• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

vasco16

Fcul vs ISel

65 mensagens neste tópico

Boas pessoal este ano vou-me candidatar á faculdade e ainda estou muito indeciso.. não sei bem qual faculdade hei-de meter em primeira opção..

FCUL - Engenharia informática (universidade )

ou

ISEL - Engenharia informatica e de computadores (politecnico)

alguem conhece alguma?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu tirei engª informática no isel, o curso de 5 anos ainda antes de bolonha.

O isel tem as suas limitações, mas o curso é mto bom.

Eu hoje estou mto satisfeito por ter tirado lá o curso.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu tirei engª informática no isel, o curso de 5 anos ainda antes de bolonha.

O isel tem as suas limitações, mas o curso é mto bom.

Eu hoje estou mto satisfeito por ter tirado lá o curso.

limitações como assim? hoje em dia estás empregado? agora o curso é de 3 anos..

Conheces a FCUL?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Sim, arranjei emprego sem dificuldade. Os conhecimentos q adquiri no curso foram mto bons.

As limitações eram mais a nivel de organização e de infraestruturas, já passaram uns anos, pode já ter melhorado.

No entanto aconselha-te com pessoas q ainda frequentem o isel, eu já saí de lá á 3 anos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pois eu conheço 2 colegas de ambas as faculdades e cada um defende a sua.. e não me consigo identificar com nenhuma, mas pela positiva, sao ambas boas .. que nao sei qual escolher..

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A média no isel costuma ser mais baixa, pode ser um factor decisivo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A média no isel costuma ser mais baixa, pode ser um factor decisivo.

sou daqueles que luta.. se a FCUL for melhor tento, nem que tenha de ir á segunda fase.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu se fosse a ti ia para a que fosse mais perto de casa ::) Acredita que tanto arranjas emprego na área estando numa ou noutra.

Sou do ISEL, não tenho grandes razões de queixa. Como qualquer outra faculdade, tem docentes que ocupam toda a gama desde o muito bons ao muito mau. Mas felizmente, de há uns tempos para cá parece que os bons andam a ficar em maioria. A carga de trabalhos por vezes é pesada, mas ganhas arcaboiço.

O curso melhorou bastante (a meu ver) com a passagem para Bolonha, desde a redução da carga de Electrónica (coisa que já não apanhei, ainda fiz 3 cadeiras), até à conversão de duas cadeiras de Matemática (que agora são só 5) para uma, com remoção das partes menos interessantes para o curso.

Nunca tive impressões muito boas da FCUL, mas pode ser por ter conhecido um gajo de lá que era parvo :P

FCT e IST, não te interessam?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu se fosse a ti ia para a que fosse mais perto de casa ::P Acredita que tanto arranjas emprego na área estando numa ou noutra.

Sou do ISEL, não tenho grandes razões de queixa. Como qualquer outra faculdade, tem docentes que ocupam toda a gama desde o muito bons ao muito mau. Mas felizmente, de há uns tempos para cá parece que os bons andam a ficar em maioria. A carga de trabalhos por vezes é pesada, mas ganhas arcaboiço.

O curso melhorou bastante (a meu ver) com a passagem para Bolonha, desde a redução da carga de Electrónica (coisa que já não apanhei, ainda fiz 3 cadeiras), até à conversão de duas cadeiras de Matemática (que agora são só 5) para uma, com remoção das partes menos interessantes para o curso.

Nunca tive impressões muito boas da FCUL, mas pode ser por ter conhecido um gajo de lá que era parvo :P

FCT e IST, não te interessam?

FCT é longe :) IST nao fiz exame de FQ, por isso só tenho p ISCTE, FCUL e ISEL ao que me parece o ISCTE é mais de gestão.. agora entre o ISEL e a FCUL não sei qual escolher.. nem sei sequer se engenharia informatica ainda vale a pena.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu já tive colegas das 3 faculdades q mencionaste ISCTE, FCUL e ISEL.

Também já trabalhei com gente da UMinho, UTAD, UAL, IST, FCT, e n me lembro de mais...

E posso dizer q era tudo pessoal competente e trabalhador, por isso eu diria q a universidade é importante, mas ainda mais importante é a pessoa em si.

Se fores trabalhador como já disses-te q és, vais ter sucesso em qq universidade, e vais-te adaptar ao mercado de trabalho independentemente de onde tirares o curso.

Mas claro q qd entrares p a universidade tens q aproveitar ao máximo, pq é uma excelente oportunidade para ganhares ritmo de trabalho em projectos/trabalhos interessantes. Depois é aprenderes por ti para ires ainda mais longe.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Eu já tive colegas das 3 faculdades q mencionaste ISCTE, FCUL e ISEL.

Também já trabalhei com gente da UMinho, UTAD, UAL, IST, FCT, e n me lembro de mais...

E posso dizer q era tudo pessoal competente e trabalhador, por isso eu diria q a universidade é importante, mas ainda mais importante é a pessoa em si.

Se fores trabalhador como já disses-te q és, vais ter sucesso em qq universidade, e vais-te adaptar ao mercado de trabalho independentemente de onde tirares o curso.

Mas claro q qd entrares p a universidade tens q aproveitar ao máximo, pq é uma excelente oportunidade para ganhares ritmo de trabalho em projectos/trabalhos interessantes. Depois é aprenderes por ti para ires ainda mais longe.

Eu sei que nao existe super faculdades so quero tentar arranjar a melhor, nao quero por exemplo ouvir um colega meu de uma outra faculdade do mesmo curso dizer "epah nao sabes fazer isto?", "fogo nao das isto na tua faculdade?" coisas do genero..

Outra questão é: será que engenharia informática ainda tem futuro? não será melhor investir noutra área?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Engª informática tem futuro, hoje tem bastante emprego e vai continuar a ter.

Eu apesar de ter tirado engª informatica, acho q uma pessoa não deve limitar os seus conhecimentos a uma area só.

Daqui a uns anos o teu trabalho vai ser em informática, mas aplicada a qq outra coisa, seja banca, telecomunicações, etc...

Por isso os teus conhecimentos da área onde vais trabalhar são tb essenciais.

A conclusão é q não deves limitar os teus conhecimentos smp á mm área, qt mais souberes melhor.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Engª informática tem futuro, hoje tem bastante emprego e vai continuar a ter.

Eu apesar de ter tirado engª informatica, acho q uma pessoa não deve limitar os seus conhecimentos a uma area só.

Daqui a uns anos o teu trabalho vai ser em informática, mas aplicada a qq outra coisa, seja banca, telecomunicações, etc...

Por isso os teus conhecimentos da área onde vais trabalhar são tb essenciais.

A conclusão é q não deves limitar os teus conhecimentos smp á mm área, qt mais souberes melhor.

pois tenho colega meus que vao tirar informatica e telecomunicações acho que ja se estao a preparar para o futuro ou nao? tenho tambem outros que vao tirar o curso de TIC mas disseram-me que é um curso basico de informatica.. assim relacionado com a área da informática qual será o melhor para depois evoluir?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O melhor para evoluir é ter interesse naquilo que fores fazer. Para já não te preocupes com isso, porque depois vais ter formação específica quando fores trabalhar, e é nessa altura que te deves preocupar com isso.

Ainda ninguém mencionou aqui foi que o facto de o curso ter passado para 3 anos não interessa para nada. Para seres engenheiro continuas a ter que estudar 5 anos (agora só és engenheiro com mestrado) e as empresas agora pedem SEMPRE mestrado.

Quanto à Engenharia Informática ter saída, claro que tem, e há-de continuar a ter. A falta de emprego não chega a esta área, pelo contrário, o que falta é gente capaz. Sim, porque há MUITA gente que acaba o curso e não sabe escrever uma linha em Java, e esses até costumam ter as melhores médias.

Quanto à escolha faculdade, permitam-me que discorde mas a faculdade onde tiras o curso tem influência sim. As melhores empresas dão prioridade aos alunos das melhores faculdades.

Só para teres um exemplo, eu estou agora a acabar o meu curso de Redes de Comunicações (no IST). Já tenho emprego (só falta assinar) e não precisei de concorrer a nenhuma empresa. Foram as próprias empresas que entraram em contacto comigo e me propuseram entrar nos seus programas de recrutamento. Posso dizer que em todas elas (entre elas a PT, a ZON e a CGD) o facto de ser do IST fazia partir logo com alguns "metros" de avanço.

Falaste também na questão do "epah nao sabes fazer isto?", "fogo nao das isto na tua faculdade?". Quanto a isto posso dizer que uso estas expressões a toda a hora com amigos meus que tiraram/estão a tirar o curso na UBI, no ISEL e no ISEP (já para não falar do ISCTE) mas aqui o culpa pode ser dos alunos e não do curso. Há uma coisa que me irrita solenemente que é o facto de em quase todas as faculdades se aprender a programar logo em Java sem antes se aprender a programar por objectos.

Pode parecer que estou a puxar a brasa à sardinha do IST mas não estou. Sei que há universidades que provavelmente têm cursos e condições melhores que o IST (por exemplo na UA), mas no mercado de trabalho ainda há muito a ideia que o IST é que é bom.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O melhor para evoluir é ter interesse naquilo que fores fazer. Para já não te preocupes com isso, porque depois vais ter formação específica quando fores trabalhar, e é nessa altura que te deves preocupar com isso.

Ainda ninguém mencionou aqui foi que o facto de o curso ter passado para 3 anos não interessa para nada. Para seres engenheiro continuas a ter que estudar 5 anos (agora só és engenheiro com mestrado) e as empresas agora pedem SEMPRE mestrado.

Quanto à Engenharia Informática ter saída, claro que tem, e há-de continuar a ter. A falta de emprego não chega a esta área, pelo contrário, o que falta é gente capaz. Sim, porque há MUITA gente que acaba o curso e não sabe escrever uma linha em Java, e esses até costumam ter as melhores médias.

Quanto à escolha faculdade, permitam-me que discorde mas a faculdade onde tiras o curso tem influência sim. As melhores empresas dão prioridade aos alunos das melhores faculdades.

Só para teres um exemplo, eu estou agora a acabar o meu curso de Redes de Comunicações (no IST). Já tenho emprego (só falta assinar) e não precisei de concorrer a nenhuma empresa. Foram as próprias empresas que entraram em contacto comigo e me propuseram entrar nos seus programas de recrutamento. Posso dizer que em todas elas (entre elas a PT, a ZON e a CGD) o facto de ser do IST fazia partir logo com alguns "metros" de avanço.

Falaste também na questão do "epah nao sabes fazer isto?", "fogo nao das isto na tua faculdade?". Quanto a isto posso dizer que uso estas expressões a toda a hora com amigos meus que tiraram/estão a tirar o curso na UBI, no ISEL e no ISEP (já para não falar do ISCTE) mas aqui o culpa pode ser dos alunos e não do curso. Há uma coisa que me irrita solenemente que é o facto de em quase todas as faculdades se aprender a programar logo em Java sem antes se aprender a programar por objectos.

Pode parecer que estou a puxar a brasa à sardinha do IST mas não estou. Sei que há universidades que provavelmente têm cursos e condições melhores que o IST (por exemplo na UA), mas no mercado de trabalho ainda há muito a ideia que o IST é que é bom.

Tenho total consciencia que o IST é o melhor para depois arranjar emprego, mas como não fiz exame de FQ não posso candidatar-me a essa faculdade..

Que achas da FCUL? parece-me a descendente do IST, já em relação ao ISEL sei que existe uma grande rivalidade entre a tua faculdade e o ISEL, logo não a deves apreciar muito.

Não sabia que era preciso o mestrado para ser engenheiro, mas agora que penso ate tem logica, os 3 anos é só a licenciatura não é?

O que procuro é ir para uma faculdade que tenha muitas empresas a pedir alunos e nada melhor que voces que já passaram por isso e sabem donde vieram os alunos (vossos colegas de trabalho).

Uma coisa que nao percebi foi isto: "Sim, porque há MUITA gente que acaba o curso e não sabe escrever uma linha em Java, e esses até costumam ter as melhores médias.

" que queres dizer que nao sabem fazer uma linha de codigo?

E é verdade na fcul tambem se começa a programar em java, e so depois é que se vai programar por objectos.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando se começa a falar em "melhor" e "esta é que é boa, pôs-me logo no mercado de trabalho" eu calo-me. Isso são ilusões irreais, como já foi discutido em diversos outros tópicos.

Não conheço os processos de recrutamento que existem nas outras faculdades, mas posso dizer que no ISEL também andam constantemente a ir buscar os melhores.

Ainda não acabei o curso e já estou empregado, posso dizer que bem empregado numa empresa de um grupo de renome, e como eu a maioria dos meus colegas também está empregado antes de terminar o curso.

Tive que enviar currículos? Sim, big deal. Fizeram distinção em alguma entrevista? Sim, disseram-me que vinha de uma boa escola. Depois não me chamaram. Mas deve ter sido pelo ordenado que pedi :P

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Tive que enviar currículos? Sim, big deal. Fizeram distinção em alguma entrevista? Sim, disseram-me que vinha de uma boa escola. Depois não me chamaram. Mas deve ter sido pelo ordenado que pedi :P

Já agora... quanto? :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando se começa a falar em "melhor" e "esta é que é boa, pôs-me logo no mercado de trabalho" eu calo-me. Isso são ilusões irreais, como já foi discutido em diversos outros tópicos.

Não conheço os processos de recrutamento que existem nas outras faculdades, mas posso dizer que no ISEL também andam constantemente a ir buscar os melhores.

Ainda não acabei o curso e já estou empregado, posso dizer que bem empregado numa empresa de um grupo de renome, e como eu a maioria dos meus colegas também está empregado antes de terminar o curso.

Tive que enviar currículos? Sim, big deal. Fizeram distinção em alguma entrevista? Sim, disseram-me que vinha de uma boa escola. Depois não me chamaram. Mas deve ter sido pelo ordenado que pedi :P

mas no ISEL? pois é isso que procuro.. que me venham buscar enquanto estudo, mas acho que nem todas as faculdades o fazem, sei que na FCUL vieram recrutar um aluno com média de 19..

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Quando se começa a falar em "melhor" e "esta é que é boa, pôs-me logo no mercado de trabalho" eu calo-me. Isso são ilusões irreais, como já foi discutido em diversos outros tópicos.

Não conheço os processos de recrutamento que existem nas outras faculdades, mas posso dizer que no ISEL também andam constantemente a ir buscar os melhores.

Ainda não acabei o curso e já estou empregado, posso dizer que bem empregado numa empresa de um grupo de renome, e como eu a maioria dos meus colegas também está empregado antes de terminar o curso.

Tive que enviar currículos? Sim, big deal. Fizeram distinção em alguma entrevista? Sim, disseram-me que vinha de uma boa escola. Depois não me chamaram. Mas deve ter sido pelo ordenado que pedi :P

Atenção que eu não disse que o IST é melhor. É um facto que até os piores alunos do meu curso andavam com as melhores empresas atrás deles (PT, ZON, Vodafone, Novabase, Accenture, só para nomear as mais conhecidas...) e eles nem tiveram que mexer uma palha. E já estão todos empregados.

Não são ilusões irreais. Não quer dizer que nas outras faculdades não arranjes emprego, até a ganhar mais se for caso disso, até porque como eu disse, há falta de mão-de-obra qualificada nesta área, por isso se fores minimamente bom, até com um curso da farinha amparo consegues emprego.

Eu também pedi €1500 e não foi por isso que me mandaram embora, até porque nestas empresas os ordenados são tabelados, portanto ou recebes o que eles te oferecem ou recusas a proposta.

Mas não vale a pena ir por aqui, porque o IST não serve para este caso (que estupidez pedirem Biologia e Geologia, Física e Química ainda se percebe).

Tenho total consciencia que o IST é o melhor para depois arranjar emprego, mas como não fiz exame de FQ não posso candidatar-me a essa faculdade..

Que achas da FCUL? parece-me a descendente do IST, já em relação ao ISEL sei que existe uma grande rivalidade entre a tua faculdade e o ISEL, logo não a deves apreciar muito.

Não sabia que era preciso o mestrado para ser engenheiro, mas agora que penso ate tem logica, os 3 anos é só a licenciatura não é?

O que procuro é ir para uma faculdade que tenha muitas empresas a pedir alunos e nada melhor que voces que já passaram por isso e sabem donde vieram os alunos (vossos colegas de trabalho).

Uma coisa que nao percebi foi isto: "Sim, porque há MUITA gente que acaba o curso e não sabe escrever uma linha em Java, e esses até costumam ter as melhores médias.

" que queres dizer que nao sabem fazer uma linha de codigo?

E é verdade na fcul tambem se começa a programar em java, e so depois é que se vai programar por objectos.

É como já disse, o IST quer se queira quer não é o melhor para arranjar emprego (mais fácil), mas todas as outras também são boas. Entre a FCUL e o ISEL eu escolhia a FCUL por dois motivos: o ISEL fica em Chelas e na FCUL há mais gajas.

Não te preocupes com o emprego, esse se fores minimamente competente, arranjas facilmente seja qual for a universidade. Se tiveres oportunidade de visitar as duas e perceberes em qual gostas mais do ambiente, é um bom factor de escolha

Com "não sabem fazer uma linha de código" quero dizer isso mesmo. Tenho muitos colegas que não sabem escrever uma linha de código, ou então sabem fazer o Hello World e mal. Fizeram o curso todo à custa de outros e depois estudaram que nem uns maluquinhos para os exames enquanto os outros andavam a queimar a cabeça para fazer os projectos.

Resultado: Como as notas eram tipo 50/50 entre o projecto e o exame, esses que não sabiam programar tiravam nota muito mais alta no exame e acabavam por ficar com uma nota final muito mais alta. Às vezes lixavam-se nas discussões do projecto, pois o professor percebia que não tinham feito a ponta de um corno, mas passavam na mesma.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

o ISEL fica em chelas, mas não é na zona má de chelas xD e quanto as gajas, eu vou para a faculdade estudar informática:P

Não sei se tives-te a oportunidade de observar os planos curriculares de cada faculdade mas o que pude observar foi que na FCUL para mim só o 3 ano é que é bom, gosto das disciplinas deles, ja no ISEL gosto dos 2 primeiros anos, porque abordam muitos temas.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

o ISEL fica em chelas, mas não é na zona má de chelas xD e quanto as gajas, eu vou para a faculdade estudar informática:P

Não sei se tives-te a oportunidade de observar os planos curriculares de cada faculdade mas o que pude observar foi que na FCUL para mim só o 3 ano é que é bom, gosto das disciplinas deles, ja no ISEL gosto dos 2 primeiros anos, porque abordam muitos temas.

Acredita que ao fim de um mês já estás farto de ver malta de barba (gajas incluídas :P). Mas falando mais a sério, acho que é mesmo igual, tenta fazer uma visita ao local e depois escolhe aquele em que gostares mais do ambiente e/ou fique mais perto da tua casa se morares em Lisboa.

Os currículos não conheço, mas também te posso dizer que não gostei dos 3 primeiros anos do IST. Linguagens de programação que nunca vamos usar na vida (scheme, lisp, assembly, Mathematica, até o próprio C) e depois física e muita matemática. Aprendemos muita coisa de baixo nível que penso que nos dias de hoje não interessam muito, mas não sei se nas outras faculdades também é assim.

Ainda assim tenho a perfeita noção que para o futuro, o currículo não interessa muito (o nome das cadeiras às vezes também engana...) o que interessa mesmo é acabar o curso. Só vais aprender verdadeiramente quando chegares ao mercado de trabalho. A faculdade só serve para te ensinar a pensar.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não me leveis a mal, mas não vais passar toda a vida à espera que te vão buscar, o processo de procura de emprego (principalmente do 1º emprego) é muito enriquecedor em termos pessoais, pode ser duro mas ganhas uma nova visão da vida.

Não conheço a fundo esses dois estabelecimentos que falaste mas o que te posso dizer é que se fores bom não interessa onde tiras o curso, arranjas igual emprego. Todos os cursos de Engenharia Informática são 90% iguais, seja em Politécnicos ou Universidades, com algumas diferenças nomeadamente nas componentes teóricas/práticas.

Ainda ninguém mencionou aqui foi que o facto de o curso ter passado para 3 anos não interessa para nada. Para seres engenheiro continuas a ter que estudar 5 anos (agora só és engenheiro com mestrado) e as empresas agora pedem SEMPRE mestrado.

Discordo plenamente. As empresas não pedem alguém com Mestrado, pede alguém que saiba trabalhar e tenha conhecimentos. Algumas pedem, mas são apenas uma percentagem muito reduzida. Mais que seres Engenheiro, sentes-te capaz de começar a trabalhar com um curso de 3 anos.

Quanto à conversa do "melhor", é sempre a mesma coisa porque cada um puxa a sardinha para o seu estabelecimento de ensino.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Discordo plenamente. As empresas não pedem alguém com Mestrado, pede alguém que saiba trabalhar e tenha conhecimentos. Algumas pedem, mas são apenas uma percentagem muito reduzida. Mais que seres Engenheiro, sentes-te capaz de começar a trabalhar com um curso de 3 anos.

Mas tu só és Engenheiro com o Mestrado. E claro que as empresas pagam tipicamente mais a um Engenheiro do que a um Licenciado em Ciências da Engenharia (que é o que tu és quando acabas a licenciatura) e a este mais do que a alguém com o 12º ano ou um curso técnico-profissional.

E pela enésima vez o IST não é melhor que as outras. Emprego arranjas em qualquer uma.

A questão em qualquer um dos casos não é o arranjar emprego. A questão são as condições que consegues (receber mais num caso ou ser mais fácil no outro).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já agora... quanto? :P

Pedi 1500€ limpos. Menos que isso não compensava mudar de empresa :)

Eu também pedi €1500 e não foi por isso que me mandaram embora, até porque nestas empresas os ordenados são tabelados, portanto ou recebes o que eles te oferecem ou recusas a proposta.

Não generalizes. Na empresa onde estou isso não é verdade.

É como já disse, o IST quer se queira quer não é o melhor para arranjar emprego (mais fácil)

Enfim... Eu arranjei emprego à 2ª entrevista. Alguns colegas arranjaram à 1ª, outros à 3ª, e nenhum (dos que conheço) passou da 4ª.

Entre a FCUL e o ISEL eu escolhia a FCUL por dois motivos: o ISEL fica em Chelas e na FCUL há mais gajas.

Se já visitaste o ISEL, com certeza andaste pelas zonas erradas :P Até no meu departamento a taxa de alunas é aceitável, e olha que encontram-se lá algumas bastante agradáveis!

Não te preocupes com o emprego, esse se fores minimamente competente, arranjas facilmente seja qual for a universidade. Se tiveres oportunidade de visitar as duas e perceberes em qual gostas mais do ambiente, é um bom factor de escolha

Aqui falaste muito bem.

Aprendemos muita coisa de baixo nível que penso que nos dias de hoje não interessam muito, mas não sei se nas outras faculdades também é assim.

Desculpa lá, mas discordo plenamente desta frase. Como é que podes dizer que sabes programar se não entenderes o que está a acontecer com cada comando que escreves? Não me refiro ao nível do átomo (e concordo quando dizes que a Física e a Química são um bocado perda de tempo num curso desta área), mas Assembly e baixo nível e mecanismos utilizados pelo sistema operativo para fazer funcionar as aplicações são coisas que utilizo diariamente no emprego (não programo em Assembly, mas o resto aplica-se; C não uso, mas uso C++). Senão bastava aprender a programar em Visual Basic ou Outsystems com drag and drop, em que as coisas funcionam, mas se calhar os níveis de stress para os clientes tornavam-se motivo de indemnização :)

Por exemplo, no meu curso (Engenharia Informática e de Computadores) exploramos os níveis mais baixos da Framework .NET de forma a optimizar o código para tornar as aplicações menos pesadas computacionalmente. A maior parte dos alunos detesta a cadeira de Ambientes Virtuais de Execução por isso mesmo (eu também não gostava a 1ª vez que tentei fazer, mas depois compreendi para que servia aquilo tudo), mas no final aprendi muita coisa útil e que provavelmente me vai ajudar a criar uma aplicação melhor no projecto que vou começar esta semana.

Ainda assim tenho a perfeita noção que para o futuro, o currículo não interessa muito (o nome das cadeiras às vezes também engana...) o que interessa mesmo é acabar o curso.

Mais uma vez, tenho que discordar. Parte dos meus colegas não tem curso, e estão na empresa de pedra e cal. E a ganhar bem.

Quem vai para uma empresa que se baseia unicamente no currículo (leia-se curso terminado) para contratar (ou não), devia pensar duas vezes antes de aceitar. A não ser que só tenha mesmo o curso terminado para mostrar, como aqueles teus colegas de quem falaste mais acima. :D

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Pedi 1500€ limpos. Menos que isso não compensava mudar de empresa :P

Calma, estamos aqui a falar de primeiro emprego. Depois de já estar numa empresa, claro que eu não mudava por menos que isso. Mesmo por €1500 ia ter alguma dificuldade em mudar.

Não generalizes. Na empresa onde estou isso não é verdade.

Novamente, estamos a falar de primeiro emprego. Em todas as empresas (ou quase todas) os ordenados para os recém-licensiados/mestrados estão tabelados. Estas empresas têm programas de recrutamento em que todos entram em pé de igualdade, independentemente da universidade, do curso e da média final.

Enfim... Eu arranjei emprego à 2ª entrevista. Alguns colegas arranjaram à 1ª, outros à 3ª, e nenhum passou da 4ª.

Lá está, todos os meus colegas arranjaram emprego à primeira. Sendo que mesmo tendo uma média baixinha (tipo 12) quase todos tiveram a oportunidade de escolher entre várias que apresentaram proposta.

Se já visitaste o ISEL, com certeza andaste pelas zonas erradas :) Até no meu departamento a taxa de alunas é aceitável, e olha que encontram-se lá algumas bastante agradáveis!

A diferença é que na FCUL tens as outras faculdades da UL ali mesmo ao pé :P

Desculpa lá, mas discordo plenamente desta frase. Como é que podes dizer que sabes programar se não entenderes o que está a acontecer com cada comando que escreves? Não me refiro ao nível do átomo (e concordo quando dizes que a Física e a Química são um bocado perda de tempo num curso desta área), mas Assembly e baixo nível e mecanismos utilizados pelo sistema operativo para fazer fucionar as aplicações são coisas que utilizo diariamente no emprego (não programo em Assembly, mas o resto aplica-se). Senão bastava aprender a programar em Visual Basic ou Outsystems com drag and drop, em que as coisas funcionam, mas se calhar os níveis de stress para os clientes tornavam-se motivo de indemnização :)

Tudo bem, não digo que não seja completamente irrelevante, mas cada vez temos máquinas mais poderosas e com essas ferramentas (como o outsystems) , que pessoalmente odeio, mas que nos permitem abstrair de tudo o que está por baixo, mesmo adicionando alguma carga computacional desnecessária, muitas vezes é preferível meter mais uma máquina em vez de se "perder" tempo a optimizar um programa, já que hoje em dia o tempo é um bem muito mais caro do que o dinheiro, se é que me faço entender.

Além do mais eu sou de Redes e não de Informática. Apesar de o meu forte até ser o desenvolvimento, não deveria ter que me preocupar tanto com essas coisas, penso eu. Afinal, se o meu trabalho vai ser pegar em ferramentas já por si construídas sobre .Net não me faz muita diferença saber o que se passa lá por baixo, afinal é esse o conceito de Black Box que nos andam a "impingir" o curso todo.

Por exemplo, no meu curso (Engenharia Informática e de Computadores) exploramos os níveis mais baixos da Framework .NET de forma a optimizar o código para tornar as aplicações menos pesadas computacionalmente. A maior parte dos alunos detesta a cadeira de Ambientes Virtuais de Execução por isso mesmo (eu também não gostava a 1ª vez que tentei fazer, mas depois compreendi para que servia aquilo tudo), mas no final aprendi muita coisa útil e que provavelmente me vai ajudar a criar uma aplicação melhor no projecto que vou começar esta semana.

Bom, como eu já disse, sou de Redes. No final do curso até acabamos por deixar o baixo nível para trás. Mais um motivo para eu achar estúpido aprendermos tanta coisa por baixo, se depois quando chegamos ao fim do curso o objectivo é sabermos usar as ferramentas sem nos preocuparmos com o que está por baixo (o tal conceito de Black Box que me referi).

Mais uma vez, tenho que discordar. Parte dos meus colegas não tem curso, e estão na empresa de pedra e cal. E a ganhar bem.

Quem vai para uma empresa que se baseia unicamente no currículo (leia-se curso terminado) para contratar (ou não), devia pensar duas vezes antes de aceitar. A não ser que só tenha mesmo o curso terminado para mostrar, como aqueles teus colegas de quem falaste mais acima. :D

Mais uma vez permite-te que te recorde que estamos aqui a falar de primeiros empregos. Quando vais para um primeiro emprego as empresas não têm nada em que se basear além do teu currículo (bom, além das entrevistas e dos testes psicométricos, mas até esses podem induzir em erro).

Não acredito que os teus colegas que hoje estão na empresa de pedra e cal conseguissem hoje (sem experiência) entrar e a receber ordenados iguais aos licenciados(pré)/mestrados(pós) Bolonha (pelo que vi, estamos aqui a falar de €1000-€1300).

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora