• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

estrucida

Em que consiste SEO?

17 mensagens neste tópico

Decidi criar este tópico porque parece-me que existe interesse por várias pessoas em discutir este tema. Também acho que está a haver um bocado de confusão sobre como se faz SEO num Web site.

Embora não me considere uma expert a 100%, tenho algumas noções sobre SEO e gostava de as partilhar convosco.

No entanto para começar, gostava de saber o que é que vocês acham em que consiste SEO.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Assim de repente, SEO é um modo de organização de código / programação que visa facilitar a interpretação de conteúdos / páginas pelos vários motores de busca existentes. Ao estar bem organizado sobre as "normas" SEO, mais facilmente é indexado correctamente pelos motores de busca, e só tem a ganhar o site com isso.

Há centenas de técnicas SEO, essas sim eu quero saber :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Assim de repente, SEO é um modo de organização de código / programação que visa facilitar a interpretação de conteúdos / páginas pelos vários motores de busca existentes.

Bem, a questão é mesmo essa, SEO não é só isso. Aliás, essa é a ponta do iceberg. SEO é todo um processo de optimização.

Primeiro que tudo existe a questão do conteúdo. A identificação do público alvo, de keywords e a construção dos textos com base nessas keywords é uma parte do precesso.

Nesta fase também convém avaliar "a concorrência", keywords que usam para além da estrutura do Web site em si.

Depois, de facto, é a utilização dessas keywords nos vários elementos da página. Isso vai desde a URL, meta informação, passando por titles, cabecalhos, alt, blocos de texto, ... Atenção, cada página deverá ter a sua própria informação, isto é, as keywords e conteúdos associados. Atenção, isto também se aplica a ficheiros extra html utilizados, isto é: imagnes, vídeos, pdfs,... Atenção que URLs, meta informação e page title são contados ao caracter.

Uma vez que as keywords na URL têm importancia, convém que o site tenha uma boa estrutura a nível das páginas que o constituem.

Para além de uma boa estrutura, quanto melhor for o código HTML mais pontos tens. O uso de stylesheets e javascript em ficheiros separados do HTML é altamente recomendado.

Links internos e externos são importantes, mas a sua importância varia entre motores de busca.

Sitemaps são sempre bem vindos.

É importante escolher um servidor que se adapte às características exigidas pelo Web site. E se for uma máquina linux é uma vantagem. A localização geográfica também conta.

Submissão do Web site a diferentes directorias e diferentes tipos de directorias.

Depois vem toda a parte de divulgação e manutenção do Web. É importante frisar que SEO é uma actividade constante. Mas este é um tópico bastante vasto. De facto, SEO também está muito ligado à parte de comunicação e marketing do Web site.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

E se for uma máquina linux é uma vantagem.

Hmm, desconhecia que os motores de pesquisa tinham também esse factor em conta...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Hmm, desconhecia que os motores de pesquisa tinham também esse factor em conta...

Atenção que é uma vantagem com pouco peso. No entanto, SEO à parte, ter o Web site alojado num servidor linux traz bastantes vantagens.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Atenção que é uma vantagem com pouco peso. No entanto, SEO à parte, ter o Web site alojado num servidor linux traz bastantes vantagens.

Não queres explicar um bocado melhor isso/deixar uns links de referência a explicar esse factor?

É porque eu acho isso injusto, não estou a ver qual a diferença de um documento que me interesse esteja numa máquina com servidores Linux ou Windows...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Traz vantagens, mas não é à optimização de um site no motor de busca... lol

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não queres explicar um bocado melhor isso/deixar uns links de referência a explicar esse factor?

É porque eu acho isso injusto, não estou a ver qual a diferença de um documento que me interesse esteja numa máquina com servidores Linux ou Windows...

Olha, muito do que eu sei vem da experiência. Mas também leio muito na net: w3c, blogs, artigos e complemento tudo isso com os livros. Por isso, deixar alguns links é complicado porque o meu conhecimento é feito de muitos pormenores e pedaços de informação.

No entanto, posso partilhar!

Então é assim, servidores Linux / Windows têm diferenças. O Linux (e já nem vamos referir o Unix), como SO é mais estável, podes ter a máquina 24/7 que o moço não stressa (eu raramente desligo a minha máquina, chega a estar meses seguidos ligada). Não é vulgar um linux "crachar".

A nível de escalonamento de processos tens uma melhor performance, para além de ter uma melhor gestão de memória. Ambos factores permitem-te ter um maior número de processos a correr em simultâneo sem a máquina ficar "lenta" e "engasgada".

Dependendo também da distribuição linux que usares, podes ter um linux mais leve/pesado, podendo assim utilizares máquinas mais velhotas como servidores e mesmo assim conseguem ter uma melhor prestação a nível de tempo e gestão de recursos que uma máquina Windows.

Outra vantagem é que precisares de fazer um upgrade/update/install/remove de algum software, no final não necessitas de um reboot à máquina.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O que é que isso tem a ver com o posicionamento de um site nos motores de busca? Se estás a tentar dizer que o tempo ou os crashes que um site tem, podem influenciar o rank de um site, desde que não seja em exagero, isso não é verdade!

Olha, muito do que eu sei vem da experiência. Mas também leio muito na net: w3c, blogs, artigos e complemento tudo isso com os livros. Por isso, deixar alguns links é complicado porque o meu conhecimento é feito de muitos pormenores e pedaços de informação.

No entanto, posso partilhar!

Então é assim, servidores Linux / Windows têm diferenças. O Linux (e já nem vamos referir o Unix), como SO é mais estável, podes ter a máquina 24/7 que o moço não stressa (eu raramente desligo a minha máquina, chega a estar meses seguidos ligada). Não é vulgar um linux "crachar".

A nível de escalonamento de processos tens uma melhor performance, para além de ter uma melhor gestão de memória. Ambos factores permitem-te ter um maior número de processos a correr em simultâneo sem a máquina ficar "lenta" e "engasgada".

Dependendo também da distribuição linux que usares, podes ter um linux mais leve/pesado, podendo assim utilizares máquinas mais velhotas como servidores e mesmo assim conseguem ter uma melhor prestação a nível de tempo e gestão de recursos que uma máquina Windows.

Outra vantagem é que precisares de fazer um upgrade/update/install/remove de algum software, no final não necessitas de um reboot à máquina.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Então é assim, servidores Linux / Windows têm diferenças. O Linux (e já nem vamos referir o Unix), como SO é mais estável, podes ter a máquina 24/7 que o moço não stressa (eu raramente desligo a minha máquina, chega a estar meses seguidos ligada). Não é vulgar um linux "crachar".

Já me crashou muito, muito mais vezes Linux do que me crashou Windows. YYMV. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Olha, muito do que eu sei vem da experiência. Mas também leio muito na net: w3c, blogs, artigos e complemento tudo isso com os livros. Por isso, deixar alguns links é complicado porque o meu conhecimento é feito de muitos pormenores e pedaços de informação.

No entanto, posso partilhar!

Então é assim, servidores Linux / Windows têm diferenças. O Linux (e já nem vamos referir o Unix), como SO é mais estável, podes ter a máquina 24/7 que o moço não stressa (eu raramente desligo a minha máquina, chega a estar meses seguidos ligada). Não é vulgar um linux "crachar".

A nível de escalonamento de processos tens uma melhor performance, para além de ter uma melhor gestão de memória. Ambos factores permitem-te ter um maior número de processos a correr em simultâneo sem a máquina ficar "lenta" e "engasgada".

Dependendo também da distribuição linux que usares, podes ter um linux mais leve/pesado, podendo assim utilizares máquinas mais velhotas como servidores e mesmo assim conseguem ter uma melhor prestação a nível de tempo e gestão de recursos que uma máquina Windows.

Outra vantagem é que precisares de fazer um upgrade/update/install/remove de algum software, no final não necessitas de um reboot à máquina.

Apesar de não gostar do windows, e de raramente o usar, quero acreditar que as versões mais recentes do windows para servidores já não são assim tão inferiores ao Linux.

De qualquer forma, fiquei sem perceber em que é que o SO influência um website em termos de SEO.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já agora, todos os crashes que tive/tenho no Linux estão sempre relacionados a aspectos de desktop/parte gráfica. Acredito que Linux seja uma melhor aposta que Windows para máquinas servidor que não precisam de aspectos gráficos. Mas dizer que é muito mais estável que Windows sem provas não é justo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

O que é que isso tem a ver com o posicionamento de um site nos motores de busca? Se estás a tentar dizer que o tempo ou os crashes que um site tem, podem influenciar o rank de um site, desde que não seja em exagero, isso não é verdade!

Não, o que eu estou a dizer é que, por natureza, servidores linux são mais estáveis. Pelo menos até agora têm sido. Esse dado é adquirido e não é só para mim, é também para alguns SE, tal como o Google. Como tal, essas máquinas têm preferência. Só isso.

Quanto à velha discussão linux/windows, ora vamos lá ver. Eu estou a falar de servidores e não de desktops. Não tem nada a haver se eu gosto mais de trabalhar em windows ou linux. Garanto-vos que servidores linux e unix têm uma melhor performance. Não é por acaso que praticamente todos os admins que eu conheço (e são muitos) usam servidores linux/unix. E estou a falar de empresas tipo: cibs, sapo, vodafone.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não me interpretes mal, não é por casmurrice que eu escrevi o post anterior, não é mesmo. É apenas por tudo o que já vi e ouvi. A nível de admins tenho a sorte de conhecer pessoas muito experientes, com muita prática e que não podem falhar. É com eles que aprendo. E é aquilo que eu tenho aprendido que estou a passar.

Outra coisa, esta entrada supostamente era para ser sobre SEO. Se quiseres continuar a discutir pontos de vista sobre servidores linux/windows proponho-te abrir uma nova entrada em Extra-Programação > Sistemas Operativos

Que te parece?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Já existem muitos tópicos sobre o assunto, hehe. :)

Ficamos por aqui então. Outro dia discutimos SO mais a fundo. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Bem, a questão é mesmo essa, SEO não é só isso. Aliás, essa é a ponta do iceberg. SEO é todo um processo de optimização.

Primeiro que tudo existe a questão do conteúdo. A identificação do público alvo, de keywords e a construção dos textos com base nessas keywords é uma parte do precesso.

Nesta fase também convém avaliar "a concorrência", keywords que usam para além da estrutura do Web site em si.

Depois, de facto, é a utilização dessas keywords nos vários elementos da página. Isso vai desde a URL, meta informação, passando por titles, cabecalhos, alt, blocos de texto, ... Atenção, cada página deverá ter a sua própria informação, isto é, as keywords e conteúdos associados. Atenção, isto também se aplica a ficheiros extra html utilizados, isto é: imagnes, vídeos, pdfs,... Atenção que URLs, meta informação e page title são contados ao caracter.

Uma vez que as keywords na URL têm importancia, convém que o site tenha uma boa estrutura a nível das páginas que o constituem.

Para além de uma boa estrutura, quanto melhor for o código HTML mais pontos tens. O uso de stylesheets e javascript em ficheiros separados do HTML é altamente recomendado.

Links internos e externos são importantes, mas a sua importância varia entre motores de busca.

Sitemaps são sempre bem vindos.

É importante escolher um servidor que se adapte às características exigidas pelo Web site. E se for uma máquina linux é uma vantagem. A localização geográfica também conta.

Submissão do Web site a diferentes directorias e diferentes tipos de directorias.

Depois vem toda a parte de divulgação e manutenção do Web. É importante frisar que SEO é uma actividade constante. Mas este é um tópico bastante vasto. De facto, SEO também está muito ligado à parte de comunicação e marketing do Web site.

Muito bem. Já estava a par de algumas "regras" mas outras não...

Porque não avançamos para a prática para termos uma ideia concreta do que se está aqui a falar? :confused:

Experimentem esta ferramenta http://www.pineberry.com/en/skills/seo/analysis-tool

Já experimentei muitas ferramentas mas esta é a mais "limpa" no que toca à análise de páginas contra palavras-chave.

Ah! Também existe bl@ckseo... ;)

Abraço

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora