• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Ridelight

Novo disco óptico guarda a informação que cabe em 100 DVD

1 mensagem neste tópico

Avanço da General Electric aproxima um dia em que a toda a nossa colecção de filmes em alta definição pode ficar num único disco

Um disco do tamanho normal mas capaz de conter a informação de 100 DVD ou 20 discos Blu-ray. É isto que promete a General Electric, com o novo disco óptico micro-holográfico.

Por ora, não é mais do que um sucesso laboratorial. Mas espera-se que a nova tecnologia possa ser comercialmente adaptada e vendida a preços aceitáveis para o consumidor. Segundo o jornal The New York Times, especialistas da área e analistas da indústria de discos ópticos dizem que a nova tecnologia pode mesmo ser um passo em frente.

Este disco foi desenvolvido através de investigação na área do armazenamento holográfico. Trocando por miúdos: a holografia é um processo óptico que permite criar imagens tridimensionais, como as que já estão nos cartões de crédito, mas também armazenar todos os O e 1 da linguagem digital, que ficam registados como padrões de luz num material sensível à luminosidade.

Os hologramas são como espelhos microscópicos que fazem a refracção de padrões de luz quando um laser incide sobre eles - é nesse momento que é lida e decifrada a informação contida em cada holograma. O interesse desta tecnologia é que permite armazenar dados ainda com maior densidade do que nos DVD ou até os Blu-ray, que já têm muito maior capacidade que os DVD. Só que, enquanto os Blu-ray têm informação digital codificada apenas na superfície do disco, os novos discos holográficos usam todo o volume do disco para guardar informação digital.

Embora o aumento da capacidade de armazenagem seja enorme, a tecnologia necessária para a ler e descodificar é semelhante à que já temos em nossas casas, para ler DVD, diz um comunicado de imprensa da General Electric (GE). "O dia em que poderemos pôr toda a colecção de filmes de alta definição num único disco está mais próximo do que se julgava", comentou Brian Lawrence, o investigador da GE que dirige esta pesquisa.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora