• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

teckV

Mentors Hacker Manifesto

29 mensagens neste tópico

Mentor's Last Words

Another one got caught today, it's all over the papers.

"Teenager Arrested in Computer Crime Scandal", "Hacker

Arrested after Bank Tampering"...

Damn kids. They're all alike.

But did you, in your three-piece psychology and 1950's

technobrain, ever take a look behind the eyes of the hacker?

Did you ever wonder what made him tick, what forces shaped

him, what may have molded him?

I am a hacker, enter my world...

Mine is a world that begins with school... I'm smarter than most

of the other kids, this crap they teach us bores me...

Damn underachiever. They're all alike.

I'm in junior high or high school. I've listened to teachers

explain for the fifteenth time how to reduce a fraction. I

understand it. "No, Ms. Smith, I didn't show my work. I did it in

my head..."

Damn kid. Probably copied it. They're all alike.

I made a discovery today. I found a computer. Wait a second, this

is cool. It does what I want it to. If it makes a mistake, it's

because I screwed it up. Not because it doesn't like me... Or

feels threatened by me... Or thinks I'm a smart ass... Or doesn't

like teaching and shouldn't be here...

Damn kid. All he does is play games. They're all alike.

And then it happened... a door opened to a world... rushing

through the phone line like heroin through an addict's veins, an

electronic pulse is sent out, a refuge from the day-to-day

incompetencies is sought... a board is found.

"This is it... this is where I belong..."

I know everyone here... even if I've never met them, never talked

to them, may never hear from them again... I know you all...

Damn kid. Tying up the phone line again. They're all alike...

You bet your ass we're all alike... we've been spoon-fed baby food

at school when we hungered for steak... the bits of meat that you

did let slip through were pre-chewed and tasteless. We've been

dominated by sadists, or ignored by the apathetic. The few that

had something to teach found us willing pupils, but those few

are like drops of water in the desert.

This is our world now... the world of the electron and the switch,

the beauty of the baud. We make use of a service already

existing without paying for what could be dirt-cheap if it wasn't

run by profiteering gluttons, and you call us criminals. We

explore... and you call us criminals. We seek after knowledge...

and you call us criminals. We exist without skin color, without

nationality, without religious bias... and you call us criminals.

You build atomic bombs, you wage wars, you murder, cheat, and

lie to us and try to make us believe it's for our own good, yet

we're the criminals.

Yes, I am a criminal. My crime is that of curiosity. My crime is

that of judging people by what they say and think, not what they

look like. My crime is that of outsmarting you, something that

you will never forgive me for.

I am a hacker, and this is my manifesto. You may stop this

individual, but you can't stop us all... after all, we're all alike.

---Mentors Hacker Manifesto

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Um texto muito bom na minha opinião. Conheço alguns casos de pessoas assim e vejo algumas das características descritas em mim mesmo.

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno suberbo a matemática. O conceito de geek evoluiu bastante desde o início dos anos 90. Eu considero-me um geek e um pré-hacker. Sim, um pré-hacker pois tenho curiosidade em relação ás novidades que leio, pois investigo termos que não conheço, pois gosto que me ensinem coisas novas.

De geek para hacker ainda existem diferenças significativas. Serei um hacker quando conseguir modificar o código de algumas aplicações (oops...já o fiz....sou um hacker  :biggrin:).

Mais uma vez, grande post. :thumbsup:

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Há uma crise mundial lá fora, pessoas matam-se, roubam...

Devia haver uma maior preocupação com o bem estar das pessoas no geral e não apenas dos grandes lideres.

As riquezas mundiais deviam ser divididas com equidade.

Será correcto? Hey, este é cada vez mais o caminho que a Humanidade está a levar.

Se cada um fizer um esforço para tornar isto melhor, o mundo torna-se algo muito melhor e mais habitável. :thumbsup:

Cumps,

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Muito bom texto realmente.  :D

Conheço isso do Filme Hackers 1995, um grande filme com mais vontade e rebeldia do que informática em si. No entanto um filme que aconcelho a qualquer iniciante em informática.

Esse Manifesto transcreve tudo o que eu sinto contra esses chulos que nos chamam ladrões quando eles é que torturam e manipulam as mentes jovens dos dias de hoje vendendo material de ultima categoria ao preço de charutos cubanos.

Esses "Chefes" da sociedade que nunca foram promovidos como tal, que ao invés de estarem a governar os países estão-se a unir em organizações globais para lutar numa guerra que não existe, para assustar os cidadãos de cada país em vez de os ajudarem a viver melhor.

Esses  Retrogrados que não aceitam a mudança no mundo, os avanços tecnológicos e depois querem que a joventude os promova por experiência e porque eles se consideram bons governantes com as mesmas teorias para todo o sempre sem qualquer tipo de actualização.

Acho que disse tudo o que tinha ca dentro, mas como já diziam nos Simpsons precisamos de dizer isto a alguem que tenha uma opinião que interesse, porque nós na net não somos ninguem apenas anónimos que dizem o que querem e nunca têm lógica só porque algum antiquado o disse.

O que esta gente faz para proteger a imagem é assustar os outros mas ao mesmo tempo que protegem dum lado caem no ridículo do outro ao demonstrarem as suas mentes ignorantes e ilógicas.

Tenho esperança que a 5 Guerra mundial seja combatida online e seja antes uma guerra entre o governo e os utilizadores, o que acho muito complexo hoje em dia porque eles só precisam de desligar os servidores  :)

Quem sabe um dia não exista uma revolução que empregue as deste manifesto.

Cumps. Overrun

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Não entrando no domínio do hacking, mas sim no domínio filosófico, este é um espírito crítico, que é característicos dos hackers, que deveria pertencer aos jovens.

Já houve tempo, que o espírito crítico dos jovens, e de repulsa por aquilo que eles achavam que estava errado, movia montanhas, e originava as grandes revoluções sociais que se davam nos países.

Eu não sou de maneira nehuma hacker "fisicamente", pois segundo o que o TecV tem demonstrado nas suas lições, o hacking em si é algo muito súbtil e que nem todos conseguem alcançar.

No entanto, se definir um hacker apenas pelo espírito filosófico que lhe está inerente, com toda a certeza afirmarme-ia um hacker. Observo os jovens a comerem tudo o que a televisão lhes dá - sem questionar. Observo os jovens a seguir modas geralmente difundidas pela comunicação social, sem questionar - and that makes me sick.

Não consigo afirmar que não seja influênciado, pois como é possível não ser? Mas confesso que olho para tudo com uma espécie de espírito crítico. Se faço algo, é porque quero mesmo...

Parece irónico da minha parte, para quem me conhece, estar a dizer isto, mas... as aulas de filosofia ensinam coisas muito importantes na formação de uma pessoa. Não quer dizer que um índividuo sozinho não as conceptualize na sua mente na mesma, mas a filosofia ajuda... e os jovens devem saber aproveitar isso... infelizmente não aproveitam.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Como disseste, vbmaster, o Hacking como estado de espírito passa essencialmente pelo espírito crítico que temos perantes os assuntos e temas que surgem. Lembro-me de ver aí pelos fóruns que frequento, discussões de hardware ou até sobre sistemas operativos, onde existem pessoas que defendem afincadamente uma facção, se sequer conseguirem ver o lado positivo ou pelo menos o contributo positivo que as outras facções têm dado ao desenvolvimento da área. Acho isso estúpido e inconcebível, dado que se não existissem as outras facções, a opinião dessas pessoas não existiria. Acabam por caír num ciclo vicioso que leva á chatice, á burrice e á pobreza de espírito.

Temos o exemplo do h4rri3r.pt cá do fórum, que defende incondicionalmente a Nintendo. Acho que isso não é desenvolver espírito crítico, portanto está excluído, por agora, do grupo dos hackers morais.

Já ser hacker na prática envolve conhecimentos técnicos mais avançados que a própria moralidade. Saber trabalhar com redes, conhecer arquitecturas de sistemas, conhecer o próprio código, dominar uma linguagem, etc.

A Filosofia é importante no que diz respeito ao desenvolvimento do espírito crítico, mas mais importante que a Filosofia são os erros que vamos cometendo. Existem as pessoas que cometem erros e que ao serem corrigidas, admitem e aprendem com os erros e existem as pessoas que cometem erros e ao serem corrigidas se revoltam e voltam a cometer os mesmos erros. Pela pouca experiência que tenho, o primeiro género de pessoas são aquelas que realmente conseguem vingar na sua área, sendo que as outras passam a vida a lutar por algo que vai contra a maré: perdem possíveis amigos, perdem novos conhecimentos, fazem figuras de parvos.

A incapacidade que esse tipo de pessoas tem de mudar é algo que atrasa a própria evolução. Mudar é um acto de coragem, de segurança, de confiança e de inteligência. Lutar contra a mudança é um acto de ignorância, de teimosia e de incapacidade psicológica.

É na capacidade de se adaptar ás novas situações que descobrimos os hackers morais e que se aperfeiçoam os hackers, no verdadeiro sentido da palavra.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

eu entendo o conceito Hacker de uma forma mais ampla... o ser humano é um Hacker por natureza... crackou a natureza... deu voltas às coisas para conseguir novos resultados com elas... a natureza criou as pedras apenas por desporto... o ser humano transformou a perna numa coisa completamente nova... uma ferramenta... sim... a aventura humana começou com os primeiros Hackers... aqueles que viam os outros sempre na mesma e pensavam... "pa... e seu fizer assim? e se eu agarrar nesta pedra e bater naquela? e se bater assim desta forma? pa... fica uma coisa que eu posso usar para cortar melhor a carne...."

a principal caracteristica do ser humano é ser um hacker... foi isso que nos fez chegar onde estamos...

a unica esperança que tenho para o mundo é este moviemento de Hackers (seja no que for, na musica, no desporto, no amor) e muito especificamente o movimento comunitario de hackers informáticos...

hacker envolve tantas emoções, quer boas, quer más, que muito se especula sobre isso...

antes de mais ser hacker é um estado de espirito... é ir mais longe... é não ficar pendurado e desistir... é partir pedra atrás de pedra

a caracteristica que mais saliento em mim nas TI é a persistencia... vi muitos desistirem por não consequirem resolver um pequeno passo... eu continuei e atingi resultados... persistentia... e amor... sim tem de haver amor senão fica algo muito forçado

os hackers sentiram necessidade de se destinguir e ao longo dos tempos surigiram termos para esssa separação... como em tudo há os que são assim e os que são assado

a principal coisa que tirei do h2k2 (para mim foi o mais importante debate entre membros) foi a falta de consenso entre todos... uns acham que se devfe usar o craking como forma de luta, outros isto, outros aquilo...

o manifesto não foi aceite com unanimidade pelo que não é oficial porque a principal caracteristica hacker é a invisibilidade e estar a oficializar coisas é ir exactametne em sentido contrario...

pode-se usar os termos seguintes tendo em conta o chapéu (hat) que cada um usa

white hat hacker - os profissionais

black hat hackers - quem ganha a vida explorando o hacking na vertende criminosa (o conceito de crime para mim é algo muito incerto, na nossa sociedade é crime aquilo que vai contra os interesses instituidos... se for por estes interesses é tudo permitido)

grey hacker - é na essencia um white mas por vezes dá um pézinho no black universe (estes fazem-no apenas pelo gozo... entram e saiem de uma rede sem que nunca alguem note... isto porque não alteram nada nem divulgam info sobre essa rede.. o que conta é o desafio e escolhem só alvos dificeis.. há casos de intrusões terem levado varios meses (quase um ano) a serem conseguidas)

mas estas coisas sentem-se no coração...

à ppl que pergunta.. como posso ser um Hacker? bem... basta querer... um gajo que faz um script batch em DOS em

e hacker... depende apenas de como fez o script... se inovou.. se foi mais longe...

agora a cena de intrusão é outra história... tendo em conta o nivel da segurança actual as intrusões ficarm agora fora do alcançe da maioria e fica só ao alcançe dos "Iluminados"

mas ser hacker é um estado de espirito e não têm só a ver com as intrusões...

sejam HACKERs... tragam esperança a este planeta tãi lindo e que coore perigo por causa de uns AGARRADOS ao dinheiro que até vendem a mãe para trafico de sexo...

TeckV

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno suberbo a matemática.

hmmm acho que confundes geek com nerd.. mas pronto ^^

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno suberbo a matemática.

hmmm acho que confundes geek com nerd.. mas pronto ^^

Digamos que um nerd é um geek. É que a diferença na prática não é assim tão extensa...

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Um nerd tem lá dentro um geek, o geek é que não é um nerd.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

nah nah :)

um geek é que tem o nerd cá dentro.

o nerd, de geek não tem nada ^^

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Um texto muito bom na minha opinião. Conheço alguns casos de pessoas assim e vejo algumas das características descritas em mim mesmo.

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno suberbo a matemática. O conceito de geek evoluiu bastante desde o início dos anos 90. Eu considero-me um geek e um pré-hacker. Sim, um pré-hacker pois tenho curiosidade em relação ás novidades que leio, pois investigo termos que não conheço, pois gosto que me ensinem coisas novas.

De geek para hacker ainda existem diferenças significativas. Serei um hacker quando conseguir modificar o código de algumas aplicações (oops...já o fiz....sou um hacker  :biggrin:).

Mais uma vez, grande post. :)

consegues modifikar o codigo de um programa já feito? num executavel??

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Um texto muito bom na minha opinião. Conheço alguns casos de pessoas assim e vejo algumas das características descritas em mim mesmo.

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno suberbo a matemática. O conceito de geek evoluiu bastante desde o início dos anos 90. Eu considero-me um geek e um pré-hacker. Sim, um pré-hacker pois tenho curiosidade em relação ás novidades que leio, pois investigo termos que não conheço, pois gosto que me ensinem coisas novas.

De geek para hacker ainda existem diferenças significativas. Serei um hacker quando conseguir modificar o código de algumas aplicações (oops...já o fiz....sou um hacker  :biggrin:).

Mais uma vez, grande post. :)

consegues modifikar o codigo de um programa já feito? num executavel??

Não vamos entrar nesse tipo de questões pois teríamos perguntas intermináveis. :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

lol yah, temos de seguir o tema do fórum, programar, e legalmente :)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

temos aqui um belo exemplo de porque é que um ser com o potencial do humano não atinge mais que uma existencia sub humana...

alguem disse uma das mais bem conseguidas frases que ouvi...

A Filosofia é importante no que diz respeito ao desenvolvimento do espírito crítico, mas mais importante que a Filosofia são os erros que vamos cometendo. Existem as pessoas que cometem erros e que ao serem corrigidas, admitem e aprendem com os erros e existem as pessoas que cometem erros e ao serem corrigidas se revoltam e voltam a cometer os mesmos erros. Pela pouca experiência que tenho, o primeiro género de pessoas são aquelas que realmente conseguem vingar na sua área, sendo que as outras passam a vida a lutar por algo que vai contra a maré: perdem possíveis amigos, perdem novos conhecimentos, fazem figuras de parvos.

mas alguem comentou isso? não... seguio-se um debate... cerraram-se filerias sobre o que é um  geek o um nerd... perdeu-se o totalmente a mensagem... algo que se repete constantemente...

perdemo-nos constantemente...

por isso 200 000 anos de evolução não deram em nada... o homo sapiens sapiens nada traz de novo em relação ao homo habilis... aliás... suspeito  até que perdemos humanidade- evolução inversa

temos de inverter a inversão... anulando-a (- com -)=+

para mim o homem ainda nem sequer iniciou a sua humanidade...

quando começará?  [tou curioso para ver o que será um ser humano... o potencial deixa.me de agua na boca]

LIBERTEM O SER HUMANO QUE HÁ EM VÓS - VOU FICAR SUPREENDIDO PELA POSITIVA

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

nerd é aquele men, quase totalmente obcecado por algum tema desde banda desenhada a informática

é caracterizado por perder algumas das suas capacidades sociais e por perder a noção de "moda" (não no sentido de "estar na moda" mas sim de saber vestir-se decentemente. (e não tou a falar de cor de rosinhas nem de fatinhos com gravata.. estou a dizer vestir-se como uma pessoa normal) (já sei que vão dizer "ah porque eu gosto assim e tal" e não é verdade. eles perdem mesmo a noção das coisas))

o geek é parecido com o nerd. também é parcialmente obcecado por alguma àrea mas mantém as suas capacidades sociais totalmente ou quase totalmente.

não se esqueçam que o geek dos anos 80/early 90 não é o mesmo do geek de hoje. hoje em dia, geek é quase que um elogio, para algumas pessoas mais inteligentes. há outras que ainda (por mais incrível que pareça) não sabem nem o significado original  ^_*

quanto ao que disseste, teckV, eu gosto de discutir. eu passo horas na escola a criticar tudo e todos nos meus intrevalos, nos furos. às vezes passamos os três blocos da tarde a bater sempre na mesma coisa até chegarmos a alguma conclusão, ou mesmo nenhuma.

só que eu não gosto muito de discutir cenas a partir da net, compreendes? será porque a maior parte das vezes me enterro? também. mas principalmente porque quando discuto gosto de estar 100% em cima do assunto porque assim não percoo raciocínio. como ainda não tenho ideias bem definidas de tudo, se venho para  aqui discutir coisas, uma vez vou dizer uma coisa, da outra sou capas de defender outra coisa completamente oposta.. :)

compreendes-me?

por acaso posso dizer que me enquadro na àrea dos que se corrigem depois de cometer um erro.

acerca disso tenho também uma opinião a dar. notei, ao longo do tempo, que a pessoa que comete o erro e não o quer corrigir tem sempre alguém a dizer-lhe "isso está mal. não sejas casmurro". sim, esses são os que ficam mais stressados porque têm sempre aquele "chato" que lhe está a tentar chamar À razão. ele como não cai sobre si, simplesmente fica sempre a bater com a cabeça mesmo ao lado do prego.

aquele que erra mas logo a seguir, quando lhe dizem que isso está mal, corrige e não fica tão cansado com aquela cena "está mal. não sejas casmurro"

entendem? ou nem por isso :S :)

:=)

e mais outra coisa

por isso 200 000 anos de evolução não deram em nada...

não sei se já ouviste falar na civilação dos drádivas.

eles eram um povo (por sinal, grandezito) que existiu há 6000 anos atrás no vale do indo.

há provas científicas. não estou a inventar. podem procurar e encontram provas arqueológicas que eles existiram.

bom, esse povo, os drádivas, há 6000 anos atrás tinham cidades enormes, com canalização com tratamento das àguas, ordenamento do território (coisa que muitas cidades de hoje em dia só têm há coisa de 10 anos, não tenho a certeza), casas com 3 andares (o rés do chão estava vazio; servia para as pessoas não serem atacadas pelos animais selvagens (eles não atacavam os animais)), e acho que eram budistas ou hindus, não tenho bem a certeza.

o que aconteceu aos drádivas?

chegaram os arianos, e viram um povo MUÍSSIMO superior a eles

o que lhes fizeram?

arruinaram completamente as cidades deles.

os drádivas não tinham qualquer tipo de armas. viviam todos numa democracia de gente inteligente..

hoje ainda há alguns vestígios de famílias de drádivas. sabem onde?

nunca ouviram falar de uma classe social, na índia, que não tem DIREITOS NENHUNS?

é um tipo de pessoas que estão no meio das ruas da índia. qualquer pessoa que passe por eles, tanto pode darlhe de comer como lhe pode dar toda a porrada do mundo que não é ilegal.

portanto, às vezes, nós até tentamos evoluir. mas, por um lado, os humanos têm medo do que desconhecem (felizmente, hoje em dia já não há tanto este problema). por outro há sempre interesses por parte dos mais poderosos. e isso impede muita da evolução.

my opinion :) hope you like it ^^

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

geeks.jpg

enfim, acho que o termo geek, tal como o de hacker, é sempre mal interpretado....

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

deixem-se dessas coisas de termos tipo geek, nerd... o caraças... há pessoas que são apixonadas pela informática (como há apaixonados por muitas outras areas diversas) e pessoas não apaixonadas pela informática..

sinceramente sou cromo da informática mas se me vissem na realidade se calhar nunca associavam a minha imagem a isso.. uma coisa é a imagem de uma pessoa e outra coisa são as suas paixões ( isto porque tou farto de ser assicioado a putos de óculos sem vida social que apenas conseguem ter um dialogo com o pc [esta ultima cena até... pois.. em frente])

mas escrevi este post por um motivo bem diferente...

fico muito contente por estar a ver acontecerem coisas interessantes neste forum e temos aqui pssoas sem duvida muito interessantes a contribuirem com os seus conhecimentos para a comunidade...  muito fixe... isto está a acontecer...

acho até que podemos começar a pensar num forum tipo "IDEOLÓGICO"...  a tecnologia para o fazer já temos... se alguem quiser dizer algo a cerca disso...

o thranduil conseguiu "continuar" o meu pensamento de uma forma brutal (o poder da comunnidade a trabalhar no mesmo sentido)

o que aconteceu aos drádivas?

chegaram os arianos, e viram um povo MUÍSSIMO superior a eles

o que lhes fizeram?

arruinaram completamente as cidades deles.

os drádivas não tinham qualquer tipo de armas. viviam todos numa democracia de gente inteligente..

esta frase RESUME A HISTORIA DO SER HUMANO DE UMA FORMA BRUTAL... parabens thranduil   passaste-me a bola depois de um driblo excelente...

hoje estamos a viver algo muito identico... temos pessoas (a comunidade informática por exemplo) a desenvolver, a investigar, a melhorar, a ajudar, enfim... e temos um bando de criminosos de baixo nivel, marginais filhos de uma tia (a mãe morreu de desgosto quando soube que estava gravida de tais seres) a destruir tudo com a força das armas... adivinhem de quem tou a falar...

QUEM É ELE... QUEM É ELE.. QUE TÊM UM NEGOCIO BRUTAL DE ARMAS E PETROLEO E GANHA FORTUNAS COM AS GUERRAS E QUE TÊM PODER DE FAZER GUERRAS PARA VENDER MAIS ARMAS E PETROLEO E CONSEGUIR O PETROLEO DE GRAÇA PARA O LUCRO SER ALUCINANTEMENTE GRANDE?

ADIVINHARAM...

a questão é meus amigos...

QUE RAIO DE LUSITANOS SOMOS NÓS QUE NÃO FAZEMOS NADA PARA PROTEGER A NOSSAS MULHERES DESTES CRIMINOSOS COMUNS?

LEMBRAM-SE DO FENOMENO NAZI? O QUE ACHAM DA IDEIA DA VOSSA NAMORADA SER VIOLADA POR UM SOLDADO AMERICANO ENQUANTO VOÇES CAVAM A COVA ONDE VÃO SER ENTERRADOS?

LEMBRAM-SE DO FENOMENO NAZI? O QUE ACHAM DA IDEIA DA VOSSA NAMORADA SER VIOLADA POR UM SOLDADO AMERICANO ENQUANTO VOÇES CAVAM A COVA ONDE VÃO SER ENTERRADOS?

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Resolvi meter a minha colherada correndo o risco de ter por aqui uma teimasinha :) defendendo alguma posição politicamente incorrecta ou indo contra as ideias que alguns aqui expressaram.

Antes de mais, quero contribuir com excelentes ensaios do Paulo Graham:

- Why Nerds are Impopular

- Revenge of the Nerds

- Hackers and Painters

- Great Hackers

E já agora, aconselho o livro onde estão muitos dos seus ensaios, incluindo os supra citados: Hackers and Painters: Big Ideas from the Computer Age

Voltando à vaca fria. O texto inicial é engraçado mas tem de ser contextualizado. O texto é "made in hollywood" com uma pitada de romantismo para desculpar as acções dos crackers.

Normalmente há muita confusão entre hacker e cracker e, para ajudar, a comunicação social gosta de chamar hacker a qualquer coisa que envolva falhas de segurança.

A verdade é que o hacking não é exclusivo da segurança e um verdadeiro hacker é alguém que se interessa por algo e domina esse algo a um ponto que a maioria nem sequer sonha, tem orgulho nisso e não se esconde atrás de um qualquer nick para esconder a sua actividade.

Depois há os crackers, pessoas em tudo identicas aos hackers, mas devido ao uso ilegal que fazem das suas capacidades escondem-se atrás de um nick.

Por fim há os "wanna be" crackers, que são normalmente putos que se acham mais espertos do que a maioria mas a verdade é que a sua "expertise" se resume ao uso do rato num Windows XP, de preferência pirateado, e de aplicações construídas por hackers ou crackers para explorar falhas de segurança. Estes putos "wanna be" estão, tipicamente, interessados em roubar cartões de crédito para comprar coisas na net, não sabem sequer como funcionam os programas que usam e gostam apenas de aparecer em reportagens no telejornal das 8.

Um hacker, por definição, não é alguém que luta contra ideiais políticos ou contra "interesses instalados do capitalismo" ( :) agora parecia o Jerónimo a fazer um discurso na assembleia :)). Muitas vezes é exactamente o contrário. Um hacker faz uso dos seus conhecimento e usa esses conhecimentos para ganhar dinheiro, de forma legal, vendendo serviços de consultoria ou vendendo uma aplicação que resolve um determinado problema que lhe é conhecido e "simples" mas que é complexo para a maioria das pessoas.

Querem exemplos de hackers extremamente bem sucedidos na vida? Steve Jobs e Steve Wozniac: Apple MacIntosh. Nasceu exactamente do facto de ambos serem hackers e explorarem a sua paixão ao limite. O Linus é outro hacker, que por compreender bastante bem o panorama dos SOs lançou um SO que foi uma lufada de ar fresco. Lary Page e Sergey Brin, o PageRank é fruto de muito hacking. E estava a esquecer-me de outro grande hacker, o Richard Stalman. Todos eles são conhecidos, ganharam, e ganham, imenso dinheiro com isso e não têm, que se lhes conheça, nenhuma vertente política, embora seja discutível se o Linus tem alguma luta contra o capitalismo, que, sinceramente, não creio. Quanto ao Stalman, esse sim é talvez a excepção à regra. Se bem que há que ter em mente que "free as in freedom of speach, not as in free beer", ou seja, o homem necessita e quer dinheiro, pois também tem de viver.  ;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

temos pessoas (a comunidade informática por exemplo) a desenvolver, a investigar, a melhorar, a ajudar, enfim... e temos um bando de criminosos de baixo nivel, marginais filhos de uma tia (a mãe morreu de desgosto quando soube que estava gravida de tais seres) a destruir tudo com a força das armas... adivinhem de quem tou a falar...

QUEM É ELE... QUEM É ELE.. QUE TÊM UM NEGOCIO BRUTAL DE ARMAS E PETROLEO E GANHA FORTUNAS COM AS GUERRAS E QUE TÊM PODER DE FAZER GUERRAS PARA VENDER MAIS ARMAS E PETROLEO E CONSEGUIR O PETROLEO DE GRAÇA PARA O LUCRO SER ALUCINANTEMENTE GRANDE?

ADIVINHARAM...

a questão é meus amigos...

QUE RAIO DE LUSITANOS SOMOS NÓS QUE NÃO FAZEMOS NADA PARA PROTEGER A NOSSAS MULHERES DESTES CRIMINOSOS COMUNS?

LEMBRAM-SE DO FENOMENO NAZI? O QUE ACHAM DA IDEIA DA VOSSA NAMORADA SER VIOLADA POR UM SOLDADO AMERICANO ENQUANTO VOÇES CAVAM A COVA ONDE VÃO SER ENTERRADOS?

LEMBRAM-SE DO FENOMENO NAZI? O QUE ACHAM DA IDEIA DA VOSSA NAMORADA SER VIOLADA POR UM SOLDADO AMERICANO ENQUANTO VOÇES CAVAM A COVA ONDE VÃO SER ENTERRADOS?

tens muita razão.

neste momento, as coisas chegaram a uma proporção astronómica.

os americanos quase que controlam todo o mundo. poucos são os países que não são muito influênciados pela hipnose constante por parte americana. exemplos são a suíça, a noruega. e estou a falar de gerações anteriores. porque apesar da excelente educaçao que eles lá têm, apesar da excelente mentalidade que eles têm, nem tudo é impenetrável.

a rapidez com que os americanos estão a entrar na mente das pessoas está a crescer de ano para ano.

basta veres uma simples série de espias da CIA que ficas logo "ena pah, os americanos é que são os gajos bons!" "caramba, quem me dera ir para a america" "america rocks"

é triste ver gente a crescer pensando que aquela.. "república democrática" (sim, porque eles são totalmente controlados) é venerada por uma grande parte da população, especialmente a juventude.

bom, já escrevi um pouco. vou para o yoga e prometo que vou pensar um bocado mais sobre isto ^^

[] teckV (és o meu ídolo x=D joking :P idolos é para cromos ^^)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Olás,

Recordo-me bem de ter lido, há já alguns anos, esse manifesto. E de alguma forma tocou-me cá no intimo, não sei a que profundidade, mas o certo é que disse para mim mesmo que a pessoa que eu era, ou que queria ser, tinha de ser um Hacker. Hoje já não sei bem e perdi um pouco essa necessidade de identificação com o mundo estabelecido. Mas para já, Hacker informatico sei que não sou.  :P


public Function Mundo_Estabelecido() As Boolean
       Const POLITICA =  "Muitas"
       Const RELIGIAO =  "Muitas"
       Const ENSINO = "Muitos"
       Const CONHECIMENTO = "Muito"
       Const PESSOAS = "Muitas"
       Const IDEIAS = "Muitas"

       '(...)

       Dim eu() as String
   
       Redim eu(90000000000000000000000000000000000000001)

       Mundo_Estabelecido = FALSE

End Function

Perceberam a ideia??  :P

Mas o que gostaria de comentar e que considero que seja o mais importante que esse manifesto me transmitiu e, que me parece que ainda não foi mencionado, foi o seguinte:

Mine is a world that begins with school... I'm smarter than most

of the other kids, this crap they teach us bores me...

(...)

"No, Ms. Smith, I didn't show my work. I did it in

my head..."

(...)

You bet your ass we're all alike... we've been spoon-fed baby food

at school when we hungered for steak... the bits of meat that you

did let slip through were pre-chewed and tasteless. We've been

dominated by sadists, or ignored by the apathetic. The few that

had something to teach found us willing pupils, but those few

are like drops of water in the desert.

Para mim estas passagens salientaram-se das restantes. A questão a que me refiro é a da educação. A aprendizagem por tentativa e erro, sem um professor a nosso lado a corrigir-nos, mas apenas a nossa cabeça a funcionar, a pensar sozinha perante o computador que nos entrou pela sala de estar adentro. A culpa de existirem hacker's é da educação. Tem-se desaprendido essa grande caracteristica do ser humano que é o prazer de investigar por ele proprio, de o fazer caminhar pela sua propria mão. A papinha que nos é dada na escola não tem o mesmo sabor que a mesma papinha forjada pela nossa vontade de aprender, de querer descobrir o mundo que está feito e que se vai fazendo. Realmente há muito sadismo numa educação forçada.

Talvez um criminoso seja isso mesmo, um descobridor incompreendido.

Até há data as coisas que mais me apaixonaram foram aquelas que aprendi por mim mesmo. Penso que o mesmo acontece quando nos apaixonamos por pessoas.  :)

Não me ralo muito se o mundo é governado por um déspota, ou por uma assembleia representativa, se morrem milhoes de fome por razões aos milhares ou se meia duzia querem nadar em piscinas de dinheiro, desde que eu possa continuar a hackar a minha própria vida.

Mas às vezes todas essas Merdas deixam-me mesmo mal disposto. Mas tenho aprendido a controlar-me.

Saudações calorosas,  :cheesygrin:

ReDim.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Boas,

Um texto muito bom na minha opinião. Conheço alguns casos de pessoas assim e vejo algumas das características descritas em mim mesmo.

Esse é o fundamento do geek. Para se ser um geek não é necessário o uso de óculos, ser magrinho e um aluno soberbo a matemática. O conceito de geek evoluiu bastante desde o início dos anos 90. Eu considero-me um geek e um pré-hacker. Sim, um pré-hacker pois tenho curiosidade em relação ás novidades que leio, pois investigo termos que não conheço, pois gosto que me ensinem coisas novas.

De geek para hacker ainda existem diferenças significativas. Serei um hacker quando conseguir modificar o código de algumas aplicações (oops...já o fiz....sou um hacker  :biggrin:).

Mais uma vez, grande post. :P

consegues modifikar o codigo de um programa já feito? num executavel??

Boas

Raramente participo no fórum (my fault), mas desta feita resolvi debater este tema..

1º Gostaria de comentar esta observação, acho que abrir um executável e saltar-te um "codigozinho" :) de x86 e souberes o que fazer, não vai fazer de ti um hacker. Eu acho que o assembly é uma coisa muito pura, é ali aquele extremo que poucos percebem mas muitos mexem, tu para mexeres num asm nunca te interessa tudo o que lá tá, tens N coisas que vão puxar por ti, CRC checks, pointers das arabias que apontam a casa da tia inacia que não faz lembrar ninguém endereços de memoria que so falta terem la a tag OWNED, simplesmente vais onde precisas. Mas pronto não quero entrar por aí pois como ja foi referido anteriormente isto dá muito que falar.

2º Falando acerca do tema, acho que vivemos numa sociedade onde a vontade de saber, perde quando comparada com o acto de o fazer, ve-se diariamente um conflito entre os termos nerd e geek... Acho melhor esquecerem isso, cada um tem a sua analogia da sociedade em que esses individuos se inserem. Acho que é muito mais produtivo o pessoal se interessar pelo que vai fazer a diferença hoje em dia, procurar ultrapassar metas que ainda mais ninguém transpôs, e dizer ao mundo "eu criei".

Não percebo pq é que todos têm esse fetiche por "hackers" como eu costumo dizer, hackers é nos filmes... onde se vê invasão de "mainframes (lol)" em ambientes 3d que não fazem lembrar à maria cachucha. Tal como ja vos disse isto agora é a sociedade a moldar-se ao que vê. O que eu quero dizer com esta treta toda, é que quem sabe sabe e ta descansado da vida, exploram investigam, de alguma forma procuram falhas num mundo que não é perfeito, daí a eu achar que irem pelo caminho de "cracking" não  será o melhor caminho.

Vivam simples vivam bem, explorem, não se iludam pelo que "de maravilhoso os outros fazem", o mundo não é perfeito, temos de lutar para o estabilizar.

Keep it simple and stupid a velha sigla KISS :P, vou tomar mais atenção ao forum.

Fiquem bem e desculpem algum offtopic criado

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Querem exemplos de hackers extremamente bem sucedidos na vida? Steve Jobs e Steve Wozniac: Apple MacIntosh. Nasceu exactamente do facto de ambos serem hackers e explorarem a sua paixão ao limite. O Linus é outro hacker, que por compreender bastante bem o panorama dos SOs lançou um SO que foi uma lufada de ar fresco. Lary Page e Sergey Brin, o PageRank é fruto de muito hacking. E estava a esquecer-me de outro grande hacker, o Richard Stalman. Todos eles são conhecidos, ganharam, e ganham, imenso dinheiro com isso e não têm, que se lhes conheça, nenhuma vertente política, embora seja discutível se o Linus tem alguma luta contra o capitalismo, que, sinceramente, não creio. Quanto ao Stalman, esse sim é talvez a excepção à regra. Se bem que há que ter em mente que "free as in freedom of speach, not as in free beer", ou seja, o homem necessita e quer dinheiro, pois também tem de viver.  :P

Errr.... o Linus não criou nenhum SO. O Stallman criou o projecto que tentou criar um, o sistema operativo GNU.

E duvido muito que o linus tenha entrado de livre vontade na cena do opensource... o seu kernelzeco nao ia a lado nehum se nao integrado no sistema operativo GNU.

Para se integrar no GNU itnha de aderir à sua filosofia... portanto acho que foi algo um pouco imposto...

O stallman ganha dinheiro? Epah... não sei... ele é o gajo que mais defende o opensource, e a unica coisa que eu o vejo lutar, é para que todos digam GNU/Linux, e não apenas Linux.

Fiquem bem;):P;)

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
E duvido muito que o linus tenha entrado de livre vontade na cena do opensource... o seu kernelzeco nao ia a lado nehum se nao integrado no sistema operativo GNU.

ya.. acho que foi a avó dele que o obrigou porque ele comeu os biscoitos dos gatos que ela encontrou nomercado num dia de chuva em que um gajo ficou a pe no carro e não foi ter com a namorada e ela foi com outro... e ele ainda anda à procura dela...

ya... acho que foi isso

Keep it simple and stupid a velha sigla KISS , vou tomar mais atenção ao forum.

desde já por mim te dou as boas vindas... a forma tipica de estar de quem mexe...

Não percebo pq é que todos têm esse fetiche por "hackers" como eu costumo dizer, hackers é nos filmes... onde se vê invasão de "mainframes (lol)" em ambientes 3d que não fazem lembrar à maria cachucha.

por acaso sempre me questionei sobre a cena dos filmes... mas é quase todos os  filmes... quando mostram cens de informática nunca mostram cenas que "existem"... nunca entendi a cena deles.. será que nehum deles já mexeu num computador? seja ele qual for... será assim tão caro pagar a uma gajo que percebe p+ara os ajudar nessas cenas?

será mais bonito??? blahahan jogos ainda piores que as maquinetas de bolso... entrar num sitema agarrado a um joystick? h3h3h3h33h

sempre me apeteceu dizer isto... foi agora

teckV

house of horus - neftis

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora