• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Zero

Linguagens mais viáveis

29 mensagens neste tópico

Viva!

Antes de mais, parabéns à comunidade pelos progressos que têm feito.

E agora a questão: Já algum tempo que programo php, mas tive uns tempos "offline" e agora parece que existem, supostas, melhores tecnologias para desenvolvimento web.

Queria que me aconselhassem uma linguagem server side que fosse viável para manter qualquer website a longo prazo. Para aqueles que já aprenderam várias linguagens, se soubessem antes o que sabem hoje, em qual é que investiriam o seu tempo?

Também gostava de ser igualmente elucidado na melhor linguagem para fazer programas para ambientes windows e na melhor linguagem para ambientes linux.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quanto a desenvolvimento web, não sei por que dizes isso. Mas php contínua a ser a linguagem de desenvolvimento server-side mais utilizada. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois... eu disse supostamente  :). Cheguei a essa conclusão por um ou outro comentário no fórum.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem, já tive a ler mais alguma coisa e estou a começar a ficar inclinado para php e c++

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu sugiro a que melhor se adaptar ao trabalho que tens a fazer.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Python / PHP / Perl / Ruby. São praticamente todas equivalentes em termos de funcionalidades.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem... eu não tenho nenhum trabalho especifico para fazer, tenho muitas ideias, mas nada agendado. O que queria mesmo era meter mãos ao trabalho, e começar a transformar ideias em projectos. Mas como sou um bocado limitado de tempo, não queria começar a "marrar" numa coisa e acabar desapontado e ter de começar tudo de novo. Portanto, o ideal seria uma linguagem flexível para web e outra para fazer uns programas para win e linux.

Bem fui dar uma olhada ao Perl com sugerido, e parece que Perl e PHP têm aspectos em comum (li também que o php foi primeiro criado como um módulo para Perl), isso é bom porque poderia encontrar alguma familiaridade com o Perl visto que já tenho alguma experiência com o PHP. Também li que o Perl também dá para fazer programas fora do escopo da web, alguém me pode dar umas luzes sobre este aspecto?

Quanto ao phyton e Ruby estou completamente às escuras, vou ter de procurar mais uns artigos para me informar melhor.

Muito obrigado pelas respostas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Se for apenas para ambientes server Windows aconselho-te C#.

Senão aconselho-te Java.

Ambas as linguagens dão para ambientes Desktop e Web.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Zero, quanto ao Python ele é semelhante ao Java no facto que tanto serve para web como para desktop, e são multiplataforma. No java torna-se mais simples criar aplicações gráficas, enquanto no python é mais simples fazer coisas simples, considero a linguagem mais acessível. Ambas são OO.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Realmente, quanto ao python, já fui a várias fontes e o feedback que encontro é positivo. E quanto a webservers que interpretem python, é viável em termos de compatibilidade?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não existem requisitos para correr python num servidor web?

Se for necessário um interpretador, é comum encontrá-lo num servidor web?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Python / PHP / Perl / Ruby. São praticamente todas equivalentes em termos de funcionalidades.

Erm não devias colocar as coisas nesses termos...

Por exemplo o PHP é uma linguagem específica para web. Se a tua aplicação tiver que fazer coisas que não sejam muito relacionadas com a web, então nesse caso o PHP não tem o mesmo tipo de funcionalidade que as outras...

PHP foi feito para a web, tem incluído em si recursos específico para a web, mas por exemplo não tem a mesma flexibilidade que as outras linguagens, que permitem fazer as coisas de mais formas diferentes que o PHP permite (expecialmente  o Perl). Contudo se não quiseres fazer muita coisa invulgar que não implique teres que saber muita coisa dos internals dos métodos técnicos que usas, que não exija um controlo profundo do servidor http, e que seja algo essencialmente web, então o PHP pode ser uma boa escolha.

Outro exemplo é o Perl ter incluído na sua distribuição o módulo de CGI (que pode ser utilizado sem ser para CGI), e que contém em si já algumas funcionalidades específicas para web.

O Perl também tem o maior repositório de módulos de todas estas linguagens e é provável que se quiseres fazer alguma coisa já hajam vários módulos no repositório que fazem isso de várias formas diferentes (só tens que escolher a que mais se adequa ao teu caso).

O Python e o Ruby, também são escolhas que te permitem fazer mais coisas que o PHP, e  de mais formas (embora não tanto como o Perl). Mas em termos de recursos não têm algo ao mesmo nível que o repositório CPAN do Perl, nem os seus módulos para Apache vão tão fundo quanto o mod_perl. Embora tenham algumas frameworks de qualidade para web, nenhuma tem (ainda) uma base tão madura quanto o que existe para Perl (são linguagens mais recentes).

Também li que o Perl também dá para fazer programas fora do escopo da web, alguém me pode dar umas luzes sobre este aspecto?

O Perl, tal como o Python e Ruby são linguagens de propósito geral.

Podes fazer quase tudo em Perl... Embora o Perl não seja a linguagem ideal para tudo.

O Perl tem sido mais usado para web, para processamento de ficheiros de texto, bases de dados, administração de sistemas e redes, porque tem em si incluídos recursos específicos para isso de grande qualidade, mas se fore consultar o CPAN, vais ver que ele tem módulos para tudo e mais um par de botas.

Não existem requisitos para correr python num servidor web?

Qualquer servidor que suporte CGI, pode ter aplicações com python, perl, ruby, PHP, o que quer que seja...

O Apache para além de suportar CGI, tem módulos específicos para a sua própria arquitectura, que suporta essas linguagens são bem mais eficientes e poderosos do que CGI.

Se for necessário um interpretador, é comum encontrá-lo num servidor web?

Começam a ser comuns, mas ainda não ao mesmo nível que o PHP.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Acho que vou mesmo para o Perl. Também mas não só pela influência deste tópico. Tive a ler alguns artigos comparativos e parece mesmo que Perl é uma das linguagens mais versáteis em termos de propósitos de uso. Juntando isso ao facto de já ter experiência em php (o php é também derivado do perl) e à maturidade do Perl (existe desde 1987), penso ser uma boa aposta e sinto que não irá ser tempo perdido o meu investimento.

Um grande obrigado a todos, sem excepção, pela atenção e ajuda

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Referindo-me às aplicações para Linux, considero ANSI C uma boa ferramenta para programas de consola (sinceramente desconheço as ferramentas gráficas do Linux) e penso que não encontras linguagem mais nativa para Linux.

Quanto a Windows, as brincadeiras que ando a fazer com o Win32 API dão-me a felicidade de ser uma ferramenta de ambiente gráfico sem dependências, apesar de ser muito básica. Recomendo-a utilizando C++.

EDIT: No caso de não te interessar a isenção de dependências, tira partido do mundo fabuloso da Framework .NET, aí tens muito por onde escolher.

Offtopic:

PHP não é derivado do Perl.

Tinhas de estragar a vida ao homem? ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

PHP não é derivado do Perl.

Não, é. Mas as primeiras versões do PHP foram feitas em Perl. Depois foi tudo re-escrito, mas as primeiras versões do PHP foram escritas em Perl (também não é a mesma coisa que ser um derivado do Perl).

Referindo-me às aplicações para Linux, considero ANSI C uma boa ferramenta para programas de consola (sinceramente desconheço as ferramentas gráficas do Linux) e penso que não encontras linguagem mais nativa para Linux.

Não conheço o conceito de ser mais nativo... Ou é, ou não é!

Claro que há muita coisa que é nativa em GNU/Linux, por exemplo não deve haver quase nenhuma distribuição de GNU/Linux, que não traga consigo o Perl e o Python, e a Bash, e carradas de outras coisas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

PHP não é derivado do Perl.

PHP, which stands for "PHP: Hypertext Preprocessor" is a widely-used Open Source general-purpose scripting language that is especially suited for Web development and can be embedded into HTML. Its syntax draws upon C, Java, and Perl, and is easy to learn.

PHP succeeds an older product, named PHP/FI. PHP/FI was created by Rasmus Lerdorf in 1995, initially as a simple set of Perl scripts for tracking accesses to his online resume. He named this set of scripts 'Personal Home Page Tools'. As more functionality was required, Rasmus wrote a much larger C implementation, which was able to communicate with databases, and enabled users to develop simple dynamic Web applications.

Isto foi tirado do php.net. Eu escrevi que é também derivado do Perl, não disse que tinha sido a sua única influência ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Epá o que o djthyrax queria dizer, penso eu, é que eles não pegaram no interpretador de perl e o alteraram.

Aqui o correcto dizer é que a linguagem foi influenciada pelo perl entre outras.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Isto foi tirado do php.net. Eu escrevi que é também derivado do Perl, não disse que tinha sido a sua única influência

Ter sido feito em Perl, não faz dele um derivado do Perl. Eu faço muita coisa em Perl, e não faz dessas aplicações nem desses scripts, derivados do Perl.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O que eu quero dizer é que o PHP não veio do Perl. O PHP inicialmente era uma colecção de scripts perl para automatizar algumas tarefas, isto antes de PHP significar PHP: Hypertext Processor. Quando houve a mudança do nome, houve um completo rewrite e rethinking da tecnologia e passou a ser uma linguagem que derivou praticamente toda a sua estrutura do C (um pouco talvez por ser essa a linguagem escolhida para implementar o interpretador), com algumas simplificações é claro, e foi buscar funcionalidades ao PHP/FI e implementou-a a C. A única ligação desde o PHP 3.0 (a primeira release do PHP reescrito) com o Perl é algumas funcionalidades que ambas as linguagens têm implementadas na sua std lib, nomeadamente as perl-style regexs, e alguns pormenores pontuais na sintaxe como o $ nas variáveis. Em relação ao ser influenciada pelo Java, pode-se dizer que se está a referir ao object model que foi implementado no PHP4 ou 5.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Onde é que lês-te que o php foi alguma vez totalmente reescrito?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora