• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

booser

Ajuda a aceder ao Root e no comando Install

15 mensagens neste tópico

Boas caros colegas,

Primeiro que tudo a distro que tou a usar é OpenSuse 11.1

Para instalar programas tomei conhecimento que devem ter "se possível" a extenção .rpm. ou .tar.gz

Bem, eu quando abro a consola no ambiente de trabalho , tudo normal, está logo com a directora do AdT , de seguida escro o comando para mudar para admin , ou seja, "su root" e ele pede a password .

O que não me deixa escrever absulotamente nada, Qual será o problema?

Agora para instalar como é que faço "install [nome do programa]". Ele diz que a instrução está errada pois falta parametros.

Eu já consultei o help e não sei qual utilizar.

Para extrair ficheiros a unica maneira que sei fazer é clique direito "Extrair", porque com comandos à sites que dizem uma coisa outros dizem outra.

Fiquem bem

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A password não aparece quando escreves. Escreve a password correcta que aquilo vai dar.

O instalar com .rpm não sei como é, mas isso encontras no google facilmente.

Extrair podes fazer: tar -xvf [nome]

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Mas a password nao dá mesmo para escrever, e o problema não acontece só comigo.

Um colega meu também está com o OpenSuse e diz que também não consegue meter a password

Ya é estranho mas é o que está acontecer, nem aparece os caracteres encriptados nem nada, simplesmente não escreve.

Equanto ao instalar, não entendeste bem, os .rpm consigo instalar, meto para abrir com instalador de pacotes e ele corre na boa.

O problema é que para o comando install funcionar não basta por "install [nome]", parece que tenho que por uns parametos quaisquer, do genero "install -zwf [nome] " e depois do nome se não me engano também tenho de meteer uns quantos parametros.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

É normal. Mete a password e clica no enter, vais ver que funciona.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isso é feito para proteger contra pessoas que possam estar a ver. Os caracteres não aparecem. Não aparece nada.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

ya, obrigado.

Equanto ao comando install, que parametros é que meto?

A sequência do comando é" install [parametro] [nome do programa] [parametros]" , certo?

Eu não sei que parametros usar, já tentei vários, mas aparece uma mensagem a dizer que falta parametros antes e depois do nome do programa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

isso já eu fiz um monte de vezes, mas o que acontece é que deparome com aquele "testamento" e não vem nenhum exemplo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

"Utilização: install [OPÇÃO]... [-T] ORIGEM DESTINO

  ou:      install [OPÇÃO]... ORIGEM... PASTA

  ou:      install [OPÇÃO]... -t PASTA ORIGEM...

  ou:      install [OPÇÃO]... -d PASTA...

Nas primeiras 3 formas, copiar ORIGEM para DESTINO ou múltiplas ORIGEM(ns)

para a PASTA existente, e também definir modos de permissão e dono/grupo.

Na quarta forma, criar todos os componentes da(s) PASTA(s) dada(s).

Argumentos mandatórios para opções longas são mandatórios para opções curtas também.

      --backup[=CONTROLO]  salvaguardar cada ficheiro de destino existente

  -b                  como --backup mas não aceita um argumento

  -c                  (ignorado)

  -d, --directory    tratar todos os argumentos como pastas: criar todos os

                        componentes das pastas especificadas

  -D                  criar todos os componentes iniciais de DESTINO excepto

                        o último e depois copiar ORIGEM para DESTINO

  -g, --group=GRUPO  alterar grupo de posse, não o actual grupo do processo

  -m, --mode=MODO    alterar permissões (como em chmod), não rwxr-xr-x

  -o, --owner=DONO    alterar dono (apenas superutilizador)

  -p, --preserve-timestamps  aplicar tempos de acesso/modif. de ORIGEM(ens)

                        para ficheiros de destino correspondentes

  -s, --strip        remover tabelas de símbolos

  -S, --suffix=SUFIXO  redefinir o sufixo de salvaguarda habitual

  -t, --target-directory=PASTA  copiar todos os argumentos ORIGEM para PASTA

  -T, --no-target-directory  tratar DESTINO como um ficheiro normal

  -v, --verbose      mostrar o nome de cada pasta assim que criadas

      --preserve-context  preservar contexto de segurança SELinux

  -Z, --context=CONTEXTO  alterar cont. de segurança SELinux de fich. e pastas

      --help    exibir esta ajuda e sair

      --version  mostrar a informação de versão e sair

O sufixo de salvaguarda é '~', a não ser com --suffix ou SIMPLE_BACKUP_SUFFIX.

O método de controlo de versão pode ser escolhido com --backup ou com a

variável de ambiente VERSION_CONTROL. Eis os valores:

  none, off      nunca efectuar salvaguardas (mesmo se usado com --backup)

  numbered, t    efectuar salvaguardas numeradas

  existing, nil  numeradas se existirem salvaguardas numeradas, senão simples

  simple, never  efectuar sempre salvaguardas simples"

Está aqui o install --help, agradeço a ajuda.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas,

Eu cria relembrar que a minha duvida ainda não foi resolvida.

Já postei o 'Install --help' há uns dias.

Se possível ponham exemplos de como instalar as extensões mais utilizadas.

Cumprimentos

Booser

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

o install não é suposto ser usado directamente pelo utilizador...

os rpm's, como já mencionaste, podem ser abertos com o Instalador de Pacotes.

Aconselho a pesquisar por software em http://software.opensuse.org/search e usar o 1-click install.

Para software distribuido em código fonte, normalmente com a extensão .tgz ou .tar.gz, a maneira mais directa é fazer os seguintes comandos:

tar xzvf nomedoarquivo.tar.gz

cd pastacriada_que_normalmente_tem_o_mesmo_nome_que_o_arquivo/
./configure
make
sudo make install

o primeiro extrai o arquivo (opções: x para extract, z para desgunzipar, v para mostrar informação e f para dizer que tens um filename de arquivo)

o segundo muda para a pasta criada

o terceiro corre o script configure que em 99% dos casos vem fornecido. ele diz que dependências te faltam instalar primeiro

o quarto compila o software, e o quinto instala-o nas localizações correctas. aqui vai te pedir a password de root. Escreve-a e carrega em enter. (ele não vai mostrar nada no ecrã)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Ya, obrigadão.

Eu só tinha duvidas a partir do ./configure.

Esse código usa-se para todas as extensões (excepto rpm) ou há outro método diferente que deva saber?

Cumprimentos

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

sempre que for distribuições de código estes comandos aplicam-se quase sempre, mudando apenas o primeiro de descompressão conforme o tipo de arquivo:

unzip nome.zip

bunzip2 nome.bz2

tar jvfz nome.tar.bz2

7z x nome.7z

Quando não existir  ./configure, o que às vezes acontece, experimenta só o make e o make install. Se não der procura tipo um install.sh. Normalmente o README tem quais os passos para instalar o software.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Coisas como as flag help dos comandos, não mostram exemplos. Não é esse o seu propósito. As flags help, servem para ajudar a conhecer as sintax dos parametros. Para mais que isso deve-se utilizar as páginas do manual (man comando), ou então as páginas info (info comando).

Ya, obrigadão.

Eu só tinha duvidas a partir do ./configure.

Esse código usa-se para todas as extensões (excepto rpm) ou há outro método diferente que deva saber?

Isto não é código!

São comandos para programas de linha de comandos.

rpm e deb, são pacotes binários. O mais semelhante que há em outros sistemas são os msi para window$ e penso que os app para mac.

tar.gz, tar.bz e outros, são apenas uma colecção de ficheiros agregados e compactados. Normalmente é com esses ficheiros que se distribui software em código fonte. Utilizadores como tu, sem experiência não devem instalar software a partir do código fonte. Pois não têm conhecimento suficiente para ter a noção do seu impacto. É que embora na maior parte dos casos as coisas não causem problemas, é relativamente fácil que eles aconteçam.

Também não recomendo que instales nada do que quer que seja fora dos repositórios oficiais da tua distribuição.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora