• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

heldercorreia

ASSOFT diz que Magalhães são uma “fábrica de piratinhas"

22 mensagens neste tópico

Os portáteis Magalhães, que estão à venda nas lojas e a ser distribuídos nas escolas do ensino básico, são “uma fábrica de piratinhas”. A crítica é de Manuel Cerqueira, presidente da Associação Portuguesa de Software (ASSOFT), um grupo que reúne as subsidiárias em Portugal de grandes multinacionais como a Microsoft e a Adobe, e do qual faz parte a própria JP Sá Couto, empresa responsável pelos Magalhães.

in, http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1405539

Chegou a hora de dizer que o governo não irá oferecer mais "Magalhães" porque estão a aparecer "hackers" com 8 anos?!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eis mais um bom exemplo de se utilizar termos que foram intencionalmente popularizados pela sua ambiguidade e significado negativo, mas que não significam na verdade aquilo que as coisas são.

A expressão "pirataria" (no contexto da informática) é utilizada de forma muito comum para referir-se a duas coisas muito diferentes:

* violação do direito de autor;

* ataques a sistemas e redes informáticas;

E o interessante é que pirataria não é na realidade nenhuma dessas duas coisas.

O artigo do público refere-se a violações de direito de autor. E não a ataques a sistemas/redes informáticas. Daí que a utilização da expressão hackers é duplamente errada neste contexto. Pois não só não se refere ao que erradamente os media chamam como hacking, como também os hackers não são pessoas que fazem ataques informáticos. Isso não são hackers!

Resumidamente: hackers são pessoas com grandes conhecimentos e gosto pela técnica que se dedicam a resolver problemas e a criar tecnologia e que têm um código de ética que os leva a não cometer crimes.

Quanto à notícia em si...

Não é nada de espantar vindo de quem vem. Na mentalidade deste senhor e destas organizações não há coisas como Software Livre/Open Source Software que muitas vezes pode ser obtido de forma gratuita e legal e também software proprietário que pode ser obtido de forma gratuita

a e legal. Só existe software proprietário e pago e o resto deverá ser uma aberração ilegal qualquer, porque ele nunca o tem em conta no seu discurso. Diz sempre que se se não for pago é ilegal.

"Ainda bem" que o governo continua a escolher como parceiros algumas das empresas que são associadas desta organização. E que depois lhe mandam facadas pelas costas.

Suspeito que o que eles querem é ser eles a supervisionar/controlar de facto os computadores, em vez desse controlo ser exercido pelos seus donos.

Não há qualquer razão palpável para temer que os Magalhães são uma maior ameaça ao cumprimento da lei que qualquer outro produto.

É minha opinião que isto não passa de FUD, que tem por objectivo exercer pressão ilegítima sobre o governo e sobre os legisladores para dar mais poder/controlo a quem está por detrás da ASSOFT.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
há o risco de as crianças aprenderem desde cedo a instalar aplicações informáticas sem pagar por elas.

O quê, ao usar o Magalhães aprende-se a usar computadores? WTF?

Seriously, o Magalhães vem sequer com alguma aplicação P2P? Isto é ridículo, e devia ser bem respondido pelo governo, mas estou mesmo a ver que ninguém vai dizer nada.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
O artigo do público refere-se a violações de direito de autor. E não a ataques a sistemas/redes informáticas. Daí que a utilização da expressão hackers é duplamente errada neste contexto. Pois não só não se refere ao que erradamente os media chamam como hacking, como também os hackers não são pessoas que fazem ataques informáticos. Isso não são hackers!

Resumidamente: hackers são pessoas com grandes conhecimentos e gosto pela técnica que se dedicam a resolver problemas e a criar tecnologia e que têm um código de ética que os leva a não cometer crimes.

bêm dito... é estranho ver os jornalistas escreverem do que não sabem e entendem... grrrr

Manuel Cerqueira argumenta que o Estado não está a fazer com que as crianças sejam sensibilizadas para o problema da pirataria informática, que há pouca supervisão na utilização dos portáteis e que há o risco de as crianças aprenderem desde cedo a instalar aplicações informáticas sem pagar por elas.

e este gajo tá louco... então dar um PC a alguem é fazer dele um pirata? ai o meu canário

já agora oferecer um carro é criar um assassino e ai por diante...

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Seriously, o Magalhães vem sequer com alguma aplicação P2P? Isto é ridículo, e devia ser bem respondido pelo governo, mas estou mesmo a ver que ninguém vai dizer nada.

Penso que sim, mas P2P no sentido colaborativo entre Magalhães, e não no sentido de partilhas de ficheiros. Mas mesmo um sistema P2P de partilha de ficheiros faria todo o sentido. Redes P2P são uma tecnologia que tanto pode ser usada para o bem como para o mal. Assim como não vamos abolir o uso de martelos porque podem ser usados para matar alguém...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu sei e concordo com isso, mas sempre seria um argumento menos ridículo, a verdade é que embora a ferramenta seja útil em contextos legais, o uso mais comum não é esse, e já deu problemas legais (no Brasil): Justiça determina ilegalidade de software.

Mas visto que não tem nenhum, não há mesmo nada que possa sustentar estas afirmações.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

mas o magalhães traz software P2P? qual?

o P2P é como qualquer outro software de transferencia de ficheiros como um browser, um cliente FTP, etc... mas acho curioso colocarem um P2P no magalhães

e nunca tinha ouvido falar nisso

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Seriously, o Magalhães vem sequer com alguma aplicação P2P?

P2P não é ilegal, nem as aplicações que usam esse conceito. Há é tal como em tudo utilizações que podem ser ilegais. Mas as coisas não devem ser confundidas.

e este gajo tá louco... então dar um PC a alguem é fazer dele um pirata?

Ele não está louco, está a fazer o discurso dos fabricantes da industria de software proprietário. A não ser que digas que essa industria é louca...

Eu não acho que sejam loucos, apenas que o seu modelo de negócios não é ético.

Icebrain, a lei do Brasil é bastante diferente da lei em Portugal. E a jurisprudência do Brasil não tem valor nenhum em Portugal. E o mercado Brasileiro não tem tanta relevância para  o mundo, como tem o dos EUA.

Em Portugal o único software que é ilegal, são por exemplo scanners de segurança, sniffers de rede e outro relacionado com segurança, graças à nova lei de criminalidade de informática que apesar dos avisos que foram dados ao deputados, não inclui excepções necessárias para por exemplo permitir investigação cientifica e até é mesmo duvidosa a situação das auditorias.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

P2P não é ilegal, nem as aplicações que usam esse conceito. Há é tal como em tudo utilizações que podem ser ilegais. Mas as coisas não devem ser confundidas.

Ele não está louco, está a fazer o discurso dos fabricantes da industria de software proprietário. A não ser que digas que essa industria é louca...

Eu não acho que sejam loucos, apenas que o seu modelo de negócios não é ético.

Icebrain, a lei do Brasil é bastante diferente da lei em Portugal. E a jurisprudência do Brasil não tem valor nenhum em Portugal. E o mercado Brasileiro não tem tanta relevância para  o mundo, como tem o dos EUA.

Como já tinha postado acima, eu sei disso, simplesmente era menos ridículo apresentar esse argumento (da fábrica de piratas) se o Magalhães viesse com KTorrent ou assim :P
Em Portugal o único software que é ilegal, são por exemplo scanners de segurança, sniffers de rede e outro relacionado com segurança, graças à nova lei de criminalidade de informática que apesar dos avisos que foram dados ao deputados, não inclui excepções necessárias para por exemplo permitir investigação cientifica e até é mesmo duvidosa a situação das auditorias.
Isso não sabia, que estupidez.
0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

mainmenu.iva   

ivaform.title    >    taxasivaform.title

ivaform.tabprincipal  > taxasivaform.tabprincipal

entitydatafield.ivaform.codigo  >  entitydatafield.taxasivaform.codigo

entitydatafield.ivaform.taxa    >  entitydatafield.taxasivaform.taxa

entitydatafield.ivaform.taxarecargo  >  entitydatafield.taxasivaform.taxarecargo

entitydatafield.ivaform.taxarecargo.tooltip  >  entitydatafield.taxasivaform.taxarecargo.tooltip

entitydatafield.ivaform.dataini      >  entitydatafield.taxasivaform.dataini

Data Inicial

Taxas de IVA      .

Taxa de Regime de recargo de equivalência

Taxa de recargo

CRIAR ICON mnutaxasiva.png

neste momento trabalho numa das maiores software houses nacionais e não vejo nada desses discursos aqui... alias, até é bom que os pc´s se difundam para haver mais possiveis clientes

não conheço os pormenores, mas não acredito que o magalhães saia com software não correctamente licenciado.. se assim for é um caso criminal e não para discursos

portantos... não entendo mesmo essa atitude

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Também não percebo essa de o Magalhães ser "uma fabrica de piratinhas". 1º o Magalhães vem com Linux Caixa Magica e Windows, por isso traz software Open-Source. 2º O P2P não é ilicito, pode ser ilicito o conteudo partilhado, não a tecnologia P2P. 3º Os Professores parecem ter medo do dito "magalhães" :P parece que afinal em vez de um computador é um "bixo de 8 cabeças" que apenas serve para os professores mandarem trazer o Magalhães, sumariarem como se o tivessem utilizado, e deixar os miudos a jogar "pinguins" :) (Comentário feito com conhecimento de causa).

4º Duvido muito que um puto de 8 anos consiga instalar um programa sem ajuda de um adulto, mais acrescento que a responsabilidade pela educação cabe aos educadores, por isso a afirmação que o magalhães é uma fabrica de piratinhas é uma "idiotice de quem não sabe o que diz".

5º A grande maioria dos miudos que tem magalhães usa mais linux que windows! Longa vida aos Pinguins ;)

6º Se algum dia algum dos miudos se interessar verdadeiramente por  programação e começar a fazer o que a geração 48k fazia (partilhar conhecimento), não só estará a dar o proximo grande passo evolutivo da Humanidade (Cooperar é mais produtivo que competir), como também estará a provar que a malta que viveu o ZX é que tinha razão! partilhemos o que sabemos! ;)

7º A história que o open-source não gera lucros é um mito, por isso mesmo a conversa de que o magalhães é uma fabrica de "piratinhas", ainda mais aberracional se torna, no ponto de vista em que queiram restringir o uso do magalhães a aplicações comerciais passiveis da pratica de violação de direitos autoriais! Então e o Caixa Mágica? Vai deixar de vir instalado no Magalhães??

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Então e o Caixa Mágica? Vai deixar de vir instalado no Magalhães??

Só com Windows.. o Bill Gaitas precisa de ganhar a vida...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois tá visto! Ele precisa de ganhar a vida.... e nós precisamos de Software em condições, de compiladores mais eficientes, e de um SO decente! além de correcções de bugs atempadas, e de menos wizard's inuteis!

Quando o computador começar a querer mandar, é sinal que a marreta de 5KG tá a fazer falta!

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

neste momento trabalho numa das maiores software houses nacionais e não vejo nada desses discursos aqui... alias, até é bom que os pc´s se difundam para haver mais possiveis clientes

Nem todas têm discurso... Mas muitas mais do que as que têm discurso têm a prática...

5º A grande maioria dos miudos que tem magalhães usa mais linux que windows! Longa vida aos Pinguins :P

Não posso confirmar isso, porque só conheço um que usa Magalhães. E de facto ele usa o Caixa Mágica para jogar vários jogos, entre os quais o clone do Super Mário que usa pinguins... Que pelos relatos que oiço parece ser um enorme sucesso entre os pequenotes

(Cooperar é mais produtivo que competir)

Ambas são úteis tal como coopetir. É uma questão de ver caso a caso, o que é melhor na circunstância em causa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não posso confirmar isso, porque só conheço um que usa Magalhães. E de facto ele usa o Caixa Mágica para jogar vários jogos, entre os quais o clone do Super Mário que usa pinguins... Que pelos relatos que oiço parece ser um enorme sucesso entre os pequenotes

Ambas são úteis tal como coopetir. É uma questão de ver caso a caso, o que é melhor na circunstância em causa.

Eu falo dos Pinguins o clone do super mário, porque professores que se queixam de turmas inteiras do 2º ano do 1ºCEB que fazem "autenticos campeonatos" desse jogo! Os mesmos professores que dizem isto, sumariam aulas com uso do magalhães, mas na pratica os miudos jogam "Pinguins" no Caixa Mágica. E com este dado estarei a falar de mais ou menos 7 a 8 turmas do 1º CEB, ou seja muitos alunos.

A grande diferença entre competir e cooperar é que a competição raramente é saudavel, normalmente é levada a extremos, e longe vão os tempos da competição saudavel. Não obstante e dependendo do contexto competir pode ser mais produtivo do que cooperar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
A grande diferença entre competir e cooperar é que a competição raramente é saudavel, normalmente é levada a extremos, e longe vão os tempos da competição saudavel.

Wow!

Isso não é bem assim!

Estás a exagerar muito!

Em muitos mercados, até à pouco tempo, nem tinhas competição, tinhas monopólios criados pelo estado, haviam imensas restrições proteccionistas, há imensas leis que conferem direitos comerciais e intelectuais exclusivos, sobre produtos, serviços e ideias (como o direito de autor e patentes), etc... A era da competição e dos mercados livres ainda está a começar. E acho que apesar de haverem situações más, temos mais situações boas, quando a competição existe com base num mercado livre, no mérito das ofertas e outras condições justas. Quando estas condições não existem não se pode dizer sequer que há uma competição real.

Mas isto já é conversa para outro tópico... :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Wow!

Isso não é bem assim!

Estás a exagerar muito!

Em muitos mercados, até à pouco tempo, nem tinhas competição, tinhas monopólios criados pelo estado, haviam imensas restrições proteccionistas, há imensas leis que conferem direitos comerciais e intelectuais exclusivos, sobre produtos, serviços e ideias (como o direito de autor e patentes), etc... A era da competição e dos mercados livres ainda está a começar. E acho que apesar de haverem situações más, temos mais situações boas, quando a competição existe com base num mercado livre, no mérito das ofertas e outras condições justas. Quando estas condições não existem não se pode dizer sequer que há uma competição real.

Mas isto já é conversa para outro tópico... :P

Devo ter sido mal interpretado, ao que eu me referia era a competição entre programadores, e não a competição a um nivel empresarial. Eu defendo que todo o programador tem o direito de ganhar o seu sustento com o fruto do seu trabalho, engenho, habilidade, paciencia. Não sou "Politico" nem do open-source, nem do software proprietário, pelo contrario, acho que o equilibrio é o ponto ideal,

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A competição entre programadores também é importante, pois é aí que se geram diferentes soluções para o mesmo problema, e é a partir da diversidade que podemos ter escolha, a escolha que nós fazemos em relação a qual a melhor solução, ou qual é a solução que queremos, mesmo que não seja a melhor.

Quanto ao Software Livre e Open Source Software, o que eu acho é que quem o quer utilizar deve poder utilizar e nunca ser obrigado a utilizar proprietário, por causa de coisas como formatos de dados/protocolos e API proprietários que temos que usar para poder interoperar, ou porque os fabricantes de hardware não criam drivers livres e dificultam a vida a quem o quer fazer para o hardware que esses fabricantes criam mas não suportam convenientemente. Infelizmente quem quer não usar software proprietário ainda é impedido por estas e outras razões igualmente injustas.

Mas estas questões são temas para outro tópico... E por isso não vou falar novamente sobre isso neste.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Em muitos mercados, até à pouco tempo, nem tinhas competição, tinhas monopólios criados pelo estado, haviam imensas restrições proteccionistas, há imensas leis que conferem direitos comerciais e intelectuais exclusivos, sobre produtos, serviços e ideias (como o direito de autor e patentes), etc... A era da competição e dos mercados livres ainda está a começar. E acho que apesar de haverem situações más, temos mais situações boas, quando a competição existe com base num mercado livre, no mérito das ofertas e outras condições justas. Quando estas condições não existem não se pode dizer sequer que há uma competição real.

é curioso estar-se a falar de temos mais situações boas, quando a competição existe com base num mercado livre, exactamente na altura em que rebentou UMA grande BOMBA de corrupção empresarial a nivel mundial... o caso da BEA Systems [ formerly British Aerospace ] com o governos da Arabia saudita e quase todo o restante mundo... supostamente é governamental e foi assumido a intervenção do governo na corrupção generalizada

o caso magalhães tb corre em tribunal, por uma das empresas que concorreu considerar que foram as luvas "corrupção" que decidiram o negócio, e não a melhor proposta.. dai relacionar com este caso brutal e mundial da BEA

hoje cerca das 13 horas deu na SIC noticias uma excelente reportagem, onde se assumiu claramente qeu o modelo actual, e assumido por figuras importantes de multinacionais e governos, que a corrupção é a norma e chegaram ao ponto de dizer que é vital e sem ele uma empresa não têm hipoteses que ganhar negócios, pois os governos clientes colocam como pre-requesito as luvas... fiquei parvo ver um gajo dizer que o negócio faz-se pelas MELHORES luvas e não pelo melhor preço ou qualidade do produto.. isto é... neste novo mundo de mercados globais, o suposto magnifico sistema capitalista e livre empreendorismo que seria o "santo grall" da economia criou um monstro, onde os criminosos suplantam todos os outros

quem têm empresas sabe que hoje é impossivel sobreviver sem recorrer à corrupção, seja nivel fiscal, seja a nivel se luvas "subornos"

isto choca-me, pois a maioria das pessoas ainda vive com o conceito mitico e quase religioso de que estamos no caminho certo...

BAE accused of “financially incentivising” politicians in South Africa

http://www.corruptionisacrime.com/

toda uma secção com montes de artigos no guardian UK dedicado aos mts casos da BEA Systems... são umas estrelas da corrupção, mas como disse o CEO, a unica diferença entre eles e outros é que foram "apanhados"... h3h3h3... gandas malukos... nem o demónio chegaria tão longe... pobre diabo que é uma menina do coro ao pé destes "gestores" modernos... acho que o inferno vai deixar de ser governado por satanás... não ficarei suprendido que seja "suplantando" através de um esquema de corrupção....

http://www.guardian.co.uk/world/bae

até há uma timeline para os casos de corrupçao da BEA... é a loucura total

Timeline: BAE corruption probe

http://news.bbc.co.uk/2/hi/business/6182137.stm

US to probe BAE over corruption

http://news.bbc.co.uk/2/hi/business/6239918.stm

teckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

As pessoas que estão à frente do estado pouco têm a perder nos maus negócios que fazem (basicamente é o dinheiro dos contribuintes que está em jogo), por isso é normal que as "luvas" apareçam... É que escolher a melhor proposta só traria vantagens para os contribuintes, por isso a forma dos governantes ganharem com o negócio é mesmo através da corrupção.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
é curioso estar-se a falar de  temos mais situações boas, quando a competição existe com base num mercado livre, exactamente na altura em que rebentou UMA grande BOMBA de corrupção empresarial a nivel mundial...

Concluir do particular para o geral é um erro de lógica chamado falácia. Que é frequentemente utilizado no discurso argumentativo, de forma a ludibriar as pessoas a quem se destina o discurso.

Existindo corrupção, não há nem competição, nem mercado livre. Por isso não podes dizer que essa é uma falha do mercado livre. Mas se calhar gostas é dos monopólios, porque isso é a alternativa à não existência de competição e de mercado livre. Ou tens alguma outra proposta?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora