• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Microsoft aposta em Portugal para «nova unidade virtual»

2 mensagens neste tópico

A Microsoft Corporation acaba de criar uma nova unidade mundial de Alianças Público-Privadas com sede em Portugal. Trata-se de uma «unidade virtual», que teve arranque imediato.

Em declarações à Agência Financeira, fonte oficial da Microsoft explicou que a sede da área de Alianças Público-Privadas será em Portugal, mas na prática «terá a sua equipa espalhada no mundo inteiro». Ou seja, a subsidiária nacional fará a mediação entre as outras e a casa-mãe, pelo que não está em causa reforço de pessoal.

A nova unidade da Microsoft representa, segundo a empresa, um eixo de grande importância na estratégia global da empresa inserido na área da comunicação e tem como objectivo ser um ponto de partida para o desenvolvimento das economias mundiais com base nas tecnologias de informação e comunicação.

Escolha é «reconhecimento» da casa-mãe

Ou seja, e de acordo com a mesma fonte, esperam-se projectos assentes em parcerias público-privadas em áreas geográficas como restante Europa, América do Sul, Ásia e Norte de África.

O responsável mundial da Alianças Público-Privadas é Joice Fernandes, até aqui Director da Divisão de Administração Pública na Microsoft Portugal, que passará a fazer a comunicação directa entre a Microsoft Corporation e os vários governos.

Para a Microsoft, a escolha de Portugal é «um reconhecimento» pelo trabalho desenvolvido: «O Projecto Magalhães foi considerado o melhor a nível mundial. A competência que criámos deu-nos massa crítica para termos a equipa cá a dirigir esta nova área», acrescentou fonte da empresa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Tendo em conta a quantidade de contractos com o estado Português e os valores envolvidos nesses contractos (valores a cima do que a lei permite) feitos por ajuste directo, ou seja, sem concurso, sem consulta de outros fornecedores, não me espanta que eles queiram meter esta subsidiária a tentar fazer a liderar este campo dentro da m$ft...

Infelizmente isto é motivo de vergonha, para nós, porque este sucesso da m$ é à conta do cumprimento da lei do mercado livre baseado no mérito e claro do orçamento de estado...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora