aguardar uma foi "De momento não dispomos da informação, mas entraremos em contacto assim que tenhamos a informação" Assim eu pacientemente irei aguardar pela resposta enviada por mail.

Concordo com o facto de as VM's não serem computadores no sentido físico da palavra, e como tal o EULA não diz nada sobre esse assunto. Ainda assim espero ser esclarecido sobre esse licenciamento.

Nos entre tantos e como já reparei na volatilidade que isto está a ter, e não quero de forma alguma incomodar ninguém, nem incomodar-me a mim, vou abster-me de comentários até dispor de informação definitiva e credível. Não sou jurista, não faço leis, e não gosto de perder tempo com elas! Em tempos perdi, agora prefiro o aspecto mais técnico das coisas! Deixo as Leis para os Juristas.

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Falando com dados concretos na mão, foi-me facultado o link para um documento (em baixo indico o link) mas este apenas se refere ao "Windows Vista Enterprise Centralized Desktop", o que deixa por esclarecer a duvida principal.

http://download.microsoft.com/download/3/d/4/3d42bdc2-6725-4b29-b75a-a5b04179958b/licensing_vista_with_VM_technologies.docx

Este foi o link que me foi facultado para que tira-se as duvidas, ainda assim e como elas persistem continuo a aguardar mais detalhes uma vez que voltei a contactar, desta feita por e-mail informando do cenário pretendido e questionando qual o licenciamento aplicável a ele.

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Não encontrei essa parte de poder usar a mesma licença em várias máquinas desde que não estejam a funcionar em simultâneo.

Não podes. Nisso a licença é bastante clara.

Diz que só podes ter 1 licença por computador, mas na realidade só tens 1 computador físico, então poderias usar a mesma licença N vezes nesse computador, porque fisicamente só tens 1 computador.

A licença não fala de máquinas virtuais, pela simples razão de quando foi criada essa não era uma questão que se punha, no entanto fala de tudo o resto que se colocava em questão na mesa, como tal é justo que se presuma que era a intenção do autor aplicar as mesmas regras às máquinas virtuais. Ainda para mais o direito de autor, baseia-se não em dar direitos ao utilizador por omissão, mas em dar esses direitos exclusivamente ao autor (para dispor deles como quiser). Se a licença é omissa, então esse direito não existe para o utilizador.

Mas aqui é claro, estás a levar 1 licença que não é tua, aqui claramente seria pirataria (ou roubo).

Não deves saber o que é pirataria, ou roubo...

Violações de direito de autor não são pirataria, nem roubo. Apesar de ser comum dizer o contrário.

Pirataria faz-se na Somália!

E roubo é quando se subtrai algo a alguém.

Quanto ao vista, a situação é bastante diferente, a licença do vista sempre falou de virtualização e já disse coisas diferentes. E faço notar que a licença do vista só se aplica ao vista e não é seguro extrapolar nada a partir disso.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Perfeitamente de acordo. Até ao momento não recebi o prometido e-mail a esclarecer a questão colocada. Ainda aguardo. Penso que estejam com algumas dificuldades em esclarecer clara e inequivocamente a questão para depois responderem de forma clara e inequivoca, dada a sensibilidade da questão por mim colocada aos serviços da Microsoft.

Assim vou aguardar. Quanto mais não seja no proximo evento pergunto pessoalmente a algum dos formadores, pois talvez eles me saibam responder mais directamente.

Quanto à extrapolação da licença do vista para o XP ou vice-versa, acho que nem é uma questão que se coloque.

A legislação de direitos autoriais não só confere direitos ao autor como limita a responsabilidade do mesmo. Vê a licença do Windows XP ou Windows Vista. A licença de utilização é clara e tem nas suas alineas limitações de responsabilidade do autor do software. Claro que qualquer licença de software as deve ter, doutra forma seria um "perigo" e o autor em vez de estar "protegido" seria um "sitting duck in a shuting game".

Se houver mais alguma coisa a acrescentar de preferencia que exclareça de uma vez por todas a questão das VM's em computadores para uso de testes de software e desenvolvimento era bem vido. Até lá vou aguardar a resposta da MS ao mail.

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Perfeitamente de acordo. Até ao momento não recebi o prometido e-mail a esclarecer a questão colocada. Ainda aguardo.

Espera sentado! Eles querem é vender licenças do window$ 7

Assim vou aguardar. Quanto mais não seja no proximo evento pergunto pessoalmente a algum dos formadores, pois talvez eles me saibam responder mais directamente.

A licença é conferida pelo autor, qualquer outra fonte de informação não te ajuda se a tiveres que mencionar em tribunal.

A legislação de direitos autoriais não só confere direitos ao autor como limita a responsabilidade do mesmo.

Não!

O Código de Direito de Autor e Direitos Conexos, não fala da responsabilidade do autor.

A questão é que o documento da EULA, não é simplesmente uma licença de direitos de autor e não trata da lei de apenas um país.

O software não é coberto por nenhum tipo de garantia em país algum (pelo menos que eu saiba e dedico-me a estudar estes temas). Os pontos que falam da responsabilidade só servem reforçar isso, apesar de não serem necessários.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Nos entre tantos e como já reparei na volatilidade que isto está a ter, e não quero de forma alguma incomodar ninguém, nem incomodar-me a mim, vou abster-me de comentários até dispor de informação definitiva e credível. Não sou jurista, não faço leis, e não gosto de perder tempo com elas! Em tempos perdi, agora prefiro o aspecto mais técnico das coisas! Deixo as Leis para os Juristas.

Visto que aparentemente existem juristas por cá, eu deixo para quem souber a resposta a amavel tarefa de elucidar toda a gente, restando-me citar-me a mim mesmo sobre a volatilidade do topico. Acrescento que Cumpro a Lei, e Gosto de a Ver ser Cumprida.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não é preciso ser jurista para conhecer leis. Nem para ter opinião sobre elas.

Não me arrogo a ser jurista, nem advogado, mas tenho algum conhecimento sobre leis, porque não só as estudei formalmente na escola, como por motivos de interesse pessoal e motivos de interesse relativo a participação em actividades associativas, estudei durante já vários anos temas legais relacionados com informática e direito de autor.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Virtual ou não, é um computador! Estive no workshop de vendas do windows 7, e quando nos falaram do XP Mode (que no fundo é um windows xp numa máquina virtual integrada no windows7) disseram que esse Windows XP é uma "Oferta" da microsoft. Ou seja, se não fosse assim estava rico, metia uma máquina num datacenter, e vendia muitas vps só com uma licença. Atenção a isso, é ilegal. Windows xp na máquina, depois te-lo virtualizado, é como teres em 2 máquinas. O que podes fazer, e é legal(caso a tua licença nao seja OEM), é teres um linux qualquer instalado no pc, e instalar o SO numa máquina com o virtual box com a licença. Isso é legal. Cuidado que a ASSOFT anda atrás desses.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não crendo entrar em polémicas, o computador é o mesmo, a licença OEM está presa à mother-board e essa é única, se venderes o computador (mother-board) tens que entregar também as licenças OEM.

Efectivamente não é um tema simples, ainda não consegui um resposta simples e linear (excepto o famoso porque sim, ou porque eu digo), faz-me lembrar, uma pequena história (que se passou comigo) aqui a uns anos pedi o preço para um computador sem sistema operativo, todas as casa que consultei ficaram escandalizadas, era obrigado a comprar sistema operativo, perguntei qual era o decreto de lei onde estava essa obrigação e já que era obrigatório podiam incluir o Debian (ou outra distribuição Linux)

Relativamente ao XP mode do windows 7, a Microsoft não está a oferecer nada, está a tentar que os utilizadores XP, consigam deixar o XP, (pelo menos) na indústria, ainda há muitos PC a correr XP, ainda há softwares que só correm (com garantia) em XP (hoje ainda se vendem licenças de XP) e isso foi uma grande barracada, porque os cliente compravam softwares que não corriam em computadores com SO actuais e tinha que fazer um down-grade, mas depois não há drivers para os computadores, etc... e mesmo assim, apesar do XP mode e apesar de já se terem passado alguns meses desde as primeiras versões do 7 (RC, por exemplo), há fabricantes que ainda não garantem compatibilidade com o 7, que ainda estão a estudar.

Relativamente a ter Windows (virtual) em Linux, é uma possibilidade, mas eu necessito de 7 a 8 máquinas virtuais (windows)...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

    Continua-se a debater um tema demasiado polémico e inconclusivo. Efectivamente o mail pelo qual eu aguardei e ainda aguardo, teimou em não chegar. Por acaso comprei o Windows 7, porque até foi uma promoção e o preço estava "apetecivel".

    Também me deparei com uma situação semelhante à que relatas-te sobre vender maquinas sem SO, isso também me aconteceu, tive de assinar um termo de responsabilidade. "palhaçada". Mas também encontrei muita empresa de informática a vender PC's novos com SO, sem licença sem anda, e ainda tinham a descaradeza de questionar "que software quer que instale".... A um desses eu respondi, Suse Linux 6.1 (na altura era free), o tipo muito espantado perguntou e insistiu se eu não queria antes Windows.

    Sobre as licenças OEM elas permitem que mudes a maquina, mas não toda de uma vez, tanto quanto fui informado pela microsoft, pode-se fazer upgrades à maquina e manter a licença, desde que não se mude todos os componente de uma só vez. Não expecificaram que componentes não posso mudar.

    Continuar a discutir isto é como discutir o "sexo dos anjos".

Cordiais cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Continua-se a debater um tema demasiado polémico e inconclusivo.

Não acho, nem que seja uma coisa, nem outra.

    Continuar a discutir isto é como discutir o "sexo dos anjos".

Não é nada!

É tão simples quanto isto:  a EULA só permitia a utilização em uma máquina, e o contexto é de máquina na altura era de uma máquina física. Recentemente a EULA do Vista foi modificada para ser mais permissiva (certas edições podem ser utilizadas em uma máquina virtual). Outras licenças da m$ poderão ser diferentes mas a licença utilizadas nas edições para o público em geral é assim.

Relativamente ao window$ xispê:

Em primeiro lugar há a questão das instalações OEM. Nessas podes mudar algum hardware, sem que se considere que haja transferência para outro computador e podes transferir a instalação para outro computador (desde que nunca haja mais que uma instalação). Contudo há limites vagos quanto ao hardware que podes mudar sem que se considere que passa a ser outro computador e também há limites em relação à circunstância e quantidade de transferências da instalação (sendo que a m$ para esclarecer falou em casos de avarias de hardware). Ou seja com este contexto é relativamente claro que as instalações e licenças OEM só são válidas para um hardware específico e que não podem ser virtualizadas.

Para o vi$ta, a m$ resolveu clarificar as coisas um pouco mais e dizer que só pode haver uma transferência de instalação OEM independentemente das circunstâncias.

Quanto às modificações do hardware o window$ avalia as modificações tendo em conta que há dois componentes que são mais importantes, a motherboard e o disco rígido. Segundo o que li, os dois não podem ser modificados ao mesmo tempo. Não é claro que outras modificações podem ser feitas para que o window$ não considere que houve mudança de computador. Mas ao que li, parece que desde o vi$ta ele passou a ser menos restritivo. O problema é que os utilizadores continuam serm saber o que acontece antes de ter comprado o hardware e tentado instalar.

Quanto à virtualização passou a ser claro que qualquer edição do vi$ta passa a poder ser utilizado como host para virtualização sem limites (isto já era permitido apesar de não ser referido), mas passou a ser possível utilizar duas edições do vi$ta como guests e só essas edições do vi$ta e outras do 7 é que podem ser utilizadas como guest.

Isto não se trata da minha opinião pessoal. Trata-se do que está escrito nas licenças e de clarificações feitas por responsáveis da m$, que podem encontrar se fizerem pesquisas na WWW.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora