• Revista PROGRAMAR: Já está disponível a edição #53 da revista programar. Faz já o download aqui!

Jeronimus Linuxius

Scratch

4 mensagens neste tópico

No ano passado, o meu professor de Mecânica e Ondas apresentou um programa numa linguagem de programação para crianças chamada Scratch.

Já há tempos que estava para dar uma vista de olhos. Apesar de não ser muito útil para fazer programação "a sério", achei que a linguagem tinha uma certa piada, especialmente o paradigma do editor: contruir código como se fosse um puzzle.

Quanto à linguagem, acho que deve ser bastante útil para visualizar leis da mecânica "em acção". A biblioteca é baseada principalmente na manipulação de bocados de imagem e de som, e o kindof-IDE permite visualizar os sprites a mexerem-se enquanto o programa corre!

Dêem uma vista de olhos se tiverem tempo. Para escrever scripts, basicamente é arrastar as instruções do lado esquerdo para o lado direito, e encaixá-las como se estivessemos a utilizar um simulador de puzzle. Para correr o programa, clica-se duas vezes em cima do script.

JJ

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

A linguagem em si é quase igual às linguagens que conhecemos. Não me aprece assim tanto para crianças. O que é para crianças é o interface de utilização e o output (lá com o gatito).

Para não ser muito negativo, a minha opinão é que isto ainda está muito verde.

Tem lá um gatito que é direcionado para crianças de 6 anos mas depois tem logo instruções que fazem uso de um referencial cartesiano que só se dá quê.... aos 11 anos? Ainda que seja um conceito simples.

Para crianças propriamente ditas, acho que tem que ser uma coisa muito mais abstracta, por exemplo, coisas baseadas em jogos matemáticos ou assim, que façam com que a criança raciocine sem ter que recorrer a ferramentas de raciocinio quase nenhumas.

Para ciranças mais velhas, o gatito é estúpido e vai causar repúdio.

Mas é um começo.

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites
Tem lá um gatito que é direcionado para crianças de 6 anos mas depois tem logo instruções que fazem uso de um referencial cartesiano que só se dá quê.... aos 11 anos? Ainda que seja um conceito simples.

Enquanto comia há minutos uma fatiota de salame de chocolate, enrolada numa fatia de queijo flamengo... lembrei-me deste parágrafo. Ehehe!

Eu acho que não é preciso conhecer muito bem o conceito de referencial cartesiano para mexer com coordenadas cartesianas. De facto, acho até que, ao dar a matéria dos referenciais cartesianos, é provavelmente muito útil a pessoa já ter trabalhado com coordenadas cartesianas (mesmo que não saiba o nome delas).

Tal como tu disseste, é um conceito símples, e saber utiliza-la não implica saber o nome do conceito nem teoremas estranhos sobre referenciais cartesianos. Facilmente metes o sample a dar cambalhotas sem saberes a fórmula da norma.

JJ

0

Partilhar esta mensagem


Link para a mensagem
Partilhar noutros sites

Crie uma conta ou ligue-se para comentar

Só membros podem comentar

Criar nova conta

Registe para ter uma conta na nossa comunidade. É fácil!


Registar nova conta

Entra

Já tem conta? Inicie sessão aqui.


Entrar Agora